Brasileiro registra a ISS passando pelo Sol

Salvador Nogueira
Imagem obtida pelo astrônomo amador Leo Caldas revela a Estação Espacial Internacional passando à frente do Sol

A oportunidade de ver um evento celeste cria uma estranha conexão nossa com o cosmos, como fôssemos testemunhas de algo maior do que a própria vida. Foi assim que o astrônomo amador Leo Caldas, de Brasília, me mandou um relato curioso dos esforços dele de registrar a passagem da Estação Espacial Internacional (ISS) à frente do disco solar, no último dia 9 (quarta-feira). “Hoje tive uma prova de que o Universo muitas vezes conspira a nosso favor”, relatou Caldas, em mensagem ao Mensageiro Sideral pelo Facebook. O fenômeno duraria apenas um segundo, às 15h47, e nosso intrépido astrônomo amador saiu de câmera em punho por uma estrada a 45 km da capital federal para estar no local certo em que seria possível registrar a passagem. Tempo parcialmente nublado, as nuvens angustiavam Caldas enquanto ele aguardava o horário exato para apontar sua Canon SX50 (com zoom óptico de 50x), com um filme velado de raio-X à frente da lente para poder registrar a superfície solar sem estouro de luz. “Às 15h47, apontei e comecei a dar o zoom quando um grande caminhão passou e balançou a câmera que estava nas minhas mãos fazendo eu perder o foco”, relata. “Assim que o consegui de novo, pude reparar coo pode ser boa e efêmera a satisfação do dever cumprido.”

Confira o vídeo que ele produziu e me mandou.

Além da ISS, é possível ver algumas poucas manchas solares, fenômeno que foi objeto de estudo de Galileu Galilei, no século 17! Esse é um ótimo exemplo de como podemos participar dos acontecimentos celestes, mesmo sem grandes recursos. Quando pedi a Caldas autorização para divulgar o material dele, foi exatamente algo nessa linha que ele me disse. “Claro, inclusive para encorajar as pessoas que mesmo sem um equipamento de ponta podem tentar fazer o mesmo.”

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook

Comentários

    1. Caro Rene, ele usou, para minha alegria, uma Canon SX 50 HS, é uma super zoom, aquela que muitos fotógrafos profissionais não gostam, acham limitada por não ser uma DSLR. Parabéns ao Leo Caldas po tal façanha.

  1. Parabens!Só n consigo entender o seguinte, tudo bem que o sol esta a 150 milhões de km e o satelite milhoes de x + proximo, mesmo assim com o zoom e todas essas variaveis, para mim essa “iss” parece GIGANTESCA passando em frente o sol mesmo com o zoom e tudo que ja citei acima , as dimensões são extremamente absurdas como sabemos que o sol tem mais de 1 milhão de km de diâmetro e essa estação é ridiculamente pequena, como “ela” supostamente pode parecer tão GRANDE?Obrigado!!!!

  2. mesmo com o zoom e tudo que ja citei acima , as dimensões são extremamente absurdas como sabemos que o sol tem mais de 1 milhão de km de diâmetro e essa estação é ridiculamente pequena, como “ela” supostamente pode parecer tão GRANDE?Obrigado!!!!

  3. Saudações Mensageiro : )
    Salvador, por que a Estação Espacial deverá ser desativada antes de 2020? É questão de posicionamento orbital ou obsolescência dos componentes? Parabéns pelo blog e parabéns ao ao Caldas pelas imagens.

    1. Nenhum dos dois. Questão dos americanos não terem dinheiro para bancar e continuar desenvolvendo o veículo Órion e o foguetão SLS, tudo ao mesmo tempo. Depois os desconfiados perguntam por que nunca mais voltamos à Lua… 😛

      1. Mensageiro sideral… Não sei se minha ideia é de jerico ou pura ilusão… Mas se todos os países da Terra, inclusive USA, formassem um consórcio no sentido de montar uma tipo “NASA internacional” mais poderosa financeiramente falando, as pesquisas espaciais poderiam estar num patamar bem mais avançado e o beneficiado, em última análise, seria o homem que vive neste planeta Terra…Quando puder fale-me a respeito…

        1. Sim, Sergio. Poderiam. Veja que a Europa fez isso há muito tempo. Antes mesmo que houvesse a União Europeia, já havia a ESA (Agência Espacial Europeia).

        2. Sem querer soar piegas, mas como o assunto é a grandeza do universo, imagina se todas as nações do mundo se unissem para combater a miséria humana em suas mais variadas vertentes. Conquistaríamos o espaço e além ! É.. soou piegas 🙂

  4. Valeu a força Salvador!

    Depois da observação bem sucedida acima, resolvi acordar cedo hj (4:20am) para ver a ISS passando e quem sabe tirar umas fotos. QUE ESPETÁCULO, Exatamente na hora certa ( pelo site calsky) da minha janela no céu escuro apareceu do nada, (por estar tão alta, ela ficou iluminada pelo Sol invisível aqui embaixo) tão brilhante como Vênus e viajando a mais de 27mil km/h, a mais de 420km de altitude e é realmente muito interessante e diferente de tudo que já tinha visto. Quanto as fotos, esquece, impossível acompanhar a velocidade, ajustar o foco e tempo de exposição segurando a câmera na mão. Da próxima vez vou tirar foto dela apenas riscando o céu. Inclusive o pessoal do sudeste vai ter boas oportunidades amanhã e domingo de madrugada para ver o que vi hj! Abs!

    http://www.calsky.com/csrender.cgi?object=Satellite&number=3&obs=43546495873397&tdt=2456577.84188487&sat=25544&tracker=

    http://www.calsky.com/csrender.cgi?object=Satellite&number=3&obs=43546495873397&tdt=2456578.80853865&sat=25544&tracker=

  5. Muito legal… Gostaria de tentar o mesmo. É difícil descobrir como saber o horário correto para apontar a câmera??

    Com o site da NASA fora do ar, onde mais seria possível conseguir estes dados?

Comments are closed.