Cassini filma misterioso hexágono de Saturno

Parece nome de filme B de ficção científica, né? “O misterioso hexágono de Saturno.” Mas não é isso, é algo muito melhor: pura realidade científica. A sonda Cassini fez um precioso registro de uma bizarra formação atmosférica localizada no polo norte do planeta, famoso por seus anéis.

Imagem em cores falsas revela detalhes do polo Norte de Saturno
Imagem em cores falsas revela detalhes do polo Norte de Saturno

A foto obviamente usa o artifício de atribuir cores diferentes de acordo com a densidade de partículas que circulam pela atmosfera, o que permite visualizar os movimentos com mais clareza. Mas o hexágono é visível até em imagens que apresentam as cores reais do planeta, como nesta publicada recentemente pelo Mensageiro Sideral.

Saturno visto de cima, em mosaico de imagens da sonda Cassini
Saturno visto de cima; repare no hexágono no polo Norte

O hexágono é uma formação sem igual nos planetas do Sistema Solar. Há uma tempestade no centro dele, parecida com as da Terra, mas muito mais intensa — ela já perdura por décadas. Especula-se que a duração das tempestades se deva ao fato de que Saturno não tem um solo sólido e acidentado que ajude a conduzir e bloquear as correntes de ar, dissipando a tempestade. Sendo uma imensa bola de gás, ele tem fenômenos atmosféricos bem mais duradouros.

O hexágono em torno da tempestade, por sua vez, tem 30 mil km de diâmetro (não custa lembrar que a Terra inteira tem 12,7 mil km de diâmetro!), e é formado por um fluxo de ventos que viaja a 320 km/h! Vento soprando na velocidade máxima de um carro de Fórmula-1!

Animação mostra movimentação atmosférica no hexágono
Animação mostra movimentação atmosférica no hexágono

Embora já seja conhecido há tempos, o hexágono só está podendo ser bem estudado agora, pois é neste momento que o verão saturnino está começando no hemisfério Norte, permitindo que a região central dele — o polo — seja iluminada pela luz solar. Lembre-se de que Saturno está bem mais afastado do Sol que a Terra, e por isso leva 29 anos terrestres para completar uma volta. Um verão de alguns anos a cada 29. (Um ser humano vivendo em Saturno comemoraria, na melhor das hipóteses, três míseros aniversários antes de morrer. Por isso, os saturninos devem ser muito mais criteriosos na hora de escolher os presentes que querem ganhar!)

O pessoal da Cassini já está ansioso para acompanhar possíveis mudanças no hexágono durante o verão. E eles terão até 2017 para isso, data para o término da missão estendida da sonda. Ela já está operando em órbita de Saturno desde 2004.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook

Comentários

  1. Na creação dos Universos tudo é perfeito, porque é matemático. A geometria está presente em todo tipo de manifestação de Vida, desde um grão de areia até os Super Universos. “Deus Geometriza” Portanto! A linda imagem do hexágono surpreende pelo achado, mas é normal nos Universos creativos do nosso Pai, O Absoluto! O nosso Pai é Creador e nós Filhos criadores. Reverenciemos estes presentes lindos que tem sido a nós revelados, pelos instrumentos que viajam, fotografando na imensidão do Cosmos. Pax e Lux

  2. ´Misterioso´ é o típico termo pra dar manchete. Geralmente as explicações são sempre patéticas. Os cristais, por causa da sua formação molecular, são ricos em formas geométricas por exemplo.

  3. Tenho sessenta e quatro anos e desde minha infância observei as estrelas no céu noturno; só agora descobri o “Mensageiro Sideral”, e estou adorando! Nunca havia lido notícias tão interessantes e participação de leitores tão inteligentes! Estou aprendendo muito! Parabéns!!!M. Angelina ten Caten

  4. Boa tarde, Salvador.
    Em primeiro lugar, quero parabenizá-lo pelo
    seu blog, sempre atualizado e com informa-
    ções muito bem formuladas, em linguagem
    simples e coerente, como deve ser um Uni-verso Elegante ( brian Greene ). Tomei
    conhecimento do “Mensageiro Sioderal” em
    uma palestra sobre o Ison, que assisti aqui em BH, no Centro de Estudos Astro-
    nomicos de Minas Gerais. ( você foi citado
    várias vezes ) Sempre visito outros sites
    ” mais famosos “, NASA, Cosmoforum, etc.
    mas nem um é mais interessante que o seu. Só acho que você tem muita pacien-
    cia, ( eu passaria um pente fino nos
    comentários. Já coloquei o M S nos meus favoritos. è só clicar e já vejo sua foto.
    Vá em frente e muito obrigado.
    Evaldo

      1. Pois bem, falando em NASA e Mensageiro Sideral, escutem esta, digo, leiam:

        Estava eu navegando pelo site da NASA há umas duas semanas quando abriu aquele tipo de janela pedindo que eu avaliasse o site. Terminei de ler o que queria, mas como em outras vezes, não me agradou muito como eles montam o site, porque as informações são ordenadas de maneira confusa na minha opinião. Entrei na janela de avaliação e fui respondendo. Em um certo instante havia a possibilidade de preencher algo em um campo aberto de resposta; aproveitei e escrevi o endereço do Mensageiro como exemplo de site que costumo frequentar justamente pelo conteúdo direto, atualizado e com possibilidade de debate com o próprio autor. É claro que a NASA não poderia ter um site em forma de blog, mas ficou lá o exemplo de site informativo e agradável.

        Agora chega de rasgar seda pro MS senão daqui a pouco o cara estufa!

    1. Você está completamente errado. O ano saturniano dura 29 anos terrestres e ninguém viveria mais estando num planeta com uma duração de ano maior do que a duração no ano terrestre. Saturno não tem água cristalina na superfície, a cor azul do hexágono deve ser do metano tal como Urano e Netuno.

      1. Pois é, Geraldo. Por aí já dá pra ter uma ideia do nível de “desinteligência” dos que comentam aqui. E ainda querem tentar argumentar (com argumentos pífios, obvio), dizendo que o homem nunca foi à Lua e coisas assim.

        Rio muito.

  5. Eu analisei bastante essa foto. Não é uma formação natural, é artificial. Foi construída pelos Anunnakis. eles vieram no cometa ISON e construíram essa gigantesca cúpula hexagonal onde estão bilhões deles, preparando uma terrível invasão ao planeta terra. Cuidado, todo cuidado é pouco daqui prá frente. O ataque deles pode acontecer a qualquer momento!

    1. não, ao contrário do que se pensa existem muitos desafios tecnológicos a serem superados para poder viajar de um planeta a outro, principalmente quando estamos tentando viajar até um outro sistema solar.

      na minha opinião Star Trek mais atrapalha do que ajuda por mostrar uma visão muito simplificada e teatral do que poderia ser uma viajem espacial, apesar de ter alguns poucos filmes ou séries com estórias interessantes. Em geral erram grosseiramente porque ficaria sem graça mostrar como as coisas são no Espaço real e apelam para técnicas que permitam fazer o espectador entender o que se passa de modo mais leigo possível.

      no mundo real, bastaria a radiação emanada por planetas gasosos, Sóis e outros corpos celestes para matar a tripulação de uma espaço nave. Temos inúmera dificuldades para contornar e as enormes distâncias são uma delas, basta ver quanto tempo se passou até que a sonda Voyager1 conseguiu sair do nosso sistema solar e ainda viajando a uma tremenda velocidade:

      -Tempo que a sonda Voyager levou para sair do Sistema Solar: 36 ANOS
      -Um sinal de rádio leva quase 17 horas, à velocidade da luz para chegar a Voyager 1
      -Voyager 1 viaja a uma velocidade de 17 km/s (cerca de 60 000 km/h)
      -velocidade do som ao nível do mar é de 340,29 m/s ou 1.226,0 km/h

      e ainda existem mais desafios que a gente nem imagina.

  6. Mensageiro, perdoe me a digressão, mas me ajude com uma dúvida, por favor.
    Caso tivéssemos um super telescópio com o qual pudéssemos ver em detalhes um planeta e seus habitantes, digamos a 500 milhões de anos luz, estaríamos vendo eles agirem, mas na verdade eles estariam mortos? Na mesma situação, seria possível alguém que ainda não nasceu venha a ver tudo que estou fazendo agora?
    Abraço.

      1. Portanto, a hipótese de que mais de 90% do universo já acabou não está descartada. Só estamos vendo reflexos produzidos há bilhões de anos. O mundo acabou e ainda não percebemos! rsrs

        1. Não estamos vendo o agora, já, neste momento. Estamos vendo o que ocorreu bilhões de anos atrás. O paradoxo de Olbers talvez não tenha sentido.

      2. Interessante pensar nisso, filosoficamente, como se nossa vida fosse um filme gravado
        em um intervalo do tempo. Nesse caso, tudo estaria determinado no roteiro desse filme e nada pode ser mudado, pois se alguém, hipoteticamente, estiver nos observando há cem anos luz daqui, estará vendo o futuro de cada pessoa viva hoje que, em relação ao observador, ainda não conhece o próprio futuro. Aí, cabe um adendo ao título do seu BLOG: O que somos?

  7. Será?

    Pesquisadores simularam hexágonos e outras formas poligonais com um turbilhonamento de líquido dentro de um tanque em velocidades variáveis, sugerindo que o hexágono de Saturno pode ser uma esquisitice da mecânica dos fluidos de corpos em rotação. No entanto, a longevidade e estabilidade desta corrente de jato de Saturno vão deixar os cientistas coçando suas cabeças nos próximos anos.

    Especialistas acreditam que o formato foi criado a partir de ventos conhecidos como “correntes de jato”, correntes de ar velozes que acontecem nas camadas mais altas da atmosfera.

  8. Saturno é sem duvidas o planeta mais bonito do sistema solar, Salvador foi o ponto onde eles se formaram que tinha toda essa força gravitacional ou são esse gases mesmos responsáveis por toda essa força(dos planetas gasosos)? Como acontece esse “colapso”(formação desse tipo de planeta), porque não solidifica? Existia alguma divisão no material dos “pré-sistema solar”?

    1. Jonas, as regiões mais externas do Sistema permitem a presença de gelo, o que ajuda a agregar massa para formar os gigantes gasosos.

    1. Há modelos que explicam. Mas, claro, eles só podem ser confirmados se previrem mudanças observáveis. Por isso a importância de a Cassini continuar monitorando.

  9. Cara, estas imagens são tão admiráveis, que fiquei olhando uns bons minutos e só depois li o texto – ótimo como sempre.

    E falando em imagens, você não fotografa algumas coisas de astronomia não?

    1. Não, não tenho equipamento de astrofotografia. Me arrisquei a fotografar a conjunção Lua-Vênus uns meses atrás, com binóculo e um iPad, mas até agora foi o meu maior sucesso astrofotográfico. 😛

      1. huahuahua
        fiz a mesma coisa… mas usei uma filmadora Canon com tripé e zoom de 10x. As lentes dela são muito boas, mas não consegui ajustar o brilho… ou a Lua ficava estourada demais, ou Venus virava um pontinho sem expressão… Fotografar de verdade é coisa pra poucos…

  10. Salvador, sempre tive uma dúvida sobre os gigantes gasosos, eles possuem algum núcleo sólido? Seja rochoso ou pela compressão gigantesca dos gases?

    1. Já perguntaram… hahhaha isso que dá começar a escrever o comentário antes do almoço e se lembrar de publicar depois…

  11. Salvador, acabei ficando com uma dúvida aqui.

    Lembro de ter lido algumas vezes que na formação dos gigantes gasosos o que se acumula primeiro são rochas, só que a massa dessas é tão grande que, por gravidade, acabam atraindo grande quantidade de gás, por isso a formação destes planetas tão maiores do que a Terra, Marte, Venus e afins… sendo assim, em meio à essa imensa atmosfera, não existe nada sólido? Em nenhum lugar há um solo?

    Ou eu sonhei que li essa explicação? haha

    Abs!

    1. Não é algo confirmado, mas a teoria e essa mesmo. Mas o material sólido estaria tão fundo que pouca diferença faria…

    2. Eu acho que ja vi uma serie, ou um filme (sei lá, ainda era criança), onde foram a Júpiter e caminhavam em cima de uma especia de gelatina e, às vezes no meio dela. Ou seja, à medida quanto mais fundo, mais denso os gazes iam ficando até ficarem gelatinosos. É engraçado pensar assim, mas é pura ficção.

      1. Na verdade, conforme você afunda, os gases se condensam em líquido sim… rs
        O problema é que a essa altura você já seria esmagado pela gravidade. Aí é que está a divisa entre a fantasia e a realidade… 😉

          1. Acho que não, é pela gravidade mesmo, vc acabaria sucumbindo sobre o próprio corpo e sugados pelas profundezas do planeta, mas o Salvador pode explicar melhor.

          2. Na verdade, quanto mais próximo se está do núcleo de um gigante gasoso, maior é a atração gravitacional exercida por ele. Tanto sobre quem chega quanto sobre a vasta camada atmosférica ao redor. De forma que a atmosfera ali “pesa” muito, é verdade, mas pesa por conta da gravidade. Assim, no fim das contas, seríamos esmagados direta e indiretamente pela força gravitacional.

  12. Obrigado por compartilhar informações tão interessantes a respeito do universo. Imaginar situações tão superlativas é um exercício e tanto.

  13. Eu sempre achei saturno tão bonito e misterioso, e essa tempestade hexagonal é demais! Ótimo texto, Salvador.

  14. 29 anos terrestres para 1 ano em Saturno! Interessante… se os primeiros caras que a Biblia diz terem existido estivessem em Saturno, as idades que eles morreram seriam bem compatíveis! Mas ainda assim morreriam jovem para os padrões de Saturno… Rsrsrs…

  15. Mais um ótimo texto do Mensageiro! Bom humor e linguagem simples transformando complexas informações científicas em uma leitura prazerosa: eis a receita pedagógica do blog. A piada do presente de aniversário foi insuperável. Douglas Adams já se foi mas o próximo Guia do Mochileiro das Galáxias pode ser escrito por um brazuca (Salvador)!

Comments are closed.