Mensageiro Sideral

De onde viemos, onde estamos e para onde vamos

 -

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de 11 livros

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

A ressurreição do jipe Yutu

Por Salvador Nogueira

Depois de três dias, ele ressuscitou. Calma, estamos falando do jipe robótico Yutu, que só no terceiro dia após o amanhecer lunar deu sinal de vida. Chegaram a circular informações de que a missão seria encerrada, mas agora os responsáveis pelo programa espacial chinês confirmam que o rover está “desperto” e recebendo comandos do solo, além de enviar telemetria de volta à Terra.

Ele está vivo! Mas talvez danificado...
Ele está vivo! Mas talvez danificado…

A resistência do equipamento diante da adversidade (ele teve problemas para fechar seus painéis solares de forma a preservar o calor na fria noite lunar, que dura 14 dias terrestres) é mais uma grande vitória do programa espacial chinês e um “cala-boca” para todos que achincalharam a tecnologia do jipe e o chamaram de “xing-ling”.

Contudo, é cedo para comemorar. Os engenheiros ainda não sabem quão saudável está o Yutu. Com a falha no fechamento dos painéis, é possível que alguns instrumentos — notadamente sua câmera — tenham pifado. Se isso se confirmar, teríamos um jipe funcional, mas navegando “às cegas”. (Caso em que as imagens orbitais do Lunar Reconnaissance Orbiter, da Nasa, seriam uma ótima pedida para apoiar a missão… não fossem os americanos proibidos por lei de cooperar com os chineses.)

Outro problema que precisa ser resolvido é a falha que impediu o fechamento dos painéis. Uma das hipóteses correntes é de que a fina poeira lunar tenha produzido um problema mecânico. Certamente, os chineses se concentrarão nos próximos dias em identificar — e tentar resolver — esse defeito. E correm contra o tempo, pois em mais dez dias a noite novamente recairá sobre o Mare Imbrium.

“Agora que ele está vivo, tem uma chance de ser salvo”, diz Pei Zhaoyu, um dos envolvidos na missão, à agência de notícias Xinhua. Para a missão ser considerada um sucesso completo, o jipe ainda precisa sobreviver a mais uma noite lunar. O Mensageiro Sideral deseja toda sorte do mundo ao bravo Yutu.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook

Blogs da Folha