O passado molhado de Vênus

O planeta Vênus pode ter sido indistinguível da Terra em seu passado remoto, com oceanos de água líquida na superfície. É o que afirma David Grinspoon, astrobiólogo do Museu de Natureza e Ciência de Denver, nos Estados Unidos, que dedicou boa parte de sua vida a estudar esse mundo vizinho.

Concepção artística de como Vênus pode ter sido em seu primeiro bilhão de anos.
Concepção artística de como Vênus pode ter sido em seu primeiro bilhão de anos.

“Os dados ainda são frouxos o suficiente para permitir a opinião contrária, mas a maioria dos cientistas que analisaram todas as evidências e como elas se encaixam no que aprendemos sobre o Sistema Solar acredita que quase com certeza Vênus começou como um lugar úmido, muito parecido com a Terra – um planeta com oceanos mornos de água líquida.”

Hoje, Vênus é um inferno escaldante, com temperatura média de 460 graus Celsius. Mas cabe lembrar que, logo após o seu nascimento, o Sol era 30% menos brilhante. Portanto, havia menos radiação para esquentar o segundo planeta a contar do Sol. Embora a estrela parecesse ter o dobro do tamanho no céu venusiano se comparado ao que se vê na Terra, naqueles tempos o planeta não recebia muito mais energia do que nós temos hoje em nosso mundo.

Então, o que deu errado? Por que Vênus não conseguiu conservar sua água como a Terra? O planeta foi vítima de um efeito estufa descontrolado. Em algum momento, que os cientistas não sabem precisar exatamente qual, o crescente aumento de brilho do Sol iniciou um processo de evaporação dos oceanos.

Como se não fosse tragédia suficiente, Vênus a seguir perdeu toda essa água acumulada na atmosfera. No ar, vapor d’água está sujeito à ação da radiação ultravioleta do Sol, que quebra a molécula (H2O). De um lado, fica o oxigênio. O hidrogênio, muito mais leve, ao se libertar, acaba escapando para o espaço. Os átomos liberados de oxigênio se recombinaram para formar dióxido de carbono, e era uma vez a água venusiana. Mesmo que o planeta voltasse a resfriar, jamais teria seus oceanos de volta.

POSSÍVEIS VENUSIANOS
Por que não pensar que a vida pode ter evoluído no planeta vizinho enquanto seus oceanos estiveram por lá? É bem possível. Contudo, não há a menor hipótese de se buscar fósseis venusianos. Estudos da superfície mostram que ela é relativamente recente, com menos de 1 bilhão de anos de idade, renovada por um imenso surto de vulcanismo.

Nem tudo está perdido, contudo. David Grinspoon defende que talvez ainda existam formas de vida proliferando naquele planeta infernal. Onde? Na alta atmosfera.

Enquanto a superfície enfrenta temperaturas de 460 graus e pressão acachapante, nas altas nuvens de Vênus, a 50 km de altura, pode-se encontrar uma densidade atmosférica não muito diferente da terrestre ao nível do mar. A temperatura é de agradáveis 20 graus Celsius, e algumas medições revelam a presença de gotículas de água. Mais fresco que carnaval no Nordeste.

Grinspoon sugere que existam até evidências visuais dos micróbios. Ele aponta que há manchas misteriosas, complexas e estáveis na atmosfera de Vênus que são globais e que contêm faixas mais claras e mais escuras – potencialmente organismos fotossintetizantes flutuando nas nuvens, segundo ele.

O grande desafio para os supostos venusianos, na verdade, é manter um ecossistema inteiro somente nas nuvens. Na Terra, muitas criaturas são capazes de viver na atmosfera, mas em algum momento a vida nas nuvens interage com o que acontece nos oceanos ou na superfície sólida. Se de fato for possível manter criaturas vivas e se replicando somente na alta atmosfera, exiladas para sempre do solo de seu próprio planeta, Vênus é candidatíssimo a abrigar vida. O duro é ir lá buscá-la.

livro-mini


Este artigo foi adaptado de um trecho do meu novo livro, Extraterrestres: Onde eles estão e como a ciência tenta encontrá-los, já à venda nas bancas e livrarias.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook

Comentários

  1. Salvador, boa tarde.

    Tem alguma estimativa de tempo em que levou o planeta do estado liquido e fresco para o extremamente quente e seco ? rs

    1. Ninguém sabe. Como Vênus é geologicamente ativo, não restam sinais de sua história pregressa na superfície.

  2. Venus esta onde nao deveria estar, sua rotaçao travada, mostra que ele foi freado, como?. Venus era Binario com Marte, amobos tinham vida, Venus mais aquatico e Marte mais glacial, um gigantesco Asteroide trombou com Venus, a prova viva, ainda ta lá, Deimos e Fobos, eles nao sao Luas, assim, Venus e Marte perderam suas atmosferas, tudo evaporou. Venus saiu errante, foi freado pela gravidade da Terra.

    1. Sergio, tá tudo meio esquisito aí. Sim, Vênus tem uma rotação muito lenta e retrógrada e, sim, isso pode ter sido causado por um impacto gigante durante sua formação (do mesmo naipe que produziu a Lua na Terra). Mas isso não tem nada a ver com as luas de Marte. E essa história de Vênus errante freado pela gravidade da Terra não tem nada a ver…

    2. nossa, e qual foi o grande profeta da antiguidade que conseguiu visualizar tudo isto com tantos detalhes? 🙂 quer dizer, neste caso acho que é um antiprofeta, já que a capacidade visionária dele consegue chegar a bilhões de anos no passado, ao invés de ver o futuro… 😀

    1. Nada concreto, no momento. Um orbitador japonês falhou na inserção orbital, mas ainda pode ser recuperado. Fora isso, nada.

  3. Cara,sou admirador do seu trabalho,além das matérias que você posta,procuro vídeos do gênero no Discovery Channel,sou fanático por astronomia.Suas matérias são sempre esclarecedoras,de leitura fácil e cativante.Só lamento quando leio alguns comentários,isso mostra que muitas pessoas não tem a mínima noção do que estão escrevendo.Boa leitura significa conhecimento e cultura,mas muitos deixam a desejar nesse quesito.Um abraço,cara,q você possa continuar com suas matérias sempre oportunas.

  4. O valor de verdade de certas reivindicações, especialmente afirmações sobre a existência ou não existência de qualquer divindade, mas também de outras reivindicações religiosas e metafísicas, é desconhecido ou incognoscível.

    Pensa no seguinte…

    O mundo tem 5 mil anos
    A terra é plana
    Existe 2 bilhões de alienados no planeta

  5. Salvador, põe o livro disponível na Amazon, para o kindle, por favor! Não tenho mais espaço para livros em casa e decidi só comprar livros digitais. Tem coisa sua lá, manda mais esse! Abraços!

    1. Radoico, olha só, eu encho o saco da Abril diariamente! Não depende de mim! Eu também cansei de livros de papel e, salvo ocasiões especialíssimas, só consumo livro digital. Serei o primeiro a comprar quando eles colocarem na Amazon. Mas não depende de mim! 😛

      1. Valeu, Salvador! Como acho esse seu livro um desses casos especialíssimos… Vou pensar!

  6. Se o ser humano continuar a pensar que esta sozinho no Universo talvez ele nunca encontre nenhum outro ser inteligente mesmo, pois todos eles irão se esconder com medo de uma raça tão prepotente que é capaz de pensar tal coisa. No mínimo eles pensarão que tal raça iria tentar exterminá-los somente para confirmar suas próprias crenças infantis.

    Reparam que o tal Apolinário Messias só dialoga com o Salvador?

      1. Nem tanto, todos que tentaram algum diálogo com ele foram ignorados e só as respostas do Salvador tiverem alguma resposta. Penso que a intenção dele é desestabilizar o autor do blog ou fazer alguns leitores desistirem da ciência e irem para a igreja encontrar as respostas para tudo. Para estes caras, a Bíblia é igual aos almanaques que existiam antigamente, que pretensiosamente tinham respostas para todas as perguntas.

Comments are closed.