Fly Me To The Moon, China!

Como se diz “Fly Me To The Moon” em chinês? A sonda tecnológica C5-T1, lançada na última quinta-feira, já está contornando a Lua, a cerca de 60 mil km da superfície lunar, e mandou esta foto aqui.

Aquele planetinha ali ao fundo somos nós. À frente, o lado afastado da Lua.
Aquele planetinha ali ao fundo somos nós. À frente, o lado afastado da Lua. (Crédito: CAST/Divulgação)

Uau. A Terra ao fundo, nosso querido pálido ponto azul, com o lado afastado da Lua em primeiro plano. A espaçonave está testando tecnologias que, na próxima década, poderão trazer astronautas de volta do nosso satélite natural. Oficialmente, o projeto tem por objetivo pavimentar o caminho para o retorno robótico de amostras do solo lunar, marcado para 2017. Mas o fato de a cápsula ser apenas uma versão reduzida da usada na Shenzhou, nave tripulada chinesa, não deixa ninguém se enganar.

DICA: Você se interessa pelo tema da busca por vida alienígena? Clique aqui e baixe uma amostra grátis do meu novo livro, “Extraterrestres: Onde eles estão e como a ciência tenta encontrá-los”

Para a reentrada na atmosfera terrestre, marcada para o final desta semana, a nave usará uma técnica em que ela primeiro “quica” na camada superior de ar, perdendo velocidade, para depois fazer seu mergulho final e descer no deserto da Mongólia.

É emocionante ver a humanidade prestes a retornar à Lua, após quase meio século de ressaca pós-Apollo.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook e no Twitter

Comentários

  1. Caramba, enquanto o programa governamental da China vem demonstrando sucesso nos últimos anos (apesar do acidente que matou centenas em uma aldeia e foi encoberto pelo governo), na mesma semana em que a espécie humana volta à lua em suas mãos, dois acidentes ocorreram com naves “privadas” americanas… é, sinais dos tempos… 1 abraço

  2. Caro Salvador, é sempre um prazer ler os seus textos sobre astronomia e astronáutica. A respeito disso, eu gostaria que você explicasse o que foi exatamente o chamado sinal WOW!, captado na década de 1970 pelos radiotelescópios. Obrigado, e um grande abraço.

    1. Marco, eu me debrucei fortemente sobre o WOW! no meu livro “Extraterrestres”! O resumo da ópera é que ele ainda permanece não explicado e pode mesmo ter sido um sinal de inteligência extraterrestre. Uma das histórias mais interessantes da SETI, sem dúvida. Abraço!

  3. PARA OS QUE ACREDITAM QUE O HOMEM (AMERICANO) PISOU NA LUA:

    Os americanos dizem que pisaram na lua a mais de 40 anos atrás e hoje (29/10/2014) não consegue enviar um foguete com alimentos para os coitados que estão ali mesmo na órbita da terra. Precisam da ajuda dos camaradas russos.

    Volto a dizer se os americanos realmente tivessem ido à lua à 40 anos atrás… já teríamos lá uma colonia de férias, pensem 40 anos é muito tempo como a tecnologia mudou.

      1. Sem falar que praticamente lançam um foguete por mês, às vezes até dois, mas quando um no meio de centenas sofre uma pane, todo mundo grita “AH-HÁ! SABIA QUE ERA UMA FARSA”.

        Bando de débeis mentais.

  4. Só um comentário. Essa foto NÃO pode ter sido tirada quando a sonda estava a 60000km da lua.
    Nela a lua tem 330 px e a Terra 46px, ou seja 7,17x maior. Sendo que a Terra é na Verdade 3,66x maior que a Lua logo (7,17*3,66 = 26,24) ou seja a sonda deveria estar 26,24x mais perto da Lua que da Terra.
    Se a Terra está a ~380000km logo a sonda estaria a 14480km da Lua. Isso não quer dizer que a foto é falsa, apenas que os parâmetros divulgados foram errados. Certamente o valor de 60000km se refere ao apogeu da sonda e não o momento da foto!

    1. Acho que você tem razão. A China tem sido muito pouco transparente com a missão. Mas seu cálculo bate com a aproximação máxima da superfície lunar projetada pelos chineses…

    2. Depende de vários fatores como Field of View da câmera… pode mudar as perspectivas da imagem dependendo do foco.

      1. Se a foto não passou por nenhum processo posterior de ajuste e se os discos aparentes da Terra e da Lua não estão deformados é de se supor que podemos calcular sim as distâncias pelos ângulos gerados pelo disco da Terra e da Lua. O resultado obtido deve estar na ordem de grandeza correta.

  5. Salvador, Salvador, como dizem, uma imagem vale mesmo mais que mil palavras! Tanto que anda atiçando minha imaginação e fascínio por esse assunto!
    Eu estava vendo um vídeo de simulação da sonda Curiosity pousando e andando em Marte e pensei: a NASA compartilha os detalhes de todo o projeto da sonda, como os materiais usados, os esquemas, código fonte usado na programação, de modo que se alguém, vamos supor, criasse uma empresa pra tentar um projeto privado de sonda a ser enviada a Marte, eles pudessem usar grande parte do que já foi criado pela NASA sem ter que reinventar a roda? :O
    Qual sua opinião a respeito disso,? se estamos pensando em colonizar o espaço no futuro, imagino que todo conhecimento gerado nesses experimentos estão sendo disponibilizados livremente, ou tô errado? Fico imaginando: se for igual o programa espacial chinês, onde o mistério reina, seria uma lástima mesmo para nós se continuássemos nessa luta de China vs EUA vs Rússia vs Índia pra ver quem pode ser o melhor, não acha?

  6. As fotos das missões espaciais não contém estrelas porque os objetos banhados pelo sol como satélites, planetas etc. serem muito brilhantes e contrastarem muito com o fundo escuro do espaço sideral. As câmeras tem um alcance dinâmico limitado, e só permitem que se mostre os detalhes das superfícies destes corpos celestes. Mas, como o Eduardo explicou em um dos últimos comentários, dá para revelar algumas destas estrelas na edição sem adulterar a foto.

  7. Alguém pode me esplicar como a lua não possui o movimento de rotação????

    Como ela fica paradinha lá em cima sem movimentar nem um tiquinho em volta de si mesma???

    1. não podemos ver o outro lado da lua pq seu período de rotação sobre seu eixo é igual ao seu periodo de translação (em relação a Terra). Ou seja ela gira em torno dela mesmo na mesma velocidade q gira em torno da Terra. É mais ou menos isso.

    2. Mas quem disse que ela não tem??? O movimento de rotação é exatamente o que permite que a mesma face esteja sempre voltada para nós! Este movimento de rotação está sincronizado com o da Terra, num fenômeno chamado trava gravitacional.

    3. A Lua não fica parada, é que o tempo de rotação é igual ao tempo da translação em torno da terra. Por isso, sempre o mesmo lado fica voltado para a Terra.

    4. A lua tem sim movimento de rotação e translação!
      Entre no Google, digite lua, tem muita informação sobre o assunto e é interessante a parte técnica por quê a lua parece “parada”, más não está.

    5. Oi Rodrigo, a Lua tem movimento de rotação sim, mas o tempo que ela leva para dar uma volta sobre si mesma é igual ao tempo que ela leva para dar uma volta em torno da Terra (está sincronizada – em Inglês o termo é “Tidal locking”; em Português é “Rotação Sincronizada”). O que acontece é que devido a isso, a face que aparece para nós é sempre a mesma. Na página da Wikipedia em inglês há uma animação que mostra como isso ocorre; na versão em Português, mais pobre, não há animação, apenas um desenho estático e poucas explicações. Alguém daqui se habilita a complementar a Wikipedia em Português? 🙂

      http://en.wikipedia.org/wiki/Tidal_locking

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Rota%C3%A7%C3%A3o_sincronizada

    6. Bom….A lua tem movimento de rotação e é por isso que ela esta sempre com a mesma face voltada para a Terra.
      Faça simulação com a suas mãos ai…. se não nao girasse poderiamos (terra) ver todas as suas faces.
      Ela tem o que chamamos de Rotação travada, é a tendencia de todos os astros ao que me consta, a Terra um dia iria travar em relação ao Sol tambem, mas neste caso ela deixara de existir antes disso.

    7. Tem a ver com a gravidade que a própria Terra exerce na Lua, mas mesmo assim a Lua tem sua própria rotação, bem mais lenta que a nossa.

    8. è claro que a lua possui movimento de rotação. Se não tivesse esse movimento veríamos a outra face dela.
      Faça uma simulação com duas esferas.

    9. A Lua tem movimento de rotação sim, não confunda com o fenômeno da rotação sincronizada com o movimento de translação em torno da Terra. Se a Lua não girasse sobre si mesma, daqui da Terra veríamos todas as faces dela, iluminadas pelo Sol ou não, mas como vemos apenas uma face, a Lua tem que girar para isto acontecer.

    10. caro Rodrigo , a lua tem seu movimento de rotação sincronizado com o de translação ( ao redor da Terra ) , pelo fato dos tempos serem os mesmos apenas um lado ficará visivel a nós terraqueos , mas ela possui sim o movimento de rotação .

    11. http://en.wikipedia.org/wiki/Tidal_locking

      A interação entre a parte externa (digamos a crosta, oceanos ou atmosfera) e o que há no interior de corpos como um planeta e uma lua pode fazer com que a rotação de um ou de ambos os corpos desacelere até ser “freada” em relação à órbita dele em redor do outro.

      Mas em todo caso a Lua não está “paradinha” em relação à Terra. Ela tem um bamboleio que é o movimento da libração: http://pt.wikipedia.org/wiki/Libra%C3%A7%C3%A3o

    12. A lua tem sim movimento de rotação em torno de um eixo, mas ela está “travada” (“tidally locked”) com a Terra por conta da ação da força de maré (“tidal force”) ao longo de bilhões de anos. Assim, o período de rotação da lua em torno do seu eixo é o mesmo da translação dela em torno da Terra. O efeito aparente disso é termos sempre a mesma face da lua voltada para nós. Se ela não tivesse movimento de rotação veríamos a cada dia um pedaço diferente da lua, com ciclos de 27 dias.

      Na verdade, sendo mais preciso, por causa da libração da lua não vemos sempre os mesmos 50% de sua superfície, dá um pouco mais. Esse vídeo ilustra bem o efeito:
      https://www.youtube.com/watch?v=vC7odtQHoPc

    13. É por causa das forças de maré. Dá uma olhada no artigo de Tidal Forces na wikipedia (bem mais completo que o artigo em português)

    14. A Lua possui movimento de rotação sim. Mas é sincronizado com o movimento de translação em torno da Terra. Assim nós vemos sempre a mesma face virada para nós. É a chamada trava gravitacional. O lado mais denso da Lua fica virado para a Terra.

  8. Salvador, muito bela a imagem. O que me leva a pensar sobre as imagens do homem na lua. Como a gente sabe, lá também no fundo a gente não vê nenhum brilho de estrelas, seria o mesmo motivo da exposição muito rápida na hora de tirar as fotos? Mas eles também fizeram vídeos e pelo que vi também não vemos nada além do fundo preto. Nesse caso seria a posição deles na lua, o fato de lá não ter atmosfera e o ângulo da luz do sol que interferiu ou tô errado?

    1. No caso dos vídeos (e até mesmo dos astronautas, que reportaram ver poucas estrelas a partir da superfície da Lua) é o mesmo motivo que faz com que objetos que estejam na sombra de outros maiores não fiquem totalmente escuros: reflexão. Apesar de haver apenas um ponto de origem de luz (Sol) como todos sabemos (ou deveríamos saber), superfícies refletem a luz. Quanto mais clara e/ou em maior abundância essa superfície, mais luz é refletida. No caso da Lua, devido ao regolito ser acinzentado (claro), há uma reflexão muito grande, tornando a Lua praticamente um grande ponto de luz – inclusive é por isso que conseguimos enxerga-la no céu à noite, daqui da Terra. E quanto mais luz próxima do observador, mais difícil fica a observação de objetos que emitem menos luz, no caso, as estrelas.

      😉

    1. Li, e parei quando vc afirma que as lentes disponíveis eram só as 80 e 250mm.
      Todo mundo que se informou a respeito sabe que as lentes da superfície seriam as 60mm Biogon, cuja cada cruzinha da placa Reseau, que tinha o objetivo de medir distâncias angulares, tinha uma separação de 10,3º. (dados da NASA) http://www.hq.nasa.gov/alsj/alsj-reseau.html
      De posse desses números é só medir o tamanho da Terra, nessa foto por exemplo, http://www.hq.nasa.gov/alsj/a17/AS17-134-20471HR.jpg e verás que ela não pode ter o Tamanho que aparece. Ela na verdade está MAIOR que deveria! mais precisamente 2,32º – impossível, pois a Terra teria nesse dia 1,94º. Quanto ao resto do seu site, nem precisa né. 😉

  9. Prezado Salvador, teria essa foto em alta qualidade disponível para baixar e utilizar como plano de fundo ou na área de trabalho de computador?

  10. O Brasil não pode ser comparado com países que não tem sistema de previdência social (China) ou sistema único de saúde (EUA), sem contar a diferença de orçamento. Ainda não temos os recursos para a área espacial que estes países têm.
    A escolha que foi feita la atras foi usar a grana com problemas que estão mais próximos, mesmo não dando conta de resolvê-los rsrs

  11. perai, nesta foto nao da para aparecer as estrelas, ou nao existe estrela vendo a terra deste ponto, ta parecendo as fotos que tirou na lua sem estrela…

    1. Exatamente, Junior, e pelo mesmo motivo: O brilho da Lua é tão grande que para expor o sensor de imagens corretamente e não sobreexpor a foto, é necessária uma velocidade de obturador que não é suficiente para que o brilho das estrelas apareça.
      Para que as estrelas aparecessem nesta foto (ou nas fotos tiradas na Lua, como mencionou), a exposição teria que ser bem mais longa e tanto a Lua quanto a Terra apareceriam como duas manchas brilhantes e indistintas.

    2. A foto é falsa. A China combinou com os EUA. Tipo eu não conto seu segredo e você não conta o meu.

Comments are closed.