Dawn chega a Ceres, o planeta anão

A sonda americana Dawn entra em órbita do planeta anão Ceres nesta sexta-feira (6) e a pergunta que está na cabeça de todo mundo é: o que são os pontos brilhantes no interior de uma cratera vistos em sua superfície durante a aproximação? A Nasa já tem uma possível explicação, mas ainda aguarda imagens mais próximas para confirmar a hipótese. Tudo parece indicar que se trata mesmo de gelo exposto no fundo da cratera.

Concepção artística da sonda Dawn se aproximando de Ceres (Crédito: Nasa)
Concepção artística da sonda Dawn se aproximando de Ceres (Crédito: Nasa)

Claro, talvez isso seja menos emocionante do que uma base alienígena abandonada ou algo do tipo, mas trata-se de uma descoberta muito importante, caso seja confirmada: ela corrobora a desconfiança dos cientistas de que boa parte — uns bons 25% — da massa de Ceres seja água, a boa e velha H2O. Os pesquisadores especulam até que o planeta anão possa ter tido um oceano líquido no passado, a exemplo das luas Europa, de Júpiter, e Encélado, de Saturno, numa época em que Ceres tinha mais calor interno para derreter a água no subsolo. Hoje provavelmente não há mecanismo capaz de elevar a temperatura a ponto de liquefazer a água, mas nada impede que o maior dos membros do cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter tenha sido amigável à existência de vida nos primórdios da formação do Sistema Solar.

Espera-se que a chegada da Dawn não sofra nenhum contratempo. A manobra de inserção orbital é bem menos emocionante do que costumam ser as chegadas de espaçonaves a Marte, por exemplo. Normalmente, uma sonda é enviada da Terra em alta velocidade, com praticamente todo o impulso dado nos primeiros minutos de viagem, e então precisa disparar seus propulsores a toda potência na hora certa para frear e, assim, ser capturada pela gravidade do planeta-alvo, sem “passar lotada”. Mas não é o caso da Dawn, que usa motores iônicos para se deslocar por aí.

O lema de um motor iônico podia bem ser “devagar e sempre”, pois ele dá uma aceleração muito suave à espaçonave, bem inferior à dos foguetes convencionais, mas gasta bem pouco combustível, o que permite mantê-lo ligado por anos a fio. Depois de tanto tempo acelerando de pouco em pouco, a sonda acaba acumulando grande velocidade. E por poder permanecer manobrando ativamente no espaço, a aproximação de Ceres é feita de forma a praticamente equalizar as velocidades do planeta anão e da nave em suas jornadas ao redor do Sol. Assim, é muito mais fácil deixar que ela seja simplesmente capturada pela gravidade do astro, sem requerer uma brusca freada na reta final. O resultado é uma manobra sem emoção — que inclusive será feita num momento em que Ceres irá se interpor entre a Terra e a Dawn. O resultado é uma interrupção momentânea das comunicações, que só será restabelecida depois que a sonda já estiver em órbita.

As últimas imagens divulgadas pela Nasa ainda fazem parte das manobras de aproximação e representam apenas uma fração da qualidade esperada para o fim de abril, quando a Dawn estará na órbita certa para o início das observações científicas. A partir do momento da captura orbital, a sonda acionará seus motores iônicos para reduzir a distância entre ela e a superfície de Ceres a meros 13,5 mil km. Para que se tenha uma ideia, até agora, as melhores imagens foram obtidas a 40 mil km de distância.

Um mapa completo da superfície de Ceres feito pela Dawn, com os pontos brilhantes (Crédito: Nasa)
Um mapa completo da superfície de Ceres feito pela Dawn, com os pontos brilhantes (Crédito: Nasa)

E a qualidade também deve continuar subindo ao longo da missão científica, que deve ir até junho de 2016 e passará por quatro órbitas diferentes, cada uma menor que as demais. Na última etapa, a Dawn estará a meros 400 km do solo — mais ou menos a mesma altitude da Estação Espacial Internacional em torno da Terra. Depois que o trabalho estiver terminado, ela permanecerá em órbita de Ceres, desativada, por mais algumas centenas de anos.

O MISTÉRIO DOS PONTOS BRILHANTES
Mesmo sabendo que as imagens ainda irão melhorar muito, é impossível não especular: o que são os pontos brilhantes? “Eles são extremamente surpreendentes, intrigantes para todos”, disse Carol Raymond, cientista da missão, durante entrevista coletiva promovida pela Nasa no início da semana. “Seu brilho aparente estourou a escala.”

No momento, os pesquisadores trabalham com a hipótese de que possa ser um depósito de gelo e sais subterrâneo que acabou revelado pelo calor do impacto que gerou a cratera.

Uma hipótese alternativa, de que se tratasse de um fenômeno de criovulcanismo — um vulcão que expele água, em vez de lava –, não está descartada, mas também não está no topo da lista dos pesquisadores. “Um criovulcão resultaria em alguma formação de construção — algum tipo de deposição em torno do duto central, ou uma rachadura”, diz Raymond. “No caso dessa cratera, o ponto mais brilhante não está associado com uma formação de revelo positiva.”

Uma rotação completa de Ceres, planeta anão visitado pela sonda Dawn (Crédito: Nasa)
Uma rotação completa de Ceres, planeta anão visitado pela sonda Dawn (Crédito: Nasa)

Contudo, uma das coisas surpreendentes revelada conforme a Dawn registrou imagens de uma rotação completa de Ceres — um dia lá dura pouco mais de nove horas — é que o brilho dos pontos ainda se mantém depois que a cratera já entrou na sombra. Não seria essa uma evidência de que o relevo é mais alto ali? Raymond explica que os dados ainda não foram completamente calibrados e por isso preferiu não especular mais. “É surpreendente que possamos vê-lo no terminador [a faixa que divide o dia da noite]. Não temos informação sobre a inclinação do terreno. Então vou parar por aí.”

Uma das evidências que reforçam que o brilho vem mesmo de gelo de água é o fato de que a posição dos pontos é compatível com as medições feitas remotamente pelo Observatório Espacial Herschel, da Agência Espacial Europeia, que no ano passado detectou suaves emissões de vapor d’água emanando de algumas regiões de Ceres.

A solução definitiva do mistério, contudo, ainda está adiante de nós, conforme a Dawn inicia para valer seu estudo científico do misterioso planeta anão. Não saia daí!

NA TV: Mensageiro Sideral em dose dupla neste sábado (7)! Às 16h, na TV Cultura, não perca o primeiro programa da série “São Paulo Pesquisa”, que vai falar das bactérias que vivem dentro do corpo humano — num regime de convivência que nem sempre é pacífico, diga-se de passagem. E, a partir das 22h, no “Jornal das Dez” da GloboNews, faremos uma viagem a Ceres de carona com a sonda Dawn. Não perca!

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook e no Twitter

Comentários

  1. сайт дешевых авиабилетов в полет
    стоимость авиабилета хабаровск пекин
    самолёт до симферополя из москвы цены
    авиабилеты хаво йуллари в москве цена
    самолет новый москва новый уренгой

    [URL=”http://proexpertonline.ru/gde-mozhno-kupit-samolet.php”]где можно купить самолет[/URL]
    [URL=”http://proexpertonline.ru/aviabileti-onlayn-kazahstan-skat.php”]авиабилеты онлайн казахстан скат[/URL]
    [URL=”http://proexpertonline.ru/aviabileti-minvodi-moskva-zabronirovat.php”]авиабилеты минводы москва забронировать[/URL]
    [URL=”http://proexpertonline.ru/deshevie-aviabileti-london-moskva.php”]дешевые авиабилеты лондон москва[/URL]
    [URL=”http://proexpertonline.ru/aviabileti-chelyabinsk-moskva-kuban-aviakompaniya.php”]авиабилеты челябинск москва кубань авиакомпания[/URL]
    [URL=”http://proexpertonline.ru/moskva-oklend-aviabileti-cena.php”]москва окленд авиабилеты цена[/URL]
    [URL=”http://proexpertonline.ru/aviabileti-moskva-sheremetevo-rostov.php”]авиабилеты москва шереметьево ростов[/URL]
    [URL=”http://proexpertonline.ru/stoimost-aviabileta-rostov-na-donu-moskva.php”]стоимость авиабилета ростов на дону москва[/URL]
    [URL=”http://proexpertonline.ru/nalichie-aviabiletov-habarovsk-yuzhno-sahalinsk.php”]наличие авиабилетов хабаровск южно сахалинск[/URL]
    [URL=”http://proexpertonline.ru/deshevie-aviabileti-na-may-dlya-pensionerov.php”]дешевые авиабилеты на май для пенсионеров[/URL]

  2. Por favor, não publique: mudando um pouco de assunto, mês passado reiniciou suas operações o LHC com potencia em dobro de 12TEV, a procura de matéria escura. Gostaria de ver abordado isso pois me resta ver blog de um grande físico das particulas que trabalhou lá, muito famoso seu site, que acompanho os experimentos da particula de Higgs por lá ate o Nobel. Mas muito pouco visto aqui. Espero mais abordagens disso neste ano:

    http://profmattstrassler.com/

  3. Pra terminar essa discussão, que parece até aquela sobre se a cor do sabor do maracujá é azul, vou dar minha opinião e acabar com esse lero-lero: aquelas manchas brancas nada mais são do que o reflexo da iluminação de cidades superpopulosas, com suas ruas, avenidas, prédios etc. A mancha maior é de uma cidade do tamanho do Estado de São Paulo, com uma população de aprox. 10 bilhões de ceresianos, o que dá uma densidade populacional de quase 40 mil/ceresianos por km².

    Os ceresianos são baixinhos, da altura de chimpanzés, com braços curtos e pernas longas. Como todos os baixinhos, são invocados pra caramba!

    Abraços, Salvador, seu blog é espetacular!

    1. A sonda tá baixando de órbita. Só vão aparecer imagens um pouco melhores no fim de abril!

  4. [OFF-TOPIC]
    Tubo bem Salvador? Estou ajudando a divulgar o curso de Cosmologia do Observatório Nacional do Rio de Janeiro. O curso via EaD, tem inicio hoje!! O link http://www.astroaprendizagem.on.br/daed/. É um curso para leigos(não necessita nenhum conhecimento prévio). Caso tenha interesse(e tempo) para divulgar também 😉 Obrigado.

  5. Não existe nenhum indício para que possamos acreditar que se trata de algo relacionado a alguma forma de vida extraterrestre. Mas, a título de especulação, se fosse descoberto algo do tipo, creio em tempos de fundamentalismo religioso exacerbado, o governo americano teria bons motivos para divulgar. Seria um bem vindo auxílio para inspirar uma nova geração de cientistas

  6. Sem essa de Base ou Metal alienígena. É uma tremenda fissura na rocha que expõe a água em estado sólido. Houston… Houston… Não podemos esquecer, procurem, que nas décadas de 50 e 60, a sociedade norte americana fora totalmente alienada e manipulada pelo Governo através da Guerra Fria. Qualquer chuva mais forte ou roubos de Hamburguers era considerado coisa dos Soviéticos. Até hoje há um grande trauma, de um soviético ter orbitado a Terra primeiro que os norte americanos. Então não venham com essa que eles divulgam tudo. A Tecnologia Reversa é realidade, e se ela cair em mãos erradas já viu né. Guerra ao Terror!!! kkk

  7. Mas Salvador

    por quanto tempo você acha que a NASA conseguiria guardar segredo se encontrassem alguma coisa alienígena por lá?

  8. lá vem os caras com as pirações de civilização
    alienígena ,besteirol,talvez os alienigenas tenham esquecidos duas caçarolas lá,e agora a sonda tá pegando o reflexo.Aposto em gelo.Mas o q quer q seja vamos esperar a aproximação da nave.

  9. Achei interessante o que Emily Lakdawalla, da The Planetary Society, disse no Twitter (@elakdawalla – em 3 tuítes seguidos porque não caberia em um só):
    “From 1st science orbit, Dawn will still be able to fit all of Ceres in camera field of view. Will do 3 global ‎surveys at 3 latitudes. When Dawn gets into science orbit late April, pictures of Ceres will be ~760 pixels ‎across. Shiny spots will be clearer then. But shiny spots are not resolved in ~200pixel images, so even in ‎April they’ll be no more than a few pixels across. May have to wait longer! ‎”

      1. Cara isso foi uma piada ao nome do planeta anão que a parada da nasa tirou foto. O planeta chama CERES.

  10. Salvador, a respeito dos pontos brilhantes, a matéria ilustra que os pesquisadores trabalham com duas hipóteses: a) que possa ser um depósito de gelo e sais subterrâneo; ou b) que se tratasse de um fenômeno de criovulcanismo. Levando em conta a sua experiência e o nosso entusiasmo, você partilha dessa mesma opinião ou sugere alguma outra causa? Talvez alguma espécie de mineral.
    Abraço.

    1. Nunca vi nada igual, então realmente acompanho o relator nesse caso. Eles estão em melhores condições para chutar do que eu. 🙂

  11. Desde a primeira divulgação, a versão oficial já está definida, e sendo ela correta ou não, será gelo e ponto final. Quem detêm a verdade, pode fazer ela ser o que bem entender. E se tratando do universo, nunca podemos tirar nossa própria prova. Só podemos ver pelos olhos dos outros, infelizmente.

    1. Ainda não está confirmado que seja gelo, é a hipótese mais provável. Como diz o texto do Salvador, dentro de alguns meses a nave estará bem mais próxima e a análise do espectro dos reflexos poderão indicar que substância é com mais segurança.

      Ciência não é “decisão”, é experimentação. Os resultados dos experimentos é que trazem a confirmação das hipóteses.

      Como dizia Galileu Galilei, meça todas as coisas e aquelas que não puder medir diretamente, descubra como medi-las.

    2. “Só podemos ver pelos olhos dos outros, infelizmente.” André Z., não se deixe intimidar! Telefone para a Dilma e peça que ela libere uns US$ 500 bilhões sem necessidades de pedágios ou taxas para corrupção e use a grana para poder olhar pelos seus olhos. O Brasil sequer tem grana para entrar no conjunto dos telescópios do ESO, participar do grande colisor de Hadron, pagar as contas da Unesco, Tribunal Penal Internacional – Haia ou ainda e pior, as contas de água, energia elétrica, telefonia/internet do corpo diplomático no exterior. Nóis é pobre, mas nóis é limpinho e num temus pograma ispacial.

  12. Salvador, não teria uma maneira de reabastecer o combustível da sonda pra poder usa-la por décadas? Isso abaixaria o custo de fazer novas sondas com o mesmo propósito e sobraria dinheiro pra outras missões diferentes.

    1. Sai mais barato fazer outra sonda do que levar um tanque de combustível para abastecê-la por lá.

      1. Mas, Salvador, outras naves, com painéis solares, vão até mais longe e duram muito, lembre-se dos robôs em Marte, a Cassini em Saturno… A impressão que tenho é que deram mais importância à propulsão iônica, priorizando a leveza da nave, do que na sua durabilidade.

        1. Radoico, ela já está há 7,5 anos no espaço. A missão nominal vai ter mais um ano e depois, possivelmente, haverá extensão. Combustível pesa. E note que, mesmo havendo combustível para uma missão estendida, ela só vai acontecer se houver ainda o que estudar. Os instrumentos da sonda são os mesmos. Será que ela ainda terá o que descobrir com aquele conjunto de instrumentos? Será que valeria a pena ter mais combustível a bordo? Tendo dito tudo isso, a missão é de baixo custo para os padrões da Nasa e quase foi cancelada — foi resgatada do cancelamento pelo Congresso.

          1. Combustível, não! Fonte de energia.

            Normalmente uma missão é programada para ter fonte de energia suficiente para aquele propósito.

            Ou usando pelo caminho de uma fonte atômica ou utilizando do meio como painéis foto voltaicos.

            Acho que a engenharia não ia deixar passar um principio tão básico como “como fazer alimentação da sonda”

  13. Salvador, agora viajando bem longe…..e se fosse realmente algo alienígena? E supondo também que a NASA revelasse ao mundo? O que será que iria acontecer?

    1. Acho que ia ter uma corrida para levar astronautas até lá. E um frio na espinha de saber que outra civilização está/esteve no Sistema Solar. E o Apolinário Messias ia cometer suicídio, gravar e postar no YouTube. rs

      1. só sendo muito lelé pra cometer suicídio depois de uma prova irrefutável da inexistência de deuses já reconhecida por todos.

        Apolinário já sabe que deuses não existem, ele só tá fazendo média.

        pq não paro de rir, gente?????????

    2. Com certeza a NASA divulgaria isso ao mundo. Ela está lá para isso, buscar evidências de vida fora da Terra.

  14. Creio q ñ importa o q seja encontrado, será água em estado sólido, nada q seja metálico provando a existência de vida inteligente será divulgada por ninguém.

  15. Salvador, olá. E os demais pontos mais claros? Você já os observou? Nada é tão brilhante quanto esta dupla no fundo da cratera, mas existem inúmeros pontos mais claros na superfície. Não pode ser mais uma evidência de pontos onde existe gelo que reflete a luz? Abraço.

    1. Sim, sem dúvida! A grande questão é: por que esses dois são tão mais brilhantes? Será que são fruto de impacto mais recente? Será que são de natureza diferente? Será que os criovulcões podem voltar ao topo da lista? Aguardemos… 🙂

  16. provavelmente é gelo… mas se não for, logo, logo, vão dizer que a sonda dawn sofreu uma falha castastrófica e não vai mais poder enviar fotos…

    1. Não, com certeza a NASA divulgaria. Não divulgaram a hipótese de possibilidade de resquícios microbianos num meteorito de Marte? E o famoso caso do lago em que seres vivos usaram muito fósforo em sua estrutura, no lugar de carbono?

      Eram hipóteses que, parece-me, foram desmentidas depois (a do fósforo) e/ou consideradas inconclusivas (a do meteorito)… E foram divulgadas com estardalhaço pela NASA.

      1. Radoico, eu não iria tão longe. Micróbios em Marte não são controversos. Tecnologia alienígena em um asteroide? Aí vira questão de “segurança nacional”. Acho bem crível o cenário que vimos em “2001”. Uma vez achado o monolito, fizeram segredo e inventaram uma quarentena em Clavius… 🙂

      2. já que o pessoal quer acreditar que seja (imaginativamente) uma base secreta alienígena descoberta e que já não é tão secreta assim, então vamos imaginar que:

        > os aliens deixaram ali estrategicamente, e não por descuido, a base ou o que restou dela, para também ver se alguém chegaria até lá no momento em que nossa civilização teria tecnologia para isso;

        > precisaria descobrir a idade daquela base;

        > seria uma questão de segurança porque não há garantia de bondade dos seres até que tudo fosse estudado;

        > seria importante quebrar a questão da religiosidade ser tão desafeta à educação, afinal, um confronto com seres com tamanha tecnologia seria nossa completa aniquilação;

        > haveria uma corrida para estudar a base, isso é um problema se começarem a esconder fatos;

        > a tecnologia necessária para viajar entre planetas de outros sistemas solares é muito complexa, veja que a própria lua não foi colonizada como a ficção científica previa, a pouca atmosfera em Marte já dificulta muita coisa e pequenos detalhes vêm atrapalhando a ida até lá. Nossas sondas ainda não possuem inteligência artificial capaz de contornar problemas por conta própria, são os cálculos dos cientistas na Terra que salvam o operação quando dá certo. Para ter ideia da diferença de tecnologia entre os aliens que deixaram a base e nós, imagine encontrar o primeiro australopiteco ao passo que nós teríamos androides com inteligência artificial como no filme Prometeus.

        seria um grave questão de segurança também porque estamos muito atrasados e vulneráveis, não apenas cientificamente e belicamente, temos muitas questões não resolvidas, conflitos filosóficos, religiosos e uma tremenda carga de arrogância, ganância e cultura atrasada quanto à falta de igualdade. Lembrando do filme Contato (contact) houve um intenso debate religioso como se a religião superaria todas as necessidades para encaixar as peças faltantes do tabuleiro, esse tipo de “tapa buraco” não funciona, se não sabemos como fazer e os aliens foram lá e fizeram isso demonstra o quanto esse tipo de discussão nos atrapalhou em aprimorar nossa tecnologia para chegarmos na estação a mais tempo atrás. Será importante formar mais engenheiros nas diversas áreas para resgatar décadas de atraso tecnológico ou correremos grave risco com algo que pode facilmente nos dominar sem darmos conta.

        nossos problemas de guerras, fome, desigualdades etc, tudo isso precisa ser resolvido em conjunto. A corrupção, um mal desse país, teria de ser tratada com maior rigor, até com pena de morte para evitar que recursos para aprendizado fosse ainda desviado. Enfim, haveria uma tremenda necessidade de dura mudança na marra. Não dá para contar com a sorte como em filmes e esperar ver, a inteligência não significa bondade e nem a religião, ou não teríamos diversos tipos de religiões cultuando o mesmo tipo de divindade e ao mesmo tempo trocando farpas umas com as outras, muitas vezes até se matando.

  17. Pode ser a entrada para a colônia de insectóides, liderados pela Rainha da Colméia.
    Já predisse Orson Scott Card no livro “Jogo do Exterminador”.

    P.S. Hollywood não utilizou Ceres no filme para não gerar pânico, à pedido da Nasa.

    TGiF!

Comments are closed.