O próximo alvo da New Horizons

Salvador Nogueira

O martelo está batido. Após seu espetacular sobrevoo de Plutão, a sonda New Horizons visitará outro objeto do cinturão de Kuiper. Seu destino é o pequeno 2014 MU69, que orbita o Sol cerca de 1,6 bilhão de km além do sistema plutoniano. É basicamente uma esticada — a sonda já está a cerca de 5 bilhões de km da Terra.

Concepção artística da New Horizons visitando o 2014 MU69, em janeiro de 2019. (Crédito: Nasa)
Concepção artística da New Horizons visitando o 2014 MU69, em janeiro de 2019. (Crédito: Nasa)

Com cerca de 50 km de diâmetro, 0 2014 MU69 é um representante fiel da população de objetos residentes no cinturão. Segundo os astrônomos, é bem possível que Plutão tenha se formado mais perto do Sol, 4,6 bilhões de anos atrás, e só mais tarde ter migrado para a periferia do Sistema Solar. Já o 2014 MU69 parece ter sempre morado lá.

Com isso, o sobrevoo, marcado para acontecer em 1 de janeiro de 2019, oferecerá uma oportunidade única para investigarmos a natureza desse reservatório de objetos que residem além da órbita de Netuno e representa os restos do processo de formação dos planetas. Mas isso só se a Nasa topar bancar a parada.

Uma coisa é certa: a New Horizons vai mesmo para lá. A correção de curso exigida para a visita precisa ser feita a partir de outubro deste ano, e por isso foi necessário definir rapidamente o próximo objeto a ser visitado, de dois possíveis candidatos. Com a execução das manobras, é certo que a sonda passará pelas imediações do 2014 MU69. O que não sabemos ainda é se haverá financiamento para a equipe de solo planejar e depois colher as observações.

Trajetória prevista da New Horizons e a posição de alguns planetas anões famosos (Crédito: Nasa)
Trajetória prevista da New Horizons e a posição de alguns planetas anões famosos (Crédito: Nasa)

Isso significaria estender a missão da New Horizons por mais cinco anos — e pagar todo o pessoal envolvido durante o período. A agência espacial americana deve receber uma proposta formal para isso no ano que vem, submetida pelo Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, que gerencia o projeto. E a tendência, claro, é que seja aprovada. Pelo menos, essa é a coisa certa a fazer.

Caso a oportunidade não seja agarrada agora, não teremos outra igual tão cedo (não muitas espaçonaves costumam viajar para aqueles lados e, quando o fazem, demoram uma década para chegar lá).

Tanto é verdade que o pessoal da New Horizons teve de fazer uma força danada nos últimos para encontrar candidatos viáveis para a visita. Eles estavam procurando desde 2011, mas, só depois que conseguiram tempo no Telescópio Espacial Hubble, encontraram cinco candidatos. A lista depois foi reduzida a dois, e agora temos o vencedor — escolhido por ser o que exigirá menos manobras (portanto menos combustível) para o sobrevoo.

EM PLUTÃO
Enquanto isso, a New Horizons segue transmitindo todos os gigabytes de dados colhidos durante o sobrevoo de Plutão — naquele passo de tartaruga de conexão discada de internet. Ainda falta mais de um ano para a conclusão do download. Longa espera.

Enquanto isso, Stuart Robbins, pesquisador do Southwest Research Institute em Boulder, Colorado, envolvido na missão, acabou de usar as principais imagens já recebidas do encontro para recriar em vídeo a passagem da New Horizons por Plutão e suas luas.

Dê uma olhada e saiba como seria estar olhando pela janelinha da New Horizons, caso ela fosse uma espaçonave tripulada. É muito legal.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook e no Twitter

Comentários

  1. Em tempo: Se a NH2 passasse perto de Triton, seria muito bom, pois, provavelmente, é um KBO capturado e de tamanho considerável, do porte de um Sedna ou Eris…

    1. É, mas Tritão já foi radicalmente transformado pelo efeito de maré de Netuno. O bacana dos KBOs é que eles não têm isso. Encontrar Plutão ativo, sem efeito de maré por perto, foi uma GRANDE descoberta. Já Tritão ativo foi atribuído ao efeito de maré de Netuno e não surpreendeu nada.

      1. Mas, mesmo assim, Tritão é um objeto interessante… além de ser um provável KBO que está nos fundos do nosso quintal, com um alto albedo, e, talvez, até vida microscópica devido às características dos gêiseres, e tem uma órbita muito estável (só atingirá o limite Roche dentro de 3 bilhões de anos!), valeria a pena… e ainda pode usar Netuno com assistência gravitacional para sobrevoar Plutão e mais KBO´s ou ir direto a um KBO interessante… na Astronomia, vale tudo a pena, se dar para bancar! Abraços.

  2. Salvador, bom dia! Andei fuçando na web e vi que havia um programa New Horizons 2 – um clone mais barato do New Horizons que passou pelo Plutão. Tinha, como objetivo primordial, o sistema Netuno – Tritão, e, posteriormente, um KBO – provavelmente um binário. E que foi cancelado, mas o motivo não ficou muito claro. Saberia dizer se o motivo foi pro falta de fundos ou pelo estoque insuficiente de plutônio para o reato RTG (que equipa a NH, Cassini, Ulysses e Galileo)? Pena não terem conseguido escalar a NH2, já pensou nos resukltados? Depois dos frutos colhidos pela passagem do sistema plutoniano, já estava lambendo os beiços caso a NH2 cumprisse os objeticos… Abraços.

    1. Na verdade, nem chegou a ser aprovado. Estão tentando empurrar para a Nasa. Mas é difícil rolar.

  3. Ah! Plutão! E seus irmãos.

    Toda vez que vejo notícias sobre a New Horizons me enche de alegria.

    Plutão foi para mim um planeta sem graça por muito tempo. Quando eu era criança, nem lua ele tinha! Um planetinha escuro, gelado e vazio. Um Mercúrio ao contrário fechando o sistema solar.
    Um belo dia descobriram Caronte, quando vi a notícia, pensei: pelo menos tem uma lua e Mercúrio não tem (rsrsr), ponto para o Pluto! E ficou por aí.

    Um belo dia além de achar Plutão sem graça, achei um tremendo planeta chato. Explicando…

    Certa vez resolvi criar o sistema solar em escala usando o programa Studio 3D. Criei o Sol e os planetas em escala, depois coloquei todos em suas respectivas órbitas. Pois bem, Plutão estava lá, destoando de tudo, e quase estourando a escala aplicativo. Aquele pontinho minúsculo ocupando uma órbita absurdamente grande, e atrapalhando todo o conjunto.
    Não tive dúvida, tirei o planeta chato do grupo, e fiquei “brincando” só com os oito.

    O tempo passou e, surpresa! Tiveram a excelente ideia reclassificar Plutão, tiraram ele do grupo dos Planetas…. Finalmente colocaram Plutão em seu devido lugar.

    O tempo passou mais ainda e então veio a New Horizons, e descobertas incríveis sobre Plutão!
    Aos poucos Plutão foi revelando seus segredos. E que segredos!
    Forma com Caronte um par que muitos consideram um planeta-duplo, e para criar um encanto maior, um séquito de luas orbitando os dois! Espetacular é dizer pouco.
    Depois vieram as fotos da News Horizons de tirar o folego… aquele planetinha sem graça e gelado, deu lugar um planetinha gelado, mas infinitamente interessante. Plutão se tornou uma “estrela” no grupo de planetas-anões.
    E falando neles, que surpresas os outros anões tem para nos revelar?
    É fascinante 🙂

    1. Legal, né? A ciência tem dessas. O estudo do “mundo natural” tem se revelado mais interessante do que a criatividade humana!

  4. Olá Salvador,
    Acompanho seu blog e tenho alguns de seus livros. Parabéns pelo seu trabalho.
    Eu gostaria de saber se você conhece o trabalho de um senhor chamado Adauto Lourenço. Ele defende o criacionismo, e esses dias atrás fui em uma palestra ministrada por ele afim de entender seu ponto de vista. Ele defende cientificamente a criação do universo, mas uma coisa me deixou muito confuso: segundo ele, a lei da termodinâmica derruba a teoria do big bang completamente.
    Se possível, poderia me dar seu ponto de vista?
    Obrigado.

    1. A teoria da termodinâmica é compatível com o Big Bang, uma vez que o Big Bang descreve a evolução do Universo com o crescente aumento da entropia (o estado de desorganização, grosseiramente falando), que é basicamente a segunda lei da termodinâmica. O fato de que a gravidade reduz entropia localmente (ao agregar matéria, organizando-a, e produzir estrelas) não significa que a soma total de entropia do Universo não esteja crescendo. Tem gente que diz, por exemplo, que organismos vivos contrariam a entropia, porque são altamente organizados a partir de coisas menos organizadas. Mas nada na termodinâmica proíbe isso. Ela só proíbe que o total de entropia do Universo diminua. E isso não acontece. Porque o organismo vivo de fato é mais organizado, mas ele “paga” o preço gerando grandes quantidades de matéria “desorganizada” ao longo de sua vida (quando vai ao banheiro, por assim dizer), e ele mesmo se desorganiza (decompõe) ao fim de seu ciclo de vida, devolvendo toda a entropia que ele “roubou” do Universo e ainda dando um troco.

      1. Obrigado pela resposta Salvador.
        Vejo que pela ótica criacionista, a questão da organização versus desorganização, exige que esta tenha a interferência direta do criador. Porém pela ótica da física, nessa lei em específico, não há nada de contraditório na teoria do big bang.
        Obrigado novamente e até mais.

        1. Adriano, entenda que a teoria do Big Bang só fala do que aconteceu DEPOIS do Big Bang. Ela não explica nem o Big Bang em si, muito menos o que pode ter havido antes dele. 😉

    2. Adriano, não caia no conto da carochinha do adauto. tudo o que ele diz é somente para justificar a fé dele, mesmo que para isso, ele tenha que mentir.

  5. Excelente matéria como sempre, com o sucesso da New Horizons com certeza vão continuar com o projeto, e espero também que depois da sonda a burocracia seja menor para que tenhamos uma New Horizons 2 visitando Eris.

        1. Não, ele nunca esteve ao lado de Saturno. Ele pode até ter estado perto da posição onde Saturno está hoje, mas isso é porque os planetas gigantes nasceram mais compactos e depois se espalharam para fora. Ou, pelo menos, é isso que sugerem os modelos de formação mais atuais.

  6. Salvador, se você tiver tudo e não tiver caridade (amor), isso de nada servirá. Seja humilde e peça o retorno de nosso mestre Apolinário, que a exemplo desses outros “iluminados”, sua falta se faz sentir.

  7. Salvador, ouvi falar que a NASA iria aumentar a taxa de transmissão de dados da New Horizons. É verdade?

    1. Não tem muito como. Estamos limitados pela distância. A taxa de dados flutua de acordo com quão perto do horizonte a sonda está com relação aos radiotelescópios. Mais pro alto do céu é mais fácil de pegar o sinal e o download acelera; mais perto do horizonte, ele diminui.

  8. Salvador,
    como eh a disposicao dos objetos do cinturao? Ficam mais ou menos em um plano, e a distancia entre eles? E se a NH ja esta viajando “dentro” do cinturao, qual a chance de trombar com algo antes de chegar no proximo alvo? Imagino ser impossivel mapear uma reta sabendo exatamente o que tem no caminho pelo tamanho variado dos objetos…

    1. O risco é muitíssimo baixo. Apesar de haver muitos objetos, eles estão diluídos num anel enorme, mais ou menos no mesmo plano dos planetas (há variação maior de planos do que entre os planetas, mas nada como um ângulo perpendicular).

      1. Ainda bem, ja pensou perder o download de plutao??
        Outra coisa, passando o cinturao, falta pouco pra sair do sistema solar, certo? A minha curiosidade (off topic) eh sobre a nuvem de Oort (sei que nao eh comprovada), que estaria fora do sistema e numa distancia inatingivel, o que seguraria a nuvem ao redor do nosso sistema?

  9. Você mencionou em um comentário acima a hidrazina, qual seria a “média” de consumo da New Horizons? E aproximadamente quanto tempo mais ela poderá circular pelo espaço? “Pequenas” dúvidas kkk

    1. Na verdade, ela só consome hidrazina para ajustar o curso. Você não pode pensar em viagem espacial como numa corrida de automóvel. No automóvel, você tem que acelerar o tempo todo, senão o atrito com a estrada faz o seu carro parar. Numa espaçonave, você acelerou, não existe nada — salvo a gravidade — para frear você. Você vai por inércia. A New Horizons já atingiu a velocidade de escape do Sistema Solar. Isso quer dizer que a gravidade do Sol reduz a velocidade dela, mas só um pouquinho — insuficiente para trazê-la de volta. Então, ela viajará indefinidamente, girando em torno do centro da Via Láctea.

      1. Boa tarde, Salvador.
        Essa velocidade de escape da gravidade do sol, qual é ?
        tem um limite? por exemplo passou de xxx km/h a gravidade do sol não interfere mais?
        o peso e o tamanho do objeto pode variar essa velocidade de escape?

        valeu…

          1. Valeu!! esse fds vou ler um dos seus livros!! extraterrestre ou ciência proibida!!!

            ótimo blog, o melhor em dividir informações

  10. Salvador, poderia fazer uma estimativa de quantos livros você já leu na vida.

    Sem modéstia, vai. Só quero o exemplo pra seguir 😛

    1. Que conta difícil, meu! Sei lá. Chutaria que mais de cem e menos de mil, só para te dar a ordem de grandeza. rs

        1. Não estou contando gibis. Se contar, o número vai passar dos mil. Quando criança, meus favoritos eram Tio Patinhas e Zé Carioca. Adolescente, saltei para os de super-heróis, com preferência por Batman, Homem de Ferro e X-Men. Também curti muito Asterix — gosto bastante até hoje e sempre compro os álbuns novos. Sempre desenhei também e fazia meus próprios quadrinhos. Agora, leio pouco gibis (li recentemente um da Turma da Mônica Jovem, para ver para onde estava indo), mas acho uma forma muito bacana de contar histórias.

          Mas, em livros, realmente leio muito mais não-ficção do que ficção. Na proporção de 15 para 1 talvez. De ficção, o mais recente que li foi o excelente “Perdido em Marte”, que está para virar filme (e certamente será assunto aqui no blog, porque é fantástico). Não-ficção, “Uma Breve História do Tempo” foi o mais recente, mas li um bocado também na pesquisa do “Ciência Proibida”.

          E você, Oswaldo, o que tem lido? Bíblia? Ou Playboy? rs

          1. Salvadorrrr, playboy só no início das edições, a bíblia só traduções, pois católica na minha época só em latim ou grego (era proibido ao povo pois não possuíam discernimento nem cultura para entendê-la – como nos dias atuais). Prefiro literatura e filmes de aventura, ficção e dramas. Atualmente leio pouco. Só jornais e revistas (principalmente em linha). Sabe como é, a vista não ajuda muito.

          2. Salvador, primeiramente gostaria que soubesse que acompanho sempre seu blog. Gosto da maneira como você expõe a ciência (algo tido por muitos como imcompreensível) de uma maneira objetiva e interessante.

            Gostaria só de comentar que citar a Biblia foi desnecessário na resposta ao Oswaldo. Sei que, infelizmente, ocorrem diversos debates do tipo ‘Ciência x Religião’ aqui no blog e que isso acaba por criar atritos desnecessários.

            No mais, só elogios!

            PS: estou ansioso para ver ‘Perdido em Marte’ também!

          3. Marcelo, é que o Oswaldo já manifestou várias vezes opiniões sobre ciência baseado em seu alinhamento religioso. Por isso perguntei se era uma leitura frequente dele. Assim como Playboy, porque de vez em quando ele fazia comentários lascivos quando eu usava a brincadeira “Senta lá, Claudia”, que, como quase todo mundo sabe, não tem nada de maldoso.

          4. Salvador,
            Já que estamos falando com carinho de coisas pessoais, tenho uma pergunta: Você é parente do Téo José?
            No Nordeste há um dizer sobre os parentes, “Cara de um Focinho do outro”

  11. Oi, Salvador. Mais uma notícia legal. Uma das coisas que acho atraentes (ou atrativas…) no seu blog é que você é um mensageiro de muitas boas notícias. E olha que mesmo assim alguns querem matar o mensageiro, não é? Boas notícias para a humanidade em geral não significam necessariamente boas notícias para alguns grupos.
    Na verdade entrei aqui para relatar um problema. No seu artigo fica claro que você sabe que se trata do Cinturão de Kuiper, mas na pequena chamada do UOL está escrito “cinturão de Kepler”. Dê uma avisada no pessoal, tá?
    Mais uma vez, parabéns pelo ótimo trabalho.

    1. Já leu o “Ciência Proibida”? O que você achou? Estou curioso para ver a reação a este livro… 😛

      1. CIÊNCIA PROIBIDA, na minha singela opinião, é um livro com idéias muito bem formatadas, sólidas e baseadas, historicamente, no uso inadequado do conhecimento científico. Uma compilação de acontecimentos históricos, com rara felicidade na descrição pormenorizada do fato, deixando o leitor ávido a cada virar de página. Gostei da mensagem intrínseca no texto, onde, o discernimento e o manuseio correto da ciência, são valores fundamentais para o desenvolvimento de uma sociedade baseada na ajuda mútua e no progresso da humanidade. É um olhar para dentro de nós mesmos, e vermos do que somos capazes de fazer, seja para o bem, seja para o mal. Recomendo a todos os interessados no assunto e aposto que não se decepcionarão! Parabéns pela publicação, Carl Sagan!

        1. Kennedy, obrigado pela mini-resenha e pela alcunha, da qual me orgulho muito! Estou curioso pela opinião das pessoas porque fiquei morrendo de medo de que o livro fosse interpretado como uma obra “anti-ciência”, quando na verdade não passa nem perto disso. Mas sua interpretação já me deixou aliviado! É isso aí! 🙂

          1. Não sei por que a preocupação, Carl Sagan? O livro nos traz histórias ricas em detalhes, onde a falta de ética, de escrúpulos e o desvirtuamento do conhecimento científico, por parte de muitos cientistas, políticos e, até mesmo, empresários gananciosos, faz nos refletir até onde vai o certo e o errado. Faz nos pensar profundamente, o quão poderosa são as armas da ganância, do poder pelo poder e e a pior de todas elas: a subjugação do próximo, para satisfazer simplesmente um ideal nefasto e desumano. O seu livro é uma obra para mentes abertas.

          2. Temi que fizessem uma leitura simplista do tipo “Tá vendo como a ciência é perigosa? Estaríamos melhor sem ela”.

      2. Salvador, buenas!

        Espetacular a resenha do livro, hein? Curti muito! Mas não esquente sua cabeça com os seres que detonam a ciência. Esses seres são tão hipócritas que acusam a ciência de falsa e inútil, mas usam TODAS as benesses providas pela mesma: remédios (desconheço crente que não foi vacinado e nunca foi ao médico), automóveis, aviões, óculos, computadores, etc, etc. Siga com teu trabalho, que é fantástico!

        Abração!

  12. Olá Salvador, em minha opinião as missões ligadas a astronomia são maravilhosamente benéficas para os seres humanos, além do conhecimento sobre o sistema planetário , algo que facina a humanidade a muitos e muitos séculos, ainda nos traz o desenvolvimento de tecnologia as quais fazem nosso dia a dia mais dinâmico e feliz. Portanto o investimento se torna pequeno perante os benefícios a humanidade.

      1. É claro que a astrologia é benéfica para os seres humanos, apenas para aqueles que vivem dela, não é?

      2. É benéfica somente para aqueles que a usam para tirar proveito próprio da ignorância de muitos. É maléfica para milhares que acreditam em fadas, duendes e fantasmas, pois não sabem desvincular a realidade da fantasia. É uma pena, que isso ainda exista em pleno século 21.

  13. Salvador,
    Como cristão, gostaria de dizer o quanto as postagens me instigam.
    Sempre fui fascinado pela ciência, em particular pela Astronomia. Li O Universo em uma Casca de Noz e também uma Breve Historia do Tempo (esse último, simplesmente extraordinário!).
    A astronomia é incrível e apaixonante.

    1. Concordo contigo que (1) astronomia é incrível e (2) não existe qualquer conflito entre ter uma religião e reconhecer o valor da ciência. 😉

    2. Também sou cristã e não sei porque alguns arrumam problema com a ciência. Nós chegamos até aqui graças e ela. Estão na minha lista de próximas leituras: uma breve história do tempo e um pálido ponto azul. A Bíblia foi escrita a muito tempo atrás e lê-la à luz da ciência não é uma boa ideia, até porque ela não é um livro de ciências. Voltando ao assunto, acho difícil os caras não conseguirem orçamento para continuar o projeto. As imagens de Plutão fizeram muito sucesso e muita gente que não é interessada em astronomia parou para ver. Já que a sonda já está por perto, acredito que vão aproveitar. Ansiosa pelas notícias.
      Abraços
      Elis

      1. Concordo 100% com você, Elis! Ciência é Ciência e Religião é Religião, cada um no seu barraco!

        Os problemas começam quando fanáticos ficam contra a Ciência por esta não confirmar algo escrito na Bíblia. Além disso, alguns não admitem que exista a possibilidade de vida fora da Terra apenas porque isso não constaria na Bíblia…

        1. Concordo que a Bíblia não é um livro de ciências, mas sempre que a ciência desafia a Bíblia, ela se dá mal, pois a Bíblia quando estudada corretamente, se verifica que ela está em harmonia com a ciência. Por exemplo, a Bíblia mt antes de Galileu, já dizia que a terra era redonda(Isaias 40:22), Fazia menção do ciclo da água e o movimento dos ventos(Ecles.1:6,7), que a Terra estava suspensa no vazio do espaço(Jó 26:7), é o único livro que menciona de forma coerente o surgimento da vida na terra em ordem cronologica, colocando o homem como ultima criatura a surgir no cenário da criação. Portanto, a Bíblia sim, é cientifica embora não tenha sido escrita com esse propósito. Isso apenas serve de crédito para reafirmar que sua autoria vem de uma fonte superior, Deus.

          1. A Bíblia dizia que o Sol girava em torno da Terra e foi aí que Galileu e a Igreja tretaram. O fato de a Terra ser redonda antecede em muito Galileu. A Bíblia também diz que o dia e a noite surgiram antes do Sol. A Bíblia NÃO é um livro de ciência, e sempre que há conflito entre uma e outra, só há duas saídas: ou a gente flexibiliza a interpretação da Bíblia, tratando-a como metáfora ou mito, ou a gente precisa jogar fora a Bíblia, porque a versão dos fatos que ela descreve é incompatível com o que a ciência demonstra como verdadeiro. Surpreende na verdade que alguém possa esperar que um livro escrito há milhares de anos pudesse estar atualizado com relação à ciência, inventada séculos depois. Ainda que aceitemos a ideia de que ela foi produzida por inspiração divina, não podemos deixar de levar em conta que foi escrita por humanos da Idade do Bronze que quase nada sabiam sobre o Universo…

  14. Salvador, esta região não se provou ser muito inóspita para atrair investimentos, nãos eria melhor continuarmos investindo em MARTE?

    1. Marte com certeza continuará sendo o alvo principal. Tem missão partindo para lá no ano que vem, tanto da Nasa como da ESA. 😉

  15. Salvador, muito bom seu blog. Há muito que curto e acho fascinante a forma como você transmite as notícias sobre o tema. De Porto Velho RO

  16. Parabéns pelo blog. Difícil um jornalista tratar tão bem um assunto altamente técnico e que se torna altamente especializado em alguns momentos, como neste caso. Por favor, mantenha-nos informados.

  17. Salvador Nogueira, bom dia!
    E sobre aqueles pontos brilhantes vistos no planeta?
    Tem alguma novidade?
    Parabéns pelas matérias e pela coluna!!
    Algo de inteligente para lermos!
    Abraço!

    1. Pontos brilhantes é Ceres. Logo teremos imagens melhores deles. Mas não espere ETs. Deve ser uma combinação de gelo, vapor d’água e sais. 😛

        1. É verdade que descobriram uma montanha bem grandona em Ceres. Mas chamar de cônica é forçar a amizade. Ela é tão cônica quanto qualquer montanha costuma ser cônica.

  18. Salvador Nogueira, bom dia!
    Tem alguma novidade sobre aqueles pontos brilhantes que foram vistos no planeta?

    Parabéns pelos artigos!
    Parabéns pela coluna!
    Abraço!

  19. Salvador
    Recentemente vi aqui no uol, uma matéria sobre a hibernação do homem, afim do projeto do viagem a marte.
    O que você acha disso? Existiriam outros planetas com potencial de vida iguais aos da terra possíveis de serem visitados também?
    Parabéns pela excelente matéria.

    1. Acho que hibernação é uma possibilidade, mas ainda não conseguimos nenhum resultado que pudesse viabilizar seu uso. Vale continuar pesquisando. Mas, para Marte, acho que vamos sem cochilos induzidos mesmo. O tempo de viagem não é proibitivo.

      1. Salvador, existem pesquisas sérias com hibernação? Lamento imaginar pesquisadores congelando mamíferos e vendo se se eles se recuperam… Com humanos, não creio que estejam testando, já saberíamos de resultados…

        1. Se tivessem avisado ao Hitler na época, já teríamos as pesquisas prontinhas. Agora não sei quando e se teremos nova chance. Poderíamos fazer uma joint-venture com a turma que deseja legalizar a eutanásia.

  20. A ciência é mt útil para ampliar o conhecimento humano sobre o Universo q nos rodeia, e esse conhecimento deveria no mínimo aumentar nossa admiração pelo criador Dele, Deus. O rei Davi que tinha pouco ou quase nenhum conhecimento sobre astronomia, mas apenas por ver as estrelas numa noite de céu claro, disse: “Os céus declaram a glória de Deus e a expansão está contando o trabalho das suas mãos”. Ou seja ate mesmo um ignorante percebe q o universo é prova viva da existência de um Deus sábio e poderoso, mas os “estudiosos” tem dificuldades pra “enxergar” o óbvio.

  21. Salvador,

    Se ficar evidente que Plutão se formou em outra região do sistema solar e depois se mudou para o cinturão de Kuiper, ainda mais se Plutão for muito diferente desse 2014 MU69, isso contaria pontos para reclassifica-lo como planeta?

  22. Salvador, já há muito tempo, gostaria de perguntar sua
    opinião sobre o fato ,e é o que comumente se divulga ,
    de que os governos de certos países procuram esconder
    a atividade de seres alienígenas em nosso meio. Pelo
    simples fato de chegarem aqui, já nos mostra a exce-
    lência de sua tecnologia. E isto não seria benéfico p/toda humanidade ?

    1. A lógica para ocultar esse tipo de coisa seria a de não provocar pânico. Não muitas pessoas gostariam de saber que temos visitantes ultrapoderosos nos visitando, podendo não dar a menor para o nosso bem-estar.

      Agora, a grande pergunta é: como ocultar qualquer coisa nos dias de hoje? Nem os grampos ilegais o Obama conseguiu esconder… imagine algo bem menos crítico para a segurança nacional como evidências de alienígenas. Por isso, não acredito que haja algo realmente concreto de posse dos governos apontando para a presença de extraterrestres na Terra.

  23. Estava torcendo para que o próximo alvo fosse Haumea ou Eris. Infelizmente estão em lados opostos. Ficaremos um bom tempo sem informações a respeito desses mundos. 🙁

  24. Uééé… a turminha da “terra plana/quadrada” ainda não apareceu brandindo a bíblia… Será que encontraram algo mais útil para fazer?

    1. Em lugar algum a Bíblia diz que a terra é plana ou quadrada. Milhares de anos antes de invenção do telescópio ela já dizia: “Ele estende o norte sobre o vazio, suspende a terra sobre o nada;”Jó 26:7
      “Há Um que mora acima do CÍRCULO da terra, cujos moradores são como gafanhotos, Aquele que estende os céus como uma gaze fina e que os estica como uma tenda em que morar,”Isaías 40:22.
      Ps: Não sou evangélico, nem apoio o criacionismo, e não sou a favor de mentiras.

    2. Amigo, a Bíblia nunca disse a Terra fosse plana ou quadrada, pelo contrario, enquanto os “cientistas” da época sim acreditassem nessa idiotisse, a Bíblia, com séculos de antecedência afirmava o contrário, ou seja, que a Terra era redonda conforme textos como o de Isaias 40:22 que diz: “Há um que mora acima do ´círculo´da Terra”, ou seja, que Deus mora acima da Terra e note que ele menciona “CÍRCULO” para descrever o formato da Terra. Esse texto foi escrito há mais de 1.000 anos de Cristo.

      1. Ah, mas a Bíblia também fala nos “quatro cantos da Terra”. E o que podemos concluir disso? Que a Bíblia nunca quis versar sobre a forma da Terra ou qualquer outro tema científico. Pela Bíblia, o dia e a noite surgem antes do Sol. Ops.

        1. Quatro cantos: norte, sul, leste e oeste. Claro que o dia e a noite surgem antes do sol, alguma dúvida? Tenha em conta, alguns milhares de anos atrás, o desconhecimento do povo e a sua maneira de se fazer entender, assim como hoje nos referimos às coisas do universo.

          1. Esses são os pontos cardeais. Mas você tem noroeste, sudeste, sul-sudeste, e uma infinidade de outros pontos. Há infinitas direções. Pergunta pro seu amigo Apolinário, que é matemático. Ele vai te confirmar que não há quatro cantos. No máximo, há quatro quadrantes. E, sem o Sol, não há dia e noite. Então é óbvio que o Sol tem de aparecer primeiro. Você me lembra uma pessoa que disse que a Lua é mais importante que o Sol, porque a Lua ilumina quando está de noite, mas o Sol não serve para nada, porque só aparece quando está de dia. Hehehe

          2. Rapaz, seu brilhantismo é o que ilumina essa seção de comentários! Peço uma salva de palmas pro Oswaldo!
            CLAP-CLAP-CLAP-CLAP-CLAP-CLAP! 🙂

          3. Antes achava que você estava apenas “trolando” mas hoje, ah hoje, depois desta eu vi que tu é um imbecíl de marca maior. Já comeu as bananas hoje “Mágda”??????heim, comeu?????

          4. Ele é animal, como todos nós. Mas pelo jeito você deve ser um vegetal, né? Ao menos a inteligência de um legume você já tem.

      2. E um círculo é uma figura geométrica PLANA. Ao contrário do nosso planeta, que é uma esfera (na verdade um geóide, mas a ideia é provar que o livrinho tá errado).

        1. Acho muita ignorância dos cristãos e não cristãos querer comparar a bíblica a um livro científico, ou querer desmentir a ciência com a bíblia e vice-versa.
          A bíblia por si só já em enorme, imagine então se informações científicas!

          1. Não, esfera é esférica. Uma secção plana da esfera é circular. A esfera não é circular. Pede pro Apolinário te dar umas aulas de geometria. 😉

          2. No episódio 03 ou 04 da série Cosmos com o Neil Tyson este assunto está explicado.

            Considerem o horizonte (gotículas de água) fabricando uma ilusão de óptica com a luz solar abaixo do horizonte.

            Ruy Ney

  25. Salvador, bom dia, curto demais sua página e tenho uma dúvida, na minha humilde ignorância no assunto pergunto, no domingo a noite fiquei olhando para o céu e vi várias digamos estrelas atravessando o céu e sumindo de vista, então pergunto, o que são, são cometas asteróides ou o que ?
    Vivo olhando o céu a noite e sempre tive esta dúvida. Agradeço sua resposta,
    Abraços e sucesso sempre.

    1. Se você as viu em movimento, cruzando o céu em linha reta, provavelmente são satélites artificiais. Abraço!

    2. Se parecem “cair” são meteoritos (fragmentos de asteroides e cometas) caindo na Terra e se queimando na atmosfera.

  26. Ótimo artigo Salvador.
    Espero que a missão do New Horizons continue, pois tenho certeza que nosso ganho de conhecimento sobre cosmo com tal projeto será significativo.

  27. Salvador, gostaria de parabenizá-lo por todo seu trabalho! É fantástico! Eu já gostava bastante do tema e agora então, nem se fala. Você fez com que muitas pessoas se interessassem pelo tema; trouxe vida pro mesmo. Recentemente comprei seu livro “Extraterrestre” e também estou curtindo bastante, tem muita coisa que nem sabia que tinha acontecido!

    Abraço!

    1. Valeu, Edu! Tenho muito orgulho do “Extraterrestres”. E agora estou com livro novo, “Ciência Proibida”. Fica a dica! 😉

  28. Salvador, e Éris? Não seria ele o segundo objeto mais interessante a se visitar no Cinturão de Kuiper? A órbita dele é muito distante da de Plutão? Não seria possível que a New Horizons pudesse sobrevoá-lo? Obrigado.

    1. Realmente, Éris, Makemake e Haumea estão totalmente fora de mão para a New Horizons. Pelo que sei, Orcus também não dá, fica do outro lado também. Mas não teria algum planeta anão de verdade ao alcance?

      E o Sedna? Sei que está longe pra burro, mas e a direção? Não seria possível alcançá-lo daqui a uma ou duas décadas, deixando a sonda em hibernação até lá?

      1. Acho que não tem jeito. Veja a trajetória dela entre Plutão e o 2014 MU69. É praticamente uma reta. Não haveria como fazer um grande desvio de curso.

    1. Hidrazina. A questão não é quanto custa. E que não tem como reabastecer no espaço. Então, se acabar acabou. Ao economizar, você conserva mais dele para imprevistos.

    2. Edi, e além do combustível é preciso carregar o oxigênio para queimar. Se colocassem uma quantidade absurda de combustível e oxigênio, a sonda ficaria pesada, teria que ser maior, aí com maior peso não conseguiria ganhar muita velocidade, demorando absurdamente para chegar ao objetivo principal, Plutão. Não fosse por essa limitação, aliás, certamente a NH seria posta em órbita de Plutão.

  29. Salvador Nogueira,
    curto demais suas publicações.
    Engraçado que vindo p/ trabalho hoje estava lendo um livro do Stephen Hawking, “Um breve história do tempo”. Eu sou fascinado por esse tipo de assunto.

    Grande abraço.

Comments are closed.