Mensageiro Sideral

De onde viemos, onde estamos e para onde vamos

 -

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de 11 livros

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Astronomia: Top Five do espaço, 2015

Por Salvador Nogueira

O ano foi de muitas realizações e descobertas incríveis no espaço. Relembre as cinco mais bombásticas.

5. DAWN EM CERES
A espaçonave americana Dawn fez história em 6 de março ao se tornar a primeira a entrar em órbita de dois objetos no espaço profundo. Seu destino final foi o planeta anão Ceres, onde ela encontrou misteriosos pontos brilhantes — uma combinação de sais hidratados e evaporação de gelo, segundo os cientistas.

Os misteriosos pontos brilhantes de Ceres, na cratera Occator, em imagem da Dawn (Crédito: Nasa)
Os misteriosos pontos brilhantes de Ceres, na cratera Occator, em imagem da Dawn (Crédito: Nasa)

4. O POUSO DO FOGUETE
A poucos dias de terminar o ano, a empresa liderada por Elon Musk, empresário e dublê de Tony Stark, conseguiu fazer o primeiro estágio de seu foguete Falcon 9 pousar verticalmente numa plataforma em solo. Pode ser o primeiro passo para o barateamento radical do acesso ao espaço. Ou não. A conferir.

Fotografia com exposição contínua mostra a queima do Falcon 9 na subida e os disparos do motor para o pouso bem-sucedido (Crédito: SpaceX)
Fotografia com exposição contínua mostra a queima do Falcon 9 na subida e os disparos do motor para o pouso bem-sucedido (Crédito: SpaceX)

3. A PRIMA DA TERRA
Analisando os dados colhidos pelo satélite Kepler, cientistas da Nasa encontraram um planeta potencialmente rochoso (60% maior que a Terra) em torno de uma estrela muito similar ao Sol (apenas 11% maior que ele) numa órbita parecida com a do nosso planeta (385 dias). O Kepler-452b está a 1.400 anos-luz daqui e representa o limite tecnológico atual na busca por um mundo nas mesmas circunstâncias do nosso.

Concepção artística do Kepler-452b visto do espaço (Crédito: Nasa)
Concepção artística do Kepler-452b visto do espaço (Crédito: Nasa)

2. ÁGUAS DE MARTE FECHANDO O VERÃO
Observações espectroscópicas feitas pela sonda Mars Reconnaissance Orbiter encerraram um debate de 150 anos, ao confirmar que, ainda hoje, água flui pela superfície de Marte durante o verão. O achado aumenta a possibilidade de que exista alguma forma de vida no planeta vermelho.

Linhas nas encostas são produzidas por água, diz o Mars Reconnaissance Orbiter. Fim do mistério. (Crédito: Nasa)
Linhas nas encostas são produzidas por água, diz o Mars Reconnaissance Orbiter. Fim do mistério. (Crédito: Nasa)

1. NEW HORIZONS EM PLUTÃO
Em 14 de julho, a sonda New Horizons passou zunindo por Plutão e seu complexo sistema de luas. Pela primeira vez, tivemos a chance de ver de perto o aspecto desse misterioso mundo, e o planeta anão se mostrou mais ativo geologicamente do que se esperava. Dunas de metano, montanhas de gelo de água e neve de nitrogênio são apenas o começo das descobertas que os dados do sobrevoo devem proporcionar nos próximos anos.

Imagens estonteantes tipo essa. Clique para ser estonteado!
Imagens estonteantes tipo essa. Clique para ser estonteado!

BÔNUS: MENÇÕES HONROSAS
Em janeiro, Vênus perdeu a sonda europeia Venus Express, mas a Estrela D’Alva não ficou muito tempo sozinha. Em dezembro, ganhou uma nova companheira, a sonda japonesa Akatsuki. No dia 24 de abril, o venerável telescópio espacial Hubble concluiu 25 anos em órbita. Seis dias depois, a sonda americana Messenger encerrou sua missão a Mercúrio se espatifando sobre sua superfície. E em 23 de novembro, a empresa Blue Origin demostrou seu veículo New Shepard para voo suborbital, lançando o foguete e fazendo-o pousar de volta no chão.

A coluna “Astronomia” é publicada às segundas-feiras, na Folha Ilustrada.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Blogs da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade