Mensageiro Sideral

De onde viemos, onde estamos e para onde vamos

 -

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de 11 livros

Perfil completo

Publicidade

Juno envia sua primeira imagem de Júpiter após manobra de inserção orbital

Por Salvador Nogueira

Passada a arriscada manobra de inserção orbital, a Juno voltou a produzir imagens de Júpiter, agora já presa à gravidade do maior planeta do Sistema Solar.

A JunoCam, câmera que opera em “luz visível”, ou seja, com comprimentos de onda que podem ser enxergados pelo olho humano, foi religada no último domingo (10), seis dias após a tensa manobra que colocou a sonda da Nasa numa trajetória elíptica em torno de Júpiter.

A imagem, recém-divulgada pela agência espacial americana, foi feita a cerca de 4,3 milhões de km, o que equivale a cerca de 11 vezes a distância Terra-Lua. Por isso não vemos lá grandes detalhes. Mas o fato de termos a foto é de bom agouro — sinal de que a câmera segue em pleno funcionamento, depois de atravessar os poderosos cinturões de radiação jovianos durante a inserção orbital. Na ocasião, a Juno passou a apenas 4.000 km da superfície visível de Júpiter.

A sonda está inserida numa órbita bastante alongada de 53 dias, de modo que imagens de alta resolução, feitas durante a máxima aproximação, são esperadas somente para o dia 27 de agosto. Mas a espera valerá a pena.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Blogs da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade