Foguete da SpaceX explode em teste no chão

Salvador Nogueira

Um foguete Falcon 9, da empresa americana SpaceX, explodiu na plataforma durante um teste nesta manhã, na Flórida.

Não há feridos, mas o evento assustou muita gente dos arredores, dada a violência da explosão. Muita fumaça se espalhou pela região de Cabo Canaveral.

A companhia apresentou apenas um rápido comunicado à imprensa: “A SpaceX pode confirmar que, em preparação para o disparo estático de hoje, houve uma anomalia na plataforma que resultou na perda do veículo e de sua carga útil. Seguindo procedimento padrão, não havia ninguém na plataforma e não houve feridos.”

A carga útil era o satélite de telecomunicações israelense AMOS-6, que iria substituir o AMOS-2, no momento em órbita e operacional, mas já bastante desgastado. Ele serviria para transmissões ao Reino Unido, e partes da Europa e da África, além do Oriente Médio. Seria a carga útil mais pesada já levada pela SpaceX a uma órbita geoestacionária: 5,5 toneladas. Agora, subiu no telhado.

O teste de “disparo estático” consiste no acionamento dos motores, mas o veículo preso, para não iniciar o voo. É um procedimento comum em pré-lançamentos. O Falcon 9 a ser utilizado era novo, e não um dos recuperados pós-voo, e havia passado por um teste assim nas instalações da SpaceX no Texas, dias antes — os motores funcionaram por três minutos ininterruptamente, sem problemas.

O teste não havia começado na plataforma 40 da Estação da Força Aérea quando a explosão aconteceu, às 9h07 (hora local). Ainda não se sabe se o problema foi do foguete ou houve falha na plataforma. Mas era notório o fato de que a SpaceX estava correndo para preparar o lançamento antes da chegada da tempestade tropical Hermine. O voo estava marcado para o dia 3 de setembro.

Imagens da plataforma mostram que a explosão começou no segundo estágio do foguete.

Segundo Elon Musk, o problema aconteceu durante o abastecimento. “Perda de veículo Falcon hoje durante operação de abastecimento”, disse, via Twitter. “Originou-se perto do tanque de oxigênio do estágio superior. Causa ainda desconhecida. Mais em breve.”

O maior dano talvez seja à confiança que a empresa dirigida pelo magnata Elon Musk estava construindo. Seus planos incluíam levar astronautas americanos à Estação Espacial Internacional a partir do ano que vem, assim como enviar uma cápsula Dragon até Marte em 2018. É a segunda explosão de um foguete Falcon 9 em 14 meses. A primeira aconteceu em 28 de junho de 2015, durante o voo, e obrigou a companhia a interromper suas atividades por vários meses.

Ainda não se sabe se o mesmo acontecerá agora (se a falha for na plataforma é melhor, se for no foguete, pior), mas é certo que vá causar alguns transtornos. “As repercussões comerciais para a SpaceX e seus clientes são numerosas, é um efeito em cascata”, diz Marc Boucher, do blog NasaWatch.com. Só no satélite embarcado, a perda foi de US$ 285 milhões — o seguro só cobria problemas durante ou após o lançamento, por um período de um ano.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Por favor, já há alguma notícia sobre os motivos da explosão? E quanto aos “próximos passos” da SpaceX? Alguma previsão quanto à retomada dos lançamentos?

    1. Só ouvi dizer que eles vão passar os lançamentos pro Pad 39A, que estava sendo reformado pela SpaceX para lançar Falcon 9 e Falcon Heavy, e que a investigação segue em andamento. Acho que vão interromper os voos por pelo menos uns dois-três meses.

  2. é nítida a presença de um ponto preto atravessando a tela e passando por cima do foguete durante a explosão. de que se trata? Isso parece sabotagem.

    1. Hmm, se todo ponto preto numa câmera fosse sinal de sabotagem, teríamos sabotagens por todos os lados… acho arriscadíssimo falar qualquer coisa desse tipo.

  3. Não acredito, Salva. Faltou o esporro por terem colocado especulações sobre universos paralelos na séries Cosmos…

    1. Acho controverso. Tem gente que acha a ideia super legítima. Eu não sou entusiasta, não porque não possa haver, mas porque não podemos provar. E o problema nem foi terem colocado, mas foi não terem dito com mais clareza — está lá, mas achei que faltou ênfase — que se trata de ESPECULAÇÃO.

  4. Salvador, esse foguete era zero km ou é reuso de um dos que pousaram? O reuso é algo sensacional, mas sempre pode haver alguma microfissura que enfraqueça o foguete, não é mesmo?

    1. Ops, desculpe-me pela falta de atenção, você fala isso no texto… Mas a pergunta sobre a insegurança do reuso é válida, não é? Abraços!

    1. Claro! Manda ver! Mas acho que vai sair mais caro imprimir do que comprar um. Talvez seja melhor imprimir só a folha de rosto, para eu assinar, e depois, quando você estiver com mais grana, você imprime o resto! 😛

      Você é primo da Marta Caña? rs

      1. Fazemos assim então, eu mando o livro pra você por email, você imprime, faz a dedicatória, assina, e me manda pelo correio, pode ser?

      2. São todos parentes. Marta Caña, Caipira Tharia, Paula Tejando, Alberta Alceu Pinto, Allan Bida, Armando Guerra, Ava Gina, Cuca Beludo, Décio Pinto, Diva Gina, Fujiro Nakombi, H. Romeu Pinto, Isadora Pinto, Jacinto Dores Aquino Pinto, Jacinto Leite Aquino Rego, Julia Mello Pinto,
        Kadu Kando, Kagaro Nakama, Komero Miamada, Mijaro Nomuro, Onabo Taduro, Oscar Alho, Paula Ambido, Paula Dentro, Paulo Brificado, Rolando Caio da Rocha, Seu Kumiama, Takakara Nomuro, Takaro Apiroka, Tim Habey, Tommy Leite e afins.

  5. Até hoje os foguetes explodem, as naves vivem explodindo e lá de vez em quando uma consegue levantar pra levar um satélite. Isso em 2016. E querem me convencer que há quase cinqüenta anos eles foram até a LUA, levaram gente, levantaram de novo (da LUA!) e voltaram sem nenhum arranhão. Deve acreditar também que o JFK foi morto por um lunático solitário. Rá! Conta outra.

    1. Não entendo. O fato de foguetes explodirem impede que alguns voem? Não se esqueça de que:
      (1) Todos os foguetes estão sob risco de explosão. Por isso, em missões tripuladas, há sistemas para ejetar a cápsula caso o foguete resolva fazer “Bum!” naquele dia.
      (2) O fato de que alguns foguetes explodem não muda o fato de que a maioria deles VOA. Isso é verdade em 2016 e era verdade em 1968-1972, quando se deram as missões lunares.
      Então, eu acho muito louco você usar o fato de que às vezes foguetes explodem para dizer que o homem não foi à Lua. É o mesmo que eu dizer que você nunca andou de carro porque às vezes, e veja você, em pleno 2016, carros batem e pessoas morrem dentro deles! 😛

    2. Assista o filme “Os Eleitos” (The Right Stuff) e você verá quantos foguetes explodiram em todas as fases de desenvolvimento desde o lançamento do primeiro satélite. Sinto muito, amigo, em decepcioná-lo, mas eles foram, sim, à Lua.

      Além dos três astronautas mortos na Apollo 1, quase houve outra tragédia na Apollo 13, vejam o filme dessa história, também.

  6. Salve Salva…
    Pô Salva nada da Juno??? De uma prensa lá nos cara da NASA. já to começando a achar que eles descobriram coisas que não pode nos contar…rs..rs

    1. Não sei dizer. Não sei nem como esses caras aí conseguiram essas imagens. Até CNN andou creditando eles… rs

    2. Eu ia comentar isso, que a distância da câmera ao foguete é enorme, pelo atraso na chegada do som. 🙂 Que belo zoom tem essa lente!

  7. Era o satélite do Facebook. Os marcianos vão ter de esperar mais um tempo pra terem uma rede social.

  8. Olá!

    Não teria sido mais prudente realizar o teste, ou repetí-lo, como foi o caso, sem o satélite, apenas utlilizando alguma carga de baixo valor?

    E a Blue Origins ? Embora o Jeff Bezos seja bem menos “pop” do que o Musk, tenho a impressão de que a empresa seja tão promissora quanto a SpaceX. O que você acha dela?

    1. O lançamento seria em dois dias. Tava nos finalmentes. É muito raro dar zebra numa hora dessas. Vamos ter de aguardar pra saber o que aconteceu.
      Acho que tem potencial. Ouço dizer que a Blue Origins está se emparceirando com a ULA. Juntas, podem bater o Elon Musk. Mas o que importa é a competição, que antes não tinha e agora tem. Mesmo que a SpaceX termine por baixo, ela JÁ causou uma revolução na forma de se encarar lançamentos espaciais.

    2. Não teria sido mais prudente realizar o teste, ou repetí-lo, como foi o caso, sem o satélite, apenas utlilizando alguma carga de baixo valor?

      Bento, há o envolvimento de grandes quantias de TEMPO e DINHEIRO para levar o foguete até a plataforma, testar, trazer de volta ao hangar, encaixar o payload, depois levar de volta pra torre, etc, etc, então fazem tudo de uma vez (inclusive porque os parâmetros dos testes requerem que o foguete esteja pronto para o lançamento, para fins de precisão na leitura dos resultados e simulações do voo). E, associado às ínfimas chances de acontecer um problema como o de hoje, as empresas preferem assumir o risco. Infelizmente desta vez não foi um bom dia pra SpaceX e para os Israelenses…

      1. O lance é que isso não DEVERIA ter acontecido. É uma merda significativa essa. Pode até ser simples de resolver, mas mostra que a SpaceX não fez sua lição de casa direitinho.
        Faz parte de tentar reduzir o custo. Vem junto com abraçar mais risco. E o barato, às vezes, sai caro. De toda forma, é assim que se aprende e se melhora.

      2. foguete à explosão é bomba sempre. Não tem mágica. E ainda mais sobre as peças resistirem ao funcionamento. Fosse fácil foguetes que nunca foram ao espaço ou que não tivessem alcançado altitudes muito elevadas seriam os únicos a NÃO terem algum problema, explodindo lá no alto. Mas estourar na plataforma também acontece, seja no foguete novo, seja no velho reutilizado. Estamos falando de trabalhar com uma bomba e controlar seu potencial explosivo.

        1. E ainda querem me convencer que um desses foi até a Lua levando gente e voltou, há 50 anos. affff.

          1. Não, não foi um desses. Foi um Saturn V. Voou 12 vezes, 12 sucessos. O Falcon 9 já teve mais de 12 sucessos, mas já teve duas falhas também. Estatisticamente, ele falha bastante.
            De todo modo, mesmo o melhor foguete do mundo — e o Saturn V certamente qualifica, pela grana investida nele — tem uma taxa de risco de falha catastrófica, e nunca é zero. Ou seja, com um número suficiente de voos, TODO foguete pode falhar. Por isso é preciso ter um sistema de emergência de ejeção da tripulação em caso de falha. Mas, claro, você nem sabe, nem queria saber de tudo isso. Você já decidiu, na sua mente fechada, que ir à Lua é impossível e aí usa todo e qualquer fato para apoiar a sua ideia pré-concebida — mesmo que o fato não tenha rigorosamente nada a ver com isso.

          2. ridículo o comentário, ainda bem que o Salvador me poupou.

            mas não se preocupe, tecnologia de ponta aqui no brazil somente importando, muitas vezes da china. Aqui em nosso país somente se produz mesmo é bandido em massa.

            levar toneladas de equipamentos ao espaço exige muito potencial gravitacional negativo, como não tenho vontade de lhe explicar o óbvio, vá estudar equações diferenciais por conta própria.

  9. A conta do satélite israelense fica pra quem afinal ???
    Quem vai pagar o pato ??? Ou melhor o satélite ???
    Deve ter seguro, né ???

      1. Salva,
        Pelo que eu li em outra máteria. Erá só um teste e o satélite não estava acoplado. Confirma isso?

  10. E o Brasil quando vai conseguir lançar algum foguetinho na base de alcantara? Infelizmente o Salvador não estará vivo para ver essa façanha rsrs.

  11. Salvador, que pena mais esse incidente com a SpaceX. Bola pra frente, sim, mas que dói, dói.

    Você tem notícias sobre no que deu o inquérito após a explosão do nosso lançador VLS? E sobre como ficou o saldo de cientistas e engenheiros especializados, depois das perdas no acidente? E sobre planos concretos (não promessas políticas) para o futuro?

    Obrigado!

    1. O programa espacial brasileiro está morto e enterrado. Quando ressuscitar, serei o primeiro a reportar! 😛

  12. Apenas e tão-somente um acidente de percurso, logo, logo, a Spacex retomará a rédea de seus projetos e dará continuidade à sua caminhada audaciosa e consistente para o futuro das viagens espaciais.

  13. é como diz o pastor Deus colocou tudo no auto para não ser tocado está aí o castigo era só terem lido a Palavra e entendido a passagem da Torre de Babel mais não o homem quer brinca de se Deus o resultado nós sabemos

    1. COMO VOSSE E BURRA AVE! TODOMUNDO SABE QUE FOI PO PETE QUE EXPUDIO OFOGETE PORQUE O IMPTIMA DA DILMA FOI APROVADO NOCONGRESO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! QUIBURRA DAZ ERO PRA ELA!

  14. Nem consigo imaginar todos os passos de planejamento e a execução de um projeto como esse. E eu aqui ainda ralando um monte para usar macros no Excel…

    1. Não, ele continua lá. Aliás, agora merece estar mais ainda lá, porque todo mundo sabe que exploração espacial não se faz sem riscos. Só fico meio bodeado de isso ser um atraso. Mas com cada acidente aprende-se mais, para assim evitar novos acidentes no futuro. Mas como você não é um dos 25 gênios da minha lista, nem faço questão que você entenda dessas coisas. Pode tirar ele da SUA lista, que da minha lista cuido eu. 😉

        1. Nas bancas! O livro se chama “25 Grandes Gênios da Humanidade”. E lá explica direitinho meus critérios de seleção — inclusive dizendo que a escolha de Elon Musk e Steve Jobs era mais uma aposta do que uma convicção! Por enquanto, não me arrependo. E achar que a única coisa que o Elon Musk está fazendo para mudar o mundo é lançar foguetes é meio bobo da parte do JR, você deve perdoá-lo. Ele é um cara muito infeliz e torturado. 😛

          1. Procurarei. Mas você elenca apenas gênios de ciências, digamos, exatas? Ou tem espaço no seu livro pra Spinoza ou Freud, por exemplo?

          2. Tem Freud, mas não tem Spinoza. Tentei centrar mais na ciência (e psicologia é ciência!), o único que é bola dividida entre ciência e arte é Leonardo da Vinci, mas entrou pela ciência. 😉

          3. Salvador, 80 % do que se Atribui de desenvolvimento e riquezas, do capitalismo americano, como em outros países, atribuo a patentes de Nicolas Tesla , WH. pode Haver controvérsias, mas se apurarmos pode chegar a mais de 80%. digamos que os modelos viril e hich, tenham se aperfeiçoado e chegado a outros mundos. tecnologia anti-gravitacional, ele fez riquezas em todo cosmos, pode estar considerado um semi-Deus(Anjo da tecnologia)..

          4. Se tem Freud, então tenho esperança em você! A ciência pode prescindir da religião, mas não pode prescindir da filosofia.

            Spinoza era fodão, mas eu tb tenho dúvidas se ele teria uma vaguinha num seleto grupo de 25.

            Tem Nietzsche??

            Abraço.

          5. Não, não tem. Filósofos também não entraram na conta. Eu precisava circunscrever, e naturalmente circunscrevi ao que eu entendo mais. Alguém poderia fazer “Os 25 grandes gênios” só com filósofos, ou com artistas. Eu, pela natureza do meu interesse, da minha profissão e do fato de que a ciência é mais objetiva do que todas as outras áreas do conhecimento, optei por circunscrever aos cientistas. Trato Freud como cientista aí — e, claro, tenho várias críticas a fazer a ele. 😉
            Abraço!

          6. Interessante. Freud era um médico-neurologista e inventou a psicanálise – que sempre foi tida como ‘pseudo-ciência’, já que não havia comprovação possível de seus postulados. Recentemente, com o mapeamento do cérebro por pósitrons, começa a aparecer a Neuropsicanálise, que por enquanto tem comprovado cientificamente os postulados de Freud – para desespero de comerciantes da ciência cognitivo-comportamentais como o Izquierdo.

          7. Mais ou menos. A neurociência confirma alguns postulados de Freud (o inconsciente, por exemplo), mas refuta outros (a libido sexual, o lance todos dos traumas etc.). Freud foi importante, mas está claramente superado a essa altura. Teremos de separar as boas (e poucas) ideias dele das ruins (e muitas) para seguir adiante.

          8. De jeito nenhum. A neurociência não comprova o inconsciente, visto que o inconsciente é um processo psíquico e não um ‘local’ do cérebro. O que a neurociência comprova são os efeitos da psicanálise na anátomo-fisiologia cerebral.

            Mais equivocada ainda a questão de Freud estar ‘superado’. Seus postulados datam do começo do século passado, o que permite a crítica de suas idéias serem ‘inexatas’ ou muitas vezes ‘incompletas’. Mas superadas? Por quais idéias?

            Todo o ”lance” dos traumas é muito bem explicado – e muito bem resolvido – pela psicanálise. Se Freud estivesse errado nesse ponto, seu método não serviria, mas serve. Aliás, a psicanálise (e suas derivações) é a ÚNICA escola psicológica que efetivamente RESOLVE um trauma. As demais recontextualizam, ignoram, tergiversam – ou, na melhor das hipótese, anestesiam por um tempo os seus sintomas, como a cognitivo-comportamental consegue fazer.

            Em outras palavras, a psicanálise pode ser testada e confirmada.

          9. Prova sim. Quando ela mostra que o seu cérebro está tomando uma decisão sobre quanto apertar um botão uma fração de segundo antes de seu lado consciente, ela PROVA que há um inconsciente. Agora, para que ele serve, ainda não está muito claro. E Freud provavelmente estava beeeem errado com relação às sugestões dele para o inconsciente, uma vez que o que ele diz não acontece. Repressão de traumas? As pessoas normalmente lembram muitíssimo bem episódios traumáticos que lhes acontecem…

        2. Essa fração de segundo não prova a existência do inconsciente, essa reação ‘antecipada’ pode ser um mero condicionamento reflexo.

          Pelo contrário, o que Freud diz sobre inconsciente de fato acontece. Não confunda o inconsciente (processo psíquico) com, digamos, ‘tudo o que acontece sem que tenhamos cosciência de que está acontecendo’, ou, na linguagem vulgar, subconsciente.

          A ‘cura’ de um trauma não é a repressão, nem fazer a pessoa esquecer o que aconteceu. Não para a psicanálise, ao menos. Ela se propõe a resolver o sofrimento gerado pelo trauma e suas conseqüências, em especial as do inconsciente, não a fazer a pessoa esquecer.

          1. Você não pode ter um reflexo que acontece antes da ação! Aí é inverter causa e efeito. O estudo prova que o inconsciente existe porque demonstra que seu cérebro decidiu apertar o botão uma fração de segundo antes de você tomar ciência disso. Por definição, a decisão veio de um processo inconsciente.

    2. eu ia pedir para você prestar muita atenção no trecho que diz “não houve feridos”, mas acho que não entenderia a importância disto…

    3. Vamos lá, Salvador, resolvi entrar na brincadeira e fiz uma rápida lista dos meus 25 grandes gênios. Posso ter esquecido alguém, mas vamos lá. A ordem é uma ordem aproximadamente cronológica.

      Buda;
      Confúcio;
      Gengis Khan;
      Platão;
      Aristóteles;
      Arquimedes;
      Pitágoras;
      Jesus;
      Júlio César;
      Da Vinci;
      Copérnico;
      Lavoisier;
      Foucault (Jean, o físico do pêndulo, não o maluquinho careca).
      Darwin;
      Nietzsche;
      Freud;
      Jung;
      Santos Dumont;
      Thomas Edison;
      Nikola Tesla;
      Fleming (Alexander, o da penicilina, não Ambrose);
      Einstein;
      S. Hawking;
      Bill Gates;
      Steve Jobs.

      1. Um dos meus critérios foi eliminar aqueles dos quais não temos informações biográficas seguras. Uma vez que a proposta do livro era contar a história dos biografados, não fazia sentido incluir histórias que estivessem permeadas de lendas e fatos desconhecidos.

        Ainda assim, vejo uma boa coincidência entre a sua lista (que tem mais de 25, não?) e a minha. Na minha estão Da Vinci, Copérnico, Darwin, Freud, Santos-Dumont, Thomas Edison, Nikola Tesla, Albert Einstein, Stephen Hawking e Steve Jobs.

  15. Danos materiais a parte, o evento mostra que, quando se tem procedimentos de segurança eficientes, ninguém fica ferido. Bem diferente do episódio da explosão do foguete brasileiro em 2003.
    Sem dúvidas o ocorrido é um balde de água fria nas pretensões da Space X em iniciar lançamentos tripulados. Mostra ainda que a velocidade de Elon Musk pode estar um pouco acima do recomendável. Ele enfrenta problemas também com o sistema auxiliar de direção autônoma implementado em veículos da Tesla, um dos mais avançados do mundo mas ainda com falhas importantes.

    1. Paulo, sobre a treta com o autopilot da Tesla, discordo inteiramente de você. Acho que há uma campanha contra a Tesla, mas o sistema é muito bom e claramente não é feito para dirigir sozinho. Ademais, dados da “caixa preta” mostraram que o Autopilot estava DESLIGADO no único acidente com fatalidade! Se estivesse ligado, provavelmente não teria ocorrido. E mesmo que possa ser atribuído ao sistema o acidente, ele já atingiu uma quilometragem total maior do que a média de quilômetros rodados por acidente fatal em carros sem esse sistema. Logo, é MAIS SEGURO que sem ele. 😉

        1. Tem razão. O acidente em que o Autopilot estava off foi na Pensilvânia. Esse foi na Florida.

        2. Ricardo, estava ativo porém as investigações indicam que o motorista não somente estava acima da velocidade da via, como estava sem as mãos no volante (ignorando todos os sinais que o piloto automático do veículo emite nessa situação) E ainda por cima, vendo um filme em um aparelho de DVD portátil.

          Ok que o sistema não é infalível, dizem que não conseguiu diferenciar a carreta do céu claro, mas no caso a estupidez humana foi mais um (senão o maior) dos fatores que contribuíram para a tragédia. Seria o equivalente a culpar a máquina por este caso aqui:

          http://g1.globo.com/goias/noticia/2016/05/operador-morre-apos-ser-atingido-por-equipamento-de-industria-em-go.html

          E tem mais alguns que dá pra citar.

          1. Sim, nesse caso da Flórida e em diversos outros o motorista não obedeceu os procedimentos de segurança recomendados pela Tesla. Mas convenhamos, era de se esperar que muita gente não fosse mesmo ficar com as mãos no volante e atenção na estrada a 100% quando o fabricante chama o sistema de “Autopilot”. Parece bobagem, mas a carga simbólica do nome é grande (e a Tesla contou com isso para o efeito de marketing). Talvez fosse mais prudente chamá-lo de algo como “Advanced driver assist” ou algum acrônimo engraçadinho. “Autopilot” é um convite apetitoso para os imprudentes se comportarem como se estivessem em um veículo autônomo.

        3. A culpa do acidente foi do caminhão, não do carro automático… ele que entrou direto na contramão, sem ver o carro que vinha em sua direção. dificilmente um motorista humano teria evitado o acidente.

      1. Salvador,

        Acho que o sistema da Tesla é muito bom e sem dúvida um dos mais avançados. O problema é a forma de divulgação e a forma como o público entendeu seu uso. Ele não está pronto para ser utilizado como piloto autônomo mas é usado desta forma corriqueiramente pelos usuários. De forma semelhante ao piloto automático convencional (que só controla a velocidade) o sistema da Tesla deveria se desligar sempre que alguma situação fora do controle acontecesse, por exemplo o motorista tirasse as duas mãos do volante. O problema foi o passo a frente dado por Musk e sua equipe. Só para comparação, todas as grandes montadoras estão desenvolvendo sistema semelhante mas são e serão extremamente cautelosas ao lançá-los comercialmente. Se for comprovado que o sistema de Musk de alguma forma contribuiu para acidentes, a Tesla pode sofrer um recall de grandes proporções.
        Meu comentário é no seguinte sentido: se a SpaceX tem pretensão de se firmar como transportadora de cargas e humanos, não basta ser 99% boa, tem de ser 99,9999% como a própria NASA foi obrigada a se adequar no começo de seu programa de ônibus espaciais. Talvez este 1% final seja um desafio tão grande quanto os 99% iniciais.

    2. Tesla Industries, irá vencer esta batalha e continuará revolucionando o mercado.
      Houve este acidente, por imprudência ou não do motorista, mas não será descontinuado o produto.
      Estão no caminho certo, eu acredito que, como outros tantos produtos inovadores, este será aprimorado e teremos o Autopilot, equipando os automóveis de todas as marcas.

      1. Sem dúvidas é um dos mais avançados. Porém o sistema não pode acrescer risco ao ato de dirigir. Só poderá ser considerado piloto autônomo quando as possibilidades de erros for inferior ao próprio erro humano.

        1. Concordo. Acho até que perde a graça não dirigir.
          Para aquelas estradas maçantes, com longas retas e paisagens desérticas, até vale a pena o Autopilot, deixa ele trabalhar.

  16. Fala Salva! Gostaria de saber se já tem informações sobre o grau de prejuízo para a SpaceX com esse acidente. Tambem gostaria de informações sobre o cronograma de lançamentos (esta Dragon iria abastecer a estação espacial em breve e a próxima já iria com astronautas?). O lançador era reciclado? Obrigado! Abraxxx!

  17. É uma pena… mas como sempre, foguetes são máquinas extremamente complexas e a cada acidente se aprende mais… assim como eles se recuperaram bem da falha no segundo estágio, vão se recuperar bem tbm dessa vez.

  18. Segundo foguete que explode na base de lançamento, Não!… terão mesmo que fazer um estágio com os russos ou então viajar pela Soyuz, já está de bom tamanho…..

    1. Desde o último acidente da SpaceX, em 28 de junho de 2015, foram lançados 9 Falcon 9 com sucesso, sendo que desses 9, 6 foram recuperados ao pousar na barcaça ou em solo; Sem falar nos lançamentos da Arianespace europeia, da ULA e da Orbital ATK americana, ou os Longa Marcha chineses… então NÃO, não são só os russos que sabem fazer foguetes e SIM, existem inúmeros lançamentos com sucesso para cada falha. Então, tovarisch, engula o choro.

  19. Puxa, Salvador… Uma pena esse tipo de contratempo. Mas, como falamos a última vez que nos vimos, lá em casa no aniversário do Versi, cada vez mais fica claro que o caminho é esse – a iniciativa privada se envolvendo mais diretamente e assumindo mais riscos… Abraço!

    1. É isso. Se fosse um foguete da Nasa, podíamos pensar em mais de um ano de pasmaceira e escândalo nacional. Na iniciativa privada, é mais um acidente, lições aprendidas, bola pra frente. E o fato de não ter fatalidades torna tudo mais simples! Opa, bom falar contigo de novo! Abraço!

      1. Você quem pensa que não faz parte dos planos deles! believ, já ta monitorando os terráquios faz tempo! como você não gosta de youtube , não vou nem te mostrar o que acontece , com quem contraria eles!! algo tipo regado a arma lazer e churrasquinho, que tem no YT. um guardinha que virou fumaça.

          1. Eu quem coloquei, claro, só pode estar verdade! vai la, baixa meus lugares, instala o google earth e confira.

Comments are closed.