Mensageiro Sideral

De onde viemos, onde estamos e para onde vamos

 -

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de 11 livros

Perfil completo

Publicidade

Acharam o Philae!

Por Salvador Nogueira

Faltando apenas um mês para o término da missão, a sonda Rosetta finalmente conseguiu localizar e fotografar o módulo Philae, que fez um pouso espetacular no cometa Churyumov-Gerasimenko em 12 de novembro de 2014.

O pequeno robô está inativo e, como já era esperado, ficou preso a uma reentrância no cometa, posicionado de lado, o que limitava muito a quantidade de luz solar que seus painéis podiam receber. Não fosse isso, a missão quase certamente teria durado mais que as pouco mais de 60 horas de bateria que o módulo tinha à disposição para acionar seus instrumentos.

Detalhes do Philae, afixado de lado a um rochedo na superfície do cometa Churyumov-Gerasimenko (Crédito: ESA)
Detalhes do Philae, afixado de lado a um rochedo na superfície do cometa Churyumov-Gerasimenko (Crédito: ESA)

“Com apenas um mês restando para a missão Rosetta, estamos tão felizes de ter finalmente fotografado o Philae e vê-lo em detalhes incríveis”, disse Cecilia Turbiana, da equipe da câmera Osiris, instalada no satélite, em nota da ESA (Agência Espacial Europeia). Ela foi a primeira a ver o pequeno robô, do tamanho de um frigobar, nas imagens que chegaram do espaço ontem.

O registro foi feito quando a Rosetta fazia um sobrevoo a apenas 2,7 km da superfície do cometa, o que lhe permitiu registrar imagens com uma resolução de 5 cm/pixel — mais do que suficiente para visualizar o Philae, com cerca de 1 metro.

A missão está em seus estágios finais e deve realizar seu próprio pouso no cometa no dia 30.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Blogs da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade