Astronomia: Governo dos EUA faz exercício para lidar com impacto de asteroide

Governo americano faz ensaios para lidar com o possível impacto de um asteroide na Terra.

Representantes da Nasa, da Fema e de outras instituições do governo americano simulam reação a impacto de asteroide no último dia 25 (Crédito: Nasa)
Representantes da Nasa, Fema e outras instituições do governo americano simulam reação a impacto de asteroide no último dia 25. (Crédito: Nasa)

ENSAIO PARA TRAGÉDIA
O governo americano está conduzindo treinamentos para lidar com o potencial impacto de um asteroide na Terra. O último dos exercícios foi realizado em 25 de outubro, promovido por duas agências federais: a Nasa e a Fema. A primeira cuida do espaço, e a segunda é responsável por gerenciar emergências.

SÓ UM EXERCÍCIO
Os esforços não refletem a descoberta de um asteroide que vá colidir conosco. Trata-se meramente do reconhecimento de que, cedo ou tarde, algo assim pode vir a acontecer. “Não é uma questão de se, mas de quando lidaremos com uma situação assim”, disse Thomas Zurbuchen, vice-diretor do setor de ciência da Nasa.

QUATRO ANOS EM UM DIA
O exercício envolveu a simulação de uma crise causada pela descoberta de um asteroide que daqui a quatro anos, em setembro de 2020, iria colidir com a Terra. Esse bólido fictício teria entre 100 e 250 metros, capaz, portanto, de danos consideráveis — mas não o fim da civilização, reservado apenas àqueles com 1 km ou mais.

AÇÃO COORDENADA
Representantes de várias instituições entraram no jogo. Entre os participantes estavam agentes da Nasa, da Fema, do Departamento de Energia, da Força Aérea americana e do escritório de emergências da Califórnia, estado onde a pedra espacial supostamente iria cair.

SEM DEFLEXÃO
Com só quatro anos entre a descoberta e o impacto em si, os cientistas nem cogitaram uma missão para tentar desviar o asteroide. Os esforços foram concentrados em mitigação, com a evacuação da região metropolitana de Los Angeles e a criação de estratégias de como informar adequadamente o público.

PERIGO REAL
Tudo não passou de um exercício. Mas ele mostra que finalmente o risco dos asteroides começa a ser levado a sério pelos governos. Já não era sem tempo; no mês passado, o número de objetos próximos à Terra descobertos ultrapassou o marco de 15 mil. Nenhum deles oferece perigo imediato — mas há muitos mais de onde vieram esses, apenas esperando para ser descobertos.

A coluna “Astronomia” é publicada às segundas-feiras, na Folha Ilustrada.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Caraca…

    O Eu™ está gerando um monte de seguidores/admiradores.

    Eu™… já pensou em fundar uma religião? Fieis seguidores não faltarão! Vai que rola um dízimo?…

    >:)

    1. Opa! Boa ideia! Já tenho até umas sugestões pro nome:

      CristiEu™nismo

      EvangEu™lismo

      Eu™spiritismo

      CieEu™tologia

      ManiquEu™ismo

      RaEu™lianismo

      Seicho-no-Eu™

      SantEu™ria

      CandomblEu™

      Dentre outras… 😛

      🙂 😀 🙂 😀

        1. mc, este foi o último comentário que você postou?
          Vi uns outros pingando aqui que batiam com seu nick, seu e-mail, mas não com o IP e o comportamento. Supus que eram fakes. Se forem seus mesmo, eu restauro. Mas desconfio que não. E infelizmente alguém sem nada para fazer está há dias tentando emular diversas pessoas aqui e criar diversos personagens. Coisa doente mesmo. Dezenas de comentários. Está tornando a moderação bem mais difícil. Que saco, viu?

          1. Ôpa! Acho que foi o último sim… o cara emular o nick é uma coisa, mas daí a sacar o email já mostra um nível mais “perigoso”.

            A coisa muda de simples trollagem para uma ação que envolve (falta de) honestidade. E então a gente entende com quem estamos lidando…

    2. Éh…eu acho que a casa caiu pro lado de vcs dois!

      Eu™ e mc !

      Assim páram de humilhar as pessoas que voces acham não estarem alinhados com suas idéias.

      Que fique bem claro:

      Não concordar é uma coisa. Todos temos direito.

      Chacotear, humilhar, fazer bulllying virtual em duplinha…isso é inaceitável.

      Vazem!

      1. Peraí, deixa eu checar… quem é o dono do blog e moderador, mesmo? Hmm, sou eu. Então quem diz quem pode e quem não pode vir aqui SOU EU. E eu digo que você sempre é bem-vindo, assim como qualquer outro. E não vai ser você que vai querer fazer censura sendo que eu mesmo me recuso a fazer até com quem merece, que é o seu caso.

  2. Nova tentativa de contato com o mundo real>>>Eu não deveria achar que um astro como sol percorreria uma orbita circular perfeita , e não oval(elíptica) no teu bale mesmo que estivesse solitario que não esta o caso. dai Eles como eu, sabem que existe um Afélio e Periélio, dai tem ápice e anti-ápice solar, como apogeu e perigeu(hercules e zeta Canes minores) respectivamente, dai eu falar em peixes e andrômeda. de onde estes vetores de direção radial estão apontados; em dai eu falo em apogeu e perigeu com o sistema NêmesYs e seu planetário hecolubus em peixes, e sabendo do constante numero de asteroides que incidem de vinda desta região, demonstra que algo se move por la, a medida que a posição de vinda destes asteroides , esta possível se presumir tua localização na nuvem de Ôort, como principalmente a posição de Urano e também Nêtuno, parecem , configurar um ponto de intercessão futura entre os sistemas. dai a expectativa do >>PULL FULL<<,(o arrasto do sol) se confirma nos próximos 35 anos , ate a intercessão com sistema nemesYs. dai em 2020 vamos entrar na metade de convergência de saturno e júpiter em oposição, a posição final, ciclo de -180graus; culminando com o alinhamento entre saturno, Júpiter e urano e Nêtuno e NemesYs-herculobus sistema em 2060+1; ano do retorno do cometa haley<<logico. ate la muitas mulas sem cabeça, do nada(nuvem de Oort e kepler apareceram por ai, ao meu ver(hipótese provável)., arremessados por Urano, Nêtuno e hercolubus , em direção ao sol, assim também como pela estrela marrom nemesys.

    1. Isso tudo não tem o menor sentido. Não há logica. Não há raciocínio científico. Isso só alimenta os conspiracionistas com estas besteiras mencionando nomes de planetas com conjunções horoscopais. Lamentável.

  3. ai , Salvador a mesma data que eu já disse antes, e você insiste em moderar minhas postagens
    to igual a um jônico de novo; você vai estar responsável pelas omissões e não eu, tu pegou mania da NASA; enquanto isto , tem cada besteirada sendo exibida ai que da dó. enquanto a humanidade a humanidade da deveria estar se mobilizando você esta ai , moderando moderando moderando , e liberando assunções e mais assunções; meu medo esta de você um dia começar a perder o sono. se eu estivesse você , me isentaria de opiniões sobre o desconhecido das hipóteses, melhor que você tinha que fazer. mas o poder esta teu, fazer o que.
    http://www.jb.com.br/ciencia-e-tecnologia/noticias/2016/11/06/eua-estao-preparados-para-queda-de-asteroide/?from_rss=ciencia-e-tecnologia

  4. Agora que o Trump venceu, o que pode acontecer com estes e outros programas relacionados ao espaço sideral? Isso é bom, é ruim ou não afeta em nada?

    1. Bom pra começar, vamos privatizar a NASA e a FEMA!

      O povo americano não pode mais ficar financiando este tipo de organização!

      Temos já muitos interessados na fila de espera da privatização, entre eles o Mike Zuckerberg e o Bill Gates!

  5. Bom dia Salvador!

    Todos os “antenados” tiveram a oportunidade de ver as consequências das colisões das partes do cometa Shoemaker-Levi com Júpiter em 1993 (ou seria 1994), mas as consequências para nós ficaram registradas somente nas nuvens e talvez jamais saberemos o quê ocorreram nas superfícies, mas como levantaram nuvens de poeiras que teria de diâmetro maior que a Terra os estragos deve ter sidos colossais ou “astronômicos”.

  6. Ainda bem que alguém se preocupa com esse problema. Imagino se não seria possível criar uma rede de pequenos satélites de baixo custo e permanentes, todos orbitando um certo raio da Terra, envolvendo-a, por assim dizer em uma esfera de proteção formada pela rede de satélites espaçados na extensão da superfície imaginária dessa esfera, de sorte que um bólido perigoso ao ser detectado, e estivesse adentrando por essa rede por alguma região fosse “fatiado” por algum tipo de feixe entre os satélites (laser, plasma, ou que quer seja bastante a picotar o asteróide com o mínimo de deslocamanto entre os satélites) enquanto ele passa lentamente por essa parte da rede.
    Se pensarmos nas espaçonaves da ficção todas tem o shield protetor. Com nossa espaçonave Terra não poderia ser diferente e acho que precisamos começar a pensar em um planetary shield para ela,também, afinal é nossa primeira e por enquanto única colony ship fluindo pelo espaço.!

    1. Bem inteligente, sua ideia, Samuel. Tomara Q a Nasa e Fema estejam pensando em coisas deste tipo: cinturão estacionário de satélites redes com canhões laser! Todavia, creio eu, que isso tem lá um risco muito grande. Poderá se tornar uma arma em órbita poderosíssima se virando contra nós mesmos num eventual ataque! Mas, enfim, “boa ideia” sim!

    2. Ainda bem que alguém se preocupa com esse problema.

      Quem disse que nos preocupamos? Estamos aqui porque somos desocupados. Eu™ e mais 11 milhões! Aliás se souber de um empreguinho que ganhe bem e seja “suave na nave” avise!

      Imagino se não seria possível criar uma rede de pequenos satélites de baixo custo e permanentes, todos orbitando um certo raio da Terra, envolvendo-a, por assim dizer em uma esfera de proteção formada pela rede de satélites espaçados na extensão da superfície imaginária dessa esfera,

      Baixo custo? Uma rede envolvendo a terra? Quantos satélites acha que são necessários? Sabe quanto custa lançar um satélite no espaço? NÃO. NÃO. NÃO.

      de sorte que um bólido perigoso ao ser detectado, e estivesse adentrando por essa rede por alguma região fosse “fatiado” por algum tipo de feixe entre os satélites (laser, plasma, ou que quer seja bastante a picotar o asteróide com o mínimo de deslocamanto entre os satélites) enquanto ele passa lentamente por essa parte da rede.

      A que velocidade acha que um asteróide vai passar? Ele não é um presunto que você chama o cara do balcão de frios pra fatiar. NÃO. NÃO VAI.

      Se pensarmos nas espaçonaves da ficção todas tem o shield protetor.

      Então vamos chamar a Millenium Falcon e a Entrerprise pra ajudar. NÃO.NÃO.NÃO.

      Com nossa espaçonave Terra não poderia ser diferente e acho que precisamos começar a pensar em um planetary shield para ela,também, afinal é nossa primeira e por enquanto única colony ship fluindo pelo espaço.!

      Voce está assistindo muito filme de Scifi. Melhor dar um tempo! NÃO.NÃO.NÃO.

        1. Não, não é. São duas pessoas diferentes. Mas o EuMesmo2016 estava tentando se passar pelo EuTM aqui, e eu mudei o nick para o do suposto e-mail justamente para evitar a confusão. Já basta acharem que eu sou o EuTM! Só faltava acharem que o EuMesmo2016 fosse o EuTM, que por sua vez fosse eu… rs

          1. Logo vi!
            Estão quer dizer que o seu Salvador fica usando nick para sacanear os incautos, já que não pode tecer críticas mais severas como Salvador Nogueira.
            Espertinho hein? ……. mas não pega bem.

          2. Eu não faço isso. Há quem pense que eu faço, mas eu já sou adulto faz uns 20 anos. E a prova é que, mesmo tentando manter uma boa postura aqui até com os mais babacas, às vezes não consigo e acabo dando uns tabefes virtuais, sob meu nome mesmo.

          3. Bem que desconfiei. Os comentários não passavam de uma (tentativa de) cópia dos comentários tipicamente feitos pelo Eu™ original, porém sem qualquer sentido e qualidade bem inferior.

  7. O meu consolo é pensar que se a vida humana na Terra for extinta, todos estes deuses porcarias que criaram vão desaparecer com quem crê neles. Mas sabe o que é bem irritante: se houver uma outra espécie que chegue ao ponto aonde nós estamos hoje habitando este mesmo planeta, eles também vão crer em outros deuses que mais ou menos terão a “aparência” e a “personalidade” desta outra espécie até o momento em que descobrirem que não precisam crer neles para viver. Aliás, é crendo neles que as espécies inteligentes e capazes perdem tempo em suas existências com infinitas discussões e conflitos que não acabam nunca mais e esquecem de dar uma olhada no que perambula no espaço, preferindo se apegar a crenças infantis e inúteis.

    1. A crença em Deus é inata no Homem. Então sim, vc está correto e a próxima humanidade vai repetir a dose.

      1. A crença de Deus é inata pois, quer tu goste ou não, é a resposta mais racional (e fácil) para todas evidências que encontramos, no universo e na vida (que claramente mostram sinais de planejamento e organização específica).

        1. Respostas fáceis são para quem tem preguiça de pensar. Ou seja, não são nem um pouco racionais. A crença em Deus é o pior sintoma dos preguiçosos mentais.

          1. Respostas fáceis seguem os princípios da navalha de Occan, sendo plenamente racionais.
            Se a crença em Deus é sintoma de preguiçosos mentais, me explique como que crentes em Deus CRIARAM e FUNDAMENTARAM a ciência moderna e como que crentes em Deus contemplam mais de 98% da população mundial?
            Na sua visão “racional” os criadores da ciência eram preguiçosos mentais assim como grande parte da população mundial?
            Pense prezado.. pense…… a tua declaração irracional mostra abertamente QUEM é o preguiçoso mental 😉

          2. Simplificar em demasia a explicação de uma coisa pode significar que não a entendemos bem e na pressa arranjamos um explicação fácil para ela. Isto é o que? Preguiça mental. A Navalha de Occam é mais ou menos isto e simplesmente dizer que Deus foi o criador de todas as coisas e repetir a velha frase “assim Deus quis” é uma preguiça bem grande que já prejudicou a humanidade toda no passado e continua a prejudicar nos dias atuais. Quem foi além da explicação religiosa usual criou a filosofia e as ciências e não teve preguiça de simplesmente aceitar o que era dito. A história destes ramos da cultura humana mostra exatamente isto.

            Há um tempo atrás uma equipe de estudiosos de medicina foi até uma região do Nordeste pesquisar o motivo pelo qual nasciam muitas bebês com deficiências diversas, sendo a mais comum a cegueira. Fizeram várias pesquisas e propuseram algumas hipóteses diferentes, sendo a causa mais provável a desnutrição das mães, coisas bem comum na região pesquisada. Se eles tivessem aplicado a Navalha de Occam neste caso, achariam a explicação errada, pois fazendo mais pesquisas, incluindo a análise do DNA, eles descobriram que a maioria das crianças eram filhos de parentes próximos, primos em primeiro grau, casamentos bem comuns na região. Quando os pesquisadores disseram aos moradores locais o motivo pelo qual as crianças nasciam com deficiências, eles não acreditaram e logo disseram que as deficiências eram um desejo de Deus, recusando a explicação de que os casamentos de primos é que causavam aquele fenômeno. A população também aplicou a Navalha de Occam para explicar os seus infortúnios e aceita-los sem questionamentos. Tem certeza que este Princípio não é um sintoma de preguiça mental? Se a análise do DNA não existisse ou tivesse sito feita, a hipótese das desnutrição das mães certamente permaneceria e os bebês continuariam a nascer com deficiências mesmo sanando a desnutrição das mães.

          3. O princípio da Navalha do Occam diz que a explicação para qualquer fenômeno deve assumir apenas as premissas estritamente necessárias à explicação do mesmo, descartando os ruídos ilógicos.

            Quando eu digo o “mais fácil” eu me refiro ao mais lógico, e não ao mais simples.
            A análise das evidências encontradas no universo e na vida (que de “simplificada” não possuem nada) levam, pela lógica e razão, a existência de Deus.
            Se eu quiser crer que ele não existe, então terei de sacrificar todas as evidências, a lógica e a razão, e conjecturar uma gama de outras proposições sem verificações (como lama virando vida sozinho, informação CODIFICANDO sozinho, etc..) sendo a posição mais “difícil”.

            Erraste justamente por confundir o sentido do termo que apliquei.

            É mais FÁCIL por ser humano assumir o LÓGICO, RACIONAL e aquilo que se verifica (mesmo que haja várias pesquisas ou argumentos complexos por detrás) do que assumir uma conjectura ILÓGICA e IRRACIONAL sobre algo que NÃO se verifica.

      2. A crença em Deus é inata no Homem.

        Eu não creio em Deus e sou Homem com “H” maiúsculo. Sou muito é macho! Deus não existe. NÃO, NÃO e NÃO. Sabe por que? É uma outra falácia criada pelos perdidos conspiracionistas que contaminam a humanidade!

        Então sim, vc está correto e a próxima humanidade vai repetir a dose.

        NÃO, NÃO VAI. Porque a humanidade já não existirá mais. Cientificamente está comprovado que algo que se extinguiu não volta à vida. Não há vida após a morte. Não há nada. A matéria inerte é cientificamente comprovada. Múmias não voltam à vida. Nem dinossauros. Deus não tem o poder de ressuscitar nada e ninguem. Deus não existe. A ciência é meu tudo. Ela explica tudo.

      3. Quem esquece a história corre o risco de repeti-la. No caso uma outra espécie que existisse por aqui nunca iria saber tudo sobre a história da humanidade e iria repetir o mesmo erro de acreditar no que nunca pode ser provado.

      4. Essa afirmação, de que a crença no sobrenatural é inata ao homem não tem fundamento científico. Crianças educadas sem religião não saem por aí dizendo que deuses existem… E como o ser humano é o único que demonstra e fala sobre crenças, não significa que seja “inata”. Acho mais é que é consequência do fato de pensarmos sobre as coisas e a vida, é apenas uma solução fantasiosa imaginada como resposta ao que desconhecemos.

    2. Cara, fui ateu por 10 anos. Quem não o era, para mim, tratava-se de um alienado. Passei por experiências que me fizeram sentir um ex-alienado. Mas esse ódio por quem pensa diferente, destilado logo em seu primeiro raciocínio, e fora do assunto da reportagem, nunca tive.

      Sou acompanhante assíduo do blog. Excelente, SN.

      1. Cara, fui ateu por 10 anos. Quem não o era, para mim, tratava-se de um alienado.

        SIM! EXCELENTE! Isso ai mesmo!

        Passei por experiências que me fizeram sentir um ex-alienado.

        Pô que maus cara. Não brinca que virou a casaca? Não..NÂo…NÂO…NÂÂÂOOOooo…

        Mas esse ódio por quem pensa diferente, destilado logo em seu primeiro raciocínio, e fora do assunto da reportagem, nunca tive.

        Eu não tenho ódio. Aliás ódio é um sentimento. Como não tenho sentimentos eu não tenho ódio. Pura lógica. Simples assim. NÃO pros conspiracionistas e suas falácias armadilhescas.

        Sou acompanhante assíduo do blog. Excelente, SN.

        Opa. Isso muito me interessa. Vamos conversar depois.

      2. Não é ódio por quem pensa diferente, é a constatação que existiram vários deuses no passado e vários deles desapareceram sem nem mesmo punir nenhum crente em nenhum deles sequer. Porque os deuses de hoje não podem desaparecer completamente também e nada provocar em quem poderia acreditar neles?

        1. Se olharmos com imparcialidade os fatos da vida, veremos que eles ocorrem por probabilidades…

          Não adianta o cara ser religioso, a máxima “Deus é fiel” é claramente uma mentira, pois igrejas desabam na cabeça de fiéis, fiéis ficam doentes incuráveis e com muito sofrimento, são tão frágeis quanto os ateus. O sujeito fica paraplégico e diz “Deus me salvou de morte certa”. Ora, se Deus estivesse presente, o acidente não aconteceria, certo?

          Um avião cai a 100 metros de uma escola. aí eles dizem “Deus é pai, salvou as criancinhas”, só que o acidente matou todos os passageiros do avião e pessoas em terra, inclusive criancinhas.

          “Graças a Deus eu consegui um emprego”… quantos milhões de fiéis não estão desempregados?

          O fato é que as pessoas dizem que Deus as ajudou sem olhar a situação geral. E quando eles sofrem, dão desculpas, do tipo “é para eu ser mais forte”, ou “é um castigo porque eu olhei para a gostosa da vizinha”…

    3. Quanto ódio por algo que dizes ser inexistente, não?
      Nunca ví uma pessoa sã ter ódio por algo que ela TEM CERTEZA que não existe.
      Eu tenho certeza que potes de outro que disparam raios no fim do arco-iris não existem, logo, por esta certeza, eu não odeio estes potes, não temo os seus raios e tão pouco odeio as pessoas que creem neles.
      Portanto este teu comportamento demonstra duas coisas:
      Ou és um doente mental ou a tua “certeza” na inexistência de Deus não é tão certa assim (o deixando com uma terrível “pulga atrás da orelha” rsrsrs).
      😀

      1. Não sei quem odeia algo que não se prova existir (ou inexistir).

        Os crentelhos sim, odeiam aqueles que não professam a mesma fé. E sempre vêm com ameaças do velho barbudo vaidoso e vingativo que vai jogar no inferno blablabla.

        O que odeio é ficar colocando religião em qualquer assunto. É a tentativa de conversão. É tentar impor uma crença sem qualquer prova concreta, destilando ódio e ameaças quando não conseguem. É a soberba de se considerar superior porque conhecem a “verdade”, que existe apenas naquele cubículo árido e oco chamado de “cabeça” que trazem acima do pescoço.

        1. Existem várias inconsistências neste teu argumento.
          Primeiro, se houvesse algum ódio por parte de cristãos com anti-cristãos (não confunda com “anti-cristãos” com “não cristãos”), eles JAMAIS alertariam do destino terrível que os anti-cristãos estão caminhando. Simplesmente os deixariam “se ferrar”
          Segundo, se tens total certeza que o Deus cristão é falso, então o destino “nada agradável” não soaria como ameaça, visto que pela certeza saberia que a conjectura futura seria falsa.
          Por exemplo, se um crente em potes de ouro no fim do arco-íris me dissesse que se não me ajoelhasse toda vez que visse uma moeda, eu receberia raios eternos em meus olhos, jamais sentiria ódio do pote de ouro, da pessoa que crê neste pote e tão pouco ficaria ameaçado.
          A minha certeza absoluta da inexistência de tal pote me proporcionaria, no máximo, pena da pessoa que acredita nisso.

          Porém, não é o que vemos em vossos comentários.
          Se vocês REALMENTE tivessem certeza absoluta que o Deus cristão é falso, vocês JAMAIS sentiriam raiva Dele, raiva de quem crê nele e tão pouco ficariam ameaçados com o tormento da segunda morte (destino dos que rejeitam a Cristo).
          Simples assim 😉

          1. Morelli, acho que vc não entendeu. Eu não tenho raiva do seu Deus, até por impossibilidade de prova de existência ou não. Como ter raiva do pote de ouro ou de Deus? Ambos até o momento não se revelaram reais. Só questão de fé. Pelo menos o pote de ouro não me ameaça, e nesse sentido para mim ele é melhor que seu Deus.

            Você pinta um deus vingativo — eu sempre disse que é um velho barbudo vaidoso e vingativo, e vc confirma duas dessas características. Veja bem: eu levo uma vida honesta, ajudo o próximo quando possível. Enfim, acho que sou um cara do bem. O melhor do mundo? Jamais. Ali, um cara mediano, normal. Só que você diz que eu vou me f(*) porque eu não acreditei no velho. Logo, ele é vingativo. E vaidoso, por exigir que eu o louve e o tema. Concluo que ele não é do bem. Essa incoerência desmancha qualquer dogma religioso. Por lógica, refuto a religião para mim.

            Eu não tenho raiva de quem crê nesse Deus, nem em Buda, nem no Monstro do Espaguete Voador (por sinal, bem mais simpático).

            Eu não gosto quando vêm colocando religião onde não cabe. Quando tentam me converter. E quando me ameaçam.

            E, finalizando: se ele existir e for assim vaidoso e vingativo, estamos todos f(*): você e eu, pois quando morrer, eu já estarei f(*), e você vai viver numa ditadura. Prefiro que ele simplesmente não exista. Mas, se existir, deve ser um sujeito do bem. Portanto, não deve me exigir loas e cânticos, nem grana, nem vassalagem. Ele deve estar por aí preocupado em manter o equilíbrio universal sem se mostrar, como tão bem tem feito até hoje.

    4. O meu consolo é pensar que se a vida humana na Terra for extinta, todos estes deuses porcarias que criaram vão desaparecer com quem crê neles.

      Se a vida humana for extinta, cientificamente inclui a nós criaturas do topo da classe. Definitivamente NÃO!

      Mas sabe o que é bem irritante: se houver uma outra espécie que chegue ao ponto aonde nós estamos hoje habitando este mesmo planeta, eles também vão crer em outros deuses que mais ou menos terão a “aparência” e a “personalidade” desta outra espécie até o momento em que descobrirem que não precisam crer neles para viver.

      Eu só creio na ciência. Tomara que as baratas sobrevivam. Elas parecem bem diretas e sem qualquer traço de emoção. Eu adoro elas. Tenho uma coleção em casa. Ensino elas a dar a patinha e a dançar Break! Lindas!

      Aliás, é crendo neles que as espécies inteligentes e capazes perdem tempo em suas existências com infinitas discussões e conflitos que não acabam nunca mais e esquecem de dar uma olhada no que perambula no espaço, preferindo se apegar a crenças infantis e inúteis.

      A ciência é tudo. A ciência explica o inexplicável de forma contundente. Matemática. Precisa. Estéril. Dura. Nua. Crua. Eu sou ciência. Eu sou o máximo!

      1. Mas até a ciência tem limites, Eu. O maior destes limites é a capacidade das espécies inteligentes em entender a natureza. Ela varia conforme a espécie evolui cognitivamente, mas até isto pode ser limitado por outros fatores. Por isto ela não consegue explicar tudo, há coisas que permanecem inexplicáveis e o método científico não se aplica a elas. A existência dos deuses por exemplo, não pode ser explicada do modo que os religiosos imaginam, como “existências”, “seres” a serem desvendados, mas como a crença neles começou, como ela continua, permanece, o que ela provoca e como ela acaba ou se transforma. O assunto nem é deste blog, é do blog do Reinaldo.

  8. Olá Salvador,

    Vi o vídeo da entrevista do Físico Marcelo Gleiser e sua participação.

    Foi realmente uma experiência gratificante constatar que um Físico brasileiro de tamanha projeção mundial, autor de vários livros, se apresente de uma maneira tão clara, precisa, científica e humanista. É impressionante a forma como ele usa seu “Leadership” para abordar assuntos controversos como ciência e religião, possibilidade de vida extraterrestre, o discernimento que faz da vida inteligente e não inteligente. A clareza como aborda o tema de um ponto de vista científico e também humano. Apreciei muito a menção de ser agnóstico. Apreciei muito a forma como ele quase que cirurgicamente separa os assuntos, para que a luz de uma verdade comum seja livremente debatida, apesar dos diferentes pontos de vista. O ponto alto da entrevista para mim, foi a menção dele de que abomina o extremismo tanto científico quanto religioso. Também concordo que a verdade universal é a soma de cada um dos aspectos que permeiam nossa vida e não apenas um outro. Infelizmente neste fórum vemos muitos serem tendenciosos para a ciência, religião, política, etc e serem totalmente alienados com os outros aspectos da “vida”. Certamente tais comentários demasiadamente focados, contribuem apenas parcialmente para a verdade universal.

    Congratulo você pela sua participação, que a meu ver foi de longe a melhor da equipe de entrevistadores (o homem de barbicha para mim era “lugar comum”, o de óculos “cumprindo tabela”, a mulher “paraquedista”, somente você entendia do assunto).

    Entretanto, peço que mantenha como jornalista profissional que é, uma linha séria e EQUILIBRADA tomando o exemplo do nosso Físico Marcelo Gleiser, na considerável missão de trazer mais simplicidade através de metáforas, o conhecimento científico permeado de tanta complexidade.

    Parabéns pelo Blog.

  9. Salvador,

    Primeiramente gostaria de parabenizar você pelo seu posicionamento valioso durante a entrevista com o renomado físico Marcelo Gleiser.

    Achei sua postura muito pertinente e notei que o Gleiser também gostou muito de suas perguntas.

    Gostaria de perguntar se a entrevista com tão renomado físico que vejo pelo meus olhos, procura uma linha mediana e equilibrada de pensamento onde reúne diferentes linhas de pensamento (Política, Economia, Sociedade, Tecnologia) além de demonstrar uma integração rara de unificação do pensamento lógico e criativo (hemisférios esquerdo e direito do cérebro) e refinada inteligência emocional, mudou ou acrescentou algo na forma como você jornalista científico profissional, vê os artigos que aborda e principalmente os comentários que recebe no seu blog?

    Poderia tecer alguns comentários? Grato.

    1. Dr. Estranho, não, não mudou. Alinho-me com o Gleiser em várias dessas questões e tenho defendido essas posições aqui, nos comentários inclusive, em muitas ocasiões. Coisas que ele mencionou, como o fato de que o agnosticismo é a única posição filosoficamente defensável sobre Deus e o fato de que religião e ciência não precisam ser antagônicos se cada um respeitar seu domínio são coisas que defendo há tempos aqui. O mesmo sobre o fato de que o ateísmo é uma crença. E por aí vai. Vi apenas validação de muitas das minhas convicções na entrevista dele. 😉

      1. Salvador,

        Penso que é seu direito como dono do blog se posicionar como quiser.

        Mas realmente, depois de uma aula de humildade, simpatia, clareza e discernimento do Marcelo Gleiser, pensei que você me diria:

        Sim mudou pois cada encontro com um ser tão fantástico sempre me acrescenta algo.

        Porém, entendo que com esse seu comentário você se equipara a ele.

        Me perdoe, porém em muitos comentários seus, vejo você sempre pender para a ciência e não para quaisquer dos outros aspectos que compõe a realidade humana, o que não confere com a abordagem do Físico Marcelo Gleiser.

        Enfim. Cada cabeça uma sentença.

        Meu feedback seria: é hora de adotar uma visão Holística para a ciência, onde o mesmo cérebro que pensa, sente.

        Essa é a mensagem mais importante para mim do vídeo do Sr. Gleiser.

        O resto são apenas conjecturas.

        1. Dr. Estranho, entenda que este é um blog de ciência. Em questões científicas, sempre penderei para ciência. Isso é o óbvio. Defendo que ciência e religião podem conviver SE CADA UM FICAR NO SEU QUADRADO.

          Sobre tratar o Gleiser — ou qualquer um — como uma espécie de guru que me iluminaria a cada encontro é o tipo de atitude que eu NÃO costumo ter. Claro, é um privilégio que tenho como jornalista conversar com muitas pessoas interessantes, e o Gleiser é uma delas. Tenho por ele grande admiração. Mas enxergo-o como um ser humano como eu, que tem experiências para trocar como eu, que tem opiniões bem embasadas como eu, e vejo aí uma grande oportunidade para a TROCA. Eu teria de me sentir inferior a ele para pensar qualquer coisa diferente. E procuro não tratar ninguém como inferior — inclusive eu mesmo. Por isso estou sempre me engajando nos comentários aqui. Sinto que os leitores têm tanto a contribuir quanto eu e respondo o máximo que posso, apesar do tempo que consome.

          Eu aprendo tanto com os comentários aqui quanto com o Gleiser ou qualquer outra pessoa. Para mim, é um prazer conversar com você tanto quanto conversar com ele. 😉

          1. Salvador,

            Então o que você entende é diferente do que o seu público entende.

            Como jornalista é um conceito fundamental: quem é sua audiência?

            Aqui vejo todo tipo de pessoa: extremistas científicos, bitolados, todos os gêneros, diferentes graus de conhecimento experiencia e idade. Gente piadista muito inteligente que se faz parecer “estúpido”, ou seja, como o Gleiser mencionou sobre possíveis avançados extraterrestres, comparativamente isso é um Zoológico sideral.

            Muita gente vem aqui somente para se divertir com seus artigos e comentários hilariantes.

            Outros se divertem vendo alguns “extremistas” atuando.

            Muitos falam de política. Outros de religião.

            Se nesse ciclo do comunicação, onde o transmissor somente terá a certeza de que se comunicou efetivamente se o receptor sinalizar que sim, e para isso deve haver uma audiência foco, seu blog falha consistentemente.

            Por que publicar um blog num dos jornais on line de maior público, para o público?

            Se é aberto ao público, não faz sentido mediar todos estes aspectos que permeiam o assunto ao invés de simplesmente tender para ciência?

            Insinto: Marcelo Gleiser é o astro não é por acaso. Ele consegue tocar a todos com simplicidade e humildade sem tender a nenhum lado, mas seguir o caminho equilibrado para que todos ouçam e aprendam e crescam e evoluam.

            Não estou criticando seu blog. Mas desafio você a ciência e o jornalismo para que a junção de ambos se converta no que creio que voce busca: informar desde o mais simples ser humano até o mais graduado sobre as maravilhas da ciência.

          2. Não entendi exatamente o que você quer dizer. Claro que nem tudo vale a pena nos comentários. Claro que nem todo mundo entende. Eu diria que uma boa porcentagem dos comentários mais absurdos vem de pessoas que sequer leram o texto — foram direto da chamada para os comentários. Acontece. E não é parte do objetivo deste blog fazer com que pessoas que não gostam de ler comecem a ler. Está além das minhas capacidades. Só posso tocar os que estão dispostos a ler — é pré-condição.

            Eu não entendo também o que você acha que eu deveria mudar em termos de abordagem aqui. Acha que eu devia começar a fazer comentários meio esotéricos só para contemplar os que não gostam da ciência? Juro que não sei o que você quer que eu faça diferente.

            Sobre o Gleiser, pergunte o que o pessoal da ufologia acha dele. É um típico exemplo de como ele pode se alinhar com a minha posição e se desalinhar com os fãs de pseudociência, esoterismo etc. Aliás, escrevemos um material especial para a Ilustríssima sobre vida extraterrestre e fomos atacados, juntos, pelos ufólogos. O simpático leitor (você há de reconhecer o tom em alguns dos nossos colegas dos comentários do blog) abre assim: “Total ignorância do pseudo cientista Marcelo Gleiser e do jornalista Salvador Nogueira em seus infelizes artigos ocupando duas páginas inteiras no caderno Ilustríssima do domingo 26 de abril.”

            Eu redigi a resposta, explicando que ufologia não era ciência e havíamos nos limitado à ciência da busca por vida extraterrestre, e o Gleiser, em vez de fazer algum reparo ao meu texto, disse simplesmente: “Não podia ter dito melhor!”

            Então, veja, eu e Gleiser temos posições parecidas em muitas coisas — como, acredito, ficou claro no Canal Livre. Não imagine você que, fosse ele o blogueiro e não eu, e os fanáticos e mal-educados que passam aqui diariamente teriam um tratamento muito diferente… 😛

          3. Salvador,

            O tempo e a experiencia responde tudo. Sem stress. Tranquilo.

            O fato de não entender é um excelente sinal. É um gancho que pode despertar a curiosidade do “por que eu não entendi esse cara”…

            Enfim:

            Ninguem é igual a ninguem. Isso é comprovado.

            Mas todos podemos melhorar, pois estamos longe da perfeição. Isso també é fato.

            E quanto a imaginar que esse blog seria diferente com ele, isso eu tenho certeza, pelos simples fatos mencionados acima.

            Mas de qualquer forma: parabéns.

          4. Claro que sempre podemos melhorar! Agora, não adote o discurso arrogante de que eu não o entendi porque me faltou capacidade. Talvez — apenas talvez — tenha lhe faltado eloquência. 😉
            Boa noite!

          5. Bom dia Salvador!

            A arrogância não faz parte do meu repertório! Afinal quem disse que não entendeu exatamente o que eu quis dizer foi você e não eu.

            Não se sinta ofendido, tome apenas como um feedback construtivo!

            E com certeza, talvez tenha me faltado eloquência! Nada pode ser descartado!

          6. Salvador, eu não entendo o seu ponto em dizer que ciência e religião devem ficar “no seu quadrado”.
            Eles já não estão no seu quadrado?
            Nem mesmo os a maioria dos criadores da ciência (que eram cristãos) a misturavam, porque achas que isso ocorre hoje?
            Este pensamento, a meu ver, parte do equivoco em classificar como “religião” qualquer proposta CONTRÁRIA ao conceito “evolução” e suas “vertentes” (como suposta idade “antiga” da terra e do universo).
            Não seria isso que está a acontecer contigo? 😉

          7. Quando você tenta me convencer de que a teoria da evolução por seleção natural está errada inspirado por uma narrativa bíblica, você está misturando os canais. Entenda que a Bíblia é um conjunto de textos que representam uma determinada visão do que seria a divindade para o grupo de pessoas que a segue. Já a ciência diz respeito a fatos universais, que não dependem de as pessoas os seguirem ou não. Você é fruto da evolução, goste ou não. Se puder conciliar isso com sua visão religiosa do mundo (interpretando que Deus agiu *por meio* da evolução), tudo certo. Se achar que uma das duas coisas precisa sair, você está permitindo que uma interfira na outra, e aí dá bagunça.

          8. Mas quem questiona o consenso atual (como a evolução, por exemplo) com versículos Bíblicos (ou qualquer outro livro religioso)?
            Por exemplo, não conheço nenhum cientista cético a Darwin que utiliza algum livro religioso como argumento refutatório.
            Todos eles demonstram, com evidências científicas, que a conjectura “macro-evolução” e ainda por cima “cega”, é falsa.
            A meu ver, tu chama estes céticos de religiosos pelo simples motivo de DUVIDAREM da crença majoritária (que infelizmente se tornaram dogmas), e não porque eles utilizam a religião como argumento contrário.
            Quer uma prova disso?
            Cite algum único argumento religioso utilizado por Stephen C. Meyer ou por Marcos Eberlin em suas teses CONTRA a evolução (um dos dogmas científicos). Tu consegues?

          9. Eu não conheço nenhum cientista sério cético a Darwin. Começa daí. Nunca vi um ateu contestando a evolução. Aparentemente, para contestar a evolução, é pré-requisito acreditar em alguma força sobrenatural capaz de gerar as espécies. Eis aí o problema. Se fosse possível propor uma hipótese melhor que a evolução para explicar a vida QUE NÃO DEPENDESSE DE UM ELEMENTO DE FÉ, poderíamos discuti-la e ver se para em pé mesmo. Mas se ela depende de fé, já cai na seara da religião, que por definição não deve se misturar com ciência.

            Marcos Eberlin?? Você falou Marcos Eberlin?? O picareta da Unicamp que só assina paper por que usam os equipamentos do laboratório dele, que diz que os dinossauros eram todos herbívoros e não couberam na arca de Noé e que, se não houvesse a Lua, só haveria dengue na Terra? Esse Marcos Eberlin?? O Marcos Eberlin que nunca estudou biologia?? Só checando se estamos falando da mesma pessoa… rs

          10. Então.. este é o seu problema, “seriedade” segundo a falácia que utilizas (do Escocês), está vinculada a crença em Darwin, ou seja, se alguém crê nele, então é sério, se não crê, não é.
            Porém o fato é que a seriedade não é medido pelo que o cientista acredita ou não, mas pelo que ele contribui e da forma que ele contribui.

            O fato de um ateu não contestar a evolução digo que está errado.
            Um exemplo disso é o ATEU Bradley Monton (professor na Universidade do Colorado) que não apenas contesta a evolução como defende o design inteligente como uma teoria científica legítima.

            Quanto aos exemplos de dois cientistas céticos a Darwin, citei o PHD em filosofia da ciência e diretor do centro para ciência e cultura (Discovery Institute) Stephen C. Meyer, e citei o PHD em química, diretor do laboratório de Espectrometria de Massas da UNICAMP, membro da Academia Brasileira de Ciências , ganhador do Ordem Nacional do Mérito Científico descobridor da ação química conhecida como “The Eberlin reaction”, Marcos Nogueira Eberlin.

            Destes dois científicas sérios e respeitados pelos profissionais da área, que CONTRIBUÍRAM para o desenvolvimento científico (um com um instituto de pesquisa e outro com a descoberta de uma reação química), consegues citar único argumento religioso supostamente dito por eles utilizado contra a T.E?

            Sim ou não?

          11. Como podes encerrar algo que nem começou?
            Sempre ages desta forma? Expressando a sua opinião e fugindo da “contra-opinião”?
            Se queres fugir, não tem problema, mas adianto que este comportamento, aos que leem, demonstra sinal de covardia.

          12. Encerrei. Chame do que quiser. Quando um não quer, dois não brigam, já dizia a minha avó. 😉

  10. Se um asteróide enorme viesse bater na Terra em quem você confiaria na NASA ou em DEUS??

    Se isso não aconteceu, é porque Ele tem um plano pra nós. Mais em vez de buscar a Deus, buscam o mundo. Lamentável.

    Talvez se obrigassem todos desde criança a ler e estudar a PALAVRA e buscar ao Senhor, teriámos um mundo muito melhor pra se viver.

      1. Béééé ERRADO.

        Salvador, desculpa mas ai voce não aprendeu nada da entrevista do Marcelo Gleiser?

        A coisa ta indo pra terra, como voce mesmo já disse ferrou, 10 km, não tem bomba que de conta.

        Vai confiar na NASA ou na sua familia? (Pai, Mãe, Irmãos, Irmãs, Esposa, Namorada, Noiva, filhos, pet)???

        Deixa de ser extremista cientifico. Deixe sua humanidade aflorar.

        Confie no Amor. Confie em Deus.

        Afinal como o Marcelo Gleiser disse, somos um conjunto de tudo. Fé, ciência, política, misticismo, certeza, dúvida. E isso que faz sermos o que somos.

        A última coisa que faria era pensar na NASA.

        Pensaria sim em mim mesmo, e no que represento para todos que importam na minha vida.

        1. Você é que não está entendendo. Lembra o que o Gleiser falou sobre o sujeito que fez quimioterapia, radioterapia, curou-se do câncer e atribuiu o sucesso a Deus? É meio por aí. Entre uma chance — mínima que seja — de intervenção humana bem-sucedida e a graça divina, eu vou ficar com a intervenção humana TODAS AS VEZES.

          De novo, se Deus nos protege de asteroides, ele nem estaria no nosso caminho, para começo de conversa. Se ele estiver no nosso caminho, está claro que Deus, se existe, não está nem aí para isso.

          1. Salvador,

            Eu prefiro muito mais o Gleiser do que voce.

            Respeito seu posicionamento.

            Porém é por isso que voce é o entrevistador e não o entrevistado.

            Para voce tudo é tipo Preto e Branco.

            Para o Gleiser é tudo multicolorido.

          2. Eu já fui o entrevistado muitas vezes, embora, claro, como jornalista, o mais comum seja eu ser o entrevistador. E nada contra você ter mais afinidade com o Gleiser do que comigo. Tudo bem. Tem gente que tem mais afinidade com o Dawkins do que com o Gleiser! Tem gente que tem mais afinidade com o Neil deGrasse Tyson do que com o Carl Sagan! Tem gente que tem mais afinidade comigo do que com você! Todos são importantes! Diversidade é o verdadeiro valor da humanidade. Chato seria se todos fossem como eu, ou como o Gleiser, ou como você. 😉

        2. Salvador,

          É que eu amo meu alter ego EU.

          Ele é do mau. Eu sou do bem.

          Enquanto ele existir ele ta frufu.

          E voce tá certo. Gosto não se discute!

          BÉÉEEE CERTO.

      2. Ai Sinhô Salvadô!

        Ieu num ia confiá nesa tar di Nasa nada sô!

        Tchê, aqui em Curuá, eu ia garrá meus fio – 12 nu totar – i ia corre pru matu.

        Ia beja eles mutcho. Qui si dane a Nasa.

        Dispois ia vê si o qui ia cuntecê…

        U caboclim num cunfia nese gringulinu naum sô.

        Eles nunca qui deram nada pra nois. Pruquivô cunfiá neses homi?

        Inda mais na hora do vamuve?

        Ta doidiu?

      3. Salvador, e se os integrantes da Nasa abandonassem seus postos (após várias tentativas frustradas) dizendo que nada poderia ser feito, pois a única coisa que salvaria o mundo seria um milagre?

        1. Não veria diferença do caso em que os médicos que declaram um paciente terminal e dizem que só um milagre. Quem nessas horas acredita em Deus, reza. Quem não acredita, não reza. Mas invariavelmente o paciente morre. Eu pessoalmente não esperaria pelo tal milagre. Não deu certo com os dinossauros, não vejo por que vá dar certo conosco.

          1. Não concordo com o “invariavelmente o paciente morre”
            Nunca ouviste falar de casos onde pacientes terminais, já desacreditado por médicos, milagrosamente se curaram?

            Quanto aos dinossauros, me perdoe, mas não tenho fé que os mesmos foram extintos por um meteoro. Nem mesmo vocês, em vossa cosmovisão (Darwinista e “Lyellista”), entram num consenso quanto este tema.

            Uma hora dizem que um meteoro os mataram TODOS repentinamente: http://veja.abril.com.br/ciencia/extincao-de-dinossauros-foi-subita-reforca-novo-estudo/

            Outra hora, não foi tão repentino assim: http://exame.abril.com.br/ciencia/nao-foi-apenas-um-meteoro-que-matou-dinossauros-diz-estudo/

            Outra hora, já não morreram todos: https://noticias.terra.com.br/ciencia/pesquisa/grupo-de-dinossauros-pode-ter-sobrevivido-a-extincao,48c88d06878ea310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

            Outra hora não foram um, mas DOIS asteroides: http://www.bbc.com/news/science-environment-11112417

            Outra hora NENHUM asteroide: https://www.sciencedaily.com/releases/2009/07/090730141552.htm

            Outra hora, foi o frio: https://noticias.terra.com.br/ciencia/pesquisa/dinossauros-morreram-por-causa-de-frio-diz-estudo,329959d9e3837310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html

            E por aí vai……..

    1. Se um asteróide enorme viesse bater na terra, e não houvesse salvação, te garanto apenas uma coisa:

      Eu confiaria apenas no Amor que tenho para com meus entes queridos.

      Eu confiaria apenas nisso.

      De que adianta o resto? Exatamente…todo o restante seria apenas RESTO.

      Dentre todas as coisa que voce como ser humano poderia conjecturar (Politica, Economia, Religião, Tecnologia, Finanças, Sociedade), pode ter certeza que nada disso nesse momento valeria a pena confiar.

      1. Dr. estranho, tens certeza absoluta que o Deus é inexistente?
        Caso tenha, então este teu pensamento é valido.
        Caso não, então se abster de qualquer confiança extra-familiar (em especial, o sobrenatural) seria um ato irracional.

        1. Claro que menciona (não com estas palavras, visto que o termo “dinossauro” veio bem depois).
          O Behemoth e o Leviatã são claramente descritos em Jó como o que hoje conhecemos por dinossauros.

      1. Ei mininu,

        I ié verdadi que os dinusaur existiru mermu?

        Isu nu ié só coisa dus disenhu nimadu frintistone?

        Isprica pra nois sô!

  11. Salvador, sempre me considerei de esquerda, mas acho que a ciência não deveria ter ideologia, Os EUA fazem ciência de ponta e de grande relevância para o mundo, os chineses e os russos também, o europeus também dão grande contribuição em várias áreas da tecnologia e da astronomia, o acelerador de partículas deles é um exemplo de iniciativa da fronteira da física moderna.

    Mencionar o”governo americano” nada mais é do que registrar um fato jornalístico relacionado a um evento científico, nada a ver com com preferência por nacionalidade ou alinhamento ideológico, é a pura realidade dar uma notícia relacionada a uma iniciativa que exige dinheiro, conhecimento e muita capacidade tecnológica, coisa que nós brasileiros não temos e provavelmente nunca teremos.

  12. Sempre reconforta saber que a NASA está se preparando para a chegada de Nibiru e Hercólubus.

    1. Não se preocupa; aí em Pindamonhangaba não vai chegar, não. Alckmin mandou suspender. 😛

  13. De fato, a massa curva o espaço-tempo, mas isto posto de modo trivial; sabemos que a Terra e tudo esta sempre em movimento, então por exemplo um ser humano ao saltar com dois pés a partir de um ponto na Terra, ele retorna no pouso ao mesmo ponto de norte ao sul, quando antes do salto de sul à norte, ou seja, ele vivência no transcurso do salto a curvatura do espaço, portanto, devido à potência que é o movimento, ele vivência a elasticidade maior pelo tempo do no espaço, pois retornou ao ponto anterior, porém não na completude exata do ponto e nem de si mesmo.

    A “elasticidade” de tempo-espaço acontece em tudo que é considerado “massa” (matéria); com isto, tudo no universo é ligado pela elasticidade do tempo-espaço, culminando na ideia dum tempo-espaço plano, mas onde tudo mesmo que de modo distinto e, portanto, diversificado, esta ligado à sua origem que também tramita a iniciar da gravidade que transcende o tempo-espaço no Sul eletromagnético. Acredite, os fótons têm propósitos por um saber supremo, aja visto que você teve um, antes de chegar ao útero e ao que antecede o útero, ou nalgum momento a momento sempre terá um propósito sem saber ao certo qual é e, se realmente é possível, a resplandecência nos submete a acreditar que aqui é apenas uma passagem.

    Posto que o eletromagnetismo liga tudo a iniciar da gravidade, do centro à atmosfera ou tão somente pelo centro não havendo uma atmosfera eletromagnética. O arrasto é, portanto, o efeito estrutura da massa no tempo-espaço, a estrutura posicional que é tão somente aos sentidos; nos remetendo a pensar na possibilidade de dobra no espaço ao vencer o arrasto por uma velocidade que transcende a velocidade da luz no Sul eletromagnético donde procede o conceito de sorte.

    Então temos, norte, leste, oeste submisso ao Sul e sua variabilidade transcursando a gravidade do nosso microcosmo que intitulamos de Sol e, do macrocosmo que intitulamos de universo e a viabilidade imposta pelo Sul eletromagnético; Posto isto, os declives da massa, da Terra, norte, leste, oeste e sul são à vista não consonante a posição de norte, leste, e Sul do campo eletromagnético; mas no submundo do Sul eletromagnético tudo é ligado numa constante e invariável consonante massa e eletromagnetismo, e com experimentos simplórios aja visto. O real não é o que percebemos pelos sentidos, mas o é por uma lógica que sempre balbuciaremos psicossomaticamente pelo saber.

    Devido aos declives dum “corpo” consonarem indiretamente com o eletromagnetismo e, diretamente no próprio eletromagnetismo pelo arrasto, tudo que sucedeu à Terra como a conhecemos, concedera toda sua antecedência, e influência no que consideramos como real no momento de hoje e amanhã sucessivamente.

    Como descobrir um ponto de maior inercia de um “corpo” em direção à Terra e inferir utilmente; qual é o Sul, a “espinha dorsal dum corpo” em direção a terra? Matemática, pois ela abrange à Sorte, e não há “corpo” algum no universo que seja completamente inercio.

    Texto didático sobre inercia.

    1. Daniel espetacular dissertação sobre a os efeitos da massa sobre o espaço-tempo.

      Segundo a geometria espaço-temporal, temos um corpo formado por átomos, e estes por sua vez formado por sub-partículas (Neutrino, Elétron, Quarks, Glúon, Bósons da força fraca, fóton e graviton) através dos seus enlaces equipotenciais e dicotômicos, permite a matéria apresentar-se em sua forma física detectável pelo ser humano, o que significa que não necessariamente pare por ai: apenas que o homem é ignorante com relação a outras partículas e propriedades da matéria, simplesmente por não estar equipado para detectar efeitos e causas.

      O Universo desde o big-bang se expande e não é vazio como muito podem pensar, não existe vácuo absoluto. O espaço é preenchido com todas estas partículas, sub-partículas e todo tipo de onda e radiação conhecida e desconhecida.

      Daí a referência de um simples ser humano com seus parcos 5 sentidos, interpretar o Universo através de seus singelos estímulos limitados e imperfeitos, tentando traduzir apenas uma parte infinitamente ínfima da grandiosidade do espaço-tempo, ignorando as distintas dimensões “invisíveis” ou indetectáveis que existem e permeiam todo o cosmo.

      Imagine voce um ser bidimensional: somente largura e comprimento. Desconhece o dimensão altura. O mundo para voce é fomado apenas por linhas, umas mais ou menos compridas do que as outras, no plano bidimensional físico que vivencia.

      Agora imagine voce recebendo o “poder” de vislumbrar mais uma dimensão: a altura! O eixo “z” adicionado aos eixos do plano bidimensional “x” e “y”, mais, voce se deslocando agora sobre o eixo “z” num plano tridimensional. Que espanto isso lhe causaria ao poder neste momento interpretar o “universo” sua realidade de uma forma mais elevada. Você já não vê mais as coisas como linhas e sim como polígonos.

      Agora transportemos todo esse sentimento de auto-conhecimento e sua perplexidade para o universo sub-atômico, atômicos, multiplicando cada vez mais, atingindo nossas referencias de dimensão, do nosso bairro, país, continente, planeta, sistema solar, galáxia via Láctea, Super-conglomerado Laniakea, um conjunto que tem 500 milhões de anos-luz de diâmetro e massa de 100 milhões de bilhões de sóis. Multiplique isto pelas possíveis dimensões permeadas por universos paralelos infinitos e omni-existentes.

      Concluimos que não somos absolutamente nada e ao mesmo tempo somos parte do tudo.

      1. Dr. Estranho, bom seu comentário, sem contradições e baseado na fisica. Quanto ao que está além do que sabemos são só deduções baseadas apenas no que já sabemos… e deduções podem ser verdadeiras, ou nada além de um equívoco. Caberá a fisica futura descobrir o q é real.

        Mas na boa, vc realmente leu o que o Daniel escreveu? Tem tanta bobagem ali que o texto é mais fantasia do que física. Muitas bobagens ditas com belas palavras, é a tecnica do engano.

        Ah… o filme é show, Dr. Estranho é o cara

        1. Pallando,

          O comentário do Daniel foi tecido com base no vídeo publicado alguns posts atrás onde o nosso amigo Salvador estava presente com suas perguntas muito pertinentes, do espetacular Físico Marcelo Gleiser. Devemos respeitar seu ponto de vista e seu discernimento sobre o material da entrevista.

          Assim como o Gleiser mesmo menciona, a verdade é multifacetada, o resultado de uma mescla de diferentes facções do conhecimento e interesse humano.

          A ciência com suas dúvidas e seu processo clássico científico de provar a existência das coisas e não a inexistência.

          A religião com seu processo de possibilitar ao ser humano crer em algo que simplesmente não consegue explicar, seja, lá quais forem os motivos: falta de conhecimento, de experiência, de habilidade ou até de atitude. Trata-se de competência ou seja, os 3 elementos fundamentais que a compõe; conhecimento, habilidade e atitude.

          A política com seus interesses intangíveis motivados pelos elementos tangíveis e concretos, e mais, a busca pela supremacia e poder.

          A Economia, com seus processos generalizados de maximizar recursos num contexto abrangente.

          As Finanças com seus processo de maximização de lucros e minimização de perdas.

          A Tecnologia com suas amarras e dependências financeiras, econômicas, políticas, científicas e sociais.

          A função Social com seus impactos no relacionamento e inserção do ser humano em sua própria humanidade ciente da sua fundamental natureza: um ser social.

          Todos estes elementos em conjunto, formam a realidade em que os seres humanos estão inseridos. Isso é inegável.

          Admiro o Gleiser pois ele se posiciona de uma maneira holística e cautelosa pois abomina extremismos tanto científicos como religiosos, sociológicos, tecnológicos, políticos, financeiros e econômicos, sempre discernindo precisamente cada um dos elementos , o que possibilita uma discussão limpa justa e honesta.

          Muitas vezes isso não acontece neste fórum, pois vejo alguns comentários extremistas, que concordando com Gleiser, não levam a nada senão á discussões sem fim.

          Está na hora de todos termos uma visão Holística da Vida, do Universo onde todos estes aspectos (Ciencia, Religião, Politica, Economica, Finanças, Tecnologia, Social) devem ser consideradas de forma conjunta.

          Isoladamente nenhuma está totalmente correta. Em conjunto começam a fazer sentido e o debate evolui.

          Parabéns também ao Salvador pois fez perguntas pertinentes durante o debate.

          1. Dr. Estranho, não é isso. O texto do Daniel é uma visão dele, um tanto distorcida e confusa. Usa construções complexas de difícil interpretação que disfarça a falta de sentido do que esta sendo dito. Acho q vc se encantou pela complexidade do texto e não pelo sentido.

            Quanto ao seus comentários e suas ideias, gosto de ler, pois são inteligentes e bem construídos.
            Posso não concordar com tudo, mas é sempre bom ouvir opiniões diferentes.

            Mas não se engane, todos, inclusive vc, podem estar enganados. Nossa visão é sempre limitada, e um dia pode se mostrar equivocada.

    2. Sinhô Salvadô!

      Vois micê pudria ispricá en poca palavria u qui siguinifica isu tudo ai?

      Aqui nu Curuá ficamu mutcho com medu!

      Pufavô traiduis pra nóis mais simpres!

        1. Raimundo,

          Sô mininu mais nõ sõ!

          Já tô viradu dus ôvo i dus zoiu miudo!

          Meu avô falava: seja jegue ou seja baitola.

          Se iscoiê sê baitola, fuja licheiro!

          Guentá jegui nun da naum!

          Raimundo tu fugiu é ô ficou na cangalha?

          A tua gila ta xeia ou tá biti biti?

    3. Cara,

      Essa foi a postagem mais amalucada que já vi na minha parca existência. Não tem nem pé nem cabeça. Como em sua santa consciência, voce gasta tempo e energia para escrever tanta “tranqueira” ? O esforço que seu cérebro faz para criar estas coisas amalucadas seria menor se pudesse trazer algo decente para nós. Muita perda de tempo!

  14. Salvador,
    Poderia fazer uma comparação de tamanho e estrago entre esta simulação e o evento de Tunguska?

  15. Salvador,

    Mais um belo post, informativo sobre o que a galera que aprecia cinema já viu em dois bons exemplos no final da década de 90.
    Engraçada essa indústria. tentam o tempo todo arrebentar nas bilheterias, claro, é um negócio e evidentemente vive de investimento e retorno.
    Só que nessa época, 97/98, enquanto a Disney tentava manter seu projeto de filme catástrofe a sete chaves, a Universal, quietinha, também desenvolvia seu projeto com o mesmo tema: E.L.E., traduzindo, Evento que Leva à Extinção.
    O resultado desses projetos são bastante conhecidos: os dois filmes tratam de um enorme asteróide em rota de colisão com a Terra.
    Pela Disney, surgiu Armaggedon, dirigido pelo Michael Bay, craque dos videoclips, com Bruce Willis no auge, trilha do Aerosmith de um sucesso danado, filha do Stephen Tyler mais lida do que nunca. Tudo isso fez desse filme um enorme sucesso.
    Aqui o tratamento do problema envolve o mundo todo, e combate a encrenca com duas naves estilo Discovery que viajam até o monstrengo para furar sua superfície inserindo em seu solo artefato nuclear que irá dividi-lo em pedaços menores, alterando o curso e proporcionando o necessário desvio do nosso planeta.
    Do outro lado, a Universal trouxe Impacto Profundo (Deep Impact), onde o Elijah Wood (depois o Frodo do LOTR), ainda garoto, descobre um mega asteroide em rota de colisão com a Terra. O governo americano (presidente Morgan Freeman) monta a estratégia de ataque ao bicho também com combate via bomba atômica. E a jornalista que descobre o segredo (Tea Leoni), vira uma espécie de porta voz do que os governos fariam para evitar o pior.
    A diferença entre os dois é que no segundo, um asteroide menor acaba atingindo a Terra pelo Oceano, provocando um tsunami cataclísmico. Dá uma vaga ideia do que seria o impacto. E como há a preparação da raça humana para o problema, dá para se prever o caos que algo assim provocaria na humanidade, à beira do colapso total.
    Já no primeiro, o tema mais explorado é o espaço, onde o romance do Ben Affleck e a filha gata do Bruce Willis traz mais melodrama do que ficção, juntando bom humor e sustos a todo tempo.
    De qualquer forma, são dois bons filmes, bons exemplos do que nos espera em algo que traga à realidade o tema desse seu ótimo post.
    Grande abraço,

    Alex

    ET: o Canal Livre foi muito bom! Menos dessa chateação de política e corrupção. Até parece que falando sobre isso o tempo todo vai ter conserto….

  16. Sinhô Salvadô!

    Mutchu brigadu pru mi respundê! Entoincis num tem bomba que pudi dá conta di isprudi o pedriscu?

    Mais comu tem uns vidiu no youtrubi qui mustra uma bombona dos russio que cuandu isprodi dá um crarão mutchu alumiadu!

    Meu vicinhu viu no youtrubi era u nomi…nomi…perâe…ah… Tsar bomba!

    Num dá pra frabicá uma bombona iguar i mandá nu pedriscu?

    I pruquê esis gringulinu tãum fazenu eses trinamentchu? Num convida us otru pais iguar nóis pra praticipá?

    Nóis do Curuá quié sabê tchudim tchudim!

    1. Oh Jesualdo, você nasceu esquisito assim mesmo, ou foi ficando com o tempo? rsrs Rapaz… que trabalhão que dá escrever desse jeito que você escreve cara… tá doido…

      1. Ô minha frô du breiju!

        Aqui nu Curuá aprendimu iscribi así mirmu uai!

        Ié pruquinumteiniscola cumu in sunpolo!

        A prufissora ki temu tá mutchu veinha i num inxeirga mutchu bein!

        Entois noisi prendió cumo pisimu né?

        Tamu pertchu du surinami uai nois decendentis du crarioca du gaxuxo du praibanus i du pairaensi y du minerim tche trim das gotcha sereina!

        So tamu priocupadu cum us pedriscu du cér!

        Si cai ni noisi cuma vamu proiteige u cucurutu?

        Discurpi meu jeitchu di inscrivinhå fazemu comu falamu sô!

        Beiju mi ha frô!

  17. Salvador! boa noite!!

    Só passando pra passar aquele feedback de quem te acompanha muito!… Poxa.. a entrevista com o Marcelo Gleiser ficou muito em temas muito genéricos, senti falta de profundidade ciêntifica na conversa. Ter a chance de falar com ele e não entrar mais a fundo, me desculpa, sei que é pro grande público, mas senti um disperdício… (fiquei esperando vc falar do “sinal de luz da confederação galáctica”….rsrs…)… mas pra se redimir, rsrs… aceitamos uma entrevista com ele só pro blog aqui…rsrs…

    hehe… só um feedback para as próximas entrevistas…grande abraço!

    1. Luiz, a entrevista foi gravada antes dessa história do sinal de 234 estrelas… nem haveria como comentar.
      Quem sabe uma entrevista com ele one on one mais pra frente? Mas eu sinceramente gostei bastante do programa. Acho que fugiu do lugar comum e discutiu filosofia, religião, arte…

  18. Desculpe o off-topic, mas gostei bastante do Canal Livre com o Gleiser. Imagino a honra que deve ter sido ser convidado para este evento.

        1. Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

          Não sabe o que é fim nem começo.

          Sabe somente criticar a todos sem dó.

          Falta inteligencia emocional.

  19. Salvador,
    Muito boa matéria. Na verdade, existem alguns astrônomos amadores que acreditam que existe um grande corpo celeste (planet 7X) do nosso sistema solar que tem um período inferior a 400 anos. Sugiro ver o trabalho de Gill Broussard do portal http://www.planet7x.net/

    1. Salvador, era só rolar a barra e ver o material no google drive. Para facilitar sua vida segue o “link”.

      https://drive.google.com/drive/folders/0Bxo1G-IXQh2Yem1XVzdRZ25jajA

      Outra coisa, veja alguma intrevista com ele no youtube. Há muitas. São de cunho religioso cristão e as acho muito esclarecedoras.
      http://planetxnews.com/2016/04/01/paul-begley-interview-gill-broussard-planet-x-nibiru/

      Outro assunto, certo tempo mandei para v. o “link” do documentário de Bart Sibrel sobre o homem não ter ido à Lua e, na verdade, sobre a impossibilidade da homem ir à Lua. V. mencionou que falava de religião e abandonou a análise. Sugeriria v. dar uma olhada neste excelente trabalho. V. pode sempre avançar o cursor. Tente https://www.youtube.com/watch?v=xciCJfbTvE4.

      1. Todos esses são terríveis. Claramente nada científicos. Pseudociência embasada em religião. O documentário do Sibrel cheguei a começar, mas quando eu vi que ele contrapunha a arrogância humana com o poder divino, falava de Titanic, já vi que era só asneira mesmo e saí fora.

        1. Salvador, como disse. Avance no tempo…e veja as evidências que são muito contundentes. Além de todo o problema fotográfico que ele bem destaca, há a questão do cinturão de radiação de van Allen. Fica aí a sugestão de fazer uma análise mais profunda, de outra forma é só reproduzir as “notas à imprensa” da NASA e de outros órgãos. Abraços,

          1. e veja as evidências que são muito contundentes.

            Não, não são. O Sibrel se baseia nas mesas “evidências” do Bill Kaysing, que em seu livro publicado em 1976 “We Never Went to the Moon”, cita – e são palavras DELE, publicadas no livro:

            “a hunch, an intuition, … a true conviction”

            Clique na frase para ver a captura.

            O cara que começou com tudo isso diz que se baseia “em um palpite, em intuição”, para dizer que a ida do homem à Lua foi uma farsa… realmente tem MUITA credibilidade e “evidências contundentes”, hein?

            Além de todo o problema fotográfico que ele bem destaca

            Todos devidamente refutados com evidências científicas, não apenas pelo Salvador, como por vários outros canais.

            há a questão do cinturão de radiação de van Allen.

            Se o próprio James Van Allen, que dá nome e estudou os cinturões, estava na equipe que planejou os voos das Apollo, quem é VOCÊ ou o Siebrel ou o Kaysing ou o cara do “Farsa da Lua” para falar que isso foi um problema?

            Fica aí a sugestão de fazer uma análise mais profunda, de outra forma é só reproduzir as “notas à imprensa” da NASA e de outros órgãos.

            Divirta-se: http://www.clavius.org

          2. Não, não são. O Sibrel se baseia nas mesas “evidências” do Bill Kaysing, que em seu livro publicado em 1976 “We Never Went to the Moon”, cita – e são palavras DELE, publicadas no livro:

            “a hunch, an intuition, … a true conviction”

            Clique na frase para ver a captura.

            O cara que começou com tudo isso diz que se baseia “em um palpite, em intuição”, para dizer que a ida do homem à Lua foi uma farsa… realmente tem MUITA credibilidade e “evidências contundentes”, hein?

            [b]BÉEE. ERRADO.

            Muito do que a ciência se vangloria e chama de descoberta científica na verdade é fruto de serendipidade.[/b]

            Todos devidamente refutados com evidências científicas, não apenas pelo Salvador, como por vários outros canais.

            [b]BÉEE. ERRADO.

            A verdade não tem canal nem preferencia se é ciência criada pelo homem ou verdade de Deus. Não misture as coisas como sempre faz.

            [/b]

            Se o próprio James Van Allen, que dá nome e estudou os cinturões, estava na equipe que planejou os voos das Apollo, quem é VOCÊ ou o Siebrel ou o Kaysing ou o cara do “Farsa da Lua” para falar que isso foi um problema?

            [b]BÉEE. ERRADO.

            E quem é VOCE que se denomina EU? Voce não é ninguem. Voce não é nada. Voce é somente voce na sua arrogancia e limitez.

            [/b]

          3. Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

            Eu nao preciso usar BOLD nas minhas mensagens.

            Só vc tonto que usa, pq sabe que ninguem vai ler o que escreve.

            Extremista

            Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          4. BÉÉEEE CERTO.

            Tentei só pra imitar voce ainda mais e me rebaixar!

            BÉÉEEE CERTO.BÉÉEEE CERTO.BÉÉEEE CERTO.

          5. BÉÉÉÉ CERTO!

            Agora que consegui me rebaixar ao seu nível, estamos mano a mano!

            BÉÉÉÉ CHUPA NENEM!

      2. José Moreira, não perca seu tempo com essas bobagens, mentiras, invenções e fantasias.
        Que tal procurar ver o mundo como ele realmente é.
        A ciência busca revelar as coisas como são, e posso te garantir, a verdade é muito mais fascinante que essas mentiras criadas por gente que quer ganhar dinheiro em cima da ignorância de muitos.
        Esses sites que vc citou é uma armadilha mental, travestido de falsa ciência para enganar os incautos. Já percebeu que todo linguajar usado é para ludibriar e ofuscar o óbvio?
        Infelizmente vc foi fisgado, mas use seu senso crítico. Em outras palavras, não se deixe enganar tão facilmente.

        1. Suas respostas são apenas padrão.
          Eu já examino essa questão há alguns anos e não gosto de conduzi-la no estilo PalmeirasxCorínhians ou FlaxFlu. Veja as evidências e depois conversamos do trabalho de Bart Sibrel. Explique os problemas fotográficos de sombra, foco e qualidade geral (lembre-se que a roupa dos astronautas não lhes permitia fazer ajustes de foco, pois as câmeras estavam presas à sua roupa, e não havia foco automático na década de 60). Explique como o módulo lunar descende na Lua sem fazer barulho ou levantar pó e o mesmo se repete na decolagem. Explique as baterias dos jipes que supostamente circularam na Lua. Hoje ainda temos problemas de peso, volume e capacidade de armazenamento carga. Explique porque os Japoneses na missão JAXA diminuem a resolução dos supostos pontos de pouco. Enfim, há muitos assuntos para serem discutidos e sua discordância genérica é típica de quem não quer sair da zona de conforto. O cômodo nessa discussão é assumir o ponto de vista oficial.
          Finalmente, pergunte à NASA porque eles ainda não resolveram a questão de como atravessar o cinturão de van Allen. Eles mesmo informam da necessidade de uma proteção que, diga-se de passagem, as capsulas lunares não tinham, pois eram formadas por chapas espessas de alumínio. Veja o que a NASA diz no contexto do projeto Orion: https://www.youtube.com/watch?v=EcGdzFr6La8

        2. JAXA é a agência espacial japonesa. Selena é a missão espacial em que eles mandaram uma nave não tripulada para a Lua. Veja e compare a fotografia do suposto local de pouso da Apolo 15 e a foto tirada na missão Selena. Por que será que diminuíram a resolução da fotografia, praticamente ocultando os restos da Apolo que teriam ficado na Lua. Seria a prova, digamos, definitiva. Veja por você mesmo a comparação da foto da JAXA ao lado da foto da NASA que segue em http://www.universetoday.com/wp-content/uploads/2008/07/ls15.jpg

          1. Suas respostas são apenas padrão.

            E as suas são só repetição das falácias e incongruências espalhadas aos quatro cantos pelos conspiraciotários.

            Eu já examino essa questão há alguns anos

            E pelo visto não aprendeu nada. Puta desperdício de tempo!

            e não gosto de conduzi-la no estilo PalmeirasxCorínhians ou FlaxFlu.

            Espero que não, afinal jogo de futebol é sorte. Essa discussão é apenas ciência, tem o lado certo e o lado dos conspiraciotários.

            Veja as evidências e depois conversamos do trabalho de Bart Sibrel.

            Já conheço todas as “evidências”, amplamente refutadas com argumentos científicos e coerentes. Está querendo ensinar o padre nosso ao vigário…

            Explique os problemas fotográficos de sombra, foco e qualidade geral (lembre-se que a roupa dos astronautas não lhes permitia fazer ajustes de foco, pois as câmeras estavam presas à sua roupa, e não havia foco automático na década de 60).

            Não há problemas de sombra. Foco e qualidade geral são facilmente explicadas pelo TREINO dos astronautas para a operação das câmerasa e a QUANTIDADE de fotos que eles fizeram. São mais de 20000 fotos, MUITAS delas desfocadas e com qualidade LIXO. A NASA, obviamente, escolhia as MELHORES para publicar e divulgar. Se quiser te mostro um link com muitas delas, e vai ver que boa parte é foto desfocada, mal feita e/ou com algum problema de enquadramento.

            Explique como o módulo lunar descende na Lua sem fazer barulho ou levantar pó e o mesmo se repete na decolagem.

            BARULHO NO VÁCUO?? Tá sabendo direitinho, hein? E onde não levanta pó? Você definitivamente não viu os vídeos dos pousos e decolagens…

            Explique as baterias dos jipes que supostamente circularam na Lua. Hoje ainda temos problemas de peso, volume e capacidade de armazenamento carga.

            Para cada rover eram 2 baterias não recarregáveis de hidróxido de potássio prata-zinco com a capacidade de 121 A·h cada. Geravam energia suficiente para uma autonomia de 92 km, mais do que suficiente para a execução das tarefas. Com a gravidade 1/6 da Terrestre, peso definitivamente não era problema. Veículos movidos à eletricidade não são novos, qual a dúvida?

            Explique porque os Japoneses na missão JAXA diminuem a resolução dos supostos pontos de pouco.

            Não diminuem (assumindo que por “pouco” você queira dizer “pouso”). As duas câmeras da Kaguya não possuiam distância focal suficiente para observar objetos tão pequenos quanto os deixados por astronautas nas missões Apollo.

            Enfim, há muitos assuntos para serem discutidos e sua discordância genérica é típica de quem não quer sair da zona de conforto.

            Errado. Minha discordância DIRECIONADA é típicad de quem tem mais conhecimento do que você sobre as missões Apollo.

            O cômodo nessa discussão é assumir o ponto de vista oficial.

            Não é minha culpa que o “ponto de vista oficial” é cientificamente mais acurado que as “evidências” pseudocientíficas (afinal, “palpite”, “intuição” realmente é mais crível do que evidências científicas, né? Estou sendo sarcástico).

            Finalmente, pergunte à NASA porque eles ainda não resolveram a questão de como atravessar o cinturão de van Allen.

            Eles já o fizeram várias vezes, mesmo antes dos pousos das Apollo. O James Van Allen, descobridor dos cinturões (cinturÕES, PLURAL, pois são mais de um, mas é claro que você não sabia) trabalhava para a NASA!

            Eles mesmo informam da necessidade de uma proteção que, diga-se de passagem, as capsulas lunares não tinham, pois eram formadas por chapas espessas de alumínio.

            MENTIRA! O tipo de radiação dos cinturões pode ser facilmente bloqueado por pequenas lâminas de metal ou plástico. Mais um desconhecimento do que está argumentando, chapas espessas não apenas aumentariam o peso das cápsulas como não adiantariam de nada!

            Veja o que a NASA diz no contexto do projeto Orion: https://www.youtube.com/watch?v=EcGdzFr6La8

            Achei que estivessemos falando das Apollo. As Órion são NOVAS cápsulas feitas do ZERO e PRECISAM ser testadas DESDE O COMEÇO, pois NÃO SÃO as Apollo. Mesma coisa que a GM fabricar um modelo novo de carro e se basear nos testes de segurança de um modelo antigo. Não faz sentido ALGUM.

            JAXA é a agência espacial japonesa.

            Ah vá!

            Selena é a missão espacial em que eles mandaram uma nave não tripulada para a Lua.

            Ah vá!

            Veja e compare a fotografia do suposto local de pouso da Apolo 15 e a foto tirada na missão Selena.

            Comparei.

            Por que será que diminuíram a resolução da fotografia, praticamente ocultando os restos da Apolo que teriam ficado na Lua.

            Porque as câmeras que a Kaguya (SELENE) carregavam eram DIFERENTES das câmeras das missões APOLLO. E a sonda estava a 50 QUILÔMETROS de altitude, enquanto os astronautas.. bem, os astronautas estavam NO SOLO LUNAR!

            Seria a prova, digamos, definitiva.

            Sim, prova definitiva do seu desconhecimento.

            Veja por você mesmo a comparação da foto da JAXA ao lado da foto da NASA que segue em http://www.universetoday.com/wp-content/uploads/2008/07/ls15.jpg

            Cê tá ligado que você tá errado de novo, né?

            http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2014/01/15/mais-cinco-provas-da-ida-do-homem-a-lua/

            O Japão confirma
            A missão japonesa Kaguya (também conhecida como Selene), em 2008, produziu imagens bacanérrimas do solo lunar. Infelizmente, as câmeras não tinham resolução suficiente para detectar objetos deixados pelos voos tripulados, mas produziram uma excelente reconstrução tridimensional do sítio de pouso da missão Apollo 15, de 1971. Compare a imagem obtida pela Jaxa (agência espacial japonesa) com uma foto feita pelos astronautas. Como explicar uma réplica tão precisa do solo lunar se tudo não passou de gravação em estúdio?

            A da esquerda é uma RECONSTRUÇÃO EM 3D, não uma foto.

            https://en.wikipedia.org/wiki/Third-party_evidence_for_Apollo_Moon_landings

            SELENE photographs
            In 2008, the Japan Aerospace Exploration Agency (JAXA) SELENE lunar probe obtained several photographs showing evidence of Moon landings.[1] On the left are two photos taken on the lunar surface by the Apollo 15 astronauts August 2, 1971 during EVA 3 at station 9A near Hadley Rille. On the right is a 2008 reconstruction from images taken by the SELENE terrain camera and 3D projected to the same vantage point as the surface photos. The terrain is a close match within the SELENE camera resolution of 10 metres.

            Cara, na boa. Passe mais tempo estudando, mas agora coisas básicas como física, matemática e fotografia. Quem sabe mais pra frente você tenta a sorte de novo e consegue alguma coisa mais concreta. Porque até o momento você só conseguiu passar vergonha.

          2. Sr. Eu. Não quero discutir com você. Suas respostas, como disse, são a padrão. V. não examina nada e encontra respostas prontas na internet Eu também as conheço. Você não me conhece e lhe garanto que minha formação e atuação em ciências é superior à sua, já que você se considera o “sabe-tudo” que têm Esquecendo dos comentários do Sr. Eu, sugiro analisar o trabalho-documentário. de Bart Sibrel. O seu vídeo “A funny thing happened on the Way to the Moon”. Está no youtube e pode facilmente ser baixado. Boa noite.

          3. EU (TRADEMARK)

            NA BOA:

            Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

            Volte pro ventre da sua mãe.

            Lá vc será sempre Amado.

            Quando nascer, será como uma estrela de neutrons.

            Então, viva sua vida com seus pensamentos extremistas, mas nos faça um favor:

            Não poste mais nada aqui.

            Voce simplesmente não acrescenta nada neste debate.

            Acrescenta somente massa falida ao universo.

          4. Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

            Tudo que ta em BOLD ta errado véio.

            Sabe porque?

            Extremismo.

          5. Sr. Eu. Não quero discutir com você.

            E, mesmo assim, cá está! Que contraditório!

            Suas respostas, como disse, são a padrão.

            Talvez por elas serem as respostas corretas? E convenhamos que você também não está sendo um gênio da criatividade, ao simplesmente repetir as mesmas ladainhas sem sentido dos conspiracionistas.

            V. não examina nada e encontra respostas prontas na internet

            Então quer dizer que todos os seus argumentos são originais, pensados por você? E que os demais conspiracionistas te copiaram e criaram sites e vídeos baseados nas tuas ideias originais? Puts, estou me sentindo lisonjeado em poder falar com o cara que desmascarou a farsa da ida do homem à Lua antes mesmo dela acontecer! Hahahahaha

            Eu também as conheço.

            Então o caso é mais grave do que eu pensei! Estupidez seletiva!

            Você não me conhece e lhe garanto que minha formação e atuação em ciências é superior à sua,

            Right back at you, bro. Você também não me conhece, como pode então afirmar que sua formação e atuação em ciências é superior à minha? Realmente, lógica definitivamente NÃO É o forte dos conspiracionistas…

            já que você se considera o “sabe-tudo” que têm

            Sabe tudo que tem o que? Esqueceu? Normal, o Tico e o Teco devem estar exaustos, depois de tomarem uma lavada minha nota comentários!

            Esquecendo dos comentários do Sr. Eu, sugiro analisar o trabalho-documentário. de Bart Sibrel. O seu vídeo “A funny thing happened on the Way to the Moon”.

            Sugiro que nem percam tempo vendo essa bosta, feita por um taxista (sim, o Sibrel é um TAXISTA, querendo saber mais que engenheiros e cientistas, vejam que humilde!) que, como o Kaysing, se baseia apenas na própria estupidez para tentar desacreditar um dos maiores feitos da humanidade.

            Está no youtube e pode facilmente ser baixado.

            Claro ,se está no YouTube ,automaticamente é verdade, né?

            Boa noite.

            Chola mais

          6. Zé Moreira: o que mais me irrita são as carteiradas de “eu sei mais que você”? Como, se você nem conhece o cara? Com todo respeito, isso pra mim apenas mostra que além de tacanho (por conspiracionista que é) você é também um tanto arrogante.

            BTW, em qual “ciência” você alega ter atuação e formação superiores? Oculta? Ufológica? Terraplanismo?

            Ah, sim… e usar youtube como prova suprema de algo é apenas mais uma mostra da profundidade de sua formação em “ciências”.

            E pego carona pra um recado para o EuFake: tentou usar negrito, não funcionou e depois desdenhou… que feio! Essa sua cruzada contra o Eu™ está ridícula com esses berrinhos histéricos. É só mimimi e chololô por não conseguir combater com argumentos.

          7. Ei mc,

            Vc tá tomando as dores do Eu™ por que?

            Não preciso combater argumentos tão estúpidos quanto os do Eu™.

            Sabe por que?

            Ninguem na boa lê o que o cara escreve!

            Ahh me enganei: Voce lê e se regojiza ! kkkkk

            Desde quando se curtem um ao outro?

          8. Você é o cara do “BÉÉEEE”? O EuFake? Então não vale os bytes da resposta. Argumentar com uma pessoa inteligente é difícil, mas desafiante e recompensador. Já com um imbecil tolo, é impossível.

            Possivelmente, quem tem algum tipo de fixação pelo Eu™ é você, que usurpou-lhe até o nick…

          9. Pois é, mc. O próprio. Como todo bom apedeuta analfabeto acéfalo babaca conspiraciotário, não tem argumentos para discutir e começa a clonar, a ofender gratuitamente, a ficar de babaquice.. só falta daqui a pouco começar a apelar pra violência, como todo bom ignorante com QI de ostra em coma.

            A solução para tipos assim é a mesma aplicada a Oswaldos e Gilbertos da vida: não dá bola, que passa. Sem plateia não tem circo!

            😉

      3. Dificil esse pessoal ne salvador? Acreditar na ciencia d maneira parcial, conspirações, historias da carochinha, fundamentalismo religioso…..cansa!

  20. As duas primeiras palavras da matéria “Governo americano”…. Putz, perdi o tesao na hora de continuar lendo. Quanta falta de identidade nossa. JN na TV só sobre eleição Yankee também.

      1. Ô frôzinha lindia!

        Num si aveichi naum tche! Tomi murta aguai par num disdraita!

        Paise uma pumadia la tumeim se asá!

        Beiju minha frô!

    1. Não tem nada a ver com falta de identidade… Qual é o país líder em exploração espacial? Os EUA! É de lá que vem, principalmente, as notícias sobre essas pesquisas e as ações maiores referentes a ela. Infelizmente, o Brasil produz muito pouco conhecimento na área, nunca lançamos um foguete que colocasse algum satélite em órbita.

      As eleições americanas são importantes não só para os EUA, mas para o mundo, também. É a maior economia do planeta e, se eles espirram lá, o preço do milho aumenta aqui, então devemos acompanhar a escolha de quem vai ser a pessoa mais importante do mundo nos próximos 4 ou 8 anos.

      Negar a importância dessas notícias e não acompanhá-las por preconceito ideológico é pura alienação do que acontece no mundo.

  21. As duas primeiras palavras da matéria “Governo americano”…. Putz, perdi o tesao na hora de continuar lendo. Quanta falta de identidade nossa JN na TV só sobre eleição Yankee também.

        1. O país se chama América também, daí americanos. Não existe lei que proíba um país de ter o mesmo nome de um continente. (Estados Unidos da) América equivale a (República Federativa do) Brasil.

          1. Vai ser ignorante assim lá na pq… Sairam da Inglaterra e chegaram ao continente Americano. Esses são conhecidos como Yankees. Se autointitulam “América” por vanglória. Com isso atraem o furor do mundo. Estados Unidos da América nós também somos juntos com Argentina, Canadá, México, etc…

          2. O país se chama United States of America. O nosso se chama República Federativa do Brasil. A não ser que comecemos a chamar o Brasil de “República Federativa”, é OK eles chamarem o país dele de América.

          3. Salva, não adianta. O diagnóstico é neo-esquerdopatia crônica. O remédio é a retirada de subsídios, quando então o indivíduo acometido desta doença passa a ter que gerar seu próprio sustento. Tem cura, mas é complicada dada a resistência desenvolvida por alguns.

          4. Desculpa mc, mas dessa vez sua intervenção teve a mesma qualidade e pertinência que a do outro cara. Mas sei que não é sei costume.

          5. O MC aí abaixo, juntamente com o acéfalo salvador falam como um grupo grande que temem não haver mais um dia de existência de Disney kkkkkkkkkk.

          6. Já disse que faz mais de 20 anos que não vou à Disney, pelo mesmo motivo que os americanos não voltaram à Lua.

          7. Salvador, basta perguntar a qual dos dois Estados Unidos ele se refere. Como isso não está na cartilha esquerdista, provavelmente ele não saberá responder.

          8. Concordo 100% com o mc… O comentário do “Brasil” é puro preconceito ideológico, baseia-se numa “religião” cujo dogma maior é “Serás Sempre Contra o Imperialismo Americano” (outros imperialismos, como o Soviético ou o Chinês são permitidos).

          9. E esquece que, para a maior parte da América Latina nas últimas décadas, o que mais se falou foi sobre o Imperialismo Brasileiro. 😛

          10. mimimi… o código de DDI deles é 1…
            mimimi… eles não usam .us nos domínios…
            mimimi… o mundo inteiro usa o dólar como referência…
            mimimi… eles acham que a capital do Brasil é Buenos Aires…

            Sr. Brasil: quer ser referência, quer respeito? Conquiste isso. O Brasil não consegue, e o mérito disso não é o foco do blog.

          11. kkkk… boa mc!!!
            “O remédio é a retirada de subsídios”.
            Esse remédio é de total eficácia contra a falácia da esquerda-socialista.

        2. Eu tenho a Carteira de Identidade onde ao topo se lê: Estados Unidos do Brasil. Será que o Trump vai me aceitar lá.

      1. Somente temporariamente. A história nos ensina. Nascimento, auge e declínio.

        EUA estão já no declinio.

        China e India são os proximos candidatos.

    1. Realmente me surpreenderia se tal reunião com tal escopo fosse iniciativa do Congo, da Nigéria, de Cuba ou mesmo do Brasil. A tecnologia de ponta está nas mãos dos Americanos. É a nação mais abastada do mundo atualmente. Se alguem tem o poder de fazer algo e planejar como, são eles.

  22. Ei sinhô Salvadô!

    Vois mice pudia respondê uma priguntinha que nós caboclim do Curuá temu ochente?

    Se esi tar di asteróidis vier memu, num tem como os povo lá dos lugar envoluidu ver o bichinhu e calculá ondi vai cai?

    Num dá pra dá um tiro de canhão lá dos iraquis? Bomba ié qui num farta nesi mundaum brabu!

    Tanta tequilogias i num guenta uma pedrinha tirada pelo são jorgi?

    Sinhô Salvador, respondi pra nóis mais simpres pufavô!

  23. Salvador, com a tecnologia atual é possível mapear 100% da vizinhança da Terra com algum determinado raio de alcance?Ou em tempo real realmente existe uma boa possibilidade de algum objeto passar despercebido?Aquele episódio envolvendo a Rússia foi detectado ?

    1. O bólido de Chelyabinsk não foi detectado porque vinha da direção do Sol, onde os telescópios não podem ver. É impossível mapear 100% dos objetos que passam perto da Terra porque cometas de longo período podem fazer isso sem aviso prévio, em órbitas muito alongadas. Além disso, asteroides são rotineiramente deslocados do cinturão principal entre Marte e Júpiter para as regiões mais internas, de modo que há “reabastecimento” de objetos.

  24. Uma coisa é certa, se algo parecido a isso vier a acontecer, a configuração biológica do planeta vai ser bem modificada, porém o planeta vai sobreviver.

    Já o fez várias vezes e vai fazer de novo.

    E a vida vai achar aquele jeitinho de continuar, podem ter certeza.

  25. O assunto é cientifico e fica esse mimimi de político… cansa esse papinho.
    Não entendo esse negócio de Brasilia aqui, ali … etc e tal
    Será mesmo que até hoje em pleno Séc XXI não atentamos ao fato de que só existem tais Deputados porque a sociedade vota neles, e porque vota ?
    Eu não acho que sejamos a Sociedade mais puritana do planeta Terra e que estudamos, lemos, todos se informam antes de votar, ninguém vende o voto ou vota por interesses particulares e depois como umas virgens somos traídos pelos políticos que elegemos, somos um pé de Laranja que de vez em quando produz uns abacaxis, isso não existe, nossa Sociedade de forma geral vota mal porque se comporta mal, os políticos infelizmente são o fruto da árvore Sociedade Brasileira. Tem muita gente boa por ai, políticos e eleitores, mas tb tem muita gente sem noção.
    Pra corrigir só tem um jeito, EDUCAÇÃO, gostar de ler, pai e mãe conversar com os filhos desde cedo, estudar junto, investimento em educação, etc ….
    Ai mudamos a Sociedade e consequentemente ela expurga os maus políticos, maus professores, maus profissionais, maus comerciantes, etc e tal….
    Se acabar com “Brasilia” hoje, amanhã elegemos outro congresso igual …
    Desculpem o desabafo.

  26. Há dois anos atrás, você infelizmente comentou que o Ison seria uma demonstração de um evento normal e que a Terra estaria longe de qualquer ameaça por um bom tempo. Caçoou as nossas preocupações. Eu fiquei profundamente chateado com tudo, pois suas opiniões foram as mais irônicas possíveis. Acho que agora a ficha começou a cair, ou melhor parece que você é movido pelo que dizem mas não pelo que pensa ou pesquisa com profundidade, eu sei que a mídia e toda controlada pela elite global, mas você poderia ser mais amigo de nós leitores que queremos saber realmente da verdade e o que a Nasa e os Estados Unidos escondem, não precisa ser explícito mas com inteligência todo mundo entenderá. Abraço.

    1. E o Ison veio, foi, se destruiu e ninguém se machucou. Não me lembro de ter tirado sarro, mas pelo visto eu tinha razão. 😉

  27. Salvador gostei bastante de seu blog, depois que o descobri, não perco uma matéria. Sou apenas curioso no assunto. Notei que você tem uma paciência enorme com algumas perguntas. Algumas são cômicas. Confesso dar até pra rir bastante, até mesmo com a tolerância zero do ”EU”. Continue firme!

  28. Sinceramente, do jeito que a coisa anda pelo mundo afora, a Inglaterra está quebrada e não sabe o que fazer, se compra uma bicicleta ou uma caixa de fósforos e bota fogo em tudo, a Korea do Norte com o Menino Maluquinho do Kim Jong, querendo explodir os Estados Unidos. Os Russos já possuem um Míssil Balístico com autonomia de onze mil quilometros com capacidade de levar uma bela Ogiva Nuclear em seu bico, que segundo Putin, bastaria um desses para tirar toda a França do Mapa.
    Depois temos a eterna briga entre os Árabes e Judeus, que segundo um Judeu já disse, que enquanto tiver esta guerra entre eles o Mundo está a salvo, tem também a crise dos Sírios, Egípcios, dos Turcos, e de mais diversos países com suas discórdias e problemas, numa grande lamentação sem fim.
    Agora, vocês acham que os Americanos não possuem uma base de defesa muito bem construída lá no espaço, ou vocês estão achando que é só aquela Estação Espacial com quatro carinhas observando a terra e o espaço sideral.
    Não meus amiguinhos, podem ter certeza que Coelhinho da Páscoa, Papai Noel e a Fada do Dente, não existem, lamento ter chocado alguns com esta revelação, e que estavam esperando ganhar presentes neste Natal.
    O buraco é bem mais em baixo, há mais mistérios entre o Céu e a Terra, do que sua vã filosofia possa imaginar, acreditem eles estão muito bem preparados.
    E com isso, torço para que um Grande Asteroide venha a cair em nosso planeta, e cause um grande impacto de destruição da vida humana, quem sabe os que sobrarem (se sobrarem) possam aprender a viver em Paz e Harmonia, porque do jeito que estamos atualmente não está valendo muito a pena continuar por aqui, ficamos muito feios e mal educados e estamos destruindo nosso planetinha querido, o único que temos para poder continuarmos a viver.

    1. Nossa! Que legal, os americanos tem uma base no espaço e ninguém consegue ver… ah, entendi, eles usam o manto da invisibilidade.

  29. Salvador, admiro sua coluna, os temas nela tratados e sua exuberante paciência para lidar com alguns comentários que vez por outra aparecem aqui. Parabéns!

  30. Seria um dia historicamente feliz seuma “coisinha” destas resolvesse pousar em Brasilia em algum dia, também histórico, que os ladrões estivessem reunidos. Certamente, haveria uma festança durante várias semanas.

      1. Você é pessimista.

        A humanidade não vai se estinguir por causa de um meteorinho não.

        Há abrigos subterrâneos já preprarados em todo o planeta para algumas castas de pessoas apenas.

        Deixe de ser ingênuo rapaz.

      2. Mininu malvado sô!

        Aqui nóis no fundão do Curuá vai sobrevivê sim uai!

        Nóis poem umas foia e galha de mandioca brava sobre um buraco no chão e tamo protegido dimais da conta ochente!

        Os buraco aqui no Curuá é bem fundo mermo.

        Ai traizemos umas sementis e prantamu la no buraco mermo.

        Vamos sobrevivê e prosperá mutchô mininu brabu!

      3. Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

        Somente quem morre é quem é afetado pelo impacto.

        Se não sabe o mundo tem 7 bilhões de humanos.

        Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

        Totalmente errado.

        Vaza.

  31. Olá Salvador. Me recuso a acreditar que um missil portando uma boa ogiva nuclear não seja capaz de destruir ou ao menos desviar uma pedra de 100-200 mts de diametro.

    1. O problema é que a detonação precisa ser no interior dele para ser mais efetiva. Detonando na superfície, o efeito não é suficiente para destruí-lo. Quanto a desviar, vai depender da trajetória e do quanto precisa desviar. Um bicho voando a 45 mil km/h já tem uma energia de movimento bem maior que a de uma bomba atômica (tanto que o impacto é medido em unidades de bomba atômica, normalmente).

      1. Pousar em cometa segundo afirmar vários canais científicos, já fizeram.

        Então não vejo o porque não pousariam um pequeno artefato nuclear sobre essa coisa.

    2. não acho que explodir em mil pedaços seja uma boa solução: só estaríamos trocando um alvo grande por mil alvos menores… :-S

  32. Os teóricos da conspiração vão babar com essa notícia… Vão dizer que a NASA está escondendo a data do juízo final… Os religiosos vão sair gritando… Mas é ótimo que as autoridades tenham um protocolo de ação pronto, pois, na eternidade, é 100% a chance de um asteroide grandão cair por aqui.

      1. Quem é a Nasa para saber a data do juizo final?

        Voce deve estar louco.

        Dependendo do que vier, não importa protocolo nenhum.

        Agora convenhamos…se vier algo só os religiosos vão sair gritando?

        E voces ai que defendem a ciência vão fazer o que?

        Tomar champagne e olhar com a luneta a coisa vindo ?

        Faça-me o favor!

        1. Falcon, cá pra nós… vc já fez teste de analfabetismo funcional? Você conseguiu entender o que o colega escreveu?

        2. Quem é a Nasa para saber a data do juizo final?

          Ninguém sabe a data do juízo final, se realmente vai acontecer, em nenhum momento o Radoico disse que a NASA sabe. Onde você leu que ele disse isso?

          Voce deve estar louco.

          E você com certeza fugiu da escola!

          Dependendo do que vier, não importa protocolo nenhum.

          Exato. DEPENDENDO do que vier. Condicional. Pode importar como pode não importar. Mas se importar, e não tiverem treinado, de nada vai adiantar.

          Agora convenhamos…se vier algo só os religiosos vão sair gritando?

          Claro que não, onde ele disse isso?

          E voces ai que defendem a ciência vão fazer o que?

          Não “defendemos” a ciência. A ciência não precisa ser defendida, ela simplesmente existe. E dependendo da ameaça não há muito o que fazer senão esperar o fim.

          Tomar champagne e olhar com a luneta a coisa vindo ?

          Por quê não?

          Faça-me o favor!

          Acalme-se! Quer uma taça do meu champanhe?

        3. Grato pelos comentários, Eu(TM) e MC… Quanto ao Falcon, ele levou a coisa como pessoal… Os “religiosos gritando” é uma forma resumida de dizer que eles vão sair dizendo “o apocalipse chegou, os deuses estão nos castigando, rezem e paguem o dízimo para serem perdoados…” e por aí vai. Claro que, uma vez acontecendo e a gente sabendo, será o caos…

        4. Quem é a Nasa para saber a data do juizo final?
          Ninguém sabe a data do juízo final, se realmente vai acontecer, em nenhum momento o Radoico disse que a NASA sabe. Onde você leu que ele disse isso?
          BÉEE ERRADO.
          O cara não precisa ler. Ele precisa interpretar. Cada um interpreta como quer.
          Voce deve estar louco.
          E você com certeza fugiu da escola!
          BÉEE ERRADO.
          Nem escola você sabe o que é. Vai fazer o Enem e não se atrase.
          Dependendo do que vier, não importa protocolo nenhum.
          Exato. DEPENDENDO do que vier. Condicional. Pode importar como pode não importar. Mas se importar, e não tiverem treinado, de nada vai adiantar.
          BÉEE ERRADO.
          Voce joga com a palavras mas nem isso sabe fazer. É um péssimo perdedor. Essa fala ai é tipo de político querendo se fazer de sabido.
          Agora convenhamos…se vier algo só os religiosos vão sair gritando?
          Claro que não, onde ele disse isso?
          BÉEE ERRADO.
          Só você míope tanto na visão quanto no entendimento não vê. Vaza.
          E voces ai que defendem a ciência vão fazer o que?
          Não “defendemos” a ciência. A ciência não precisa ser defendida, ela simplesmente existe. E dependendo da ameaça não há muito o que fazer senão esperar o fim.
          BÉEE CERTO.
          Voce não tem condição de defender um argumento próprio , o que dirá a ciência. Vaza.
          Tomar champagne e olhar com a luneta a coisa vindo ?
          Por quê não?
          BÉEE ERRADO
          Voce não foi, não é e não será convidado! Vaza.
          Faça-me o favor!
          Acalme-se! Quer uma taça do meu champanhe?
          BÉEE ERRADO
          A sua champanhe provavelmente deve estar tipo vencida. Toma ela inteira e vaza. Voce não agrada ninguém.

        5. Tudo que vai contra seus comentários tortos é confuso. So pra voce!

          Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

          Devia mudar seu nome pra :

          Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.
          Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.
          Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

          Extremista.

      1. Se voce não sabe a vantagem, voce está no pais errado.

        Compre uma passagem e vá morar na Venezuela!

        1. Se voce não sabe a vantagem, voce está no pais errado.

          Ué, não entendi. Se um meteoro de proporções consideráveis cair sobre Brasília, muito provavelmente TODOS os moradores do país e talvez do MUNDO morram. Não vi vantagem alguma, matar toda uma população de um país, ou talvez de um planeta só porque os próprios moradores escolheram os políticos que estão no poder!

          Compre uma passagem e vá morar na Venezuela!

          Puts, escolha difícil… morrer de meteoro ou de fome?

      2. Tomara que o meteoro que vier caia na sua cabeça.

        Assim garantiremos que um ente extremista da humanidade foi definitivamente eliminado de forma SIDERAL!

    1. Mais si cai no congreisu naciorná vai matá os disputado qui protegi nóis pobrim uai.

      Ai tamu nu mato sem a besta o safarru i o cão. Ferrô!

      Mió o aisteroidis cai nu mar né?

  33. E se isso for apenas uma forma que o governo encontrou de deixar a população ocupada, enquanto trabalha em algo mais oculto, algo ainda mais secreto? Também acho estranho que uma simulação, onde se gaste muito dinheiro seja feita apenas por treinamento sem motivo real, mas concordo que se houvesse um asteroide, ainda que pequeno, outros observatórios já poderiam tê-lo detectado… fica uma dúvida no ar… pra mim pode ser que o governo esteja tentando desviar a atenção de algo maior…

      1. É caro Falcon… quando aqui no Brasil fizeram a maior baderna por causa do passe de ônibus eu sempre comentava que achava um grande exagero o barulho que estavam fazendo, que aquilo parecia ser articulação pra desviar a atenção das pessoas. Muitos me diziam que eu estava vendo coisas onde não existiam. Hoje sei que eu estava certa. Olha só o que fizeram com a Petrobrás e com o resto do País enquanto as pessoas ficavam brigando e saqueando lojas de terceiros, com pretextos de estarem defendendo seus direitos por passes de ônibus e pelo preço do pão…

      2. Respondi para o Falcon no lugar errado… mas aproveitando, Salvador, por favor me responda uma coisa, um meterorito tem a capacidade de magnetismo? Ou seja, um imã gruda nele? Porque meu pai encontrou, certa vez, uma pedra meio oval, na verdade mais no formato parecido com um crânio humano, de cor quase preta, e muito pesada, e que o imã grudava nela. Ninguém soube dizer o que era.

    1. Concordo contigo: os mágicos fazem isso. Uma mão fica la abanando e a outra “vapt vupt”.

      Neste mundo podre onde a política, o dinheiro e o poder são motores soberanos…tudo é possivel.

  34. Caramba não importa o assunto vem o pessoal do mimimi politico. Aqui todo mundo é corajoso e politicamente ativo, indevidamente até porque o assunto é outro. Mas na hora de votar elegem corruptos e não vão pras ruas a não ser quando vira festa de 100 mil pessoas.

    Nenhum político vai ler seu desabafo num artigo sobre asteróides e mudar suas atitudes.

    1. Depende…se o asteróide cair nas propriedades do politico e devastar tudo, voce pode ter certeza que sim!

  35. Tenho em meu poder um meteorito que caiu em minha fazenda e ainda não sei a quem recorrer para analisa-lo e ver se tem algum valor cientifico?
    Agradeço se puder me ajudar.
    obrigado

    1. Quando foi a queda?

      Voce tocou no meteorito?

      Notou alguma mudança na sua saúde depois de tocar?

      Onde voce deixa o meteorito guardado?

      Pessoas tem acesso ao mesmo?

    2. Aqui nu Curuá tumem ja caiu mutcho predriscu do cér!

      A veis tem um predriscu isverdiadu. Os piao da fazenda mói i toma cum cachaça diz que faiz bem pru istetinu.

      Si veiu du céu deve di sê murto baum mermo!

  36. olá Salvador podemos ser pegos de surpresa com um de 250 metros ou mesmo de 1000 metros ou mais, sem tempo pra nada, 1/2 hora, uma, duas, ou ainda tempo nenhum, ocorrer o choque sem que tivesse sido detectado?

    1. Óia si uma preda di 1 kilomitru vier i os piao num vê é puqui taum bebu ou tao fazenu arguma safadeza la no pasto!

      Qué isu homi? 1 kilomitru é murto grandi vai fazê um baruio disgraçado si caiu!

  37. Dizem que aquele bólido que caiu na península de Yukatán tinha 10 km e, cujo impacto resultou numa cratera de 180 km de diâmetro.

    Pior que há registros de no mínimo umas 10 crateras gigantes em várias localidades do planeta, sendo que a maior de todas é a de Vredefort, na África do Sul com 300 km de diâmetro.

    Assim sendo, é muito pertinente essa preocupação dos cientistas, pois a qualquer momento poderemos ir pro saco.

    1. Pra voces verem, um bólido de 10 Km, e o planetinha terra ainda está aqui.

      Há esperança pra todo tipo de vida que sobreviver!

    1. Óia minina asaniada sô!

      Eu tumem quiero uai!

      Ochente! So pruquê u pedriscu vai cai vucê já qué garrá argum ai?

      Danada…

  38. Salvador, boa tarde! Sabe me dizer qual a probabilidade do choque de um asteróide similar ao que causou a extinção dos dinos?

    1. Acontece em média uma vez a cada 100 milhões de anos. Ou seja, a chance de acontecer num determinado ano é de 1 em 100 milhões, aproximadamente.

    2. Quem disse que os dinossauros foram extintos?

      Crocodilos e Jacarés são dinossauros vivos.

      Resistiram a isso e a muitos milhões de anos.

      1. Não, crocodilos e jacarés divergiram evolutivamente ANTES dos dinossauros. Aves são os dinossauros sobreviventes.

    1. Ao invés de cair em Brasilia poderia cair nas respectivas cidades dos Deputados e Senadores. Assim seria mais justo pois o povo de Brasilia não tem culpa de vcs enviarem esses safados pra ca

    2. Kkkkkkkk. Ou em Washington DC. Quem sabe em Tóquio.

      É o capitalismo, minha gente, essas pobres criaturas, políticos, magistrados, somente gerenciam os negócios da buguesia internacional/nacional. Aliás, os magistrados, em particular, devem guardar algum tipo de ressentimento inconsciente contra as elites burguesas porque foram assalariados por elas desde que se foram criando os estados modernos,

      Esse descontentamento todo EXPRESSA-SE contra os políticos, contra a esquerda, etc, está se iniciando um movimento (no Brasil) em direção à magistratura, expresso por exemplo, pelas matérias que Folha de São Paulo vem publicando sobre a remuneração dessa categoria de assalariados. Mas é ELA (kkkkkkkkkk) quem está no comando. Faz lá suas concessões porque precisa de consenso, mas em geral, o sistema todo deve funcionar para ELA.

      1. Melhor desviar para cair em Caracas, Havana, Pyongyang ou qualquer outra desgraça desses paisecos socialistas onde a população passa fome sob o jugo da ditadura de seus governos nefastos. Por onde a onda vermelha passa só sobra miséria, falência e ignorarancia.
        Que os bons ventos do capitalismo sopre sobre essa esquerda alienada, obtusa e caquética.

        Não gosta do capitalismo? Va morar na Venezuela, Cuba, Bolivia, Coreia do Norte, e outros por aí. Mas isso não quer né? Prefere viver livre num país capitalista

        1. Engraçado… Nínguém fala em cair na Nicarágua, Panamá, Haiti, Costa Rica, sem contar nas dezenas de países africanos… Acho que lá não se passa fome e não existe nenhuma doença….

  39. A PROPÓSITO, ESSE NEGÓCIO DA FARRA DAS PASSAGENS AÉREAS EU ME PERGUNTO ATÉ QUANDO VAMOS TER QUE SUSTENTAR ESSA RAÇA DE POLITICOS CORRUPTOS CAMBADA DE FDP? RAÇA MALDITA QUE SÓ SABE ROUBAR EM PROL DE SUAS MALDITAS FAMILIAS.

      1. Ei colega, você tem algo contra as pessoas?

        Deixem elas espressar suas opiniões, mesmo que equivocadas.

        Quem é voce?

        1. Com a devida vênia do Eu™, tento antecipar a resposta:

          Ei colega, você tem algo contra as pessoas?
          Contra pessoas normais, não. Só contra palermas.

          Deixem elas espressar suas opiniões, mesmo que equivocadas.
          Sim, mas em outro blog.
          BTW, o correto seria Deixe elas expressarem suas opiniões…, mas para você tanto faz, posto que é analfabeto funcional.

          Quem é voce?
          Não é da sua conta.

          PS. Chola mais.

        2. Confessa vc e o Eu são a mesma pessoa.

          Lindinho. So bobinho num sabe.

          Chora mais.

          Voce e o Eu são tao populares que merecem um ao outro.

          Vaza!

      2. Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

        Aqui é um lugar de debate aberto.

        Voce que é um bitolado.

        Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.Béééé ERRADO.

  40. Salve, salve !!! A NASA sabe e muito bem que essa precipitação de corpos celestes, meteoros, asteróides, aos bilhões, qualquer momento um deles, de grandes ou gigantescas proporções irá colidir com o nosso planeta e será o fim dessa civilização…

  41. Gostaria só de agradecer pelos momentos hilariantes proporcionados pela leitura dos comentários. O Walking Dead, por exemplo, foi impagável.

  42. Salvador, boa tarde!
    É verdade afirmar que os meteoros caem no Hemisfério Norte e os asteróides caem no Hemisfério Sul?

    1. Mentira. Asteroide é qualquer pedra lá em cima que tenha um determinado tamanho (se for pequenininha, chama meteoroide). Ao entrar na atmosfera, todas viram meteoros. E quem chega no chão ganha o nome de meteorito.

    2. Aqui no Curuá nóis chama us prediscu di istreila cadenti, vois micê chama ai di istreiodi, nóis somu mais simpres intoncês falamu mais facir.

      Mas meu avô homi vividu da gota, falava que num intresa o nome:

      A dor di barriga dói du mesmu jeito pra rico i pra pobri!

Comments are closed.