Exploração do Sistema Solar em 360 graus, Parte I

Salvador Nogueira

Só para você ver que o Mensageiro Sideral não ficou à toa no feriado. Confira o primeiro episódio de uma série de vídeos em 360 graus que o levarão por um tour simulado de exploração pelo Sistema Solar. A começar, é claro, pelo nosso mundo natal: a Terra. Confiraí. E um aviso: o vídeo fica mais legal se você usar seu celular, onde o seu movimento dita o movimento da câmera. Mas computador está valendo também.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Olá Salvador, comprei um telescópio REFLETOR 150mm, estou com algumas dificuldades, queria que você me ajudasse, 1°- a parte da frente do telescópio onde fica o espelho secundário esta fazendo uma “sombra” na imagem dos planetas/estrela, (http://www.sombrasdarealidade.com.br/telescopefoto.jpg) < A sombra fica na mesma forma daqueles ferros na abertura do telescópio, parecido com uma hélice, onde fica o espelho secundário no centro dessa hélice. essa sombra está atrapalhando, e pelo que vi na internet as imagens, não deveria estar acontecendo isso… 2°- é melhor usar a lente barlow 3x para a visualização dos planetas ou não?

    1. Alexandre, você precisa plugar as lentes corretamente e encontrar o foco para evitar que isso aconteça. Minha sugestão é tentar observar alguma paisagem diurna (aponte para um prédio, rua ou montanha), tomando o cuidado extremo de não apontar o telescópio na direção do Sol. Para isso, usar as lentes com o menor aumento e a maior abertura possível e ajustar o foco para que a imagem apareça com clareza na ocular. Estando tudo certo aí, você pode partir para a observação noturna. Desconfio que você não está plugando as lentes corretamente e por isso não está pegando a imagem. Se não for isso, talvez seja preciso colimar o espelho — embora desconfie que o problema não é esse.

      Sobre a Barlow 3x, você vai precisar estar craque de apontamento para usá-la, porque ela fecha bem o campo de visão. Em tese aumenta mais, mas pode dificultar no apontamento.

      1. Mas no caso, o foco funciona como? quando mais distante o “objeto” mais longe tem q estar as lentes?

        1. Não. O que importa é a distância focal no telescópio. Se você apontar para uma montanha distante ou para a Lua, não faz diferença. Mas eu desconfio que o seu problema está na montagem das lentes. Se fosse só o foco, você veria um borrão, mas não a tal “sombra”. Difícil palpitar sem ver o que está acontecendo.

  2. Muito bacana a idéia e este 1º vídeo.
    Terra, como somos pequenos perante o todo!
    Humanos, quanto há por viver, descobrir e entender?

  3. Nosso planeta visto do espaço, parece uma joia de beleza singular.
    Pena que o ser humano destrói a cada dia, através do desmatamento, das emissões de gases poluentes, dos garimpos que envenenam nossos rios, de grandes empresas que só visam o lucro, vide Samarco Mineração, da pesca industrial, da caça predatória, da extração do petróleo que está deixando o planeta tipo queijo suiço, das guerras e tantos outros malefícios.
    Num diálogo do filme Matrix uma máquina vaticina: “O ser humano é igual a cupim, onde se instala contamina e destrói tudo”.

Comments are closed.