Mensageiro Sideral

De onde viemos, onde estamos e para onde vamos

 -

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de 11 livros

Perfil completo

Publicidade

Astronomia: Europeus mantêm plano para jipe ‘caçador de vida marciana’ de 2020

Por Salvador Nogueira

Apesar de falha, europeus mantêm plano de lançar jipe que buscará vida em Marte em 2020.

LÁ VAMOS NÓS DE NOVO
Mesmo depois da falha dramática do módulo de pouso Schiaparelli e de sucessivos estouros no orçamento, a ESA (Agência Espacial Europeia) decidiu manter os planos de tentar levar um sofisticado jipe robótico a Marte em 2020.

CONTA PAGA
Em reunião dos países membros realizada na última sexta-feira (2), ficou decidido que o aporte de 440 milhões de euros seria feito para cobrir o rombo orçamentário da missão, que tem por objetivo buscar sinais de vida passada ou presente no planeta vermelho. O custo total do projeto é estimado em 1,3 bilhão de euros.

Reunião ministerial da ESA, com presença de todos os países-membros, nos dias 1 e 2 (Crédito: ESA)
Reunião ministerial da ESA, com presença de todos os países-membros, nos dias 1 e 2 (Crédito: ESA)

A BUSCA
O jipe em si terá a capacidade de escavar o solo marciano a até dois metros de profundidade e realizar análises de amostras em busca de traços bioquímicos de microrganismos vivos ou de atividade biológica pregressa no planeta.

O EMBAÇO
Agora, o desafio será colocá-lo em segurança na superfície de Marte. Até hoje, as únicas sondas que desceram ao planeta vermelho e sobreviveram para contar a história foram americanas. E o Schiaparelli mostrou que europeus e russos ainda têm um caminho a percorrer.

OOPS
A análise da falha sugere que os sensores que deveriam indicar a altitude apontaram que o módulo já havia pousado, embora ele estivesse a mais de 2 km do chão. O software, por sua vez, comandou o desligamento dos propulsores, em vez de rechecar a medição. O resultado foi uma nova cratera marciana.

EM ANDAMENTO
Felizmente, a história do orbitador que viajou com o Schiaparelli é outra, e a essa altura ele já está colhendo imagens e dados da superfície e da atmosfera de Marte. O Trace Gas Orbiter é um precursor espacial do jipe de 2020. Ele buscará sinais de vida no tênue invólucro de ar do planeta, na forma de quantidades-traço de gases que podem estar ligados a atividade biológica, como o metano. Ou seja, com ou sem jipe, a busca europeia por vida no planeta vermelho já começou.

A coluna “Astronomia” é publicada às segundas-feiras, na Folha Ilustrada.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Blogs da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade