Cientistas encontram fósseis mais antigos da Terra e se aproximam da origem da vida no planeta

Salvador Nogueira

Um grupo internacional de pesquisadores encontrou na província de Quebec, no Canadá, as mais antigas evidências confirmadas de vida na Terra. São microfósseis que têm pelo menos 3,77 bilhões de anos — e podem ser ainda mais velhos que isso.

O achado, publicado na edição desta quinta-feira (2) da revista científica britânica “Nature”, coloca os cientistas mais perto da origem da vida no planeta e confirma que ela se estabeleceu nele com incrível rapidez, o que faz supor que seu surgimento não seja um fenômeno raro.

A idade de 3,77 bilhões de anos para os fósseis recém-encontrados é apenas um valor mínimo. Mas, de acordo com os pesquisadores liderados por Dominic Papineau, do University College de Londres, eles podem ser ainda mais antigos; uma técnica alternativa de estimativa de idade sugeriu que as rochas remontam a 4,28 bilhões de anos atrás.

Chega a ser chocante. A própria Terra se formou há 4,54 bilhões de anos. Caso a estimativa mais antiga de idade dos fósseis acabe se confirmando, o surgimento da vida em nosso planeta teria ocorrido num estalar de dedos do tempo geológico. E, mesmo que a idade real do novo achado esteja mais próxima da mínima, 3,77 bilhões de anos, é um salto de cerca de 300 milhões de anos para trás com relação à evidência fóssil segura mais antiga conhecida até então (sobre a qual o Mensageiro Sideral falou aqui, em 2013).

Um aspecto interessante da descoberta é que ela envolve justamente o ambiente que os cientistas já consideravam como o candidato mais promissor para a origem da vida em nosso planeta: um leito oceânico sob a presença de fontes hidrotermais.

Fumarolas negras no fundo do oceano Atlântico; ambiente é similar ao do registro fóssil encontrado. (Crédito: NOAA)

Os pesquisadores encontraram na rocha uma série de túbulos e filamentos que parecem consistentes com a ação de seres vivos, tanto em sua forma (a morfologia) como na composição mineral fossilizada.

“Com base nas linhas de evidências químicas e morfológicas, os tubos e filamentos são mais bem explicados como restos de bactérias filamentosas que metabolizam ferro, e portanto representam as formas de vida mais antigas reconhecidas na Terra”, escrevem os pesquisadores em seu artigo na “Nature”.

Os autores concluem dando uma dica aos astrobiólogos: “Dada essa nova evidência, sistemas submarinos antigos de fontes hidrotermais deveriam ser vistos como sítios potenciais para as origens da vida na Terra e, portanto, alvos primários na busca por vida extraterrestre.”

ET ONDE?
Atualmente, no Sistema Solar, sabemos que tanto a lua Europa, de Júpiter, quanto a lua Encélado, de Saturno, têm condições semelhantes a essas em seus oceanos, recobertos por uma densa camada de gelo. E, no passado, sabemos que nosso vizinho, Marte, teve condições semelhantes.

Aliás, o planeta vermelho tinha um ambiente essencialmente idêntico ao da Terra — amigável à vida — quando essas bactérias, hoje fossilizadas, estavam botando para quebrar por aqui. O mesmo que aconteceu aqui pode ter ocorrido lá?

A maior dificuldade com que os cientistas se defrontam, a essa altura, é explicar como pode não ter acontecido. Afinal, eram ambientes similares, com a mesma disponibilidade de compostos químicos e tempo similar para o desenvolvimento — isso sem falar na possibilidade de troca direta de material pré-biótico e biológico entre os dois planetas por meio de meteoritos.

“Nós esperamos encontrar evidência de vida passada em Marte há 4 bilhões de anos”, disse Matthew Dodd, estudante de doutorado de Papineau e primeiro autor do estudo, em nota divulgada pelo University College de Londres. “Ou, se não acharmos, a Terra pode ter sido uma exceção especial.”

Duro é encontrar razões para justificar a hipótese da excepcionalidade da Terra, um planeta em tudo mais bastante comum.

Ao mesmo tempo, o fato de esses fósseis só terem sido descobertos agora mostra como é difícil montar o quebra-cabeça do passado remoto da vida — isso na Terra, onde é simples sair por aí e vasculhar o planeta inteiro.

Imagine como será complicado fazer a mesma coisa em Marte e testar a hipótese de que o planeta vermelho tenha tido vida no passado. Embora aquele mundo tenha uma área total que equivale à de todos os continentes terrestres combinados, a plataforma de pesquisa mais móvel que já mandamos para lá, o jipe Opportunity, andou cerca de 44 km em 13 anos. É um salto gigantesco para um rover robótico, mas ainda um pequeno passo para procurar rochas com potencial para abrigar fósseis de vida marciana antiga.

De toda forma, está claro que vai valer a pena dar uma procurada. Achando ou não alguma coisa lá fora, o certo é que aprenderemos mais sobre as circunstâncias de nossa própria existência.

BÔNUS: Dicas de observação do céu de março!

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Apenas por propagar e divulgar a ciência este blog já é atormentado aqui nos comentários por criacionistas motivados por sua fé. O que dizer então dos gays e lésbicas do mundo todo então? A moral religiosa se volta diretamente contra essas pessoas. Se já é difícil para a ciência que encontra nos religiosos ferrenhos opositores, não é difícil imaginar o quanto os homossexuais são importunados por essa gente.

    1. A religião por si só não é um problema. A babaquice religiosa é. Veja o papa Francisco, que já disse que não pode julgar os gays e que ateus também vão para o céu. Isso é tolerância, e vem direto do líder da Igreja Católica. O problema é a galera que prefere ouvir o discurso de ódio religioso…

    2. Sempre tem um homossexual contestando a Palavra. Mas vamos lá….

      Victor, basta ler em Levítico 20:13, Deus é muito claro: “O homem que se deitar com outro homem como se fosse uma mulher, ambos cometeram uma abominação, deverão morrer, e seu sangue cairá sobre eles”. Não sou eu quem estou dizendo, nem a igreja: é Deus.

      Mas Deus condena as formas nocivas de sexo, sem condenar o homossexual: “Não seja controlado pelo seu corpo. Mate qualquer desejo pelo tipo errado de sexo.” (Colossenses 3:5).

      Entenda que ter desejos homossexuais pode ser natural em alguns seres humanos – afinal, muitos impulsos humanos contrariam a vontade de Deus (Carta aos Romanos, 7, últimos versículos). Depende apenas de você ter força de vontade e dominar seus instintos. Por isso Deus nos deu razão e livre-arbítrio, para não sermos escravos de nossa carne.

      Então pare com esse mimimi de que somos contra vocês, ou que importunamos vocês. Deus ama todos os seus filhos, e perdoará qualquer impulso que você tenha. Quanto às suas atitudes, bem, somente Ele poderá julgá-lo. A mim cabe apenas mostrar o Caminho.

      Desejo paz e entendimento a você!

      1. Querido pastor homofóbico, vá reclamar com Davi, outro ídolo do seu livro sagrado. Ele tem várias coisas a explicar.

        “E sucedeu que, acabando ele de falar com Saul, a alma de Jônatas se ligou com a alma de Davi; e Jônatas o amou, como à sua própria alma.
        E Saul naquele dia o tomou, e não lhe permitiu que voltasse para casa de seu pai.
        E Jônatas e Davi fizeram aliança; porque Jônatas o amava como à sua própria alma.
        E Jônatas se despojou da capa que trazia sobre si, e a deu a Davi, como também as suas vestes, até a sua espada, e o seu arco, e o seu cinto.
        E saía Davi aonde quer que Saul o enviasse e conduzia-se com prudência, e Saul o pôs sobre os homens de guerra; e era aceito aos olhos de todo o povo, e até aos olhos dos servos de Saul.”
        1 Samuel 18:1-5

        Hmm. Mas tem mais:

        “E Jônatas fez jurar a Davi de novo, porquanto o amava; porque o amava com todo o amor da sua alma.”
        1 Samuel 20:7

        Ah, amor fraternal, né? Tem mais:

        “Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; quão amabilíssimo me eras! Mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres.”
        2 Samuel 1:26

        Ih, agora complicou. Então, meu querido pastor, leia mais o seu livro favorito, no mínimo para encobrir as incongruências que existem lá mesmo. Não por acaso o papa Francisco, mais esperto e estudado que você, diz que não se vê em condição de julgar os homossexuais. Davi era amado por Deus, pelo que me consta, mas tinha aí um caso estranho também com Jônatas, que em nada o desabonava. 😉

        Desejo paz e entendimento para você também! 🙂

        1. Sem dúvida o auto-denominado Papa Francisco é mais esperto e estudado que você. Ele se preparou a vida inteira para ocupar um cargo de muita influência política, que gere um grande e poderoso banco e a maior imobiliária do mundo. Eu sou apenas um pastor de almas.

          A Bíblia tem vários casos de homossexualismo, como tem de homicídios, de sexo não consentido (como quando as filhas de Ló o embebedaram e abusaram sexualmente). A Bíblia é destinada a nós, homens e fala naturalmente de nossas fraquezas e nossos defeitos.

          Deus nada tem contra o desejo ou o sentimento homossexual. Mas abomina a prática. O que não quer dizer que o pecador esteja eternamente condenado, com o arrependimento sincero o homem é acolhido e perdoado por Deus de seus pecados – não falo apenas de homossexualismo.

          Eu não ofendi você em momento algum, não vejo porque me ofendes (“homofóbico”). Você deveria se informar melhor: ”homofobia” é o ódio à pessoa homossexual, apenas por essa circunstância. Mas vocês tudo distorcem, chamam de “homofobia” à mera discordância (fundamentada) com um comportamento.

          Que mundo é este em que eu não posso discordar de seu comportamento? Não quero que lhe proíbam, apenas não concordo – assim como Deus deixa claro que também não concorda.

          Mas se Deus perdoou a Davi (por isso e por coisas piores), haverá de perdoar você também. Orarei por isso.

          1. Se Deus abomina a prática, por que não condenou Davi? Não condenou, não recriminou. Nem Ele, nem quem narrou a história de Davi e Jônatas em Samuel. Muito pelo contrário, Davi é festejado, um herói do seu Deus.

            Sobre chamar você de homofóbico, não é ofensa. É um fato. Você é. Você repudia homossexualidade. Você condena homossexualidade. Você recrimina homossexualidade. Você é homofóbico. E se Deus faz isso também, Deus é homofóbico também. Qual o problema de admitir? Você devia ser mais honesto e admitir que é homofóbico. Do mesmo jeito que os gays têm tido a coragem para admitir que são gays, mesmo num mundo povoado por gente como você. A verdade é um valor maior, não é? Então pare de mentir e admita o óbvio: você é homofóbico. 😉

            E, se Deus existe, Ele há de perdoá-lo também. Vai ser mais difícil do que comigo, verdade, mas ele é onipotente, não é? Tenho confiança de que ele vai encontrar um meio de salvar a sua alma homofóbica. 😛

          2. Tá falando sério??

            CLARO que eu defendo o DIREITO ao homossexualismo!! Como que vou proibir?? Eu só indico o caminho que Deus ensinou. Quem proíbe ou não é o Estado. Eu não quero proibir a venda de bebidas alcoólicas. Eu apenas me abstenho de usá-las – e oriento quem me se segue a fazer o mesmo.

            Ao mundo o que é do mundo, a Deus o que é de Deus.

          3. bom, pastor, já que você discordância (fundamentada) com um comportamento, venho aqui declarar abertamente que sofro de teofobia…

          4. ops, meu último post ficou confuso! me desculpem, é culpa do horrível hábito CTRL-C-CRTL-V.. 🙂

          5. Proponho que o pastor Marcos e Salvador Nogueira se beijem (do jeito que eles escolham), e concluam a sua discordância. Discutir homofobia me parece, no Brasil atual, uma questão superada, a sociedade admite a diversidade. DEUS está por acima de um tema tão pequeno, de forma que seria bem melhor não incluí-lo neste reduzido debate. Pierre Teilhard de Chardin afirmou : “não somos humanos vivendo uma experiência espiritual, mas sim espíritos vivendo uma experiência humana”. Ainda a ciência não tem uma resposta que explique porque sou 100% heterossexual e outros são 100% homossexuais. Entretanto, o espiritismo tem resposta para a questão. Desejo para todos as bençãos do nosso criador.

          6. Boa, nada como resolver uma discussão de biologia versus religiosidade incluindo uma segunda vertente religiosa na conversa. Way to go. rs

          7. O problema é que tem muito babaca “falando em nome de Deus”. Porque isso? Ele não tem voz própria? É tímido? Não sabe falar português ou qualquer outra língua? Ou só conversa com certas pessoas, talvez por causa de seus belos olhos? Só sei que tem muito safado levando vantagem nessa estória toda.

        2. Estranho aliás, você reclamar de suposta “homofobia” e fazer comentários com tanta intolerância religiosa….Freud explica, será?

          1. Intolerância religiosa onde? Onde eu recriminei a sua fé? Eu recrimino os abusos que você comete em nome da sua fé — entre eles o de recriminar homossexuais. Se isso for intolerância religiosa, perfeito. Pode me colocar na lista dos intolerantes religiosos. É isso aí. Se vier aqui, num blog de ciência, para dizer que a ciência é falsa, e só a sua religião é verdadeira, vai tomar na cabeça sim. E me parece justo. Afinal, eu nunca fui ao seu puxadinho dizer que você só conta mentiras. Como eu posso ser o intolerante aqui, no meu espaço, sem jamais ter ido ao seu? Quem é o intolerante? Intolerante é quem quer entrar nas aulas de ciência e introduzir religião. Intolerante é quem quer dizer a pessoas que não seguem a sua fé como elas deveriam se comportar. Esse é o intolerante. Procure um espelho, caro pastor. Aí você vai encontrar intolerância. 😉

          2. Não, eu não sou homofóbico, porque eu não odeio homossexuais, não repudio homossexuais – mas para a sua intolerância o mero “não concondar” é o mesmo que “odiar”. Pelo contrário, EU desejo que todos possam refletir e tomar o caminho de Deus.

            Deus não condenou Davi porque – de novo, será que preciso desenhar? – Deus perdoa os pecadores que se arrependem. Praticar homossexualismo não é pecado mortal, homicídio não é pecado mortal, desde que haja o arrependimento sincero.

            Não entendi o “tomar na cabeça”…. você patina na lógica mais básica, não compreende a lógica mais básica, perde notoriamente a discussão, passa vergonha histórica em seu próprio blog, e fala que os outros “tomam na cabeça”? Você parece o pombo que pousa num tabuleiro de xadrez, derruba as pedras e sai gritando vitória….

          3. Não concordar = ter aversão? Então tá.

            Você tem fobia de pessoas religiosas. Tem fobia de Deus. Tem fobia de diversas coisas que eu não conheço você suficientemente para saber, mas vou chutar, seu repolhofóbico! Palmitofóbico!

            Captou?:)

            Piada à parte, vou tentar de outra maneira: você não odeia pessoas ignorantes que acham que a Terra é plana. Pelo contrário, você tenta mudar o entendimento delas, fazê-las perceber a verdade. Seria justo eu te chamar de “burrofóbico”? Eu acho sinceramente que não, pois você só tenta ajudar essas pessoas mostrando um caminho – sem qualquer sentimento ruim contra elas por simplesmente não saberem.

            Compreendeu?

          4. Isso, não concordar é ter aversão. Se você discorda de algo, necessariamente não quer que aquilo exista. Você já viu discordar de algo que se queira? Aí sim Freud explica… 😉

          5. Eu odeio bifes de fígado, mas por mim eles podem continuar eles podem continuar existindo, na boa.

            Ademais, Freud não explica loucuras nem ilogicidades. Freud explica traumas, desejos, pulsões…

          6. Então você defende o direito à homossexualidade como defende o direito de os bifes de fígado continuarem existindo, é isso? Legal. Fale isso no seu próximo culto, mande o vídeo, e aí eu paro de citar o papa Francisco e cito você. 😉

          7. Repostando o comentário que saiu no lugar errado:

            Tá falando sério??

            CLARO que eu defendo o DIREITO ao homossexualismo!! Como que vou proibir?? Eu só indico o caminho que Deus ensinou. Quem proíbe ou não é o Estado. Eu não quero proibir a venda de bebidas alcoólicas. Eu apenas me abstenho de usá-las – e oriento quem me se segue a fazer o mesmo.

            Ao mundo o que é do mundo, a Deus o que é de Deus.

          8. Então tá bom. Se você DEFENDE o direito das pessoas de não seguirem o que você professa, por que você está aqui enchendo o saco? rs

          9. Eu sou um pregador que vive em um mundo livre. Deus nos deu o livre-arbítrio. Se as pessoas forem OBRIGADAS a segui-Lo, nenhum mérito terão perante Ele.

            Defendo sim que todos tenham a liberdade de segui-Lo ou não. E oro para que escolham o caminho de Deus.

          10. Então ótimo, cada um no seu quadrado. Aqui você é convidado a discutir ciência. De Deus você fala na sua igreja.

        3. Fácil de explicar isto. Como deus o havia escolhido para ser rei dos judeus, ele deveria ter algum tipo de imunidade parlamentar… 😀

          1. e fiquei sabendo agora que, além de ter passe livre para chamuscar a rodelinha quando bem entendesse, quando rei ele também mandou um cara pra linha de frente de uma guerra só pra ele morrer e poder ficar com a mulher dele!!

            hehehe, esse meu xará era f*d# mesmo, hein!!! 🙂

          2. Na primavera, época em que os reis saíam para a guerra, Davi enviou para a batalha Joabe com seus oficiais e todo o exército de Israel; e eles derrotaram os amonitas e cercaram Rabá. Mas Davi permaneceu em Jerusalém.

            2 Uma tarde Davi levantou-se da cama e foi passear pelo terraço do palácio. Do terraço viu uma mulher muito bonita tomando banho, 3 e mandou alguém procurar saber quem era. Disseram-lhe: “É Bate-Seba, filha de Eliã e mulher de Urias, o hitita”. 4 Davi mandou que a trouxessem, e se deitou com ela, que havia acabado de se purificar da impureza da sua menstruação. Depois, voltou para casa. 5 A mulher engravidou e mandou um recado a Davi, dizendo que estava grávida.

            6 Em face disso, Davi mandou esta mensagem a Joabe: “Envie-me Urias, o hitita”. E Joabe o enviou. 7 Quando Urias chegou, Davi perguntou-lhe como estavam Joabe e os soldados e como estava indo a guerra; 8 e lhe disse: “Vá descansar um pouco em sua casa”. Urias saiu do palácio e logo lhe foi mandado um presente da parte do rei. 9 Mas Urias dormiu na entrada do palácio, onde dormiam os guardas de seu senhor, e não foi para casa.

            10 Quando informaram a Davi que Urias não tinha ido para casa, ele lhe perguntou: “Depois da viagem que você fez, por que não foi para casa?”

            11 Urias respondeu: “A arca e os homens de Israel e de Judá repousam em tendas; o meu senhor Joabe e os seus soldados estão acampados ao ar livre. Como poderia eu ir para casa para comer, beber e deitar-me com minha mulher? Juro por teu nome e por tua vida que não farei uma coisa dessas!”

            12 Então Davi lhe disse: “Fique aqui mais um dia; amanhã eu o mandarei de volta”. Urias ficou em Jerusalém, mas no dia seguinte 13 Davi o convidou para comer e beber, e o embriagou. À tarde, porém, Urias saiu para dormir em sua esteira onde os guardas de seu senhor dormiam, e não foi para casa.

            14 De manhã, Davi enviou uma carta a Joabe por meio de Urias. 15 Nela escreveu: “Ponha Urias na linha de frente e deixe-o onde o combate estiver mais violento, para que seja ferido e morra”.

            16 Como Joabe tinha cercado a cidade, colocou Urias no lugar onde sabia que os inimigos eram mais fortes. 17 Quando os homens da cidade saíram e lutaram contra Joabe, alguns dos oficiais da guarda de Davi morreram, e morreu também Urias, o hitita.

          3. OPS!!! Foi mal, gente!!!! será que acabei, sem querer, postando uma tradução não autorizada do livro sagrado?? 🙁

          4. tem coisa mal contada nesta história, galera. vejamos… ela tinha acabado de menstruar, e se “deitou” com davi. bom, parece então que o filho não podia ser dele, né?

            então… há!!!!! pode ser que o filho fosse mesmo do marido dela, né? por isso davi o enviou para a morre certa? será que davi estava impotente, e tentava esconder esta “vergonha” de seu povo? ou será que ele simplesmente não gostava de mulher, e seus biografistas tentavam esconder isto da maneira que podiam?

            sabem de uma coisa? comecei a me interessar de verdade pela bíblia!!! vou começar a estudá-la com mais afinco, hehehehe!!! só para tentar descobrir os podres escondidos no livro sagrado!

          5. Se me interessou ou não, Joca, não vejo o porquê de eu precisar te dar alguma satisfação sobre isto… Quem é você??

            Tentei deixar claro que isto é um assunto muito pessoal, que não precisamos explicar a ninguém, e mais: ninguém, além é claro da outra pessoa na qual estaríamos interessados, precisaria saber algo a respeito.

            na verdade, fiquei é muito curioso em saber o que VOCÊ pensa sobre o assunto! na sua cabeça, homossexuais são “homens” que tentam ser “mulheres”? nunca lhe ocorreu que este tipo de coisa não fosse “preto e branco”, ou com graduações de “cinza”? que poderiam existir homens, convictos de suas situações de “macho” (falando aqui do senso comum imposto) que talvez rejeitassem mulheres talvez por traumas de infância, quando construiam suas primeiras impressões do mundo? ou quem goste de se relacionar com PESSOAS, independente da opção que fizeram em suas vidas? sim, religiosos radicais certamente vão questionar se estas seriam mesmo opções… mas que elas podem oferecer parâmetros “aceitáveis”, convincentes, ou convencer qualquer outro, que suas opções são as corretas e devem ser as que se deve seguir??

            saia do “preto e branco” e dos “cinzas”, meu amigo!!! eles não funcionam mais hoje em dia…

      2. Meu caro pastor,

        Aos 15 anos eu aprendi o significado da palavra hipocrisia.

        Eu estudei num colégio de freiras e tive uma amiga que engravidou aos 15 anos, logo na sua primeira relação sexual com outro garoto.

        Quando as freiras descobriram “convidaram” a garota a se retirar da escola porque ela seria uma má influência para os demais.

        Que moral religiosa é essa? Isso era vontade de Deus?

        Mas é o que muitos religiosos intolerantes como você fazem, né?

        Justificam os seus preconceitos e sua intolerância com passagens bíblicas absurdas que apenas conclamam as pessoas ao ódio, ao extermínio.

        Essa salvação que você promete eu não quero. Se o inferno acolhe a todos e o paraíso não, tenho para mim que o problema está no paraíso e não no inferno.

        Mas eu não acredito nessas coisas.

        1. Existem pregadores e pregadores. As tais freiras erraram? Talvez. Tentaram acertar? Talvez. Não julgue.

          Eu não prometo salvação nenhuma, quem promete é Deus. Eu O sigo e conclamo meus irmãos a seguirem-No comigo.

          Por fim, sua crença não muda a realidade. Deus sem você continua sendo Deus. Você sem Deus não é nada.

          1. bla bla bla bla bla bla bla….

            Também pensei em responder, Salvador.

            Mas como você, percebi que seria desperdício inútil de energia…

          2. “Existem pregadores e pregadores”

            Concordo!!! Tem os de madeira, os de plástico. Até de metal eu já vi!! 😀

      3. O pastor Marcos está correto, contra fatos não há argumentos. Não dá para defender o homossexualismo. Se no Levítico 18:22 tal comportamento é definido como uma aberração aos olhos de Deus. Fim de papo! É contra as leis naturais de Deus, não pode. E como você bem disse, não sou eu quem está dizendo, é Deus. O resto que essa gente fala é mimimi.

        Pastor, sei que o senhor está fazendo um trabalho difícil de educar essas pessoas, colocando-as no caminho correto. É uma tarefa inglória às vezes, pois muitos simplesmente não querem escutar a verdade.

        No entanto, eu gostaria da sua ajuda para esclarecer algumas dúvidas e conto com o seu profundo conhecimento da bíblia.

        Estou desempregado há algum tempo, então pensei em vender uma das minhas filhas como escrava, o que é permitido em Êxodo 21:7. Acho que vou anunciá-la na OLX, mas não sei que preço eu vou dar, nunca vendi nenhuma das minhas filhas antes. Com a crise atual, qual valor seria justo?

        Ou melhor, em Levíticos 25:44, eu descobri que posso ter escravos, tanto homens como mulheres, desde que sejam provenientes de uma nação vizinha. Como as minhas filhas não me ajudam nos fazeres domésticos, em vez de vender apenas uma delas, eu poderia então trocá-las por outros escravos?

        Pretendo ir ao Uruguai e para a Argentina em breve. Mas penso que ter escravos Argentinos não é lá uma boa ideia, não quero ouvi-los cantarolando “Brasil Decime Qué Se Siente” aqui em casa. Creio que senhor concordará comigo. Melhor ficar optar pelos uruguaios. (infelizmente o Japão não é uma nação vizinha, afinal, os japoneses são um povo ordeiro e muito trabalhador, seriam de grande ajuda aqui em casa)

        A propósito, muitos amigos meus, a maioria deles, é verdade, adoram aparar a barba e os pelos das têmporas, contrariando expressamente o que está em Levíticos 19:27. Eles devem morrer?

        Ainda no tópico “amigos que devem morrer”, existe um que insiste em trabalhar aos sábados. Olha, ele trabalha até as 14h00, uma total afronta as regras sagradas. Segundo o Êxodo 35:2 ele claramente deve morrer! Penso eu que é uma infração muito mais grave do que raspar os pelos das têmporas, então, antes de simplesmente matá-lo eu posso torturá-lo?

        Só não pedi esclarecimentos de como eu devo matar homossexuais porque, de fato, não tenho amigos gays, eu não me misturo com essa gente, mas poderia matá-los indiscriminadamente se essa for a vontade de Deus.

        Pastor Marcos, senhor é um profundo conhecedor da Bíblia, muito mais do que eu e, portanto, poderia aconselhar. Desde já meu muito obrigado.

      4. É incrível como esse Pastor Marcos “conclui” que o autor de um comentário é homossexual somente por ter escrito que imagina o quanto deve sofrer um homossexual com o preconceito…

        Depois não quer ser chamado de homofóbico!!! Caro Pastor, o senhor deveria ser o primeiro a seguir os ensinamentos de Cristo!

      5. Muito cuidado com as pedras e buracos no meio do caminho, Muito provavelmente você acabara tropeçando e arrastando consigo inúmeros incautos.

    3. De toda essa discussão, pude verificar que: o Rei Davi era bissexual, engravidou a mulher de um de seus mais fiéis generais e providenciou que ele fosse morto, para que não descobrisse a traição. Com isso ele desrespeitou vários Mandamentos… E é considerado um ancestral de Jesus, que lindo!

      E notem, Urias era um hitita, não um judeu… Essa história foi elaborada de modo que o crime de Davi fosse sobre um estrangeiro, não uma pessoa de seu próprio povo, para servir como um atenuante aos seus leitores…

      Só sei de uma coisa (aprendi com Espinoza, o filósofo): Deus é onipotente, onisciente e onipresente, mas permite que o mal seja feito. Se ele pode impedir o mal, e não o faz, ele é maligno. Se não pode impedir, não é deus.

      1. Ou então Deus é indiferente à nós. Não é bom e nem ruim. Assim como o próprio universo que em sua vastidão parece ser indiferente a nossa existência. O universo ora cria condições propícias para a vida, ora as retira.

        Quantos mundos já foram esterilizados por conta de algum tipo de cataclismo? Quantos mundos outrora rico em vida deixaram de existir porque a sua estrela se transformou numa gigante vermelha?
        Quantos mundos tiveram sua órbita perturbada e foram atirados para longe d e sua estrela porque ela se aproximo demais de um buraco negro?
        Quantas civilizações perdidas no universo padeceram com a intensa radiação gama de um estrela vizinha se explodiu em uma supernova?
        Quantos planetas ricos em vida foram tiveram suas populações dizimadas por um asteroide?

        A impressão que tenho é que essas coisas acontecem, já aconteceu e irá acontecer a no universo, destruindo incontáveis mundos como a Terra. E nós seres humanos não estamos protegidos num bolha. não cotamos aparentemente com nenhuma proteção, não que a ciência saiba.

        Felizmente, por hora, apenas vivemos no lugar certo, no momento certo. Mas um dia isso irá acabar.

        1. É isso aí, Victor. A vida seguirá enquanto houver condições, não existe um “deus” ou “deuses” que nos protejam. Temos mais é que nos desenvolver para termos a opção de sair da Terra quando o pior vier.

      2. Davi ancestral de Jesus? De onde você tirou essa asneira???

        Davi era ancestral de José, pai putativo, marido de Maria, que concebeu virgem o filho de Deus.

        José não transmitiu seus genes a Jesus.

        1. Ia fazer uma piada, mas me segurei. Tá vendo a diferença? Eu não tenho a menor intenção de tumultuar o seu coreto. Já você, vem aqui com regularidade impressionante tumultuar o meu… 😛

        2. Alguns estudos afirmam inclusive que Maria, que posteriormente teria se tornado na esposa de José, teria engravidado na verdade em decorrência de estupros praticados por legionários romanos, quando da invasão de Nazaré.

  2. Não dá pra compreender que pessoas ditas esclarecidas prefiram acreditar em meia dúzia de cientista maluco do que na palavra do próprio Deus.

    Perdoai, eles não sabem o que fazem.

    1. Caro pastor, os cientistas têm um mérito inquestionável: eles apresentam suas ideias, seus experimentos, suas observações e suas conclusões, e então PEDEM a seus colegas que os verifiquem, pois ninguém deve acreditar na palavra de ninguém, e sim na natureza. Então cada experimento, cada hipótese, cada conclusão deve ser meticulosamente descrita e então testada e verificada por outras pessoas. Só depois disso ela passa a fazer parte do corpo científico consolidado. Dessa maneira, pouco importa quem fez as afirmações, se o cientista A, B ou C, maluco ou não. Quem dá a palavra final, sempre, é a natureza.

      Muito diferente, é claro, da sua percepção. Você é que aceita sem a menor prova que um conjunto de livros escrito, reescrito, editado, reeditado, traduzido, cujos originais se perderam na noite dos tempos, produzido por autores em geral anônimos separados pelo espaço e pelo tempo, tenha sido pessoalmente inspirado por Deus. É a sua afirmação que não pode ser testada. É o seu argumento que não se submete ao teste supremo — o teste da natureza.

      Se você acredita em Deus, deveria, por definição, acreditar na natureza. Afinal, segundo a sua concepção, ela seria decorrente Dele. E, se você acredita na natureza, tem de acreditar na ciência. Não há escapatória. Ou você opta por ignorar a natureza e prefere acreditar em textos antigos, esses sim possivelmente escritos por malucos (como saber se sim ou se não, se nem o autor conhecemos ao certo, e se as ideias não são passíveis de verificação?), ou você abraça a natureza — abraça Deus — e encontra a verdade.

      Boa sorte em sua busca, pastor.

      1. A mesma ciência que um dia diz uma coisa e no dia seguinte já se desmente? Obrigado mas não, prefiro ficar com o Eterno.

        1. É, essa mesmo. A ciência que aprende e se melhora a cada dia. Não uma cultura de falsas verdades eternas como a que você idolatra. 😉

          1. “Não pregar o Evangelho é como negar o remédio que se tem em mãos a um doente necessitado”.

            Seu raciocínio não resiste nem a uma análise lógica superficial: “cultura de falsas verdades eternas”. Uma verdade eterna não pode ser falsa. Péin.

            Se Deus precisasse “se aprimorar”, Ele certamente o faria, pois é onipotente. Ele é, e basta. O que precisa ser aprimorado é nosso entendimento, humano, sobre Ele.

          2. Aí é que está, são falsas, portanto não são nem verdades, nem eternas. Mas, claro, você as vende tanto como verdades quanto como eternas. É o seu trabalho, não é? Vender terrenos no céu? Como anda o mercado imobiliário por esses tempos? rs

            Se Deus é onipotente, não haveria como se aprimorar, pois Ele já pode tudo. Você é incoerente. Mas, claro, vou cobrar coerência de você? Religião é movida a fé, e fé não enxerga críticas.

            Quero deixar claro, contudo, que nada tenho contra religião — qualquer religião! — em si, por sinal. Mas, se você tentar colocar a religião em oposição à ciência, vai perder TODAS AS VEZES. TODAS AS VEZES, SEM EXCEÇÃO. Então escolha: ou você anda lado a lado com a ciência, cada um no seu quadrado, ou só ignorantes poderão segui-lo.

            De novo, boa sorte.

          3. Engraçado você falar em mercado imobiliário. Você deveria fazer essa pergunta ao chefão da maior imobiliária do mundo, o seu querido Papa Francisco – que aliás de um tempo pra cá passou a ser modelo para a mídia em geral, e este blog supostamente científico também teve que aderir.

          4. Ele é um modelo de religioso moderno, sem dúvida. Mas não serviu de modelo para este blog em particular, porque este blog fala sobre CIÊNCIA.
            Mas veja você. Nem os cristãos, entre eles são capazes de se entender. O cara está no posto ocupado originalmente por Pedro, apóstolo de Jesus, e você o deprecia, sendo também um seguidor de Jesus. Isso me lembra aquelas cenas no filme “A Vida de Brian”. Você seria o seguidor da sagrada cabaça e o papa Francisco o líder do santo chinelo… rs

          5. “Se Deus é onipotente, não haveria como se aprimorar, pois Ele já pode tudo. Você é incoerente. Mas, claro, vou cobrar coerência de você? Religião é movida a fé, e fé não enxerga críticas.”

            Ora, se Ele é onipotente e pode tudo, então pode se aprimorar. Como não? Você é incoerente, não eu. Você faltou às aulas de filosofia e lógica, ou é a faculdade de astronomia que só ensina a olhar estrela no céu atrás de homenzinho verde e não ensina a pensar?

          6. Se você diz que Deus pode se aprimorar, está dizendo por tabela que Ele é imperfeito. Coisas perfeitas não são aprimoráveis. Desconfio que seja blasfêmia isso, mas você me diz… 😛

          7. Deus é perfeito. Sendo onipotente, Deus pode a qualquer momento criar novos graus de perfeição – e aprimorar-se para atingi-los e continuar sendo perfeito. Simples assim. Não tem mistério nenhum. Lógica básica.

          8. Huhauahuahua, adorei. Novos graus de perfeição. Boa, pastor. Estamos aguardando o próximo grau de perfeição em que Ele para de implicar com a homossexualidade. 😉

          9. “Estamos aguardando o próximo grau de perfeição em que Ele para de implicar com a homossexualidade.”

            Ora, e por que não?? Se for a vontade Dele…. tudo é possível.

          10. A questão é: como você vai ficar sabendo? Quando foi a última vez que atualizaram a Bíblia para refletir um novo salto de perfeição divina? 😛

          11. A Bíblia foi atualizada pela última vez por ocasião da primeira vinda de NSJC. Os muçulmanos acreditam que houve outra “atualização” lá por 700d.C. Os judeus, que não houve atualização.

            Mas fique tranquilo…. quando Deus quiser atualizá-la, sabê-lo-emos.

          12. Pra eles, conta. Pros kardecistas, ainda teve também as supostas revelações dos espíritos.

            Deus está sempre falando conosco. Basta sabermos (e querermos) ouví-Lo.

          13. “A Bíblia foi atualizada pela última vez por ocasião da primeira vinda de NSJC. Os muçulmanos acreditam que houve outra “atualização” lá por 700d.C. Os judeus, que não houve atualização.”

            Não se esqueça de me avisar onde devo baixar esta atualização da bíblia, ok? A Bíblia 2.0…

          14. ôpa, acho que a Bíblia 2.0 já foi lançada pelo NSJC, né?
            Me avise então quando sair a 3.0, ou mesmo a 2.1…

      2. Elas serão compatíveis com a Bíblia 1.0, ou vou precisar fazer atualizações no hardware??? 😀

  3. Salvador, ontem de madrugada assisti a esse vídeo do canal do Pirula no Youtube, ele é um biólogo, ele falou exatamente sobre esses fósseis que foram descoberto agora. Recomendo a todos que quiserem ampliar mais um pouco sobre o assunto, com comentários divertidos e inusitados. Eu ri muito dessa parte do vídeo em especial:

    “O fóssil do estromatólito é muito parecido com qualquer rocha que tem por aí.”
    “Tem fóssil de estromatólio no piso do shopping Eldorado. Tá presente na rocha marmorada lá. Tem no shopping Ibirapuera também.”

    Agora vou tomar muito cuidado aonde piso agora, pois posso está pisando em fósseis com milhões ou bilhões de anos de vida. kkkkkkkkkk

    https://www.youtube.com/watch?v=uYKAHLHh5hg

    1. Sim, tem fósseis no Eldorado! Na época em que estava fazendo o programa SP Pesquisa para a TV Cultura fomos filmar estromatólitos lá no Eldorado… rs

    2. Acho uma boa ideia, Victor!!
      Vai que sem querer você acabe pisando num elo perdido, né? 🙂

  4. Salvador. Cria pelo amor de Deus um grupo de WhatsApp do mensageiro sideral. Eu não sou assinante e leio seus primos artigos na base do “esc”, mas o que mais toma meu tempo são os comentários. É super legal ver seus leitores fiéis e apesar de acreditar na importância da democracia do contraditório deteste ler o Diogo.
    Como você fala em OFF com o eutm?

    1. Entendo. Também me canso com algumas pessoas aqui. Mas não gosto de whatsapp… Falo com o EuTM pelo Hangouts…

  5. Amigos do mensageiro sideral, a agência espacial dos Emirados Árabes Unidos acaba de anunciar seu objetivo de construir uma nova Dubai, dessa vez em Marte até o ano de 2.117. Depois do Turismo, agora os Emirados pretendem fazer da indústria de telecomunicações e aeroespacial o motor do crescimento da economia na era pós-petróleo. Vamos ficar ligados nas inovações que vão surgir daí, pois recursos e ousadia os Árabes têm de sobra.

      1. Eles têm muito dinheiro, Salvador, e podem contratar know-how suficiente. E não propuseram um prazo maluco, cem anos não é muito para nosso atual estágio científico. Além disso, se considerarem esse um “objetivo santo”, um propósito religioso, vão conseguir.

    1. Casemiro,

      Uma feliz notícia, se os donos do petróleo pensam em conquistar o espaço, bem, dinheiro para isso eles tem.

    2. Eu sinceramente espero de todo coração que um asteróide acabe com a humanidade antes disso viu. O que sempre prevaleceu foi o pior do homem, ganância, luxúria, gula de recursos, gula de poder, preguiça corporal e mental, etc. Só o que faltava é espalhar isso pelo Universo, daí a coisa complica rs. Já imaginaram lixões na Lua e em Marte? PQP

      1. Ah para. Não existe atividade humana mais limpinha e cheirosa que a exploração espacial. Pela falta de recursos no espaço, tudo precisa ser reciclado numa nave!

        1. rs até agora sim, mas espera liberarem geral pra vc ver rs. Quando começar a onda de viagens particulares, turismo espacial, mineração, Dubai em Marte (meu deus do céu!!!), acabou o limite 🙂 bom, até 2117 já estarei ao lado do criador 🙂 lembrando que em 2145 acontecerá a invasão demoníaca por conta das pesquisas com teletransporte nos laboratórios Delta da UAC em Marte.

  6. Olá Salvador, parece que a vida é uma coisa banal no Universo afinal de contas rs. Nem precisa de condições muito especiais etc, etc. É só a crosta esfriar um pouco e ter um pouco de água, no caso aqui da Terra, que a coisa dá o chute inicial. O Universo está cheio de vida. Agora, vida inteligente é outra coisa rs, eu particularmente acredito que exista.

    1. Eu também, mas aí não me arrisco a palpitar a frequência. Mas vida simples deve haver em cada esquina. 😛

  7. Salvador, você é como uma mãe; sempre existe um espacinho no seu coração para quem quer que seja 😀

    (metáfora para sua paciência infinita e atenção dedicada a todos que lhe escrevem aqui)

  8. Salvador, já reparou que determinado tipo de matéria tem o poder de atrair categorias de malucos diferentes?

    Toda vez que o mensageiro sideral fala sobre a origem da vida na Terra e no universo ele atrai criacionistas.

    Toda vez que ele fala do planeta 9 ou de um corpo celeste distante no cinturão de kiuper (não sei como se escreve) ele atrai nibirutas.

    Toda vez que ele fala de busca por vida inteligente fora da Terra ele atrai ufólogos que enxergam conspirações malucas e aliens em tudo.

    Felizmente ele também atrai muita gente maluca por ciência. Mas aí é bom. O difícil é aguentar, criacionistas, ufólogos e nibirutas.

    Agora imagina se num mesmo dia, num determinado artigo, criacionistas, ufólogos e nibirutas resolverem atacar todos juntos de uma vez só? Kkkkkkkkkk

    1. Rapaz. Só se a manchete for: “SETI encontra vida inteligente: eles têm uma base no Planeta 9 e declaram que foram os responsáveis pelo início da vida na Terra”. rs

  9. Gosto muito de comentar sobre a evolução da vida em todos os sentidos porque a partir do momento em que as coisas inanimadas se tornam animadas, começa a revolução do inverso de que a própria vida orienta a forma de sobrevivência a partir da competição , uma necessidade que, nem os robôs sequer tem essa natureza. Dentro desse prisma, já existe um amplo estudo que firmou a seguência das espécies habitadas na terra ao longo do tempo. Ao que me parece, a informação de que 3,77 bi anos atrás teriam vivido um animal com fósseis menores, corresponde meio bi após a formação do sol dentro teoria sobre o cálculo do Big Bang há quase 13.9 bi atrás.
    Já sabemos, que de acordo com astrofísico João Sterner do IAG, o sol é o terceiro estágio de formação desde o Big Bang através da nebulosa que existe dentro do berçário cósmico. Essas matérias no terceiro estágio são ricas em elementos que permitiram o aparecimento de vida em grande escala durande o período pré-cambriana. Quando os primeiros organismos pluricelulares surgiram, as bactérias haviam sido habitadas há muito tempo. Isso quer dizer que, nós os humanos chegamos ontem propriamente dita na história da biologia.

  10. Salvador,
    Se as evidencias de bacterias se referem a 3.77 bilhoes de anos, a vida deve ter aparecido bem antes (pois bacterias são organismos já bem complexos), em algum tipo de porto-evolucao química. Quando se daria isso? Assim que a Terra esfriou o suficiente para ter agua?

    1. É uma boa pergunta. Até porque a habitabilidade da Terra no primeiro meio bilhão de anos sempre foi um tema controverso. Mas um conjunto de evidências está lentamente se formando a sugerir que a Terra foi habitável desde muito cedo — provavelmente desde que a Lua terminou sua formação, após o impacto gigante. Mas se a data mais antiga estiver certa, isso colocará a origem da vida pau a pau com a origem da Terra. E, uau, isso é bem rápido. 😛

          1. E a voce, recomendo o livro:
            http://www.saraiva.com.br/o-minimo-que-voce-precisa-saber-para-nao-ser-um-idiota-5093597.html
            Nao o li, mas parece ser bem o que voce precisa.

            Vou tentar lhe explicar a frase, talvez tenha sido muito curta para voce, lhe falta um pouco de conhecimento, talvez?
            Se as datacoes mais antigas de bacterias terrestres estiverem corretas, haveria uma remota possibilidade de algumas destas terem sido carregadas apos o choque de um planetoide com a terra no inicio de sua formacao, ja que uma das hipoteses para a formacao da lua é esta.
            Obviamente é algo muito improvavel. As temperaturas eram extremamente altas e esse evento teria ocorrido muito no comeco.

            Agora talvez voce tenha entendido. Se nao, tente ler um pouco. Nem que seja o livro acima

      1. Salvador Nogueira

        “”Mas um conjunto de evidências está lentamente se formando a sugerir que a Terra foi habitável desde muito cedo””

        Na cosmogonia, discordamos em quase tudo, porém nesta tua frase (pelo menos de forma isolada) eu concordo plenamente. 🙂

        “”provavelmente desde que a Lua terminou sua formação, após o impacto gigante.””

        Além de tua crença que a lua surgiu por um impacto (o que na minha visão é um absurdo grotesco e irracional) temos alguma evidência que apoie esta conjectura, ou simplesmente devo abraça-la cegamente, pela fé?

        1. Temos muitas evidências. Desde simulações, até análises da composição de rochas da Terra e da Lua, passando por casos similares no Sistema Solar, como o sistema Plutão-Caronte.
          Aqui uma matéria recente minha que apresenta algumas dessas evidências: http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2014/06/1472790-pesquisa-confirma-formacao-da-lua-a-partir-de-colisao.shtml
          E é irônico que você chame de crença. Houve um tempo, antes das missões Apollo, que havia várias hipóteses para a formação da Lua. Todas elas foram testadas, por observações e experimentos. A que restou? A da colisão. É assim que funciona a ciência. Ela permite todas as ideias, contanto que haja meios de testá-las e determinar se estão erradas ou não. Não tem nada a ver com crença. Não sou eu que uso uma cruz e um peixe como ícone para indicar uma crença particular… 😉

          1. Salvador

            Temos muitas evidências.

            Veremos….

            Desde simulações

            Por computador também posso simular um dilúvio global, formação rápida dos fósseis, das camadas estratigráficas e separação das placas tectônicas em um curto espaço de tempo (um ano).
            E aí?

            até análises da composição de rochas da Terra e da Lua

            Vejo que vocês se apegam muito na “lógica” de similaridade como sinônimo de “parentesco”.
            Vocês fazem isso com seres vivos e agora com planetas. É um modus operandi praticamente religioso.
            Pois bem, assim como os seres vivos, temos alguma evidência que apoie a conjectura de que “se é igual, logo um derivou-se do outro”, ou simplesmente devo abraça-la cegamente, pela fé?

            “”passando por casos similares no Sistema Solar, como o sistema Plutão-Caronte.””

            Além de tua crença que a Caronte surgiu por um impacto (o que na minha visão também é um absurdo grotesco e irracional) temos alguma evidência que apoie esta conjectura, ou simplesmente devo abraça-la cegamente, pela fé?

            “”Aqui uma matéria recente minha que apresenta algumas dessas evidências””

            Esta matéria (“Pesquisa confirma formação da Lua a partir de colisão”) demonstra basicamente o que afirmaste acima, ou seja, análise química do material lunar como “evidência” que uma surgiu pela outra.
            Pois bem, assim como eu já perguntei acima, temos alguma evidência que apoie a conjectura de que “se é igual, logo um derivou-se do outro”, ou simplesmente devo abraça-la cegamente, pela fé?

            que havia várias hipóteses para a formação da Lua. Todas elas foram testadas, por observações e experimentos. A que restou? A da colisão.

            Deixe ver se adivinho, todas as hipóteses sobre a formação da Lua foram NATURALISTAS, correto?
            Dentre elas, não houveram UMA sequer não presa (limitada e capada) ao naturalismo filosófico, correto?
            Isso significa que de todos absurdos (afinal a origem da lua “naturalmente” é bem ilógico e irracional), a conjectura “menos” absurda é esta?
            Oh Boy… nem quero imaginar as “pérolas” sugeridas neste show de aberrações. rsrsrsrs

            “”É assim que funciona a ciência””

            Negativo. Esta tua “ciência” não é a ciência verdadeira.
            Quando Francis Bacon (cristão) elaborou o método científico, ele não o fez para LIMITAR a resposta a um pensamento filosófico (que no caso é o naturalismo). Ele fez com o intuito de se descobrir a VERDADE.
            Se A lua e a Terra foram criados individualmente, por um Designer Inteligente, esta tua “ciência” NUNCA permitirá descobrir a VERDADE.
            Para ti e teus irmãos naturalistas, Salvador, a verdade não vale. O que vale é a melhor explicação NATURALISTA para algo.
            Pode até servir como um conforto psicológico para vocês, porém este conforto é fundamentado em uma ILUSÃO.

            “”Ela permite todas as ideias, contanto que haja meios de testá-las e determinar se estão erradas ou não.””

            A tua “ciência” permite todas as ideias, desde que seja LIMITADAS ao NATURALISMO FILOSÓFICO, e nada mais.
            A tua “ciencia” não é a ciência VERDADEIRA, pois a ciência VERDADEIRA busca a VERDADE, sendo ela natural ou SOBRENATURAL.

            Percebes Salvador, onde está o problema? A “melhor” hipótese NATURALISTA para a origem da Lua, é esta proposta esdrúxula que vocês apresentam, que se apoia em outras propostas igualmente esdruxulas também embasados em fé.
            Quando lhe pedi evidência, demonstraste CONJECTURAS igualmente SEM evidências que a corrobore. É o típico fé cega “evidenciado” por outra fé cega
            Isso não é ciência é pseudo-ciência.

            Nova chance, Salvador, tens alguma evidência OBJETIVA e CONCRETA (que não demandem fé cega) de que a Lua se formou através de uma colisão, ou estas conjecturas hipotéticas, também fundamentados em fé, é tudo que tens?

          2. Pronto, Morelli troll, você nos conveceu. Acreditamos no velho barbudo narcisista que matou 42 rapazes que chamavam um sujeito de careca.

            Acreditamos que Caim funfou com Eva, Eva com Abel, Abel com Adão, Adão com Caim, tiraram uns pedaços de costela uns dos outros e então temos toda a diversidade humana.

            Acreditamos no dilúvio e que coube um casal de cada espécie na barca do Noé, que não era tão grande, mas para essas coisas basta ter fé. Acreditamos que os fósseis são forjados porque o mundo tem 6000 anos.

            Cremos que sujeitos esclarecidos como você sentarão no colo do velho, enquanto os que não pensam como você arderão no fogo eterno.

            Agora suma.

          3. “Por computador também posso simular um dilúvio global, formação rápida dos fósseis, das camadas estratigráficas e separação das placas tectônicas em um curto espaço de tempo (um ano).”

            Duvido muito que você saiba programar pelo menos um “Hello World”…

          4. Mas tem de simular tudo isso com as leis da física, não quaisquer leis que você invente! Boa sorte! Dará um bom estudo científico! 😉

          5. Eu já consegui fazer uma simulação provando a ideia da Terra Oca, ou seja, que seria possível alguém viver “grudado” gravitacionalmente da parte interna da crosta de um planeta oco.

            Só que eu precisei mudar as leis da gravidade na simulação para isto poder funcionar, hehehehe!!

          6. Salvador

            Mas tem de simular tudo isso com as leis da física

            Mas é óbvio.
            Além do mais, fora as simulações computadorizadas (fundamentados nas leis da física, é claro) há experimentações in loco, realizados em laboratório (ou observados na natureza), que não apenas demonstram a formação rápida das camadas estratigráficas, assim como a formação dos fósseis e sua presença nas camadas (de acordo com sua densidade), formação rápida dos carvão mineral e outras coisas do tipo.
            E aí?

          7. E aí o quê? Cadê as referências? Quero paper publicado, meu querido. A essa altura, sua palavra vale menos que nota de três reais aqui… rs

          8. David Machado Santos Filho

            Duvido muito que você saiba programar pelo menos um “Hello World”…

            E o Salvador, sabe programar pelo menos um “Hello Word”?
            Se não souber, segundo a sua “lógica”, ele não poderá utiliza-la?

          9. Salvador Nogueira

            E aí o quê? Cadê as referências?

            Experiência laboratorial com a formação das camadas estratigráficas assim como deposição dos fósseis:
            “”Brand, Leonard. 1979. “Vertebrate Taphonomy: The Difficulties in Becoming a Fossil”. Results of a flotation experimento on a small sample of animal carcasses.””

            Observação na natureza de camadas estratigráficas formando rapidamente por uma enchente:
            “”E. D. McKee, E. J. Crosby e H. L. Berryhill Jr., “Flood deposits, Bijou Creek, Colorado, 1965”, Journal of Sedimentary Petrology, 1967, 37, 829-851.””

            “” Derek V. Ager, “The Nature of the Stratigraphical Record”, 2ª Edição (New York: John Wiley & Sons, 1981), p. 32.””

            “”John Woodmorappe, “The Essential Nonexistence of the Evolutionary-Uniformitarian Geologic Column: A Quantitative Assessment”, Creation Research Society Quarterly, Vol. 1 8, no 1 , junho de 1981, p. 46-71.””

            Outra experiência em laboratório das formações rápidas de camadas sedimentares:
            “”G. Berthault, “Experiments on lamination of sediments”. Compte Rendus Académie des Sciences Paris, 1986, t.303, Série II, Nº 17:1569–1574. 3 G. Berthault, “Sedimentation of a heterogranular mixture: experimental lamination in still and running water”. Compte Rendus Académie des Sciences Paris, 1 988, t. 306, Série II:717–724. 4 P. Y. Julien, Y. Lan e G. Berthault, “Experiments on stratification of heterogeneous sand mixtures”, Bulletin of the Geological Society of France, 199,3, 164(5):649–660.””

            Formação rápida do carvão mineral
            “”Dr. Robert Gentry (Nature 28/03/1985)”

            Simulação computadorizado das formações tectônicas em um período curto de tempo:

            “”Brown, Walter; In the Beginning: Compelling Evidence for Creation and the Flood; 8ª Edição (Center for Scientific Creation. All rights reserved)””

            E existem muito mais que não cabem citar, senão inundaria o post.

            Pois bem, seguindo a tua lógica, posso dizer que a idade jovem da Terra é provada (assumindo-a como um fato absoluto) pois há simulações computadorizadas e experimentos empíricos?

          10. Salvador Nogueira

            Você e os papers velhos.

            Ué, por um acaso um Paper tem validade?
            Pelo que saiba, ele apenas “expira” quando é encontrado fraude ou é refutado.
            Como até hoje não houveram refutações e tão pouco fraudes, eles continuam valendo.

            Tem alguma coisa do século 21? rs

            Salvador, sabia que Argumentum Ad Novitatem é uma falácia, sabia?

            E aí? ignorarás os papers só porque se chocam com sua fé, Salvador.
            Ignorarás assim como fizeste com as evidências dos OOparts?

          11. O que me assustou, numa pesquisinha básica de uma ou duas dessas suas referências, é que elas não são antievolução. rs
            Pegue o Derek Ager, por exemplo. Achei uma resenha sobre o livro dele citado aí, na Science. O livro tem alguns problemas, claro. Mas tem qualidades. E uma das coisas que a resenha destaca é que Ager defendia o “equilíbrio pontuado” de Stephen J. Gould. Essa ideia, como você talvez deva saber, é totalmente embasada na evolução por seleção natural. Gould era paleontólogo evolucionista, claro (não existe outro tipo). Então como fica? Você vomita referências na esperança de que ninguém olhe e ache que elas estão fundamentando sua fé religiosa. Na verdade, elas atestam exatamente o contrário! É a típica desonestidade criacionista, que usa referências legítimas para defender ideias espúrias.
            Aqui a resenha do livro do Ager de onde tirei essas informações: http://science.sciencemag.org/content/184/4137/690 — 1974!!!
            Agora poste aí uma foto sua com o livro do Ager, para a gente ter a certeza de que você leu sua própria referência e está defendendo o equilíbrio pontuado na evolução. 😉

          12. Obrigado pelas referências, Diogo!!
            Já estava enjoado do meu livro de piadas velho. Precisava mesmo de algumas novas para rir um pouco…

          13. Salvador

            O que me assustou, numa pesquisinha básica de uma ou duas dessas suas referências, é que elas não são antievolução.

            Mas isso é óbvio.
            Nem todas as referencias citadas por mim são feitas por céticos a evolução, pelo CONTRÁRIO, há evidências CONTRA evolução ditas por defensores da evolução.
            Eu me foquei no experimento e na evidência em si, e não na ideologia ou crença da pessoa que está a declara-la.
            🙂

        2. “E o Salvador, sabe programar pelo menos um ‘Hello Word’?”

          E como é que eu vou saber? Esta pergunta você deveria fazer para ele, não para mim! Estava falando de você. Qual o motivo da mudança de assunto?

          1. Olha, eu programava em Basic quando era moleque. Eu me lembro de ter feito um programa para calcular automaticamente todos os confrontos num campeonato de pontos corridos para meus torneios de futebol de botão, não importando o número de times (esse era meu orgulho maior, porque dava um trabalho danado de fazer isso na mão). Também me lembro, em 1989, de fazer um programa para desenhar gráficos de barras de pesquisas eleitorais (estava contagiado pelo espírito da primeira eleição presidencial brasileira desde o golpe militar). Tinha 10 anos nessa época, e um MSX Expert da Gradiente. Fiz outros também. Tinha disquetes cheios de programinhas que eu fazia. Era um ótimo passatempo e me ajudou muito a desenvolver o raciocínio lógico.

            Mas, claro, a informática voa, e a gente acaba seguindo caminhos diferentes. Hoje sou puramente um usuário. Não costumo programar nada mais. Mas ainda lembro de coisas como IF/THEN, OR/AND, NEXT, GOTO, CLS, INPUT, PRINT etc. 😛

          2. Não mudou muita coisa. Só inventaram formas de complicar bastante o que antes era simples, para justificar os altos salários dos analistas de sistema, hehehehe!

          3. Wow! Tambem tive um MSX, mas eu era ainda mais novo, 3 anos 🙂
            Disquete nao tinha, só leitor de cassete 😛

    1. Victor

      A boa notícia é que o museu criacionista construído no EUA está indo à falência.

      E mesmo assim, o evolucionismo tem perdido cada vez mais espaço para o criacionismo lá: “”http://www.gallup.com/poll/170822/believe-creationist-view-human-origins.aspx””
      Isso mostra que o criacionismo, ao contrário do evolucionismo, não precisa de propagandas excessivas, incentivos do governo e “estupros” intelectuais (como que os jovens sofrem nas escolas, com a doutrinação darwinista) para se estabelecer.
      😉

      1. Isso mostra que o número de idiotas está crescendo nos EUA. Nada mais, nada menos. rs

        1. Salvador

          “”Isso mostra que o número de idiotas está crescendo nos EUA. Nada mais, nada menos. rs””

          Na verdade mostra que o número de pessoas que estão deixando de ser idiotas e manipuláveis pela massiva propaganda e doutrinação evolucionista (que deixa o Nazismo e Comunismo “no chinelo”) é que estão aumentando os EUA.
          😉

          1. O criacionismo está crescendo por falta de conhecimento. O demônio da ignorância é o responsável pelo fato.

          2. Sidney

            O criacionismo está crescendo por falta de conhecimento.

            Tem alguma pesquisa científica que corrobora este teu argumento, ou apenas o fundamenta em sua ignorância, preconceito e prepotência?
            😀

          3. Não precisa de pesquisa. O único jeito de o criacionismo crescer é a ignorância crescer. É a mesma coisa da Terra plana. Se há mais seguidores da Terra plana hoje, isso é essencialmente propagação da ignorância. Ninguém precisa de pesquisa científica para saber que Terra plana é ignorância.

          4. Salvador Nogueira

            O único jeito de o criacionismo crescer é a ignorância crescer

            Então, seguindo a tua lógica, a ciência moderna foi criada e elaborada por ignorantes (visto que seus fundadores eram criacionistas)?

            Outra coisa, Galileu Galilei, que era criacionista, não acreditava no geocentrismo (pois defendia o Heliocentrismo) e tão pouco na Terra plana. O mesmo não posso dizer do ATEU Aristóteles, que defendia veemente o geocentrismo.
            Qual dos dois era mais ignorante, Salvador? O Cristão Galileu Galilei ou o ATEU Aristóteles?
            😉

          5. Ignorantes, sem dúvida. Se Galileu tivesse as informações que temos hoje, duvido que ele questionasse a evolução das espécies ou o Big Bang. Aliás, foi o inconformismo com a própria ignorância que levou os caras a criarem a ciência moderna. E tiveram de trombar com dogmas religiosos quase instantaneamente, para você ver o tamanho da dependência entre a religião e a ignorância.

            (Sobre Aristóteles, ele era naturalmente mais ignorante que Galileu; mas note que a Igreja abraçou Aristóteles durante séculos e inclusive o usou contra Galileu. E, se Aristóteles era ateu, não parecia, com aquele papo de primeiro motor e tudo mais. Agora, quem era mais ignorante: Aristóteles, Galileu ou a Igreja? rs)

          6. Salvador Nogueira

            Se Galileu tivesse as informações que temos hoje, duvido que ele questionasse a evolução das espécies ou o Big Bang.

            Se Galileu tivesse a informação que temos, certamente ele, junto de Behe e Stephen Meyer, seria mais um defensor do Design Inteligente.
            Ele mesmo já o defendia no período em que estava vivo, portanto certamente não mudaria de opinião.

            Aliás, foi o inconformismo com a própria ignorância que levou os caras a criarem a ciência moderna.

            Que evidência possui a favor desta tua declaração de fé?

            E tiveram de trombar com dogmas religiosos quase instantaneamente, para você ver o tamanho da dependência entre a religião e a ignorância.

            Ele não derrubou nenhum dogma religioso, visto que Galileu era CRISTÃO.
            Ele buscou derrubar um dogma ATEÍSTA, endossado pela igreja Católica. (porque Aristóteles era ateu).

            as note que a Igreja abraçou Aristóteles durante séculos e inclusive o usou contra Galileu

            Exatamente, assim como a igreja católica hoje abraça o Big Bang e a Evolução. Pelo visto ela não aprendeu com os erros, não é mesmo?

            E, se Aristóteles era ateu, não parecia, com aquele papo de primeiro motor e tudo mais.

            Dawkins é ateu e compara a vida (componentes dela) a “motores”.
            Portanto isso não significa nada.
            Aristóteles era ateu pois ele claramente se declarava o tal. Assim como Dawkins que se declara ateu, mesmo reconhecendo os motores biológicos existentes.

        2. Hehehe, é só ver o presidente que eles elegeram para comprovar esta tese… :-XD

          1. David Machado Santos Filho

            Hehehe, é só ver o presidente que eles elegeram para comprovar esta tese… :-XD

            Deixe ver se entendi, como Trump foi eleito pela maioria, segundo a tua “lógica” mais da metade da população norte americana é composta exclusivamente ignorantes, é isso mesmo que defendes?

          2. Trump não foi eleito pela maioria. Teve 3 milhões de votos A MENOS que Hillary. Mas dá para dizer que o número de idiotas capazes de votar nele cresceu bastante. 😛

          3. “segundo a tua “lógica” mais da metade da população norte americana é composta exclusivamente ignorantes, é isso mesmo que defendes?” Não com estes termos, mas, basicamente… é sim! UFA, até que enfim você entendeu algum argumento lógico meu!

          4. Salvador

            Trump não foi eleito pela maioria. Teve 3 milhões de votos A MENOS que Hillary

            Pelo sistema de eleição deles, teve a maioria dos votos.
            Ademais, o último senso registrou 322,3 milhões de habitantes (estimativa 2016) no estados unidos. O que são 3 milhões comparado a este número?

          5. Não teve a maioria dos votos. O sistema de votação lá não exige que se tenha a maioria dos votos para ser eleito. Ganhou sem ter a maioria. Criacionista distorce fatos até quando não tem a ver, né? rs

          6. é melhor nem falar muito com ele que daqui a pouco ele começa a discursar de projeto inteligente dos olhos, dos microorganismos ciliados, camadas sedimentadas rapidamente, das pegadas humanas ao lado de pegadas de dinossauros (é você, Fred Flintstone??), “ausência” de elos perdidos, etc…

      2. O criacionismo acha terreno fértil na mente dos preguiçosos mentais. Não é preciso pensar para aceitar a idéia de “deus, o criador de tudo”.

        1. Pare com a Loucura

          Não é preciso pensar para aceitar a idéia de “deus, o criador de tudo”.

          Claro que não, afinal é AUTO-EVIDENTE. kkkkkkk
          Agora tentar conjecturar o universo e a vida com Deus ausente, aí sim precisaremos de muita, mas muita imaginação e estórias da carochinha. rsrsrsrs

          1. Agora tente imaginar que Deus não faz nenhuma diferença no Universo hoje. Que mudanças você observaria no Universo hoje pela ausência de Deus?

          2. Salvador Nogueira

            Agora tente imaginar que Deus não faz nenhuma diferença no Universo hoje.

            Para isso eu deveria ignorar todo funcionamento do universo expressos pelas leis universais.
            Tem como imaginar um universo funcionando sem o seu comportamento atual expresso pelas leis?
            Eu não consigo, tu consegues?

            Que mudanças você observaria no Universo hoje pela ausência de Deus?

            Sua total aniquilação, visto que sem as leis universais, o universo não existe.
            Não tem jeito, Salvador, por mais que tu deseje, por mais que tu anseie e por mais que sua fé e esperança é depositado nisso, a existência do universo sem Deus para mante-lo funcionando, é IMPOSSÍVEL.

          3. Você não me disse qual é o papel de Deus no Universo atual. O que exatamente ele faz? Você diz que ele criou as leis físicas. Fine. Mas e agora? O Universo tem sido regido por essas leis físicas há pelo menos 13,8 bilhões de anos. Deus joga baralho na praça desde então?

          4. Salvador Nogueira

            Você não me disse qual é o papel de Deus no Universo atual. O que exatamente ele faz?

            Mas eu já disse, mantê-lo funcionando.
            Se Deus abandonasse o universo, tudo entraria em colapso.

            Você diz que ele criou as leis físicas. Fine. Mas e agora?

            Mas eu não disse que ele criou as leis da física como um objeto ou ferramenta em que pode deixar funcionando sozinho, como se tivesse vida própria.
            O que defendo é que as leis da física em si, é a ação constante de Deus sobre o universo.

            O Universo tem sido regido por essas leis físicas há pelo menos 13,8 bilhões de anos

            Vou desconsiderar os supostos 13,8 bilhões de anos (visto que não tenho fé nesta conjectura hipotética que nem sequer pode ser comprovado in loco) e assumir que estas tuas palavras querem dizer que as leis universais “regem” o universo desde sua origem.
            Pois bem, se dizes que eles a regem desde o início e continua regendo, na minha visão as leis universais, que é a ação constante de Deus, faz com o que Ele rege o universo em sua origem e continue regendo.

            Portanto para mim, imaginar um universo sem Deus é como tu imaginar um universo sem as Leis universais. Consegues?

      3. Claro, evolução se aprende nas escolas, já o criacionismo é imposto pelos pais, pela família, pelo padre, etc, etc, etc…

        1. Pelo padre não. A Santa Igreja Católica Apostólica Romana há muito reconhece a evolução. Quem acredita no criacionismo puro, no homem feito do barro, são os evangélicos.

        2. Eu digo que a evolução é IMPOSTA na escola (afinal, se eu não aprender esta fé não sou aprovado em uma universidade) e teorias criacionistas são ENSINADAS pelos cientistas céticos a Darwin. (pois Teorias não darwinistas são facultativas e não obrigatórias)

          1. Criacionismo não é teoria, é mito. Por isso não deve ser ensinado nas escolas. Vamos supor que eu tivesse de ensinar uma “teoria” criacionista na escola. Qual eu escolheria? A sua? A dos budistas? A dos espíritas? A dos umbandistas? A dos xintoístas? E qual o critério para dizer que uma delas é melhor que as outras, se todas são igualmente baseadas na fé e nenhuma delas de dispõe de evidências sequer para discriminar entre uma e outra?

          2. Salvador Nogueira

            Criacionismo não é teoria, é mito.

            Na semântica correta, ela nem é teoria e nem mito, ela é uma posição FILOSÓFICA antagônica ao Naturalismo.

            Por isso não deve ser ensinado nas escolas.

            Nem criacionismo e nem naturalismo devem ser ensinados nas escolas, mas sim nas universidades de filosofia.
            Na escola se aprende teorias científicas, nas quais podem possuir pressuposições naturalistas (Como a T.E) ou criacionistas (Como a T.D.I ou a Teoria da Origem Superior, por exemplo)

            Qual eu escolheria? A sua? A dos budistas? A dos espíritas? A dos umbandistas? A dos xintoístas?

            Nenhuma delas.
            Eu escolheria a T.D.I ou a Teoria da origem Superior como “concorrente” da T.E, a Teoria das Hidroplacas como “concorrente” da Tectônica de placas, Cosmologia do Buraco branco como “concorrente” da Cosmologia do Big Bang e assim por diante.

            Gostando tu ou não, Salvador, As teorias científicas existentes não se resumem a aquelas que possuem pressuposições naturalistas.
            Temos muitas teorias criacionistas (como as que eu citei acima), que pelo laboratório se mostram mais condizentes com os fatos do que estas, que vocês tem apresentado.
            Sabendo disso, vocês se desesperam, utilizando da censura para coibir parte da ciência que não lhes agradam (e até mesmo os ameaçam)

          3. Sim, as teorias científicas precisam, por definição, ser naturalistas. O que existem em oposição a naturalista? Antinaturalista? Sobrenaturalista? Como uma teoria científica pode se escorar no sobrenatural?

          4. Salvador Nogueira

            Sim, as teorias científicas precisam, por definição, ser naturalistas.

            Naturalismo METODOLÓGICO não é o mesmo que naturalismo FILOSÓFICO.
            Tu não sabes diferenciar uma de outra?
            Uma coisa é dizer que o LIMITE da ciência é o natural, outra é dizer que o Natural é TUDO que existe.

            O Naturalismo metodológico apenas indica o LIMITE da ciência, ou seja, o que ela pode, NO MÁXIMO, estudar. Já o naturalismo filosófico “prega” que o natural é tudo que existe.

            Em nenhum momento o naturalismo metodológico declara que o natural é tudo que existe, pois se fosse assim, os CRIADORES da ciência moderna seriam ateus (e como bem sabemos, a maioria era composta por CRISTÃOS)

            Será que por nenhum momento vocês pararam para pensar nisso? Se a ciência fosse obrigada a ser ateísta (conforme vocês pregam),seus fundadores JAMAIS seriam cristãos.
            Não preciso ser um gênio em lógica para deduzir isso.
            😉

          5. Seguinte: encheu o saco. Qual é seu objetivo? Ser expulso do blog? Ser barrado para depois dizer que aqui não há liberdade de expressão? Qual é a sua intenção? Porque — e vou repetir isso pela enésima vez já — TODO MUNDO JÁ SABE O QUE VOCÊ PENSA E QUE AGENDA IDEOLÓGICA VOCÊ DEFENDE. Não precisa mais se repetir. Então desconfio que o seu desejo de permanecer engajado é ser expulso. É isso?

          6. Salvador Nogueira

            Seguinte: encheu o saco. Qual é seu objetivo? Ser expulso do blog?

            Não me recordo ter utilizado palavras de baixo calão e tão pouco ter ofendido alguém. A única coisa que o fiz (e certamente continuarei a fazer, desde que não seja censurado) seria contrapor cientificamente todo argumento que não considere científico.
            O seu critério para “expulsar” alguém seria apenas que a mesma manifeste opiniões contrárias ou críticas ao que é proposto aqui?

            Qual é a sua intenção?

            Eu já disse, manifestar minha opinião sobre o tema que abordas.

            TODO MUNDO JÁ SABE O QUE VOCÊ PENSA E QUE AGENDA IDEOLÓGICA VOCÊ DEFENDE.

            Mas pouco importa o que eu defendo, visto que minha presença aqui não está relacionado a defesa alguma. O que importa é o que TU defendes, onde no meu ponto de vista não está ligado a ciência empírica.

            Então desconfio que o seu desejo de permanecer engajado é ser expulso. É isso?

            Ou digo amém a ti e a todos seus posts ou sou expulso. É isso?

          7. É mais ou menos isso. Encheu o saco. Ou você para de falar bosta ou você vai falar bosta por outras bandas. Você já teve ampla chance de expressar sua opinião. Não vejo necessidade de ser repetitivo.

          8. Salvador Nogueira

            Ou você para de falar bosta ou você vai falar bosta por outras bandas

            Defina “falar bosta”, pois não ficou muito claro.
            A meu ver, qualquer argumento contra a evolução, contra o Big Bang ou contra o naturalismo FILOSÓFICO (em que NADA está ligado ao método científico), para ti, é o “falar bosta” certo?

          9. Isso. Falar contra os fatos estabelecidos é falar bosta. E você só fala bosta aqui. É impressionante. Veja como você tenta distorcer. O blog é de ciência e você quer discutir filosofia. Blog errado. Vai encher o saco do Karnal, do Cortella, e deixa a gente em paz. 😉

          10. Salvador Nogueira

            Falar contra os fatos estabelecidos é falar bosta.

            Galileu Galilei “falou bosta” por criticar o “fato estabelecido” da idade média que era o geocentrismo?
            Louis Pasteur “falou bosta” ao criticar o “fato estabelecido” da abiogêneses por meio das carnes podres?
            Percebes que nesta tua visão, a sua ciência é DOGMÁTICA, não permitindo que se fale contra os “”fatos estabelecidos”?

            O blog é de ciência e você quer discutir filosofia. Blog errado.

            Exato. O Blog supostamente é de ciência e o mínimo que se espera encontrar aqui é ciência, pura e EMPÍRICA.
            As minhas críticas estão justamente em sua posição filosófica, disfarçado de ciência.
            Se declarasse apenas as DESCOBERTAS sem sua fé por detrás (como um cavalo de troia), certamente não verias meus comentários.

            deixa a gente em paz

            O que é isso Salvador, minhas críticas estão a tirar a sua paz? Sério mesmo?
            Porque a possibilidade da inexistência da “Evolução” como um todo (cósmica/estelar, química e biológica) para ti é um tormento?

          11. Começando pelo fim, sim, você tira a minha paz. Eu gasto tempo precioso te respondendo, quando na verdade eu desejaria que você nunca mais comentasse. Já pedi incontáveis vezes para você parar. Você não para. Quando minha paciência acabar, eu vou parar por você. Você pode ser um bom cristão e me deixar em paz, ou pode continuar sendo um troll escroto e aí eu lidarei com você de acordo.

            Sobre fatos estabelecidos, refiro-me, óbvio, a fatos estabelecidos PELA CIÊNCIA. Não vamos fingir que não os há, porque há. Um desses fatos estabelecidos é o de que você e eu somos primos do chimpanzé. Isso é um FATO. Você analisa o seu DNA, analisa o do chimpanzé, e o parentesco está provado. Fim. Isso não está, nem pode estar, em disputa.

            O que podemos, sim, discutir são as possíveis explicações para este e outros fatos. Podemos juntar todos os fatos determinados pela ciência a respeito da biosfera terrestre e conjecturar teorias para explicá-los. A teoria da evolução por seleção natural é uma delas e, convenhamos, explica muito bem os fatos. Mas não é a única. Houve, antes dela, a teoria da evolução por caracteres adquiridos. Avançada por Lamarck, ela também explicava alguns fatos, mas não todos eles. Falhava terrivelmente em alguns. Se você cortasse uma perna de uma girafa, sua filha não nascia com uma perna a menos. Mas, pelo menos, tinha o mérito de ser científica — você podia testá-la.

            Agora, o que você sugere é que nós joguemos fora o método científico para avançar a hipótese de que não houve evolução — o que contraria fortemente o registro fóssil e o DNA, ambos FATOS ESTABELECIDOS — e que tudo foi criado individualmente por Deus. Como podemos verificar se essa hipótese é falsa? Que experimento ou observação você sugere para testarmos a hipótese da criação divina ou mesmo a existência de Deus? Não existe um experimento capaz disso. Logo, não é uma hipótese científica. Como fé, OK. Como ciência, não. Portanto, não é o tipo de hipótese cuja discussão seria compatível com o tema do blog. E você sabe disso. Mas você é um troll descontrolado que precisa de algum modo convencer os outros de que 2 + 2 são 5 e posta as mesmas coisas de sempre aqui, sem parar.

            Você não gosta da ideia de um fóssil de 1,6 bilhão de anos? Vá reclamar com a natureza, com o decaimento radioativo, com Deus, com o papa… mas não comigo. Aqui já deu.

          12. Morelli, gostaria que você esclarecesse para mim algumas de suas críticas. Vejo que seus argumentos convergem para um fenômeno muito peculiar de nosso tempo, o de refutação da autoridade e do “status quo”, mesmo que não passem pelo crivo dos meios tradicionais e patinem na coleta de evidências e autocrítica.

            Pergunto isso porque quem defende tais pontos de vista divergentes não se vale dos meios tradicionais (a academia, o método científico, as instituições de fomento e os meios de divulgação científica) e sempre acusa uma conspiração ou lobby de não considerar seus questionamentos. É o mesmo discurso de sempre: há uma coalizão que visa impor a teoria do aquecimento global antropogênico (sabe-se lá por quais motivos), ou um lobby que obriga o ensino apenas da visão evolucionista/naturalista nas escolas, ou, ainda, a ideia de que a academia considera tais visões uma “heresia” e, logo, não podem ser debatidas no ambiente acadêmico, dentre outras acusações (algumas tão estapafúrdias que nem merecem destaque aqui). Concordar com tais visões divergentes seria o mesmo que tomar a pílula que te dá acesso à Matrix, segundo dizem seus defensores.

            A questão é: se esses pontos de vista ou teorias são relevantes, por que nunca são levados em consideração pela comunidade científica ou pelos mecanismos tradicionais de divulgação? Cansei da explicação conspiracionista para essa pergunta. Minha hipótese é de que eles são fajutos mesmo. Sei que tem gente (até mesmo aqui no Brasil) que propaga tais teorias, gente de escol. Mas não ousa escrever e submeter à revisão em um periódico relevante e ouvir as críticas. Daí propala essas teses para os leigos e espera obter reconhecimento por isso. Não sei quais são as motivações desse comportamento (talvez, apenas vaidade), mas é o caso de indivíduos como Marcos Nogueira Eberlin, que defende o design inteligente sem elaborar qualquer estudo sério sobre o assunto e submeter à revisão de seus pares. Pelo contrário, fica propagando querelas no Facebook e distorcendo artigos e pesquisas em prol de sua visão. É, também, o caso do Ricardo Augusto Felício, um cara publica em revistas não indexadas e sem revisão por pares e acha que pode criticar os climatologistas/geólogos internacionais que coletam cada vez mais evidências para corroborar o aquecimento antropogênico e aprimorar o painel de mudanças climáticas.

            Sinceramente, cansei desses caras. Esse nível de desonestidade é lamentável e só desprestigia a academia (principalmente a brasileira), que já tem um nível de produção científica e intelectual minúsculo, se comparado a países do mesmo naipe do nosso, como China, Índia, África do Sul, México, etc. Enfim, deixei aqui meu desabafo, pois estou iniciando minha carreira acadêmica e fico desestimulada pela hipocrisia e arrogância de alguns pesquisadores e pelo analfabetismo científico da população em geral, que quer sempre opinar e desinformar, mesmo inconscientemente.

    2. Acho interessante o debate sobre criacionismo. Eu particularmente não descarto essa hipótese. Mas a tenho apenas como hipótese e nada mais.
      Me parece bastante improvável que as intermináveis cadeias de moléculas de aminoácidos necessárias para formar as proteinas, que por sua vez vão determinar as características de cada indivíduo, sejam produto do acaso.
      Determinar quem veio primeiro: A Vida ou a Inteligência. Nos é impossível até o presente momento. Então, simplesmente descartar uma ou outra hipótese é no mínimo ilógico, do ponto de vista da ciência. Dado que a mesma se baseia em provas incontestes.
      A Evolução é um fato. Não discuto. Mas ela pode se apresentar apenas quando o meio se torna propício. Isso não faz Dela – a Evolução – Mãe de toda a vida, e sim, Mãe da pluralidade de vida.
      A Vida, por assim dizer, pode muito bem ser um projeto bem sucedido de uma inteligência que está além de nossa atual compreensão. Dado que, se a raça Humana continuar a evoluir no ritmo atual, em alguns milhares de anos, muito provavelmente, estaremos criando estruturas capazes de gerar Vida a partir de matéria inanimada.
      Quem poderá dizer o que acontecerá a partir desse estágio!
      As possibilidades são infinitas, e dentro de um quadro de infinitude tudo se torna possível.

  11. Bom dia Salvador, se fosse encontrado o mesmo fóssil em Marte “primeiro” seria a prova definitiva de que pelo menos existiu vida fora da Terra? Ou olhariam estas evidências com mais cautela?

    1. Certamente olhariam com mais cautela, pelo velho critério de “afirmações extraordinárias requerem evidências extraordinárias”, mas desconfio que essa evidência passaria no teste mesmo se fosse marciana.

      1. Salvador

        “”afirmações extraordinárias requerem evidências extraordinárias””

        E qual evidência extraordinária temos para corroborar a veracidade desta frase extraordinária?

        1. A frase não é extraordinária. É puro bom senso. Mas há muitas evidências que a corroboram. Pegue, por exemplo, o caso dos pulsares. Quando seus pulsos regulares de rádio foram detectados, houve quem sugerisse que eram emissões artificiais. Mas acabou que descobrimos que são estrelas de nêutrons, totalmente naturais. A afirmação extraordinária não se confirmou, porque a evidência não era suficientemente extraordinária. Quando Lamarck propôs sua teoria da evolução por caracteres adquiridos, houve quem achasse razoável. E, no entanto, fartas observações confirmaram que não era o caso — a afirmação extraordinária não fora corroborada por evidências igualmente extraordinárias. Por isso, inclusive, Darwin é tão festejado. Ele sabia que sua afirmação de que a evolução das espécies pelo processo da seleção natural, agindo sobre caracteres herdados, exigiria evidências extraordinárias. E disso resultaram-se décadas de experimentos e observações antes que ele apresentasse sua teoria. Ele entendia que, para sua afirmação extraordinária, ele precisava de evidências extraordinárias. E as conseguiu, como fica óbvio para quem lê “A Origem das Espécies”. Claro, você não gosta de Darwin. Duvido que tenha lido. Se tivesse lido, pelo menos reconheceria a integridade intelectual incrível que ele teve ao reunir um conjunto de evidências que tornava sua teoria fartamente amparada pelos fatos. Não por acaso ela resiste até hoje.

          1. Salvador

            A frase não é extraordinária.

            Uma frase desta magnitude e tamanho dogmatismo é sim extraordinário.

            É puro bom senso.

            O bom senso nos leva a aceitar a criação do universo por um Designer Inteligente. Para crer que os mesmos surgiram sozinhos, devo ir contra o bom senso, contra a lógica e contra as evidências.

            Pegue, por exemplo, o caso dos pulsares. Quando seus pulsos regulares de rádio foram detectados, houve quem sugerisse que eram emissões artificiais. Mas acabou que descobrimos que são estrelas de nêutrons, totalmente naturais. A afirmação extraordinária não se confirmou, porque a evidência não era suficientemente extraordinária.

            O caso especificamente não teve ligação com extraordinário, mas sim com corroboração ou refutação a conjectura.
            Isso ocorre o tempo todo.
            O mesmo vale para Lamarck. Não é uma questão de extraordinário, mas sim se a proposta é evidênciada ou não, se é corroborada ou refutada.
            Carl Sagan foi infeliz ao proferir esta frase, pois ele não raciocinou sobre as implicações ilógicas que ela continha.
            Esta frase é tão contraditória como dizer: “Verdades absolutas não existem”
            Ora, esta frase se impõe como uma verdade absoluta. Se ela é uma verdade absoluta, então ela mesmo se refuta.

            Ele (Darwin) entendia que, para sua afirmação extraordinária, ele precisava de evidências extraordinárias. E as conseguiu

            Conseguiu? Darwin pregava que um ser INFERIOR a uma ameba virou humano. Para esta alegação ele utilizou tentilhões virando…… tentilhões.
            O fato de pássaros continuarem pássaros para tí é evidência que uma “ameba” vira gente?
            Me desculpe Salvador, não não consigo ter tamanha fé.

            “”como fica óbvio para quem lê “A Origem das Espécies”””

            Darwin era um profeta naturalista, assim como Maomé é um profeta islâmico.
            Tu diz que o livro sagrado de Darwin deixa óbvio a sua fé que “amebas” viraram gente assim como um muçulmano diz que Maomé é o verdadeiro messias de Deus.
            Tu não és muito diferente deles, pois assim como o muçulmanos, NÃO POSSUI nenhuma evidência a favor da máxima que declaram.
            Mostre-me Salvador, pelo menos UMA evidência MACRO-evolutiva. Tu consegues?

            “”você não gosta de Darwin. Duvido que tenha lido.””

            Darwin é OBRIGATÓRIO nas salas de aula, esqueceu?
            Quer eu goste ou não, sou OBRIGADO a enfiar goela abaixo suas doutrinas, para poder me formar.
            E ao contrário do que imaginas, eu gostava sim das doutrinas de Darwin. Tinha minhas convicções parecidas com a do Reinaldo Lopes

            Se tivesse lido, pelo menos reconheceria a integridade intelectual incrível que ele teve ao reunir um conjunto de evidências que tornava sua teoria fartamente amparada pelos fatos

            Dizer que pássaros viram pássaros e que especiação em PEQUENA ESCALA, intra-específica ocorrem (refutando o fixismo), isso eu concordo, pois podemos verificar empiricamente ACONTECENDO.
            Agora, pregar que dinossauros viram colibris….. ah… aí é outra história. Não tenho fé para tanto.
            Só aceitaria nesta conjectura se visse EMPIRICAMENTE isso acontecendo. Tu tens algum exemplo de alguma mudança em GRANDE ESCALA, extra-específica (Macro-evolução) acontecendo para que podemos observar, ou apenas devemos crê cegamente pela fé?

          2. “O bom senso nos leva a aceitar a criação do universo por um Designer Inteligente.”

            Tipo “”ABRACADABRA”????

          3. “Mostre-me pelo menos UMA evidência MACRO-evolutiva.”

            Eu já te mostrei várias, mas está claro que você nem leu. Não vou colocá-las aqui de novo porque, ao contrário de você, odeio ficar me repetindo o tempo todo…

          4. David Machado Santos Filho

            Tipo “”ABRACADABRA”????

            Não.
            Porque tu achas que um designer inteligente, para criar o universo, é obrigado a dizer “abracadabra” antes de qualquer criação?

            Eu já te mostrei várias, mas está claro que você nem leu.

            Mostrou várias???? Por gentileza, refresque a minha memória, das supostas várias, cite apenas UMA aqui.

          5. “Porque tu achas que um designer inteligente, para criar o universo, é obrigado a dizer “abracadabra” antes de qualquer criação?”

            Foi mal, me enganei!! Pesquisei de novo as fontes de pesquisa (as mesmas que você deve usar) e descobri que ele não falava “abracadabra”. Ele falava era “faça-se isto”, “faça-se aquilo”, e as coisas apareciam…

          6. David Machado Santos Filho

            Foi mal, me enganei!! Pesquisei de novo as fontes de pesquisa (as mesmas que você deve usar) e descobri que ele não falava “abracadabra”. Ele falava era “faça-se isto”, “faça-se aquilo”, e as coisas apareciam

            Tipo “Puf”?
            Igual o “Puf” da suposta explosão do nada (ou de um suposto “atomo primordial”) virando universo ou o “Puf” da suposta transformação de lama em vida auto-replicante?

            E não pense que esqueci, cadê a suposta evidência de Macro-evolução?
            Se conseguir encontrar, por gentileza, mostre para estes cientistas evolucionistas e estes estudantes ateus/agnósticos, pois não conhecem:

            https://www.youtube.com/watch?v=PBhJ_gAMqE0

            Quem sabe com isso não os auxiliam a deixar de passar vergonha, como neste vídeo?
            😉

          7. não, diogo, são tipos diferentes de “PUFS”…

            no seu PUF, um ser supremo inteligente e onipotente (tão onipotente que é capaz INCLUSIVE de criar coisas que ele não possa destruir, vejam só!!!) simplesmente deseja alguma coisa, diz “faça-se isto e aquilo” não sei para quem (pois ele ainda está criando tudo) e as coisas apenas aparecem. estranho…

            agora, a sua ideia deformada de que no bigbang as coisas também faziam PUF e surgiam do nada simplesmente comprovam sua falta de conhecimento sobre ele. sim, as coisas aconteciam em bilionésimos, mesmo trilionésimos de segundos, rápido demais talvez para nós, mas completamente normal para partículas subatômicas comprimidas num ponto de singularidade. o fato de estar fora de nossa escala de percepção humana não significa que foi instantâneo nem que surgiu do nada. este é outro tipo de “PUF”, entendeu?

          8. e mais, posso comprovar experimentalmente a plausibilidade das ideias por trás do bigbang num acelerador de partículas suficientemente poderoso para isto.

            agora, nunca fiquei sabendo de nenhum tipo de experimento onde o pesquisador dizia “faça-se um elétron”, e um elétron surgisse do nada voando por aí. como profundo conhecedor da TDI, você sabe se já foi feito algum experimento deste tipo?

          9. David Machado

            tão onipotente que é capaz INCLUSIVE de criar coisas que ele não possa destruir, vejam só!!

            kkkkkkkkk Por esnobar a filosofia e ser um pleno ignorante a ela, tu mesmo acaba em criar argumentos falaciosos, que contradizem o PRÓPRIO sentido da palavra.
            Nem mesmo a semântica dela tu conhece.
            Pense comigo David, se “Onipotência” significasse fazer TUDO, sem NENHUM limite sistêmico, então esta palavra se refutaria sozinha, visto que pelo seu próprio sentido NENHUM entidade jamais a possuiria.
            A onipotência é a capacidade plena em se executar tudo DENTRO DE SEU SISTEMA .
            Não conseguiste perceber ainda?

            no seu PUF, um ser supremo inteligente e onipotente simplesmente deseja alguma coisa, diz “faça-se isto e aquilo” não sei para quem e as coisas apenas aparecem. estranho…

            Estranho mesmo é a sua interpretação da Bíblia, isso sim é estranho. rsrsrsrsrs
            Onde aprendeu a “interpreta-la”? Vendo vídeos do Felipe Neto?
            😀

            e mais, posso comprovar experimentalmente a plausibilidade das ideias por trás do bigbang num acelerador de partículas suficientemente poderoso para isto.

            Então me diga, como este acelerador criaria um suposto átomo primordial do nada e como o faria “explodir”, transformando aquilo em um universo, com galáxias e sistemas planetários formados?

            agora, nunca fiquei sabendo de nenhum tipo de experimento onde o pesquisador dizia “faça-se um elétron”

            E também não ví nenhum elétron surgindo sozinho do ex-nilhilo.

            como profundo conhecedor da TDI, você sabe se já foi feito algum experimento deste tipo?

            E porque seria feito? Em que uma coisa liga a outra?
            Na sua visão, os proponentes da TDI deveriam ser Deus?
            Não entendi este teu comentário.

        2. Ahhhhhh, então o tal “designer inteligente” precisa respeitar as leis naturais para elaborar suas criações… Ele não pode simplesmente sair inventando leis físicas ou biológicas para sair criando seus universos por aí…

          Mas… pôxa, fiquei mais confuso agora? Ele não seria onipotente? Parece que não, né, pois precisa criar as coisas respeitando as regras das leis naturais… Mas então ele interfere no quê? Não podia simplesmente deixar as coisas acontecerem? O universo surgis da expansão de uma singularidade e os seres vivos evoluírem a partir de suas adaptações aos respectivos ambientes?

          Mas vejam só!!I Isto é exatamente o que diz tando a teoria do Big Bang quanto a evolucionista!!

          Agora, se a natureza é capaz de andar com as próprias pernas seguindo leis naturais, pra que raios é necessário um criador? Parece que ele nem precisa existir, né?

          1. Ahhhhhh, então o tal “designer inteligente” precisa respeitar as leis naturais para elaborar suas criações

            Não necessariamente. Ele pode criar leis provisórias no momento da criação e posteriormente leis permanentes para manter o universo funcionando.

            Mas… pôxa, fiquei mais confuso agora?

            Ficaste confuso pois não entendeste minhas palavras.
            🙂

          2. “Não necessariamente. Ele pode criar leis provisórias no momento da criação e posteriormente leis permanentes para manter o universo funcionando.”

            Ah tá, tipo uma medida provisória, né?

            Mas ainda não ficou claro: ele pode ou não fazer TUDO o que quiser? Pelo que entendi, ele não poderia violar as tais “leis provisórias” que ele mesmo criou. Mas pode modificá-las depois… Então por que criar estas leis provisórias, se já poderia ter criado as “permanentes” desde o começo? Porque ele não poderia criar as leis “permanentes” antes de criar as “provisórias”? Voltamos para o começo da discussão, pois descobrimos algo que este ser “onipotente” não é capaz de fazer: criar leis naturais permanentes ANTES (ou mesmo SEM) criar as provisórias…

            Diogo, não se aprofunda nisto não, que você se enrola cada vez mais, viu!

          3. esse que é o grande problema das mentiras: você precisa criar outra mentira para sustentá-la, e depois uma terceira para sustentar a segunda, etc etc etc.

          4. David Machado

            Mas ainda não ficou claro: ele pode ou não fazer TUDO o que quiser?

            Ué, não disse em outro comentário que a melhor coisa que a física fez foi separar a filosofia dela? (insinuando que a filosofia é um lixo)
            Agora não consegues entender este posicionamento filosófico? kkkkkkkkkkkkkkk
            Por isso és um pleno ignorante nestes assuntos.

    1. Interpretações literais de metáforas dão margens para se fazerem piadas. As piadas ficam mais engraçadas se os interpretadores continuarem a insistir que suas interpretações são as corretas, mas apenas se limitarem a insistência ignorante de quem não entendeu as metáforas. O grande problema é quando querem transformar as interpretações em lei ou querem obrigar todo mundo a leva-las a sério, destruindo a reputação, ridicularizando ou simplesmente ignorando quem interpreta de maneira diferente ou não dá muita importância a elas. Neste caso não dá mais para fazer piadas, pois a esta altura os maus interpretadores já acharam uma liderança política estúpida e autoritária para ajuda-los a obrigar todo mundo a seguir o caminho que eles querem que todos sigam. Do jeito que este mundo está, não estamos muito longe desta última situação, é só ver quem é o vice do atual presidente americano ou saber quem está cotado para se candidatar pelos evangélicos e reacionários nas próximas eleições presidenciais daqui.

    1. Victor

      “”Como funciona a lógica de um criacionista””

      Acho que deveria se esclarecer e esclarecer ao maconheiro John Trever (autor da “tirinha”) que Francis Bacon (criador do método científico) era um CRIACIONISTA e CRISTÃO ainda por cima.
      Um pouquinho de aula de história não faz mal a ninguém, sabia?
      kkkkkkkkkk

      1. E o papa Francisco, já te respondeu?
        Aliás, você viu o que ele disse, rapaz? Ateu vai pra céu, mas cristão hipócrita não vai. Tchau, querida! 😛

      2. quando a gente nasce somos influenciados pelas crenças dos nossos pais, avós e demais pessoas adultas, e são essas mesmas pessoas de nosso convívio enquanto somos crianças que nos educam, mesmo que de forma errada e baseada em mitos mentirosos.

        a educação é importante para se compreender a realidade e se tornar mais humilde e não um monstro arrogante que se acha melhor do que os demais. Se não faz isso é bem capaz da pessoa cometer atos desumanos como o abaixo:
        http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/03/menino-abandonado-por-bruxaria-se-recupera-completamente-na-nigeria.html

        isso é ter fé: virar um monstro dos infernos.

        1. José do Egito

          isso é ter fé: virar um monstro dos infernos

          Depende da fé.
          Por exemplo, líderes comunistas, que possuíam a fé no naturalismo, cometeram (e ainda cometem) atrocidades horríveis por colocar a fé em prática (afinal, na filosofia naturalista, o ser humano, arvores e amebas possuem o mesmo grau de importância e comportamentos como, matar, estuprar ou simplesmente jogar vídeo-game, são similares) deixando a bruxaria (outra fé igualmente nociva) como se fosse brincadeira de criança.
          O problema no caso não é a fé, mas sim o FOCO da fé.
          Uma coisa é depositarmos nossa fé a uma pessoa que anunciava que somos similares e devemos amar o próximo como nós mesmos (Jesus Cristo), outra coisa é depositarmos nossa fé a uma pessoa que diz que somos frutos do acaso, que nossa vida não vale nada (pois tornam homens, amebas, rochas e arvores similares) e que todos os comportamentos (desde estupro ao altruísmo) possuem o mesmo grau de importância (Charles Darwin)

      3. Prezado Diogo Morelli, deixe-me ver se eu entendi a sua lógica.

        Você justifica a validade do criacionismo com argumento de que o criador do método científico, Sir Francis Bacon, era um criacionista. Só que você esqueceu de ponderar que o dito cujo nasceu em meados do século XVI. Olha, para ser muito sincero, confesso que se eu também tivesse nascido no século XVI com toda a certeza eu também seria um criacionista.

        Desculpa, mas você quer justificar o seu posicionamento valendo-se da visão de mundo de homem que viveu entre os séculos XVI e XVII, muito embora nossa compreensão do universo e da ciência no século XXI seja imensamente maior?

        Olha, até que faz algum sentido, pois os criacionistas acreditam em histórias como a arca de noé ou no mito de Adão e Eva, histórias essas que foram contadas pela primeira vez há uns 5.000 anos atrás por várias tribos e civilizações da idade do bronze que habitavam o oriente médio.

        Mas vejamos pelo lado positivo, já é um baita avanço da sua parte, afinal você trocou a idade do bronze pelo século XVI do filosofo Francis Bacon!

        Quem sabe se você estudar bastante, você consiga um dia chegar no século XXI? Continue frequentando o blog do mensageiro sideral, será de grande ajuda nessa sua difícil empreitada.

        Imagina só se a moda pega?

        Daqui a pouco astrólogos de araque vão querer validar a astrologia sob o argumento de que Sir Isaac Newton desenvolvia mapas astrológicos no século XVII! Ora, seu também tivesse nascido naquela época…

        1. Victor

          “”Você justifica a validade do criacionismo com argumento de que o criador do método científico, Sir Francis Bacon, era um criacionista.””

          Justifico nada.
          Na verdade eu apenas demonstrei a inconsistência do “trollateu” (e drogado ainda por cima) John Trever, em sua “titinha” contraditória. Nada mais que isso.

          O resto do seu Bla Bla Bla, foi apenas um claro Hed Herring, recheado de vários espantalhos, apenas para desviar o foco de meu comentário.
          Isso ocorre pois tu, quer goste ou não, não consegues justificar, ou sequer aceitar, o fato que John Trever ERROU ao sugerir uma falsa dicotomia entre criacionismo e o método científico visto que o CRIADOR do método científico FOI um criacionista.
          🙂

          1. O método científico excluiu o criacionism. Acho que você nem sabe o que de fato é o método científico.

            Como que um conjunto de observações sistemáticas e controlada, resultante de experiências em laboratório ou em campo, que constitui o método científico ou com base na observação do mundo externo, baseada nos cinco sentidos ou em instrumentos que ampliem os nossos sentidos pode reputar um fenômeno à Deus?

            Não pode e nunca poderá, porque a religião transcende o mundo físico observável, Deus nunca poderá ser objeto de estudo para ciência. Assim, a ciência nunca poderá confirmar o criacionismo, porque tratam-se de vertentes diametralmente opostas da razão. Para mim a ciência só funciona se for separada da religião;

            O criacionista desconsidera todo o empirismo do processo científico ao atribuir exclusivamente à Deus o fenômeno da criação da vida terrestre e pior, vale-se da bíblia como se um texto mitológico fosse uma verdade científica.

            Para resumir, o método científico excluiu o criacionismo. É como tentar misturar água e azeite, para fazer um mistura homogênea, não tem como.

            Para resumir mais ainda, o criacionismo não existe, ou melhor, só existe na literatura, como mito, igual tantos mitos de criação, fruto apenas da fértil imaginação humana, mas sem nenhum dado empírico.

          2. Victor

            O método científico excluiu o criacionismo

            Não vejo onde.
            Que definição no método científico, Francis Bacon (que era CRIACIONISTA) determinou que o seu método era incompatível com o criacionismo (filosófico)

            Como que um conjunto de observações sistemáticas e controlada, resultante de experiências em laboratório ou em campo, que constitui o método científico ou com base na observação do mundo externo, baseada nos cinco sentidos ou em instrumentos que ampliem os nossos sentidos pode reputar um fenômeno à Deus?

            Victor, está a confundir naturalismo METODOLÓGICO com naturalismo FILOSÓFICO.
            Uma coisa é se medir pelos 5 sentidos, outra coisa é dizer que o que existe está limitado aos 5 sentidos.
            A frase pode parecer igual, mas o sentido é totalmente diferente.

            Não pode e nunca poderá, porque a religião transcende o mundo físico observável, Deus nunca poderá ser objeto de estudo para ciência.

            Francis Bacon, Issac Newton, Louis Pasteur, Blaise Pascal e muitos outros cientistas, que não só CRIARAM a ciência moderna, como também a fundamentaram, não viam esta falsa dicotomia “Ciência VS Religião” que tu, erroneamente imputas.
            Isso ocorre pois TODOS ELES, sem exceção, sabiam que o naturalismo metodológico que aplicavam não era mutualmente exclusivo ao criacionismo filosófico que possuíam (pelo contrário)

            Podemos facilmente comprovar isso, quando vemos suas declarações de Deus ao se observar o mundo físico.

            O criacionista desconsidera todo o empirismo do processo científico

            A T.D.I (que é uma teoria criacionista) se vale de todo empirismo científico em seus argumentos.
            Não vemos um proponente da T.D.I utilizar a Bíblia, mas sim o LABORATÓRIO e os 5 sentidos (observações do universo e da vida).
            Isso por si só refuta esta tua declaração.

            Para resumir mais ainda, o criacionismo não existe, ou melhor, só existe na literatura, como mito, igual tantos mitos de criação, fruto apenas da fértil imaginação humana, mas sem nenhum dado empírico.

            Errado. Criacionismo é um posicionamento filosófico EXISTENTE, antagônico ao naturalismo, onde várias teorias científicas apoiadas em dados empíricos (como o DNA, Complexidade irredutível, princípios antrópicos, etc..) são embasadas em seu “pilar”.

            Victor, percebo que tu, assim como 99,99999999% dos ateus/agnósticos, não tem a mínima ideia do que é naturalismo/criacionismo filosóficos e naturalismo METODOLÓGICO
            Devido esta ignorância sobre o assunto, vocês erroneamente acham que naturalismo metodológico é sinônimo de naturalismo filosófico (crendo por fé que a ciência deverá ser ateia).
            Se tivesse um pouco de conhecimento sobre a semântica destas palavras, saberias que o naturalismo METODOLÓGICO é neutro,podendo ser utilizado na visão de criacionistas ou naturalistas.

          3. DIOGO MORELLI,

            – Diogo você disse:

            “Victor, está a confundir naturalismo METODOLÓGICO com naturalismo FILOSÓFICO.”

            Se a naturalismo filosófico se afasta do empirismo científico, isto pode ser até uma vertente filosófica, mas para a ciência não é. Ciência se baseia em fatos, observáveis, qualquer teoria, qualquer descoberta, tem que ser testada e comprovada.

            – Diogo você disse:

            “Criacionismo é um posicionamento filosófico EXISTENTE, antagônico ao naturalismo, onde várias teorias científicas apoiadas em dados empíricos (como o DNA, Complexidade irredutível, princípios antrópicos, etc..) são embasadas em seu “pilar”.”

            Que bom que você concorda que a sua filosofia criacionista é antagônico à verdadeira ciência que se baseia em dados empíricos, que bom não que concordamos finalmente em algo.

            – Diogo você disse: “Uma coisa é se medir pelos 5 sentidos, outra coisa é dizer que o que existe está limitado aos 5 sentidos. A frase pode parecer igual, mas o sentido é totalmente diferente.”

            Concordo que os nossos sentidos são limitados, felizmente temos telescópios, microscópios, sonares, antenas e uma gama de recursos que possibilita à humanidade ampliar os seus cinco sentidos, para observarmos mais longe, mais perto e assim compreender melhor como o universo funciona e assim podemos ver o que existe lá fora e testar todas as teorias, inclusive, a da relatividade.

            – Diogo você disse:

            “Devido esta ignorância sobre o assunto, vocês erroneamente acham que naturalismo metodológico é sinônimo de naturalismo filosófico (crendo por fé que a ciência deverá ser ateia).”

            A ciência, repito, se baseia em dados empíricos. Não podemos ver a mão de Deus, não podemos enxergar o espiritual, o metafísico, infelizmente isto está além dos nossos cinco sentidos e mesmo que os ampliemos ao máximo. Portanto, não há como a ciência firmar o convencimento a cerca de Deus, estas questões estão fora do seu objeto de estudo. A ciência pode e deve ser ateia, deve ser livre de qualquer ideia preconcebida que não seja um postulado científico já testado e comprovado. Já cientista pode ser ateu, cristão, evangélico, espírita, budista, muçulmano, umbandista ou ainda louvar o Deus da Polinésia. Aliás, o fato de alguém ser religioso não o torna necessariamente criacionista.

            – Diogo você disse:

            “Francis Bacon, Issac Newton, Louis Pasteur, Blaise Pascal e muitos outros cientistas, que não só CRIARAM a ciência moderna, como também a fundamentaram, não viam esta falsa dicotomia “Ciência VS Religião” que tu, erroneamente imputas.”

            Se eles eram criacionistas é porque a ciência ainda estava engatinhando nos séculos XVI, XVII e XVIII. Todavia, só no final do século XIX é que a ciência começou de fato a desvendar os mecanismos que poderia estar por trás da origem da vida e do universo.

            No século XIX, Charles Darwin propôs a teoria da evolução, o que foi largamente comprovada pela ciência do século XX. Só no XX que Einstein formulou a sua teoria da relatividade, só no século XX que Edward Hubble observou que as galáxias estavam se afastando uma das outras, só século XX foi possível se chegar à teoria do Big Bang, só no século XX que descobrimos o DNA e como os fatores genéticos podem ser transmitidos de geração para geração, só no século XX que químicos conseguiram criar mecanismos de datação pelo decaimento radioativo de elementos químicos, tornando possível calcular a idade da Terra e dos fósseis.

            – Diogo você disse:

            “A T.D.I (que é uma teoria criacionista) se vale de todo empirismo científico em seus argumentos. Não vemos um proponente da T.D.I utilizar a Bíblia, mas sim o LABORATÓRIO e os 5 sentidos (observações do universo e da vida). Isso por si só refuta esta tua declaração.”

            Não sei o que a T.D.I. proclama ou faz em seus laboratórios, mas ela obviamente joga pela janela toda a ciência do século XX pela janela. Ela age igual à charge do Sr. John Trever que inicialmente citei, pois já sei de antemão que ele pretende atribuir a Deus o mecanismo da criação e deve produzir uma pseudociência com base nessa ideia preconcebida, adequando os resultados ao dogma da criação.

            Digo desfaio aqui a você me mostrar aqui os estudos da T.D.I., pode me deixar o link, gostaria de ver com os meus próprios olhostais estudos. Digo isso com a melhor das intenções. Lerei com atenção e se eT.D.I. me convencer de que a criação é um ato de Deus, tal como a bíblia cita, terei a humildade de me dar por vencido.{

            SE VOCÊ QUER ME CONVENCER QUE O CRIACIONISMO É REAL, ENTÃO PROVE!

            * PS: tomei a liberdade de utilizar a sua metodologia de transcrever parte dos argumentos do seu interlocutor.

          4. Victor

            Ciência se baseia em fatos, observáveis, qualquer teoria, qualquer descoberta, tem que ser testada e comprovada.

            Teoricamente Sim. Mas o naturalismo filosófico “castra” a ciência, pois se a verdade é fundamentada no sobrenatural, por esta vertente NUNCA descobriremos a verdade.
            Francis Bacon, quando criou o método científico, não o fez “castrado”. Ele JAMAIS disse: “Somente explicações naturais serão aceitas pela ciência”, pelo contrário, ele imputava a Deus todas suas descobertas do mundo natural.
            Não só Francis Bacon, mas TODOS cientistas teístas que criaram e fundamentaram a ciência moderna (Maioria)

            Que bom que você concorda que a sua filosofia criacionista é antagônico à verdadeira ciência que se baseia em dados empíricos, que bom não que concordamos finalmente em algo.

            Creio que deves ter algum problema de interpretação de textos, visto que eu NUNCA disse que o criacionismo é antagônico a verdadeira ciência. O que eu disse é que o criacionismo é uma posição filosófica antagônica ao NATURALISMO, que também é um posicionamento filosófico.
            Tu és que confunde naturalismo filosófico com metodológico, chamando uma crença fundamentada em fé (naturalismo filosófico) como se fosse ciência (naturalismo metodológico)
            O naturalismo filosófico sim que é antagônico a ciência verdadeira, visto que ela LIMITA as respostas ao natural, ainda que a verdade seja SOBRENATURAL.

            A ciência, repito, se baseia em dados empíricos.

            Sim, isso é naturalismo METODOLÓGICO.
            Porém pelos dados empíricos, podemos perfeitamente comprovar a existência de um Designer Inteligente (Deus, por exemplo).
            De onde raios tiraste a crença de que empirismo refuta a existência de Deus ou comprova a origem natural de tudo? O que uma coisa está relacionada a outra?

            Não podemos ver a mão de Deus, não podemos enxergar o espiritual, o metafísico

            Diretamente não (pois é impossível, senão não seria Deus), porém podemos ver a sua ação no natural (algo que os criadores da ciência enxergavam).
            Por exemplo, se eu vejo um quadro perfeito, mas não vejo quem o pintou, então isso significa que o quadro se pintou sozinho?
            Percebes como teu raciocínio é ilógico?

            Se eles eram criacionistas é porque a ciência ainda estava engatinhando nos séculos XVI, XVII e XVIII.

            Tens alguma evidência que corrobore esta tua declaração de fé?

            Todavia, só no final do século XIX é que a ciência começou de fato a desvendar os mecanismos que poderia estar por trás da origem da vida e do universo.

            Cite UM mecanismo, empiricamente comprovado, que refuta a existência de Deus. Consegues?
            Se não demonstrar, então o teu argumento de que os criadores da ciência eram criacionistas apenas porque eram ignorantes cai por terra abaixo.

            No século XIX, Charles Darwin propôs a teoria da evolução

            Ironicamente, Charles Darwin só propos a sua teoria pois a ciência estava a engatinhar em sua área, fazendo-o totalmente ignorante o quão a vida é complexa (ele nem sequer sabia o que era uma célula, não conhecia a complexidade irredutível e a informação codificada presentes no DNA, nem sequer sonhava existir)

            só século XX foi possível se chegar à teoria do Big Bang

            Deixe entender sua lógica, galáxias OBSERVÁVEIS estão se afastando, logo tudo surgiu por uma explosão de um ponto….
            É isso mesmo?

            Não sei o que a T.D.I. proclama ou faz em seus laboratórios, mas ela obviamente joga pela janela toda a ciência do século XX pela janela.

            Não achas que está a ser preconceituoso?
            Se não conhece, então todo seu julgamento o faz pela ignorância.
            Este é o problema de 99,9999999999% dos ateus/agnósticos. Não conhecem o outro lado da moeda, não querem conhecer e ainda se acham com propriedade para opinar.
            Por isso que as opiniões de um evolucionista sobre a TDI é um desastre. Vocês só dizem besteiras justamente por não conhecer.

            Digo desfaio aqui a você me mostrar aqui os estudos da T.D.I.

            Veja por si mesmo, segue abaixo, o link dos dois institutos mais famosos:
            http://www.icr.org/
            http://www.discovery.org/

        2. “O desenho inteligente, design inteligente ou projeto inteligente (em inglês Intelligent Design) é uma hipótese PSEUDOCIENTÍFICA, baseada na assertiva de que certas características do universo e dos seres vivos são melhor explicadas por uma causa inteligente, e não por um processo não-direcionado como a seleção natural; ”

          hmmmm, PSEUDOcientífica, né? MUITO OBRIGADO, wikipedia!!! 😀

          1. David Machado
            Na verdade, o seu agradecimento não deveria ser ao Wikipédia, mas ao Troll evolucionista (em que nada entende do assunto) que o editou.
            Tu não deves saber, mas se um zé mané desejar escrever um monte de besteiras no Wikipedia, ele conseguirá.

            Quer saber sobre a T.D.I, procure nos lugares certos, ou seja, quem DEFENDE a proposta.
            Pedir para um evolucionista ensinar sobre ela seria o mesmo que pedir para um líder islâmico ensinar sobre o Judaísmo.
            😉

          2. obrigado pela sugestão, mas vou recusar.
            pago caro demais pela minha internet para ocupar a banda de dados com lixo…

          3. David Machado
            Palavras interessantes vindo de uma pessoa que JÁ OCUPA a banda de dados com lixo.
            rsrsrsrs

        3. Diogo Morelli,

          Durante muito tempo o olho humano, uma estrutura tão complexa, serviu de muleta para o defensores da t.d.i. Parecia impossível, explicar o olho humano, até Darwin tinha dificuldade em mostrar como a seleção natural poderia ter criado o olho humano. Hoje, vejam só, conseguimos explicar o olho, sem a necessidade de apelar para um desing inteligente maquinando por de trás dos panos, tal como muitos criacionistas pregam.

          Essa matéria é da revista Scientifc American Brasil:

          http://www2.uol.com.br/sciam/reportagens/a_fascinante_evolucao_do_olho.html

          1. vitor, infelizmente ele nem vai ler o artigo, pois foi escrito por “fundamentalistas evolucionistas”…

          2. Vitor
            O texto de seus profetas já começam com uma declaração de fé:
            “”Para entender a origem do olho humano é preciso conhecer eventos ocorridos há muito tempo.””
            Ou seja, não há experimentos empíricos (reproduzíveis), mas conjecturas hipotéticas sem nenhuma verificação in loco, onde devemos fechar os olhos e imaginar cegamente o suposto ocorrido.
            Para complicar, o seu profeta nem sequer explicou, passo a passo, como supostamente este milagre (que deixa o transformar de água em vinho no chinelo) ocorreu.
            Simplesmente comparou olhos humanos com olhos de outros seres “inferiores” sugerindo que um derivou do outro.
            Porém, prezado, o que não percebes é que os graus de complexidade irredutível VARIAM conforme seu “papel”. Tu não poderás dizer “Este não é complexo irredutivelmente pois existe outro menos complexo que também funciona”
            O fato é que AMBOS são complexamente irredutíveis para a FUNÇÃO que eles desempenham.
            Tu, por ser um crente em Darwin, pode até engolir esta lorota, porém eu, mais cético e sensato, exijo que a conjectura seja, no mínimo, descrita e experimentada passo a passo, observando COMO supostamente o “deus” acaso conseguiu realizar o grande milagre de transformar peças aleatórias em olhos.
            Ademais, o olho é apenas UM dos componentes complexamente irredutíveis que o corpo humano possui.
            Tu podes se contentar com banquetes de migalhas, mas eu não.
            🙂

          3. “Ou seja, não há experimentos empíricos (reproduzíveis), mas conjecturas hipotéticas sem nenhuma verificação in loco, onde devemos fechar os olhos e imaginar cegamente o suposto ocorrido.”

            Ué, e você quer o quê??? Que voltemos no tempo para estudar pessoalmente estes processos?

            A máquina do tempo ainda não foi inventada, mas quando isto acontecer (SE acontecer!) pode ter certeza de que será uma ferramenta extremamente útil para a pesquisa científica, e será utilizada com bastante responsabilidade!

          4. e exatamente como eu havia previsto (UAU, eu devo ter dons proféticos!!) ele finalmente acabou entrando na velha ladainha do olho de complexidade irredutível, projetada por um ser inteligente…

            ele se esquece convenientemente de citar as inúmeras “falhas de projeto” dos olhos atuais, como um ponto cego mal planejado no meio da retina, vasos sanguíneos interferindo na nitidez das imagens, músculos oculares desnecessários e redundantes para mover o globo ocular, cristalino com índice de refringencia inadequado para focalização de luz captada em atmosfera gasosa (embora, ao que tudo indica, seja o ideal para olhos permanentemente imersos em água), entre outras falhas menores.

            se nosso olho foi projetado por um ser inteligente, eu diria que nosso projetista foi um tanto quanto incompetente no que diz respeito à ótica do sistema. mas não seria de se esperar perfeição nos projetos de tal ser onipotente e onisciente? temos aqui um sério dilema…

          5. “”Para entender a origem do olho humano é preciso conhecer eventos ocorridos há muito tempo.”

            Então, Diogo, em momento algum se diz para acreditar cegamente, como você diz, nos tais pressupostos. É uma construção, é sugerido que cada um já tenha se convencido independentemente dos tais pressupostos, cada qual devidamente justificado por suas próprias bases. Ou seja, o contrário do que você diz. Sugere-se que vc pule os passos que você já conhece e está convencido da veracidade, só isso! Mas sempre que quiser, pode voltar e reavaliar a linha de raciocínio que levam à sua comprovação.

            Não distorça as coisas, por favor!!! Já percebi que sua linha de conduta é se aproveitar de ambiguidades da linguagem para trazer as conclusões para o lado que você tenta defender. É este o motivo de eu preferir um milhão de vezes a linguagem matemática, onde certo é certo, e errado é errado.

          6. David Machado

            Ué, e você quer o quê??? Que voltemos no tempo para estudar pessoalmente estes processos?

            Não precisa retornar no tempo mas REPRODUZI-LOS EMPIRICAMENTE (pelo menos sua máxima, que é a “macro-evolução”) no laboratório.
            Basicamente a ciência funciona assim: proposta, observação e experimentação.
            No caso deste post, só temos a proposta, porém é colocada como se fosse observada ou experimentada

            ele se esquece convenientemente de citar as inúmeras “falhas de projeto”. Se nosso olho foi projetado por um ser inteligente, eu diria que nosso projetista foi um tanto quanto incompetente no que diz respeito à ótica do sistema.

            Existe muitos problemas neste teu argumento:
            Primeiro: A declaração que os projetos, em sua ORIGEM, eram supostamente defeituosos é por SUA conta e não dos proponentes da T.D.I.
            A maioria dos cientistas envolvidos na proposta defendem que o Designer elaborou os mecanismos perfeitos, mas com a má utilização, deterioraram-se.
            Uma coisa é dizer que foi criado errado, outra é dizer que a criação perfeita se deteriorou.

            Segundo: Para dizer que é falho, deverá conhecer POR COMPLETO o sistema, ou seja, possuir o conhecimento PLENO do mesmo.
            Como podes ter certeza que tal ponto “cego” ou os músculos oculares são desnecessários ou redundantes? Como podes ter certeza que não estão lá para um propósito ainda não conhecido pela ciência.
            Vais utilizar a IGNORÂNCIA como argumento de “falha”?

            Terceiro: Mesmo que o olho atual fosse imperfeito desde a sua origem, a inferência máxima que poderia-se chegar, é a um designer EXISTENTE, grandioso (afinal, nenhum ser humano sequer conseguiu reproduzir tais olhos, mesmo com suas “falhas”) porém imperfeito.
            Eu JAMAIS poderia dizer: “Há falhas no projeto, logo surgiu sozinho, ao acaso e o designer não existe por isso”

            Então, Diogo, em momento algum se diz para acreditar cegamente, como você diz, nos tais pressupostos.

            Quando se assumem conjecturas hipotéticas, sem NENHUMA verificação in loco, como se fossem FATOS, então sim, pede-se para crer cegamente (mesmo que indiretamente).

      4. Dizer quem era cristão ou quem era “infiel” (kkkkkk) na época em que a igreja era governo é muito complicado. Aposto que uns 80% dos clérigos não acreditavam em nada daquilo, só gostavam da vida boa. A ditadura religiosa funcionava exatamente como as ditaduras modernas: dissidentes eram presos ou mortos (na fogueira, legal hein?), ou então obrigados a se “converterem” e se retratarem publicamente.

        1. Pare com a Loucura

          Dizer quem era cristão ou quem era “infiel” (kkkkkk) na época em que a igreja era governo é muito complicado.

          Está a alegar que não existiam não cristãos declarados naquela época? É isso mesmo?

          Aposto que uns 80% dos clérigos não acreditavam em nada daquilo, só gostavam da vida boa.

          Aposta com base em que? Fé cega?

          A ditadura religiosa funcionava exatamente como as ditaduras modernas: dissidentes eram presos ou mortos (na fogueira, legal hein?), ou então obrigados a se “converterem” e se retratarem publicamente.

          Galileu Galilei, que era CRISTÃO e CONTRA a igreja católica (que embasava a ideologia geocêntrica do ATEU Aristóteles), foi morto, se converteu ou obrigado a se retratar?

          Não estou percebendo os seus comentários. Por acaso está a insinuar que os cientistas que se declaravam cristãos não eram cristãos? É isso mesmo?

      5. DM, estou impressionado que conseguiu uma audiência com o Papa Francisco:
        Você consegue entender o que ele te disse: – Ateu vai para o céu, mas cristão hipócrita não vai !

  12. Pra descontrair um pouco o ambiente:

    *** Conversa de Doido ***
    (conto baseado numa anedota popular)

    Nero, enrolado em suas brancas vestes feitas do lençol de sua cama, pergunta ao colega de quarto:

    – Quem é você???

    O qual responde, sem pestanejar:

    – Ué, não está me reconhecendo não? – ajeita na cabeça seu chapéu feito de jornal – Eu sou Napoleão!!!

    – Napoleão??? Não acredito. Quem disse isto????

    – Ué, foi Deus!!!!

    De um canto do quarto, uma figura vestindo diáfanos tufos de algodão intervém:

    – Quem? EU?????? Não coloquem palavras em minha boca, que eu não disse nada disto!!!!

    1. é desse jeito mesmo, e o cara se acha o todo poderoso impondo a fé na bosta celestial lá no céu (tipo desenho animado do pernalonga).

      não sabiam os inteligentes da bíblia que se você sobe aos céus vai encontrar frio, fogo e morte. São palavras bem simples que já demonstrariam veracidade no monte de estrume porco que tem na bíblia, mas quem sou eu para falar mal do pobre porco, um animal inocente.

  13. Gente, estou me sentindo na idade média. Fiquei tentando peneirar só comentários inteligentes, mas esse bando de fanáticos religiosos resolveu invadir o blog. Acho que esse espaço é para informar e discutir evidências científicas. É um desrespeito com o Salvador querer desqualificar uma publicação inteligente com esses pensamentos medievais. Aliás, o Salvador poderia, como administrador e autor do blog, excursão qualquer comentário religioso. Esse não é espaço para isso, só atrapalha… vão falar bobagem em suas igrejas. E tenho dito!

    1. Às vezes tenho vontade. Ontem em particular me senti impelido a exercer meu “poder moderador”, que aqui no blog é maior que o Dom Pedro I no Império… rs
      Mas resisti à tentação. 😉

      1. Salvatore, como diz o homem do trem do Matrix: Eu construí esse lugar, aqui eu faço as regras, aqui eu sou DEUS. kkkkkkkk
        No teu blog vc é Deus. Acho que é exatamente por isso que vc resiste tanto em moderar os evangelicozinhos. Se fosse o contrário, um blog criacionista com comentários científicos, provavelmente a moderação comeria solta.

          1. Chega a ser surreal um blog antidarwinista ser chamado de Darwinismo. Típica desonestidade do segmento. Mas o conteúdo achei engraçado. 🙂

    2. Cuca Jorge
      O Salvador não é extremista, fanático e radical como tu.
      Ele, ao contrário de ti, suporta ler críticas e o contraditório.
      Por isso que não utiliza da censura, método peculiar dos ditadores.
      Imagino se tu, Jorge, estivesse no poder. Certamente serias como Lênin, Stalin, Kruschev e outros, matando a todos que não professassem a fé naturalista.
      🙂

    1. Eu vi isso e compartilhei com o EuTM em off… acho que seria maravilhoso. Só tenho medo de sugerir à Folha e aí eles me colocarem na política de que só assinante comenta, o que ia estragar o barato de vários leitores aqui, creio eu. 😛

      1. Tentei empurrar o lance do quiz para cá, e ouvi dos powers that be que é muito confete para pouco carnaval… 🙁

        1. é a uol mesmo que administra o blog? trabalhei lá faz alguns anos, na época como programador. havia mesmo uma certa resistência em mexer no que já estava funcionando. parece que isto não mudou muito então… 🙂

          1. Cara, é a Folha. Mas a cultura é parecida. Desconfio que mais conservadora ainda na Folha que no UOL…

  14. Deveríamos estar comemorando esse privilégio que é estar vivo…. Se a evolução nos trouxe aqui casualmente ou propositalmente é maravilhoso sermos esse organismo tão complexo e desenvolvido e ao mesmo tempo cheio de falhas….. Matéria maravilhosa Salvador….

  15. Não importa o que a ciência comprove, uma coisa e certa para todos nós, tudo isso aqui vai passar quer queira ou não estaremos tudos no grande tribunal naquele dia e não mais adiantarar olhar pra traz e se arrepender pois já passou.
    Até hoje não vi ninguém expulsar um demônio ou curar um enfermo, sem usar o grade nome de Jesus o filho do pai.
    Pensem bem e refeita a morte chega para todos nós a ciência fica, mais assim como a morte chega o grande dia também chegará não importa o seu modo de pensar ja mais mudará está situação.
    Disse Jesus céus e terra passarão mais a minha palavra não passarar.

    1. deus e jesus, não importa o nome desses merdas, não existem. São mentiras ventiladas para criar um bando de zumbis fanáticos. Quanto mais fanático, melhor.

  16. Qualquer notícia científica sobre a origem da vida traz um bando de fanáticos revoltados querendo desmerecer as pesquisas e ou a notícia…

    Sabe o que vocês devem fazer? Suicidar-se e, assim, encontrar seu Deus com rapidez… Para que ficar mofando nesse planeta se vocês têm a eternidade para ficar junto ao seu Senhor?

    Vocês não fazem isso por dois motivos: 1. Não têm realmente certeza de que haja vida depois da morte, apenas uma esperança e muita dúvida. 2. Como imaginam que existe um “céu”, um “inferno” e um “purgatório”, têm pavor de não ir para o céu e ficam aqui, achando que compram uma vaguinha lá com suas campanhas fanáticas.

    1. “Anda, pega o Livro e gruda os olhos contra ele, deixe o mundo derreter e escorrer pelas suas orelhas enquanto encarna os versículos afogadores de sinapses. Deixe-os, deixe os neurônios para lá, deixe-os morrerem asfixiados, deixe a palavra do Senhor enforcá-los. A bota do soldado cruzado já esmagou muitos cérebros, ela sempre esmaga. Esmaga, trucida e crucifica, assim ressuscitamos puros, lavados do pecado, todos os dias.”

      Você não compreende que alguns tipos humanos constroem a mente com referencial lógico predominante no superego, daí vem o fanatismo religioso se esse tipo é imerso numa sociedade fervorosa. Algo incurável, pois a mente do fanático raciocina desse jeito desde os primórdios de sua educação. Diria que eles são fósseis vivos do que um dia foi o início da civilização humana, mas são uma minoria barulhenta. Não se preocupe com eles, pois passam por loucos. Se preocupe com os hipócritas, com os conformistas e conformados, aqueles que surfam na onda dos fanáticos, não questionam, praticam o cinismo e o consumismo, tudo para pertencer a um grupo acéfalo cheio de privilégios. Esses sim, os boçais, são os mais perigosos, pois têm consciência dos seus atos. Sabem que causam dano, mas mesmo assim o fazem.

      1. Resumindo a tragédia toda: Para os fanáticos pensar é pecado e isto agrada quem já tem preguiça de pensar ou tem interesse em que ninguém pense mesmo. Será que já podemos começar a montar uma “Teoria da Involução Cognitiva” a partir do que já conhecemos?

    2. Teve muita gente se suicidando pra ir mais rápido pro paraíso. Por que ficar vivendo uma vida de pobreza, doença e sujeira aqui se depois da morte a gente vai pro paraíso? Por isso a igreja inventou a regrinha que quem se suicida vai pro inferno. Como é fácil manipular as pessoas, não é? 🙂

    3. Radoico

      Qualquer notícia científica sobre a origem da vida traz um bando de fanáticos revoltados querendo desmerecer as pesquisas e ou a notícia

      Se eu lhe der uma pesquisa científica NÃO NATURALISTA sobre a origem da vida, tu a aceitaria numa boa, com o rosto sorridente?

        1. David Machado

          então, isto não existe. ela não seria científica””

          Para sua infelicidade, existe sim. Podes conferir em todas as pesquisas utilizadas pelos proponentes da T.D.I.
          O problema é que tu, pelo extremismo, chamas de ciência APENAS as propostas limitadas ao naturalismo filosófico.
          Gostaria de saber quem raios determinou este absurdo, cujo implicações limitam a resposta, (dificultando se obter a VERDADE) visto que o CRIADOR do método científico (Francis Bacon) NÃO ERA naturalista (pelo contrário, era CRIACIONISTA).
          Poderia nos esclarecer, Davi, quem é que determinou que para ser científico, terá de se limitar a conjecturas e respostas naturalistas?

          1. não vi um único Teste de Hipótese consistente em nenhuma destas “pesquisas”. se a intenção é convencer quem faz ciência de verdade, estão indo pelo caminho errado…

          2. David Machado

            não vi um único Teste de Hipótese consistente em nenhuma destas “pesquisas”

            E que culpa tenho se vives em uma bolha, não observando nada além daquilo que tua fé concebe?
            Os cientistas proponentes da TDI utilizam de experimentos empíricos para embasar suas teorias, quer tu veja ou permaneça na ignorância.
            😉

        2. bla bla bla, bla bla bla…

          é por causa de discursos chatos deste tipo que a física resolveu se separar do departamento de filosofia…

    4. Um pastor perguntou para os fiéis de sua igreja :

      Quem quer ir para o céu ?
      Levantem as mãos irmãos !

      Todos da igreja levantaram as mãos.

      Em seguida veio a pergunta:

      Quem quer ir, agora ?
      Levantem as mãos !

      Ninguém… Silêncio total.

      1. Anibal
        Esta tua anedota não reflete a realidade.
        TODOS cristãos (verdadeiros é claro) desejam a vida eterna (ir para o “céu”) ansiosamente e pode ter certeza que se tivessem a chance instantânea, TODOS diriam sim (digo por experiência própria).

        Tu realmente achas que os cristãos vivem inquietamente na dúvida do desconhecido como vocês, ateus/agnósticos? Achas mesmo que vivemos na incerteza e desesperança, assumindo a morte como o fim?
        Sabe de nada, inocente rsrsrsrsrs
        😀

    5. Radoico
      Seu comentário não tem ligação alguma com o post. Porém como o Salvador permitiu que ele fosse liberado, farei minhas ponderações pela óptica Cristã.

      “”Sabe o que vocês devem fazer? Suicidar-se e, assim, encontrar seu Deus com rapidez””

      E onde está escrito na Bíblia que o suicídio leva a Deus e a vida eterna anunciada por Jesus?

      “”Vocês não fazem isso por dois motivos: 1. Não têm realmente certeza de que haja vida depois da morte, apenas uma esperança e muita dúvida. 2. Como imaginam que existe um “céu”, um “inferno” e um “purgatório”, têm pavor de não ir para o céu e ficam aqui, achando que compram uma vaguinha lá com suas campanhas fanáticas.””

      Existem vários problemas neste teu argumento.

      Primeiro, nenhum ensinamento de Jesus nos ensina a nos matar para termos a vida eterna, pelo contrário, se tiramos a própria vida, teremos o mesmo destino que vocês, que o negam.
      Segundo, se houvessem alguma dúvida quanto a autenticidade das palavras de Jesus e da vida eterna, não veríamos cristãs que sofrem perseguições ou até mesmo são mortos, sem negar o testemunho de Jesus.

      Pelo nível do teu comentário, percebemos que não conheces a história.
      Segundo o que empiricamente observamos nas literaturas seculares, cristãos eram TERRIVELMENTE ASSASSINADOS, simplesmente por não negarem o testemunho de o terem visto ressurreto.
      Isso sem contar que pessoas AINDA morrem sem negar a Cristo (como o que ocorre em países islâmicos ou comunistas)

      1. Salvador
        Eu odeio realizar comentários em que nada são ligados ao tema principal do seu post. Porém como o Radoico não respeitou esta tua regra e como ele disse algumas besteiras que mereciam uma réplica, não consegui me segurar. 🙂

  17. Gostei Salvador. No próprio genesis esta claro que houve duas etapas inclusive a criação do homem. primeiro a criação do Céu e terra e o homem macho e femea. Depois criou o Jardim e Adão e Eva para cuidar do Jardim. O primeiro casal dotado de ignorancia (sem esclarecimento de onde veio para onde vai). O segundo casal com o privilegio do sopro Divino “ou sabedoria Divina” (de onde veio para onde vai).
    Quanto ao tempo a biblia não diz que o mundo foi feito em sete dias, mas sim em sete tempos, isto esta claro quando se diz dia 1ºao dia 7º (e não 1º ao 7º dia) por isto que em outro lugar da Biblia esta escrito que um dia para Deus é como 1000 anos e mil anos é como um dia.
    Ou seja: Deus encerrou tudo dentro de uma incógnita. Ai ha sabedoria e quem conseguir decifrar a sabedoria existente nas palavras de Deus contida na Biblia vai perceber que a Ciencia não esta errada. E Deus esta certo. É por isto que esta escrito Eis que nada sera restrito ao Homem”.

    1. “um dia para Deus é como 1000 anos”

      ah entendi!!! então 6 dias são 6000 anos, e Deus está descansando até hoje!!
      obrigado pelo esclarecimento!!! tudo faz sentido agora!! tive uma iluminação!! um NIRVANA!!!
      OPS!!! foi mal! isso é da religião dos infiéis filhos de caim, né?

  18. Congratulações Salvador! Acima de vc só existia Isac Asimov com texto muito elucidante. Um texto bom é aquela que vc começa a ler e não cansa, tal a harmonia e a coexistência das informações. Vamos esperar a próxima notícia porque aqui já está sobrecarregada de críticas alheias e subjacentes.

  19. (…) Olha… O ser humano é fantástico! Tempo, espaço e gravidade: sempre preso a esses pressupostos… Desculpem o devaneio, costumo ser silencioso, mas essa batalha entre ciência e religião nos comentários é como uma casa de espelhos. Um show de luzes refletidas, que torcem, distorcem, esticam, encolhem… onde cada um observa a luz de uma referência diferente. Filosofia socio-antropológica… A fronteira entre ignorância e conhecimento é uma questão de curiosidade e interesse.

    1. Não, existe a ciência e existe o mundo da fantasia. Os mitos não pode ser encarados com uma meia verdade. Sorry.

  20. Uma coisa tão simples. A Terra é única. O restante do universo é simplesmente o pano de fundo que nos prova que veremos constantemente essa imensidão, sem NUNCA PODERMOS tocá-la, ficaremos eternamente como um cachorro em frente a máquina de assar carne, babando e pensando. A vida evolui na Terra por quaisquer motivos, mas sem dúvidas só aqui, apesar dos …lhões de planetas semelhantes ou identicos.

    1. Só explica a parte do “sem dúvidas”. De onde vem a sua certeza? Se você quer que pensemos como você, é importante que você explicite suas razões. Quando eu digo que os cientistas apostam que a vida seja um fenômeno comum no Universo, explico de onde vem a lógica deles. E a sua? De onde vem?

          1. ” A Terra é única. O restante do universo é simplesmente o pano de fundo que nos prova que veremos constantemente essa imensidão, sem NUNCA PODERMOS tocá-la,”

            Estas afirmações se baseiam em fatos comprovados, ou você a´nas acredita nelas? Se sim, então é fé, meu caro Watson!

      1. De onde vem a lógica deles? A minha vem do até hoje não haver lógica alguma explicadas.

        1. A lógica deles, conforme explicitada no texto, é:

          – Se a vida surgiu rapidamente na Terra, das duas uma: ou as reações químicas exigidas não eram assim tão incomuns (afinal de contas, por combinações aleatórias, aconteceu relativamente depressa) ou tivemos muita sorte. Como o princípio copernicano — a noção de que não temos uma posição privilegiada no Universo — deu certo em todas as vezes em que foi aplicado, os cientistas apostam que ele deve dar certo novamente, e o que aconteceu na Terra não deve ser incomum. Eles, claro, são cientistas. Não é que eles digam isso e acabou. Eles formulam uma hipótese e, junto com ela, meios de testar. Um meio de testar essa hipótese é procurar sinais de vida no passado de Marte. Se não houver vida no passado de Marte, a hipótese de que a Terra teve sorte aumenta bastante. Se houver vida no passado de Marte, você enfia a sua viola no saco e vai embora.

          Com isso, vemos claramente que a hipótese deles tem lógica. E veja: HIPÓTESE.

          Agora vamos com o seu “COM CERTEZA”. Qual é a lógica?

          E, se for babaquices religiosas, nem precisa dizer. Já temos o suficiente delas por hoje.

          1. Comprovadamente , no momento, só temos vida na Terra. O resto são suposições, teorias, etc. Assim sendo, quem está com a lógica? Não tem nada de religiosidade, é o que temos de momento.

          2. Você disse que COM CERTEZA não há vida fora da Terra. É a isso que eu quero que você responda. De onde vem a certeza? Qual é a lógica que a ampara?
            Essa aí claramente não funciona. Não posso concluir que não existem Lamborghinis só porque eu nunca vi um pessoalmente. rs

          3. Já acharam alguma vida fora da Terra? Então dentro da lógica atual: não existe. Quanto do Lamborghinis, você pode não ter visto, mas se quiser é só ir na fábrica o dia que quiser. E o que dizer de vida extra terrena?

    2. Se o cachorro pesquisasse, estudasse, e entendesse o forno, com certeza ele já teria descoberto como abrir, e pegar a carne lá dentro.

      Mas ele só fica olhando, dizendo que “Deus quer assim”…

      1. se o cãozinho realmente se empenhasse, aprenderia a construir o forno, colocar seus frangos lá para assar, e comê-los quando bem entendesse. mas eles preferem esperar que seus Grandes Senhores Humanos se compadeçam de sua fragilidade, humildade, e lhe ofereçam restos do sonhado banquete uma vez ou outra…

        1. Esses “cães” somos nós, que estamos buscando conhecimento sobre o funcionamento do Universo. Você fica lá, só olhando para Deus, esperando um milagre.

Comments are closed.