Mensageiro Sideral

De onde viemos, onde estamos e para onde vamos

 -

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de 11 livros

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Astronomia: Trump cancela missão de pouso em Europa, a lua-oceano de Júpiter

Por Salvador Nogueira

Em proposta de orçamento da Nasa, Trump corta estudos da Terra e cancela pouso em Europa.

TRUMPSPACE
A Casa Branca divulgou no fim da semana passada sua proposta de orçamento para a Nasa em 2018. E, diante das promessas de cortes violentos de gastos feitas por Donald Trump, até que foi suave: uma redução de apenas 0,8% com relação ao nível de 2017. No total, o topetudo quer dar à Nasa US$ 19,1 bilhões.

DE OUTRO PLANETA
Aí tem aquele pessoal que diz (em voz de mimimi): nossa, para que gastar tanto dinheiro no espaço com tantos problemas aqui na Terra? Então, breaking news! A Terra também é um planeta, e seus problemas podem ser estudados do espaço. Ou melhor, poderiam. Trump acha má ideia gastar dinheiro em nosso próprio planeta.

TERRA O ESCAMBAU
O presidente americano passou a faca no setor de geociências, com um corte de US$ 102 milhões. Três satélites de observação da Terra que estavam sendo planejados foram cancelados, assim como a despesa com instrumentos que já estão no espaço, a bordo do satélite DSCOVR, focado em estudos da mudança climática (aquela conspiração chinesa, manja?).

LUA, MARTE E ISS
Nos planos de exploração espacial, tudo nos eixos. A Nasa seguirá desenvolvendo seu foguetão SLS e a cápsula Orion, para viagens tripuladas à Lua e, futuramente, a Marte. Trump também pretende seguir financiando o plano de transporte comercial à Estação Espacial Internacional. O único corte foi aquela ideia meio maluca de capturar um asteroide e colocá-lo em órbita lunar para ser visitado.

EUROPA SIM, MAS SEM POUSO
O setor de missões interplanetárias se saiu bem, e o orçamento prevê recursos para o desenvolvimento de uma missão orbitadora destinada a Europa, a lua-oceano de Júpiter, assim como o próximo jipe marciano, com lançamento marcado para 2020. Trump só não designou grana para o desenvolvimento de um módulo de pouso europano, algo que só estava andando até agora por pressões do Congresso — que, aliás, ainda terá o poder de restituir esse e outros projetos, conforme discutir e emendar a proposta orçamentária do presidente.

A coluna “Astronomia” é publicada às segundas-feiras, na Folha Ilustrada.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Blogs da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade