Mensageiro Sideral

De onde viemos, onde estamos e para onde vamos

 -

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de 11 livros

Perfil completo

Publicidade

Michael Shermer e a ‘bolha’ das redes sociais

Por Salvador Nogueira

Saiu nesta sexta-feira (6) na Folha uma entrevista que fiz com Michael Shermer, historiador da ciência e cético americano. Ele fala um monte de coisas importantes e interessantes, mas eu queria destacar um trecho em particular do que ele disse:

Outro problema é o fato de as empresas de redes sociais, como o Facebook, terem algoritmos que o alimentam com notícias baseadas no que você já está buscando, então sua bolha vai ficando cada vez pior, mesmo que você não se esforce para isso. Você tem de ativamente procurar e ler pontos de vista contraditórios.
(…)
Sabemos por estudos de cientistas políticos que os partidos estão ficando mais extremados, estão se afastando do centro. Quer dizer, os eleitores indecisos, aquele grupo do centro está ficando menor, enquanto esquerda e direita estão ficando maiores e se afastando. E isso, em parte, é alimentado pela bolha.

Isso me preocupa, porque a mente humana é projetada para fazer isso. Somos muito xenofóbicos e você pode dividir, classificar pessoas em qualquer categoria que quiser, não apenas cor da pele ou gênero, mas partido político, ideologia, crenças religiosas.

Acho muito importante que todo mundo reflita sobre isso e aja, em sua própria esfera, para contrabalançar esse efeito nefasto. Temos de ouvir opiniões diversas e respeitar diferentes pontos de vista, e isso não é novidade. Mesmo na era anterior à internet, as pessoas já diziam como era salutar ler dois jornais diferentes, por exemplo. Só que a situação agora está se tornando dramática. As redes sociais estão extraindo o pior da nossa natureza, e isso não é em benefício da civilidade ou da civilização. Podemos dar sérios passos para trás se não tomarmos muito cuidado agora. Temos de responder aos desafios do nosso amadurecimento tecnológico com o melhor da humanidade, nos esforçando para ouvir todas as opiniões, não deixando ideologias se sobreporem à razão, e respeitando pontos de vista alternativos.

Caso você queira ler o texto completo, clique aqui. E a íntegra da entrevista, devidamente gravada, já está guardada para a segunda temporada do CONEXÃO SIDERAL, ainda sem data de estreia no canal do Mensageiro Sideral no YouTube.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Blogs da Folha