Mensageiro Sideral

De onde viemos, onde estamos e para onde vamos

 -

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de 11 livros

Perfil completo

Publicidade

Astronomia: Um carro da Tesla no espaço?

Por Salvador Nogueira

Elon Musk vai enviar seu próprio carro para Marte no primeiro voo de seu novo foguete.

COMO LANÇAR UM CARRO
Se você precisa transformar uma má notícia numa boa notícia, pode contar com o gênio de Elon Musk. Veja só o jeito que ele escolheu para anunciar que o primeiro foguete de alta capacidade da SpaceX, o Falcon Heavy, não vai ser lançado até o final do ano, como originalmente previsto. Musk anunciou que o foguete deve subir em janeiro, com uma carga especialíssima — um automóvel.

DE COLEÇÃO
Maluco? Não, imagina. Mas fica ainda mais interessante. O veículo escolhido será um Roadster, o primeiro modelo de carro fabricado pela companhia de veículos elétricos de Musk, a Tesla. O que estará a bordo do Falcon Heavy é do próprio Musk, e vem numa cor que só ele tem: cereja da meia-noite. A decolagem deve acontecer da plataforma 39A, do Centro Espacial Kennedy, de onde partiu também a Apollo 11, primeira missão tripulada a pousar na Lua.

AO SOM DE BOWIE
Quer mais? O veículo foi equipado com um sistema de som para que ele possa tocar a canção “Space Oddity”, de David Bowie, durante o emocionante lançamento ao espaço. Traduzindo o título, seria algo como “esquisitice espacial”.

TUDO VERMELHO
Calma, ainda não acabou. Sabe para onde esse Roadster vermelho de colecionador deve ir? Para a órbita de Marte. Elon Musk vai fazer do seu carro o primeiro veículo privado a ir até o planeta vermelho. Falo em “veículo” aí em seu sentido “lato sensu”, claro. Mas pode apostar que teremos câmeras a bordo.

CONSERVADO
Na órbita de Marte, ele poderá permanecer preservado — salvo por danos menores de impactos de meteoroides –por até 1 bilhão de anos, segundo Musk. O que fará dele também uma incrível peça de museu para ser resgatada pelas colônias marcianas do futuro.

RISCOS NA LATARIA
Claro, tudo isso só vai acontecer se tiver sucesso o voo inaugural do Falcon Heavy, uma versão turbinada do seu foguete reutilizável Falcon 9 — algo que não costuma acontecer no primeiro lançamento de um novo foguete. Janeiro promete fortes emoções.

BÔNUS: O CÉU DE DEZEMBRO

A coluna “Astronomia” é publicada às segundas-feiras, na Folha Ilustrada.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Blogs da Folha