Arquivo - Categoria: Astrofísica

Astronomia: A estrela que desapareceu

Cientistas testemunham estrela virar buraco negro e sumir, sem explodir como supernova. JANELA INDISCRETA Descobrir supernovas nunca foi trabalho duro. Afinal, essas imensas explosões cósmicas de estrelas de alta massa que esgotaram seu combustível interno são tudo, menos discretas. As detonações cataclísmicas chegam a brilhar mais que a soma de todas as estrelas em uma(…)

Astronomia: O enigma da Estrela de Tabby

Estrela da ‘megaestrutura alienígena’ volta a piscar e mobiliza astrônomos no mundo todo. CORRE-CORRE O último fim de semana foi marcado por cenas chocantes de astronomia explícita. Cientistas profissionais e amadores correram a apontar seus telescópios para a famosa Estrela de Tabby, sigla KIC 8462852. Localizada a 1.500 anos-luz da Terra, ela subitamente voltou a(…)

Astronomia: Fotografando um buraco negro

Projeto inicia observações para tentar fotografar o buraco negro no centro da Via Láctea. FOTO DO INVISÍVEL Já começou um esforço sem precedentes para realizar um dos objetivos mais ousados da história da astronomia: fotografar um buraco negro. O projeto se chama Event Horizon Telescope e seu principal alvo é conhecido como Sagitário A* —(…)

Astronomia: Buraco negro gigante em fuga

Ondas gravitacionais chutaram buraco negro gigante para fora de sua galáxia de origem. QUANDO GALÁXIAS COLIDEM O coração de quase todas as galáxias abriga em seu interior um buraco negro gigantesco. Eles têm milhões de vezes mais massa que o Sol e são vorazes devoradores de estrelas. Mas o que acontece quando duas galáxias colidem(…)

Astronomia: Explosão da última supernova nas redondezas da Via Láctea faz 30 anos

Enquanto esperam a próxima, astrônomos seguem estudando supernova que explodiu em 1987. SN 1987A, +30 ANOS Em fevereiro de 1987, na Grande Nuvem de Magalhães, nos arredores da Via Láctea, um astro até então invisível a olho nu passou a brilhar intensamente no céu — uma supernova. Hoje, 30 anos depois, astrônomos seguem investigando a(…)

Lentes gravitacionais sugerem que o Universo está se expandindo mais rápido que o esperado

Um grupo internacional de astrônomos acaba de demonstrar um novo método para medir o ritmo de expansão do Universo, e ela parece estar mais rápida do que os cientistas esperavam. A nova medição coincide bastante com outra feita no ano passado, por meio de uma estratégia mais convencional, e começa a consolidar a noção de ainda(…)