Universo já formava estrelas desde bebê, indica observação de galáxia distante

Imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble mostra o aglomerado de galáxias MACS J1149.5+2223; em destaque, a observação da galáxia MACS1149-JD1, vista pelo Alma. (Crédito: ESO)

Observando uma galáxia distante, um grupo de astrônomos encontrou evidências de que já havia formação de estrelas apenas 250 milhões de anos após o Big Bang. Se o “apenas” soa estranho acompanhado por “250 milhões de anos”, tenha em mente que esse número representa cerca de 2% da idade atual do Universo, 13,8 bilhões de […]

Leia Mais

Satélite Gaia cria mapa 3D da Via Láctea

Imagem de céu inteiro obtida pelo satélite Gaia revela todos os detalhes da nossa galáxia (Crédito: ESA)

O Natal chegou mais cedo para os astrônomos. Na semana passada, a Agência Espacial Europeia divulgou a segunda bateria de dados do Gaia, satélite destinado a fazer o maior censo estelar da Via Láctea. Com essas informações, é possível gerar um mapa 3D da nossa galáxia, mesmo estando nós do lado de dentro dela. Lançado […]

Leia Mais

Nasa adia lançamento do Telescópio Espacial James Webb para 2020

Concepção artística do James Webb no espaço (Crédito: Nasa)

Más notícias para os fãs do Telescópio Espacial James Webb, vendido pela Nasa há anos como o sucessor do Hubble nos corações e mentes do mundo todo. A agência espacial americana anunciou nesta terça-feira (28) que terá de mais uma vez adiar o lançamento em um ano — agora a expectativa é de que ele […]

Leia Mais

Astronomia: NGC 1277, uma galáxia-relíquia

Em destaque, a galáxia NGC 1277, uma relíquia que interrompeu sua evolução quando o Universo era jovem. (Crédito: STScI/Nasa/ESA)

Hubble detecta ‘galáxia-relíquia’ próxima, capaz de revelar segredos do passado do cosmos. PEÇA DE MUSEU Usando o Telescópio Espacial Hubble, um quarteto internacional de astrônomos encontrou no Universo próximo uma “galáxia-relíquia” — representante de como costumavam ser muitas das galáxias no passado remoto. NGC 1277 Ela está localizada na constelação de Perseu, próxima à região […]

Leia Mais

Astrônomo amador argentino flagra detonação de supernova em tempo real

Registro da supernova SN 2016gkg, feito em fevereiro de 2017 pelo telescópio Swope, de 1 metro. (Crédito: Carnegie Institution for Science, Las Campanas Observatory, Chile)

Por um golpe de sorte daqueles que fazem os ganhadores da Mega-Sena parecerem pessoas comuns, um astrônomo amador argentino apontou seu telescópio para uma galáxia exatamente no mesmo momento em que uma estrela explodiu por lá como supernova. O achado permitiu a raríssima oportunidade de estudar os primeiros momentos da detonação e assim explorar os […]

Leia Mais

Astronomia: As maiores estrelas do Universo

Universo adolescente já tinha buracos negros gigantes, e descoberta surpreende astrônomos

O Universo já estava no negócio de fabricar buracos negros gigantes bem antes do que se costuma imaginar. É o que se depreende da descoberta recém-anunciada por um grupo internacional de astrônomos: eles encontraram evidências de um desses glutões cósmicos, com massa equivalente à de 800 milhões de sóis, que já estava lá quando o […]

Leia Mais

Supernova que insiste em não apagar intriga astrônomos

Um grupo internacional de astrônomos encontrou uma supernova diferente de tudo que já se viu antes. O achado pode colocar em xeque nossa atual compreensão de como estrelas de massa muito alta — dezenas ou até centenas de vezes a do Sol — encontram seu fim explosivo. Tudo começou em 22 de setembro de 2014, […]

Leia Mais

Astronomia: O mistério dos super-raios cósmicos

Raios cósmicos de energia ultra-alta vêm de fora da nossa galáxia, revela estudo. ACELERADOR CÓSMICO O acelerador de partículas mais poderoso do mundo é o europeu LHC. Ele acelera prótons a altíssimas velocidades e então os faz colidir, para estudar os estilhaços do encontro — um sem-número de partículas de todo tipo. Este é o […]

Leia Mais

Ondas gravitacionais e luz da colisão de estrelas de nêutrons revelam segredos do Universo

Uma colisão de estrelas de nêutrons ocorrida há 130 milhões de anos numa galáxia distante ganhou aqui na Terra um privilégio especial: tornou-se o primeiro fenômeno espacial a ser observado tanto por ondas gravitacionais quanto por luz. É o equivalente astronômico de uma feijoada completa. O resultado tem implicações vastas e marca o início de uma […]

Leia Mais