Arquivo - Categoria: Extragaláctica

A galáxia mais distante já vista

Novo recorde na astronomia: um grupo internacional de pesquisadores anunciou a descoberta da galáxia mais distante já vista até agora. A luz detectada pelos telescópios partiu dela quando o Universo tinha apenas cerca de 5% de sua idade atual, mais de 13 bilhões de anos atrás. O achado representa uma janela para a investigação da(…)

As primeiras supernovas do Universo

Um supertelescópio espacial com lançamento marcado para 2018 será capaz de observar as primeiras supernovas do Universo. Essa é a empolgante conclusão a que chegou um grupo internacional de astrônomos liderado por um pesquisador brasileiro. O estudo tem por objetivo avaliar o potencial do Telescópio Espacial James Webb, um projeto liderado pela Nasa, agência espacial(…)

Sinais de supercivilizações?

Um estudo recém-concluído por pesquisadores americanos identificou 50 galáxias que podem conter sinais de uma supercivilização atuando nelas. Contudo, os resultados preliminares não são conclusivos, e é bem possível que as anomalias encontradas sejam meramente fruto de algum processo natural. O trabalho faz parte da pesquisa G-HAT, sigla para Glimpsing Heat from Alien Technologies, ou(…)

Numas galáxias nada, nada distantes…

A Via Láctea acaba de ganhar novos vizinhos. Dois grupos independentes de astrônomos descobriram várias galáxias anãs nos arredores da nossa — todas no hemisfério Sul celeste. No total, foram identificados nove objetos, dos quais três são indiscutivelmente galáxias anãs. Os demais podem acabar se revelando apenas aglomerados globulares de estrelas — algo menos que(…)

O amadurecer do Universo jovem

Há algo muito estranho com o Universo jovem. Ao mergulharem nas entranhas do tempo e do espaço, astrônomos investigaram uma galáxia cuja luz foi emitida quando o Universo tinha “apenas” 700 milhões de anos de idade. E ela parece velha demais para aquela época remota. A descoberta foi feita combinando observações do conjunto de radiotelescópios(…)

O sopro da morte de um buraco negro

No coração da maioria das galáxias, reside um buraco negro gigantesco, com massa equivalente à de milhões de sóis. E agora um trabalho publicado na revista “Science” confirmou uma antiga suspeita dos astrônomos — quando esses objetos são suficientemente ativos, os ventos poderosíssimos emitidos a partir do centro galáctico são mesmo capazes de, com o tempo,(…)

Uma viagem a Andrômeda

Você já imaginou como seria viajar até a nossa vizinha galáctica, a famosa galáxia de Andrômeda? Ninguém tem a mais vaga ideia de como transpor esse imenso vazio cósmico. Ainda assim, graças ao Telescópio Espacial Hubble, podemos até imaginar como seria chegar lá e estudar suas estrelas individualmente. Combinando nada menos que 411 imagens, astrônomos(…)

A luz-fantasma das galáxias mortas

Plantão de Halloween. Astrônomos espanhóis declaram: “Nós vemos galáxias mortas”. Tudo graças ao venerável Telescópio Espacial Hubble. A região de estudo é esta aí da foto: uma coleção de cerca de 500 galáxias conhecida como Abell 2744, ou, mais simpaticamente, de Aglomerado de Pandora. Ela fica a cerca de 4 bilhões de anos-luz de distância,(…)

Via Láctea, a galáxia modesta

Esta é a última da série “Não há nada de especial em nossas circunstâncias cósmicas”: segundo dois grupos independentes de astrônomos britânicos, nossa galáxia é bem menos pujante do que antes se pensava. Na verdade, ela tem apenas metade da massa de nossa vizinha, Andrômeda. Os dois trabalhos, aceitos para publicação no periódico “Monthly Notices(…)