O futuro humano no Sistema Solar

Imagine um filme que em pouco menos de quatro minutos revela o futuro da exploração humana do nosso Sistema Solar. Bem, agora não imagine mais. Assista-o, com direito a narração do inigualável Carl Sagan.

“Wanderers” (“Andarilhos”, em tradução livre) é obra do artista visual sueco Erik Wernquist e traduz, em poucas cenas, toda a beleza dos mundos que orbitam o nosso Sol. Não há ficção nos cenários explorados — apenas a presença de humanos neles é um vislumbre do nosso distante porvir, caso a civilização consiga sobreviver à atual adolescência tecnológica e se desenvolva para colonizar o espaço.

O texto é emprestado do livro de Sagan, “Pálido Ponto Azul”, narrado por ele mesmo, e a combinação é sensacional. Abaixo, confira uma tradução livre do conteúdo do filme.

***

TODOS OS LOCAIS MOSTRADOS NESTE CURTA-METRAGEM SÃO RECRIAÇÕES DE LOCAIS VERDADEIROS EM NOSSO SISTEMA SOLAR

Apesar de todas as suas vantagens materiais, a vida sedentária nos deixou inquietos, insatisfeitos. Mesmo após 400 gerações em vilas e cidades, não nos esquecemos. A estrada aberta ainda nos chama, como uma canção da infância quase esquecida.

ANDARILHOS

Investimos lugares distantes com um certo romance. O apelo, eu suspeito, foi meticulosamente moldado pela seleção natural, como um elemento essencial à nossa sobrevivência.

Verões longos, invernos amenos, colheitas ricas, caça abundante, nada disso dura para sempre.

Sua própria vida, ou de seu bando, ou até mesmo de sua espécie, pode ser produto de uns poucos inquietos, atraídos, por um desejo que eles dificilmente podem articular ou compreender, para terras desconhecidas e novos mundos.

Herman Melville, em “Moby Dick”, falou por andarilhos de todas as épocas e meridianos. Ele disse: “Eu sou atormentado por uma coceira interminável por coisas remotas. Eu adoro navegar por mares proibidos.”

Talvez seja um pouco cedo. Talvez o tempo não tenha ainda chegado. Mas esses são os mundos que prometem oportunidades nunca ditas, acenando. Silenciosamente, eles orbitam o Sol, esperando.

***

Em poucos minutos, vemos astronautas deixando a Terra e explorando Marte, o cinturão de asteroides, Júpiter, Saturno e Urano. No planeta vermelho, a civilização estabelece uma colônia, acessível por meio de um elevador espacial. Vemos intrépidos humanos observando um tocante pôr do Sol marciano.

Um pôr do Sol em Marte, baseado em imagens reais obtidas pelo jipe Spirit!
Um pôr do Sol em Marte, baseado em imagens reais obtidas pelo jipe Spirit!

No cinturão, asteroides são escavados e transformados em estruturas ocas capazes de abrigar humanos em seu interior, protegidos ali da radiação cósmica. Em Júpiter, exploradores admiram a Grande Mancha Vermelha e caminham por sobre a superfície gelada da lua Europa.

Caminhando pela superfície de Europa, uma das luas de Júpiter.
Caminhando pela superfície de Europa, uma das luas de Júpiter.

Em Saturno, a humanidade visita as plumas da pequena Encélado, estabelece colônias em Iápeto e literalmente voa sobre os mares de metano de Titã. Enormes dirigíveis flutuam por sobre as nuvens saturninas, admirando a beleza dos anéis, também visitados de perto por astronautas. E, em Urano, outro esporte radical: salto dos desfiladeiros de Miranda, os maiores do Sistema Solar.

Saltando do abismo em Miranda, lua de Urano! Radical!
Saltando do abismo em Miranda, lua de Urano! Radical!

Incrível demais para ser verdade? Todos esses lugares existem e estão ao nosso alcance. Nada do que esse filme mostra é impossível. É apenas extraordinariamente caro e exigirá grandes investimentos de engenharia no futuro. Mas, se a humanidade durar por mais algumas centenas de anos, quem duvidará de que este pode ser o nosso futuro?

Como diz o próprio Sagan, ainda não está claro quando isso vai acontecer. Talvez o século 21 ainda não seja o momento. Mas podemos já de hoje vislumbrar com clareza — graças a nossos próprios esforços pioneiros com sondas automáticas — as cenas que moldarão os sonhos de nossos descendentes, no futuro distante.

É de se emocionar.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook e no Twitter

Comentários

  1. Genial … vídeo belíssimo, me fez pensar que quando terminarmos por aqui já podemos ocupar e destruir outros sistemas. Diversão garantida por muuitto tempo!!

  2. EMOCIONANTE! Alguém disse que quase caiu da cadeira qdo assistiu, eu tive me controlar pra não sair pulando de alegria. Imagens de tirar o folego, é como se estivéssemos lá mesmo! Queria mais…

    1. Genial … vídeo belíssimo, me fez pensar que quando terminarmos por aqui já podemos ocupar e destruir outros sistemas. Diversão garantida por muuitto tempo!!

  3. Curiosamente hoje li duas matérias cietíficas, uma sobre Stephen Hawking, “Stephen Hawking: Inteligência artificial pode destruir a humanidade”, na Folha, e a outra, esta matéria, “O futuro humano no Sistema Solar”. Incrível a proximidade de idéias, da temática dessas duas matérias.
    Acho que a humanidade não precisará de centenas de anos pra isso. Nessa minha humilde e minúscula análise, acredito que a raça humana está próxima de sair para passeios pelo sistema solar. Considerando ainda, que a exploração robótica também fará(já o faz) parte desse novo capítulo da humanidade. Essa parceria poderá dar muito certo ainda.
    Abraços ao Mensageiro

  4. No estágio atual do conhecimento, sonhar é preciso, é possível, viver não é preciso.

  5. Parabéns Salvador,

    Admiro muito todo assunto que aborda o imenso universo. Isso me faz imaginar o quanto somos insignificantes neste pequeno ponto azul.

  6. Pq será que em um pedaço do vídeo há o símbolo do Yin Yang numa das superfície de um dos planetas? Alguem mais viu? Abs.

    1. Fernando, acho que é uma representação da cultura humana se espalhando pelo Universo. No futuro, haverá pichações com dizeres “Fulano esteve aqui” no Valles Marineris, em Marte. rs

  7. Salvador, parabéns pelo blog!!!
    Segue mais um vídeo baseado nesse fantástico livro que devia ser adotado em escolas de 1o grau, com narração do mestre Carl Sagan:

    https://vimeo.com/22582065

    “Wake up wolrd. The time is now”

  8. Caro Salvador Nogueira. Aproveito para destacar sua participação no último programa do Canal Livre, onde foi melhor e mais claro e bem informado do que o professor entrevistado.

  9. Sinceramente? Se não nos aniquilarmos antes, nós iremos. Já fizemos isso uma vez: saímos das savanas africanas e colonizamos o mundo todo. E sabem por quê? Pois o desejo da exploração está gravado no nosso DNA. Ah, mas é caro…hoje, sim. Mas o avanço tecnológico fará o custo cair, e a iniciativa privada entrará pesada no jogo da exploração espacial.

  10. Emocionante! Eu quase pulei da cadeira quando vi o pôr do sol em Marte. Foi como se tivesse sido eu o responsável pela foto, de tão real, de tão próxima da nossa realidade. aquela foto é real!

    E a visão da superfície de Júpiter (se não estou enganado) quando as portas da espaçonave se abrem são tão reais quanto olhar pra lua a noite. Queria poder viver 500 anos para ver isso acontecer. E o sorriso no final do vídeo demonstra como grande maioria das pessoas ficou ao ver este curta. É de arrepiar.

  11. Eu nasci na época errada. Nasci cedo demais. Nasci ainda na era do confinamento gravitacional. Pena que é só uma vez q se vive…

  12. Salvador,

    Muito interessante o video , obrigado por postá-lo.
    Creio ser natural a colonização do nosso sistema solar nos proximos séculos mas não acho que será para atividades edílicas.
    Vamos buscar recursos naturais pra poupar o pouco que sobrar da Terra.
    O chato é que mesmo quando se tornar comum viagens para colonias dentro do nosso sistema, ainda assim não teremos tecnologia para viagens interestelares ´num prazo viável para vida humana.

    Abração.

  13. O elevador espacial apesar de caríssimo dizem que é perfeitamente exequível, mas os riscos não seriam enormes? Como ficaria a radiação cósmica, as tempestades solares, os asteroides que as vezes passam “raspando”, além da enorme quantidade de lixo espacial em órbita?

  14. Caro Salvador, seria possível uma exploração humana presencial nos gigantes gasosos? Fico imaginando um voo no olho da grande mancha vermelha de Júpiter. O que impediria uma expedição tripulada nestes mundos quase etéreos?

    1. Na alta atmosfera, como o vídeo mostra, seria possível. Mas não muito pra dentro, pois a pressão seria excessiva.

  15. Saver, em seu lugar eu cogitaria mudar meu nome para Barrabás Nogueira porque o povo tá exagerando um pouco no messianismo. Amplexos! 😀

  16. Off-topic, mas nem tanto!

    Salvador, você já ouviu aquele suposto áudio vazado do Neil Armstrong na lua, que a NASA supostamente censurou, onde ele falava de disco seguindo eles.
    A voz parece dele mesmo, confere isso?

  17. Salvador! Aqui é DEUS. Você achava que eu não existia né, seu safadinho!

    Seu lugar no Inferno está reservado! Pedi até pra deixar umas brejas na geladeira do inferno (Eu su Deus, eu posso fazer gelo no inferno), e chamei a Marilyn Monroe e a Cleopatra pra gente fazer uma festinha quando vc chegar.

    Beijo, continue pecando e falando que eu náo existo pra não desmarcar nossa balada!

      1. Parabéns Salvador pelo lindo trabalho!

        Tenha perseverança e paciência com nossos amigos que vem aqui derramar sua ira. A evolução vem para todos.

        “A boca fala do que o coração esta cheio…”

        Saudações Salvador.

        [ ]´s

    1. Perguntinhas:

      Por que Deus exige ser amado e reconhecido? É por vaidade?

      Já tentou comparar 90 anos com a “eternidade”? Será que 90 anos sem reconhecer a existência de tão maravilhoso e bondoso ser merece um castigo “eterno”?

      Agradeço antecipadamente uma resposta. Abraços!

      1. Deus não exige que você o reconheça ou o adore. Mas ele quer que você o faça. Realmente 90 anos não são nada comparados a eternidade, mas você terá uma eternidade pra passar, de tormentos, se não reconhecer Deus. Se aceitar Jesus, seu lugar no conhecimento infinito estará reservado e conhecerá todos os desígnios do universo.

      2. Radoico,

        Tu perguntaste: É por vaidade?

        Vou te explicar direitinho agora, mas quando tu tornar-te meu hóspede, cujo dia já agendei para atender-te pessoalmente, desenharei para você.

        1 – Tudo começa com aquilo que está escrito. O que está escrito é perfeito, imutável, completo eterno, verdadeiro, inspirado e traduz toda a realidade. Não pode ser mudado e nem alterado. É a palavra exata, definitiva, que traduz a mensagem correta. Não pode ser mal interpretada e nem distorcida.

        2 – A palavra “”tudo”” significa:
        tu.do
        pron. indef. 1. A totalidade do que existe. 2. Todas as coisas a que se faz referência. 3. Coisa essencial. 4. Todas as coisas.

        Então, tudo é vaidade. Tudo. A totalidade.
        Quer que eu prove? Leia abaixo. Mas não se esqueça, tudo é tudo.

        ¶ Palavras do pregador, filho de Davi, rei em Jerusalém.
        Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade. Eclesiastes 1:1-2

        E reforçando:

        ¶ Vaidade de vaidades, diz o pregador, tudo é vaidade. Eclesiastes 12:8

        Respondido?? Te aguardo. E ao Salvador. E a todos, pois todos (todos) virão a mim.

          1. Rapaz, eu estou com uma pequena artrite, há uns quinhentos mil anos, coisa recente, e por isso acabo considerando a minha senzala de Vênus um pouco fria.

            Onde eu gosto mesmo e sinto-me aquecido, é no meu aprisco (local onde ficam algumas das minhas ovelhas) situado em VY Canis Majoris, lá na Cão Maior (Cão, Canis, é tudo parente), na Via Láctea, que é bem pertinho, não chega a 2 kpc.

            De vez em quando, eu tiro umas férias lá no NGC 3842. É um lugar para refletir e sentir o PESO da consciência. Mas é fácil de entrar, mas um pouco difícil de sair, parece que ele puxa um pouquinho para dentro.

            No entanto, meu lugar preferido para passear e me divertir é a Terra. Eu tomo um pouco de cuidado nesse planeta, porque tem muita gente querendo tomar o meu lugar.

            Passeio muito pela Terra. Claro, com a permissão Dele.

            ¶ E num dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles.
            Então o Senhor disse a Satanás: Donde vens? E Satanás respondeu ao Senhor, e disse: De rodear a terra, e passear por ela. Jó 1:6-7

    2. O mensageiro Sideral está alcançando outras paragens!
      Se ele já está lá, poderia descrever com detalhes o ambiente a localização etc

    3. Até onde eu sei naquele livrinho lá da idade do bronze diz que pecado mesmo daqueles de danar a alma é usar o nome do Jeová em vão. Fingir na Internet que é o Altíssimo, distribuindo ameaças, então deve mandar direto para aquele círculo mais interno no inferno… Bon voyage!

    4. Deus não existe, mas o Diabo sim. O Diabo criou Deus para enganar os homens e estes acreditaram por medo da morte e da solidão. Mas sabe aonde o Diabo reside? Ele já residiu em vários lugares, todos dentro dos seres humanos e de algumas de suas criações, mas ultimamente ele está dentro de todo lugar lotado de religiosos que tem medo de tudo e são tão ignorantes que se recusam a entender a natureza e a realidade, tentando fazer tudo parecer ser conveniente as suas crenças ou obrigar outros a seguir estas mesmas. O Diabo sempre aparece neste blog e não é o “Lúcifer”, mas todo mundo que sempre cita Deus ou alguma passagem da Bíblia a cada comentário ou resposta somente para criar dúvidas, confusão ou discussões inócuas. Ou seja, o Diabo também não existe, ele só é um comportamento do ser humano mais primitivo.

  18. Salvador só podemos agradecer seu esforço em nos brindar todos os dias com todo esse material fantástico que você consegue para nós. Sem você, muitos como eu, não teriam acesso a essa fantasticas informações, já que nem saberia onde procurar. Agradeço de montão.

  19. ta maluco cara, to arrepiado até agora, espero que esse negócio de reencarnação seja verdadeiro, pois quero estar neste futuro.. FANTÁSTICO!

  20. Belíssimo e emocionante, Salvador! Grato pela tradução, pois meu inglês é muito melhor na leitura do que na audição, assim havia perdido o significado de algumas frases.

    Que jamais dublem esse vídeo, deixem a voz de Carl Sagan e usem legendas.

  21. Salvador, você sabe quais seriam os melhores locais no estado de São Paulo para se observar o céu noturno? Grande abraço.

    1. Fabio, não sei precisar. Mas tem que fugir das luzes urbanas e de lugares com muita nuvem… Tem muito interior com céu bonito por aí.

    2. Fábio, se você puder ir para a Pedra Sonora, na Serra do Alambari (Itatiaia- Rio) você terá 300 bilhões de estrelas diante de seus olhos. Eu fui, vi e recomendo. Aquilo tudo é Deus!

      1. Oi Lilás, obrigado pela dica! Não conheço a região, mas pelas fotos na internet o lugar é bem legal! Já está anotado na minha lista de futuras viagens. Obrigado!

  22. A humanidade está vivendo sob uma cortina extremamente densa. Jamais devemos nos contentar com a mera aparência do que a nossa vista é posto. Devemos cultivar uma mentalidade nobre para termos condições de buscarmos as verdades mais profundas. E assim, termos condições de tatearmos com mais precisão na busca incessante pelo conhecimento, na vastidão cósmica. Por isso, não seja apenas um seguidor ou admirador do trabalho de nosso querido Salvador, mais sim, um propagador do conhecimento que ele nos disponibiliza de graça, através de seu inigualável trabalho. Abraços

  23. O asteróide escavado para servir de abrigo para humanos, como se fosse um mundo “invertido”, lembra a nave de “Encontro com Rama”, de Arthur C. Clarke.

    1. Também lembrei do livro de Clarke.
      Sua obra tem o poder de tornar crível qualquer sonho do Homem.

  24. Houve um tempo, mais ou menos aos 15 anos de idade, que acreditei em Asimov, que dizia que os extraterrestres seríamos nós, que sairíamos pelo cosmo conquistando mundos e nos tornando aliens para estes mundos. Só que hoje, conheço minha espécie, conheço a insignificância do que fazemos e sei que a Terra vai se livrar de nós antes que possamos nos livrar dela.

  25. Em uma única palavra: espetacular!

    O vídeo dá uma noção exata da grandiosidade dos astros que compõem o nosso Sistema Solar e nos propõe uma séria reflexão a respeito do nosso papel na Terra e no cosmo. Pena que não mencionou Netuno com os vulcões de gelo de seu satélite Tritão e nem Vênus e Mercúrio, apesar de Vênus não permitir a presença humana em sua superfície, um sobrevoo desse planeta já seria magnífico. Para quem acha bonita a Lua cheia nascendo no horizonte (e ela é), imagine o quão espetacular seria um “Vênus cheio” ou mesmo um “Mercúrio cheio” e com o observador obviamente protegido do calor e das radiações.

  26. Olá Salvador.
    Um dos trechos que mais me despertou interesse no seu livro foi o entusiasmo com que alguns cientistas defendem a hipótese de que o próximo degrau evolutivo seria a vida pós biológica.
    Você assistiu a ficção científica “Transcendence”, estrelada pelo Johnny Deep, que trata do assunto?
    Qual sua opinião a respeito?
    Também estou curioso para saber quais seriam seus números para a Equação de Drake e qual das possíveis respostas do Paradoxo de Fermi te agrada mais.
    Abraço!

    Paulo Antonio, do blog “Astronomia observacional e astrofotografia amadora”
    http://astrosantos.blogspot.com.br/

    1. Paulo, não vi Transcendence. É bom? Vou atrás. Sobre meus números pra equação de Drake, em breve publicarei por aqui. Já fiz o exercício, para uma palestra que dei no ITA duas semanas atrás! 🙂

    2. Sem spoilers. Achei Transcendence mais um ensaio do homem tentando ser Deus. Assim como a criança brinca tentando imitar ao pai na sua profissão. Mas já dizia aquele Astuto cabeludinho que passou pela galiléia há 2mil anos: “Vóis sois Deuses. Podeis fazer tudo que faço e muito mais”. Vai levar um tempo.. Mas eu fecho com Ele.

  27. caro Salvador ,
    porque está tão dificil para Rosetta na orbita do cometa achar a Philae e fotografa-la

    1. Ela deve estar escondida por rochas, e a Rosetta está a uma altitude que não permite vê-la com facilidade.

  28. Putz.. quase chorei aqui.. esse cara teve a manha demais. Não bastasse a qualidade superior da arte, ainda coloca o Carl Sagan pra narrar..

    :’-]

    1. Só não entendi a passagem em 2:15, de um elevador sobre uma paisagem à la Interestelar. O que seria?

      1. Um elevador espacial construído sobre Marte. Os conceitos de elevador espacial têm recebido cada vez mais atenção, depois de popularizados na ficção por gente como Arthur C. Clarke. Normalmente eles são imaginados como uma forma de transporte para a Terra, mas aqui eles foram mais ousados e pensaram nisso como infraestrutura para Marte! 🙂

  29. Poxa, Salvador, realmente é espetacular essa previsão das futuras conquistas humanas, é realmente de se emocionar, justamente também pelo fato de que nossa geração, apesar de ter certeza de que isso será inevitável, não irá assisti-las ao vivo. Deixemos este privilégio para as futuras gerações, pois a nossa também já usufrui das inúmeras maravilhas proporcionadas pela inteligência humana, pela ciência e pela Natureza do nosso mundo e do Universo. Usufrui também desta bela obra Wanderers!

  30. Parabéns por esta postagem fantastica.
    Se possivel poderia depois colocar mais algumas informações sobre Roseta?
    Obrigado e continuamos lhe seguindo.
    Walter Monteiro

  31. Bom dia Salvador!

    Acho muito legal “viajar” pelo espaço conforme o vídeo e também acredito que num futuro não muito distante estaremos empreendendo tais viagens e sempre gosto de usar os rápidos desenvolvimentos tecnológicos da humanidade nos últimos cem ou duzentos anos como exemplos de realizações e que nos permitem imaginar como factíveis estas viagens ainda, que tenhamos de antes de superar as diferenças mais atinentes à espécie humana como: diferentes credos, ideologias, fanatismos e disputas pelos recursos naturais. É de se esperar que até os inícios destas viagens não ocorra uma hecatombe decorrente de algum impacto de asteroide perdido no espaço que resolva nos pulverizar. Sejam os irmãos Wright ou Santos Dumont o primeiro a voar nos inícios de 1900 até pousar em Marte não decorreram muito mais que cem anos.

    1. A imprecisão e os “dribles” a realidades para sermos “politicamente corretos” diminuem nossa capacidade de aprendizado cientifico, porque nos acostuma a lidarmos com falsidades como se fossem verdade apenas porque supostamente “é melhor escrever assim”. Foram os irmãos Orville e Wilbur Wright mesmo os que criaram o avião. E vamos parar com os arroubos nacionalistas.

      1. Lúcifer eu concordo com você em tudo que disse, entretanto, tento não polemizar os assuntos para não fugir do tema do Salvador, que já nos permite colocar nossos comentários. Em relação ao primeiro voo apesar de desagradar aos brasileiros, parece que uma entidade internacional sediada em Paris reconhece oficialmente que foi, de fato, os dos irmãos Wright. Longe de apreciar arroubos nacionalistas, sou um ferrenho crítico de nossas ausências/incompetências sejam nos campos científicos ou industriais.

  32. Bom dia!

    Salvador, essas viagens, embora emocionante, são muito caras!
    Péra aí, quando há até umas 401 gerações passadas, os humanos eram errantes e buscavam novas terras, novos mares, novos climas, será que também era caro essas aventuras? Creio que eles investiam na locomoção (calçados melhores, cajados mais resistentes e leves), na proteção (lanças mais longas e precisas, tendas mais fáceis de montar e desmontar) e principalmente coragem. Talvez um incentivo inicial (diminuição da caça, clima desfavorável) tenha sido o estopim…
    Em nossas eras, temos tudo isso, locomoção, proteção, coragem (haja visto a qtde de pessoas querendo ir para Marte), o que falta, talvez seja o incentivo (espero que não precisem disso nunca). Imaginem se tal incentivo tenha que ser a diminuição de nossas caças, ou clima desfavorável… só que global!!
    Espero, sinceramente, que tenham como incentivo, o desejo por conhecimento, a ânsia por aventuras!
    Bons ventos!!

    abs,

    1. Cara. Sinceramente, é um saco o fanatismo dos religiosos. Mas esse negócio de tudo em astronomia ser revertido para “Teoria da Evolução”, também é fanatismo. Tudo é “…tribos caçando nas planícies…” “…coletores procurando área de cultivo…” “…conquistar parceiras para procriar…” . O coisinha simplória e chata para vincular a tanta complexidade como o homem e o Universo.

      1. Domingos antes de criticar como chato, acho que você poderia ler com mais atenção o texto.

  33. Salvador, muito bonito, mesmo, principalmente as citações usadas. Só que na época do Carl Sagan, ainda eram desconhecidos muitos fatores – recentemente apareceu um que pode inviabilizar muitas tarefas. É o caso da “muralha invisível”, onde partículas de altíssima energia são paradas por um motivo ainda desconhecido, entre os dois cinturões do Van Allen, a meros 16.000 km da superfície terrena. Se for usado o elevador espacial e a velocidade que deve proporcionar, mesmo neste trecho no vácuo, a exposição não afetaria de alguma forma a saúde dos usuários? E o que dizer de uma situação similar em Júpiter, onde o campo magnético é mais potente do que o da Terra, inclusive influindo nas órbitas mais interiores, como em Io e Europa? É sabido que existe um fluxo de alta energia entre Júpiter e Io. Não teria algum similar, mesmo com intensidade menor, entre o gigante e Europa? os robôs pdoeriam ajudar, mas, como se entende implicitamente no vídeo, temos a necessidade de expandirmos e de saciar nossa curiosidade e ânsia de exploração, como seriam tratados tais obstáculos? Bom, sonhar não custa nada e somos movidos pela esperança e pela aventura…

    1. Carlos, radiação é mesmo o maior impedimento das coisas que vemos nesse filme. Mas nada é impossível se você limitar o tempo de exposição. E temos de presumir que as tecnologias de deflexão de radiação, até por conta de descobertas como a da barreira invisível, melhorem nos trajes espaciais até lá.

  34. Bacana, mas vai demorar muito tempo até os problemas básicos das viagens pelo espaço sideral serem resolvidos. Mesmo hoje em dia não se consegue colocar um satélite em órbita sem algum risco e são vários os que se perdem. Além disso, só a tecnologia não resolve, a Sociedade tem que mudar radicalmente para que assuma uma empreitada dessa magnitude. Todos os problemas terrenos ambientais, sociais, políticos e materiais precisarão estar resolvidos antes de um passo de gigante como esse. Não vejo isso num futuro próximo e nem no mais distante. Numa visão um pouco mais pessimista, acho que isso aí é apenas mais um dos devaneios do Sagan.

    1. Concordo plenamente. O risco envolvido em colocar apenas um homem em órbita já é tremendo, quanto mais uma colônia inteira em algum inóspito planeta do sistema solar. É morte na certa. Faz muito mais sentido, e é muito mais factível, enviar sondas não tripuladas cada vez mais sofisticadas a fim de obter informações cada vez mais precisas. Quem sabe, quando resolvermos tudo por aqui, poderemos pensar em colonizar outros mundos.

  35. Parabéns pelo teu trabalho Salvador. Louvável o fato de trazer um pouco de ciência no meio de toda essa cretinice das notícias do dia a dia.

Comments are closed.