Neste carnaval, não perca o desfile dos planetas!

Prepare-se. Neste sábado de carnaval, virada do dia 6 para o dia 7, o céu noturno irá proporcionar um imperdível desfile de todos os planetas visíveis a olho nu.

A folia começa no horizonte leste (onde nasce o Sol) por volta das 22h, quando entra na avenida — não a Sapucaí, mas a eclíptica — o glorioso Império de Júpiter. Depois, lá pela 1h da manhã, é a vez dos Acadêmicos de Marte. Não muito mais tarde, às 2h30, chegam os Unidos de Saturno. Lá pelas 5h, para fechar a madrugada, desfilam os Caprichosos de Vênus e Mercúrio e, por fim, a União da Lua, antes de o raiar do Sol anunciar um novo dia.

É uma boa dica para você, folião que gosta de admirar as coisas do céu (e, incidentalmente, pode não estar tão interessado em ver as mesmas bundas de todo ano, das mesmas mulatas de todo ano, nas mesmas pseudofantasias de todo ano, sob o mesmo ritmo hipnótico de todo ano, como se o carnaval fosse uma versão tupiniquim do Dia da Marmota).

OCASIÃO ESPECIAL
Os mais atentos já devem ter reparado que nos últimos dias os planetas têm se oferecido com mais facilidade aos amantes da observação celeste. Contudo, Mercúrio ainda estava meio arredio, pois ele estava nascendo no horizonte apenas pouco tempo antes do próprio Sol, o que acabava por ofuscá-lo muito rapidamente no fim da madrugada. Na virada do dia 6 para o 7, contudo, esse problema é minimizado, pois o primeiro planeta a contar do Sol atinge seu afastamento máximo, da perspectiva da Terra, com relação ao astro-rei, o que facilita sua observação.

É importante lembrar que o fato de os planetas estarem todos mais ou menos alinhados no céu não é, por si mesmo, nada surpreendente — afinal, suas órbitas em torno do Sol estão dispostas todas aproximadamente no mesmo plano. O bacana é todos estarem no lado “noturno” do céu, por assim dizer, dando-nos uma rara visão dos cinco planetas clássicos numa mesma cena.

Se estiver nublado no sábado, contudo, não desanime. Os próximos dias devem oferecer condições similares de observação, e o mês de fevereiro ainda tem mais algumas surpresas.

CHUVA DE METEOROS E JÚPITER
Na virada de segunda para terça-feira (8 para 9), pleno feriado por tanto, rola também o auge da chuva de meteoros das alfa-centaurídeas. Como o nome sugere, as estrelas cadentes têm radiante na estrela Alfa Centauri, a mais brilhante da constelação do Centauro, que você pode encontrar das 22h em diante na direção do horizonte Sul. (Dê uma olhada no vídeo para conferir a carta estelar.)

E Júpiter permanece como uma atração permanente — o “desfile das campeãs”, por assim dizer — durante o mês, na constelação de Leão. No dia 24 (uma quarta-feira), ele estará facinho de encontrar, a cerca de um grau da Lua. E cinco dias depois, no atípico 29 de fevereiro (posto que o ano é bissexto), ele oferece um prêmio especial para quem telescópio: entre as 20h34 e às 21h20 (horário de Brasília) será possível observar o trânsito das sombras das luas Io e Europa (duas das quatro descobertas por Galileu em 1610) por sobre a superfície iluminada do planeta.

Na real, o mês de fevereiro terá três ocorrências similares, nos dias 22, 26 e 29, mas só a terceira ocorrerá num momento em que coincide com as horas do céu noturno aqui no Brasil.

E se chover ou estiver nublado? Não desanime, folião, pois ainda haverá mais uma chance de ver um trânsito das sombras em horário propício no dia 8 de março — mesma data em que Júpiter atinge sua oposição com relação ao Sol (estando, portanto, mais favorável para observação aqui na Terra).

Por enquanto é só. Mas fique ligado no Mensageiro Sideral para saber as últimas novidades do espaço e conferir mais dicas de observação do céu!

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Olá, você gostaria de aprender passo a passo como ler até 3 vezes mais rápido do que você lê hoje?
    Então eu tenho um desafio para você!
    Clica no meu nome para você saber mais.

  2. Salva.a energia escura nao poderia ser considerada a 5 força do universo junto com a gravidade..eletromagnetica força forte e fraca?

    1. Poderia, se ao menos a compreendêssemos! Mas é bem por aí mesmo! Ela parece ser uma força da natureza, só que não a entendemos ainda para dizer como ela se propaga e onde ela tem origem!

      1. “Coitados” dos cientistas entao..ja quebram a cabeça p tentar criar a teoria unificadora das 4..imagina com 5…kkk
        Ps:sou irmao do Paulo Maffia.
        Saudaçoes tricolores

      2. A materia escura ou energia escura se chama fluido cosmico universal e não existe vacuo no universo.Está lá no livro A genese De A Kardec escrito em 1860.leia e conteste.

        1. Contesto. Energia escura e matéria escura são coisas diferentes, para começar. Enquanto a segunda parece ser feita de partículas que ainda não conhecemos (mas cujos efeitos gravitacionais podemos observar), a primeira, segundo alguns, pode ser uma propriedade do próprio espaço. Sobre o “fluido cósmico universal”, ele remete muito mais à ideia do “éter luminífero”, que era vigente na física na época de Kardec, no século 19, mas desde então já foi demonstrado inexistente. É notório contudo que a física descrita por Kardec faça alusão a conceitos errôneos do século 19. Claramente, se ela é fruto de contato com espíritos, é de espíritos que não tinham conhecimento além do disponível na época de Kardec.

        2. Procure um blog de teologia para debater a esse respeito. Em um blog de ciência essa discussão não faz sentido.

  3. Na verdade cada planeta seria uma ala de uma escola de samba, o Grêmio Acadêmico Unidos da Eclíptica, que neste ano veio com o enredo “Onde está o nono planeta?” onde Júpiter seria a comissão de frente simbolizando o que seria o nono planeta, Marte simbolizaria a busca pela vida fora da Terra, Saturno seria a ala das baianas simbolizando as sondas interplanetárias, Vênus e Mercúrio seriam o casal de porta-bandeira e mestre-sala, ambos simbolizando a dança dos planetas e a Lua seria a rainha da bateria simbolizando a suprema beleza do Universo. Urano e Netuno nunca participam do desfile pois eles vem lá dos confins da periferia, sempre chegam atrasados e com as fantasias bem parecidas nas cores. Plutão chega tão atrasado que acaba desfilando numa escola de samba da divisão de acesso como figurante sem destaque.

  4. No ano passado o carnaval de Belo Horizonte estava muito tumultuado.

    Como não curto aglomerações de gente, a proposta de ir para para um sítio me pareceu algo bastante tentador. Quem sabe? Aí eu levo o meu telescópio, longe das luzes da cidade, o campo é um ótimo lugar para ver o céu noturno.

    1. Pelo telescópio você verá um espetáculo de planetas. Deu inveja pois ficarei em São Paulo. Você vai fotografar?

  5. Saudações Salvador! Ótima notícia para os aficionados da Astronomia. Acompanho normalmente com o meu pequeno telescópio de 150mm o movimento dos nossos planetas vizinhos. Em maio Marte estará em sua maior aproximação da Terra, o que facilitará observá-lo até a olho nú.

  6. Como em interessei por astronomia há pouco tempo, ainda “apanho” . Newton, também assisti recentemente a série Cosmos e achei fantástica. Comecei(e parei) Uma breve história do tempo e acredito que quando souber mais do assunto, volto neste livro. Estou no segundo capítulo de Pálido Ponto Azul. Mas voltando ao tópico, domingo tirei o sol da cama para ver os planetas alinhados e fotografei o que acredito ser Vênus que estava mais acima do horizonte e foi a última luz a se apagar . Não consegui distinguir os outros planetas. No próximo domingo, se o tempo ajudar, vou tentar de novo, mas preciso de ajuda: por volta das 5:15 da manhã, gostaria de saber como identificar onde cada um deles vai estar (próximo a qual constelação). Onde consigo um bom mapa do céu. Fazia tempo que não visitava a página e é bom saber que esta cada dia melhor. Parabéns, Salvador.

    1. Baixe o programa Stellarium, ele até trabalha junto com um telescópio, mas pode ser usado sem também. Dá para aprender muita coisa sobre a posição dos astros no céu.

    2. Tente o Stellarium pra PC ou o Stellarium Mobile pra Smartphones. São as melhores opções pra localizar as constelações e outros corpos celestes.

      😉

  7. Então me digam sabichonas, de onde saiu a materia anterior ao big bang?Os sabichonas do blog só falam deste big furada pra cá.

    1. A cosmologia do Big Bang não diz respeito ao que havia antes dele, só ao que aconteceu depois dele. Então, embora essa seja uma questão intrigante, ela não faz parte da teoria, nem deve ser explicada por ela. Na real, não sabemos o que havia antes do Big Bang — se é que havia alguma coisa. Talvez um dia saibamos. Talvez não. Mas isso não muda o fato de que SABEMOS que a atual versão do Universo, que ora habitamos, começou num grande evento de expansão cósmica. Lamento se isso o incomoda de algum modo, mas sugiro que você aprenda a viver com isso.

        1. Oswaldo, veja, não tenho problema com essa ideia. Sou partidário de que, se a ciência não tem instrumentos como sondar, você pode colocar o que lhe convier ali. Como digo e repito, a ideia de um Criador não é verificável. O que é verificável é que a atual configuração do Universo (o que nos é permitido estudar com a ciência) não foi moldada pela ação de um Criador. Então, se esse Criador existe, não teve papel importante nos últimos 13,8 bilhões de anos. O que faz pleno sentido, porque ele é um Criador, não um Administrador.

          1. Correto, como tudo o que faz é perfeito não necessita fazer reparos, ou como bem o disse administrar. Parabéns.

          2. Ótimo, então estamos de acordo com relação a tudo que veio depois dessa hipotética ação do Criador — a expansão do Universo, a origem de estrelas, galáxias, planetas e vida, a evolução das espécies, o surgimento da inteligência e o desenvolvimento da ciência e tecnologia que nos permitiram desvendar essa história. Se concordarmos em tirar interferência divina de tudo isso aí, por mim, você pode colocar o que quiser antes do surgimento do Universo que sinceramente não me incomoda. 😉

        2. “O Criador criou, nada sai do nada.”

          E quem criou o “Criador”, ou como ele foi criado, já que nada sai do nada?

          1. O Criador sempre existiu. Teu cérebro não suporta isso. Temos a capacidade de entender nossa mente ao futuro. O passado já é limitado.

          2. Acho, sinceramente, que a hipótese do Criador perde força quando admitimos que ele não teve papel no Universo após a Criação. Vira uma questão trivial que podemos debater à exaustão sem que haja uma conclusão significativa. É o que penso. Por isso não sou ateu, e sim agnóstico. Vai saber se houve Criador? Não desacredito, mas tampouco vejo a relevância.

          3. Paradoxo é existir um trademark obscuro e tupiniquim tentando assimilar os parcos conhecimentos de uns porra loucas.

          4. Então explique você, ó sábio idoso! Se nada pode ser criado do nada, e deus não é nada, de onde ele surgiu?

          1. Se fosse criado seria criatura. É, sempre foi e sempre será. Criou o Universo para alguma finalidade que desconhecemos. Teve início e chegará a algum fim. Como tudo que cria é perfeito chegará ao fim proposto em perfeição. Estamos nessa trajetória que não necessita ajustes para essa perfeição e tem certeza disso porque além de todos os predicados é atemporal, ou seja conhece o princípio o meio e o fim e é Único.

          2. De fato de uma perfeição imensa.

            O designer com certeza tinha coisa melhor que fazer ao criar o apêndice humano, o dente de siso, o envelhecimento, a decadência física e mental da criação feita à imagem e semelhança. Noutro dia estava de mau humor e assim veio o câncer, a entropia…

            Não me espanta cair não mesma armadilha dos cientistas que vivem de devaneios, os quais tanto critica.

            Ahhh tinha me esquecido, vaidades, tudo vaidades… Cada louco com sua sina.

        3. Oswaldo, tudo o que esse seu Criador faz é perfeito? Então seríamos perfeitos, se fosse ele quem nos criou… Conclusão: não fomos criados por um Criador…

        4. Sé ha mesmo um criador, como uma vez disse Saramago, ele trabalhou duro por 6 dias, criou tudo e depois sumiu, nunca mais deu as caras.

          1. Oswaldo, falta lógica total às suas afirmações… O mundo em que vivemos, complexo e maravilhoso como é, não pode ter surgido do nada, tem que ter sido criado por alguém, mas esse criador, mais maravilhoso ainda pode ter existido desde sempre, nunca ter sido criado…

            Conclusão: coisas maravilhosas podem surgir e existir sem nunca ter sido criadas…

      1. Assim como o Criacionismo também não explica de onde veio Deus antes dele estalar os dedos e criar o Universo!
        Querer desqualificar todas as evidências do Big Bang com uma perguntinha dessas, acaba-se tornando uma armadilha para a própria religião que tem uma resposta ainda mais vaga que a ciência.

          1. As evidências do Big Bang estão nos resultados obtidos pelos astrônomos e astrofísicos que estudam o universo… se você dedicar um tempinho a estudá-los, verá as evidências…

            Salvador, “Cinco evidências que embasam a Teoria do Big Bang” não seria um bom post? só para ajudar o Oswaldo…

          2. Já fiz, usando até o termo mais forte, “cinco provas” (ressaltando que uso como no juridiquês, não no cientifiquês), e aposto que deve ter comentário do Oswaldo lá. Não adianta. O cara é impermeável à razão. 😛

          3. Adiantando para você: correntes filosóficas e equações matemáticas, ambas calcadas em nosso conhecimento atual que é um nada.

          4. O Vavá… olhe seus argumentos desconstruindo-se: Se o nosso conhecimento é um nada, não temos conhecimento suficiente para afirmar que existe um criador. C’est fini.

      2. Salvador, a inteligência não surgiu da expansão cósmica.. Ela foi criada por Deus. Aliás percebo que a palavra Criador não lhe incomoda como a palavra Deus.

        1. Nenhuma das palavras me incomoda, nem Deus, nem Criador. Acho apenas Criador mais específico, porque define o sujeito como aquele que criou o Universo. Deus pode ser meio vago, e sua interpretação depende do ponto de vista da religião de cada um. Apolo era um deus, mas não criou o Universo!
          Sobre a inteligência ter sido criada por Deus, se você se refere à inteligência humana, não. No máximo, presumindo que houve um Criador para o Universo (algo que de modo algum pode ser demonstrado ou refutado), podemos dizer que ele foi criado de forma a ser inteligível.

          1. Convenhamos que, pelo menos racionalmente, o criacionismo é mais viável que o casuísmo, a aleatoriedade, a eventualidade, a ocasionalidade.

          2. Discordo. Porque um nós sabemos que existe. O aleatório existe. Podemos sortear números aleatoriamente. Não tem mistério. Já o divino, não há como demonstrar. É questão de fé. Acho, de boa, que você deve se agarrar à noção que te conforta mais, uma vez que — como eu já disse — Deus nunca poderá ser refutado pela ciência. Só não tente misturá-lo a questões científicas, pela mesmíssima razão. Como ele não pode ser refutado pela ciência, ele não tem papel numa hipótese científica. (Hipóteses científicas, por definição, têm de ser passíveis de refutação. É o que você confunde com “chutômetro”.)

      3. Não me incomoda nada não saber de onde saiu o universo.Só acho meio dificil ter saido do nada.Como os cientistas tem hipoteses pra tudo,talvez tivessem uma pra isto.

        1. Kardec diz que se vc for tentar entender Deus, vai morrer doido e não vai conseguir.Basta que o universo exista como prova.Cientista nenhum consegue fazer um unico atomo de hidrogenio .Daqui umas mil reencarnações com muita evolução nós saberemos o que é Deus.Por enquanto basta pressenti-lo.Um ateu discutia com um crente e o crente disse;-Se Deus não existir ,perdi 80 anos.Se existir vc perdeu a eternidade toda.Crer realmente em Deus e sua justiça torna o homem melhor.Os egoistas e orgulhosos não suportam um ser superior e tem desprezo pelos humildes que O aceitam.karakas!!!

          1. Kardec diz que se vc for tentar entender Deus, vai morrer doido e não vai conseguir.

            Claro, afinal não dá pra acreditar em algo que não existe.

            http://ceticismo.net/religiao/doze-provas-da-inexistencia-de-deus/

            Basta que o universo exista como prova.

            Não, não basta. Isso não prova absolutamente NADA. Apenas que o universo existe, não que foi criado por um ser imaginário superpoderoso mágico que ninguém jamais viu.

            Cientista nenhum consegue fazer um unico atomo de hidrogenio.

            Opa, mas é fácil! Faça você mesmo em casa!

            http://chemistry.about.com/od/makechemicalsyourself/a/How-To-Make-Hydrogen-Gas.htm

            Daqui umas mil reencarnações com muita evolução nós saberemos o que é Deus.

            De que adianta reencarnar mil vezes se não pode lembrar de nada da última encarnação?!

            http://ceticismo.net/ceticismo/teoria-da-reencarnacao/

            Por enquanto basta pressenti-lo.

            Claro, afinal basta você acreditar em uma coisa para que ela se torne real. Eu pressinto o dragão invisível que mora da minha garagem.

            Um ateu discutia com um crente e o crente disse;-Se Deus não existir ,perdi 80 anos.Se existir vc perdeu a eternidade toda.

            Aposta de Pascal

            http://ceticismo.net/ceticismo/a-aposta-de-pascal/

            E, sinceramente, se existe um céu, é um lugar pra onde eu NUNCA gostaria de passar a eternidade. Muito chato. Prefiro o inferno.

            http://ceticismo.net/ceticismo/por-que-nao-quero-ir-pro-ceu/

            Crer realmente em Deus e sua justiça torna o homem melhor.

            Ah sim, afinal deus era bondoso né?

            http://ceticismo.net/2015/11/07/sobre-a-bondade-de-deus/

            Os egoistas e orgulhosos não suportam um ser superior e tem desprezo pelos humildes que O aceitam.

            E os “humildes” são tão humildes que ofendem quem não acreditam no mesmo conto de fadas deles. Muita “humildade”, né não?

            karakas!!!

            KARDEKAS!!!

          2. O homem não faz um atomo de hidrogenio.Ele pode apenas manipular a materia já existente.O livro A genese de kardec,1860, fala que não há vacuo no universo e que tudo é preenchido pelo fluido cosmico universal,do qual tudo no universo é feito.Como ele poderia saber isto em 1860, se só recentemente os “cientistas” descobriram este fluido que chamam de materia escura ou energia escura ?foi um chute?

          3. Tive a impressão de já ter respondido isso. Se não respondi, não é verdade que o homem não faz um átomo de hidrogênio. O homem fabrica partículas o tempo todo e já cansou de fabricar anti-hidrogênio no CERN. Só não faz hidrogênio pelo mesmo processo porque é besta fazer algo que já existe de monte. Já antimatéria, que não existe na natureza, o homem fabrica em aceleradores de partícula. De novo, note como Kardec está preso a noções do século 19. E não é culpa dele. Se eu tivesse vivido no século 19, também estaria preso a essas noções, como agora estou preso a noções do século 21. Não é demérito. Só calhou de sabermos hoje que estava errado. 😉

        2. Eles têm. Toneladas delas. Mas por ora todas seguem sem verificação. Por isso não sabemos. 🙂

  8. Gostei do comentário sobre o carnaval.rs.Chegando a hora em que somos assolados pela mídia sobre imagens do carnaval 24 horas por dia.

  9. Salvador uma dúvida… os planetas estão começando a aparecer pelo leste agora? em outubro e novembro estava do outro lado…. ou to doido? Um abraço

    1. Felipe, não me lembro de como estava antes, mas, claro, eles muitas vezes estão a oeste — depende dos movimentos da Terra e dos planetas! Abraço!

      1. EU tenho um telescópio SEBEN com lentes de 4mm 6mm 12mm e 20mm…. porém é muito difícil achar e focalizar os planetas e quando consigo o planeta sai do campo de visão rapidinho… isso quando meu pé não esbarra no tripé e tenho que começar tudo denovo…. Ainda assim fico horas fazendo isso.. Agora já tenho o que fazer no carnaval! Valeu Salvador

        1. Boa, Felipe! E é mesmo inconveniente estar num planeta que gira! As coisas saem do campo de visão rapidinho se você não compensar a rotação da Terra! 🙂

          1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…. me fez rir alto aqui no escritório…. mancada…kkkkkk…. até tento mais é difícil… balança td no menor toque…. ainda assim adoro… rs

  10. ver as mesmas bundas de todo ano, das mesmas mulatas de todo ano, nas mesmas pseudofantasias de todo ano, sob o mesmo ritmo hipnótico de todo ano, como se o carnaval fosse uma versão tupiniquim do Dia da Marmota…

    Sensacional

      1. Bem, no meu caso, vou estar atento às bundas, às mulatas, às fantasias, embalado pelo ritmo hipnótico. Não abro mão. E com certeza vou ver os planetinhas no final da noite. E vou me divertir mais, pois com a quantidade de birita que terei bebido, vou ver muito mais planetinhas que todos vocês.
        E na quarta-feira, os míseros 5 planetas ainda estarão lá.

          1. kkk. É isso aí. Desejo muito que, no ano que começa na quarta-feira, você continue nos brindando com sua excelente forma de divulgação científica, que enriquece meu conhecimento e mexe com minhas maravilhosas enquietações.
            E por que não desejar que apareçam outros blogueiros que sigam caminhos semelhantes.

    1. Ver não, botar as mãos nestas bundas, pois como dizia o “velho deitado”: “Elas com tantas bundas e nós com menas bundas!” Hehehehe…. Mas já estou me sentido meio velho para curtir baile de carnaval, o negócio agora é tranquilidade e sossego para “com menas bundas”.

  11. Salvador, um pouco off topic, mas vi uma matéria sobre uma super super supernova (super mesmo) em uma galáxia muito longínqua, que foi descoberta em meados de janeiro. Vc vai comenta algo sobre isso?

    Abraços

        1. Super bacana o link e a história, Fábio! só o nome do objeto é terrivel….ASASSN-15lh (pode-se ler “Assassino 15lh)… Os gringos devem ler “assassin 15lh” 😮

  12. Assisti o video, e vc disse sobre olhar o cruzeiro do sul no dia 8. A minha pergunta é, conseguimos ver o cruzeiro do sul em fevereiro ?

    1. Bom, como percebi que minha pergunta estava sendo meio idiota, resolvir ir no google. E em um site percebi que na verdade o cruzeiro do Sul é visto o ano inteiro (http://www.observatorio.ufmg.br/pas30.htm) O que é muito estranho, ja que a Terra gira em torno do sol, e dela mesma, por alguns meses ele deveria ser impossivel de ver não ? O céu que vemos em Janeiro, deveria ser completamente diferente em Julho.

      1. Tem um pedaço do céu que se pode ver o ano inteiro, por conta da inclinação do eixo da Terra. As regiões próximas aos polos celestes, especificamente.

        1. Ah é ! Fez sentido agora… duhhhh !! Mania de achar que o céu que vemos é em uma linha de visão reta.
          Mas, somente + 1 pergunta, preguiça de googlar rsrs. E as três marias ? Estas sim so vemos agora no primeiro semestre nao é ?

      2. Inclusive o inicio da minha pergunta foi baseado nas 3 marias (apesar de não ter mencionado). Pois uma vez tinha lido que era impossível ver o Cruzeiro do Sul e as 3 Marias ao mesmo tempo no mesmo céu (deveria ter checado melhor) e como da janela do meu quarto esta semana estou vendo as 3 estrelinhas achei que então não teria como ver o cruzeiro. 🙂
        Mas e ai, as 3 marias em algum momento some do céu ? Ou também estão mais na região dos polos?

        1. As Três Marias pertencem a Órion. Tenho a impressão e que ele nunca some também, mas pode ficar bem baixo no horizonte durante o inverno austral.

  13. Fantástico Salva… to até pensando em coçar o bolso e adquirir algum brinquedinho para me ajudar a enxergar tudo isso aí…

  14. Bom dia, Salvador!
    Muito boa estas informações!
    Pena que aqui pelo Litoral Paranaense o céu não está ajudando muito, mas vou tentar ver o trânsito das luas galileanas. Já tive a oportunidade de ver uma vez (se me lembro bem, as quatro luas estavam visíveis e conseguia ver a sombra de duas delas no planeta), assim como por diversas vezes vi as quatro luas ao lado de Júpiter, através de meu modesto 150mm.

    abs,

  15. Salvador, você poderia postar sobre as fotos da superfície lunar liberadas pela agência Chinesa? Achei interessante observar que muitas das supostas “provas” de que as fotos das missões Apolo são forjadas (ausência de estrelas no céu, por exemplo) estão presentes nessas fotos também, será que teremos “gênios” por aqui dizendo que também essas fotos são falsas?? 😀

    1. Novatos em astronomia nascem todos os dias, para eles, dizer que o Sol é uma estrela já é uma grande novidade e vai interessá-los muito! Dizer que os planetas estão num mesmo plano no sistema solar e que podem aparecer todos ao longo de uma única noite é assombroso!

      Então, esse assunto é muito bom, e quem gosta de astronomia e tiver uma lunetinha poderá se aproveitar da informação…

      Toma, papudo! 🙂

  16. Olá Salvador!

    Acompanho seu blog a algum tempo. Sempre tive interesse em entender (ou tentar) o céu. Assisti a série Cosmos recentemente, apresentada por Neil deGrasse e fiquei fascinado…
    Como é possível saber tanto apenas observando estrelas de tão longe?!
    Bom, o fato é que eu gostaria de dar um passinho além. Minha família tem uma chácara no interior, longe da luzes das cidades. Queria ver mais. Por onde eu começo? Compro uma luneta? Onde eu consigo aprender como escolher uma?
    Um abraço!

    1. Newton, para escolher um telescópio, sugiro esta leitura: http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2013/10/1356157-saiba-como-escolher-um-telescopio-para-ver-o-cometa-do-seculo.shtml
      Também vale trocar figurinhas com outros leitores do blog, alguns deles bem hábeis com astronomia amadora e astrofotografia.
      Sobre como aprendemos tudo isso, é uma história que se confunde com a própria história da ciência. E quem vê o edifício pronto pode ficar admirado de quão alto ele está, apesar da enorme distância que guardamos dos astros. Mas quando entendemos como o edifício foi construído, passo a passo, desde Copérnico (que nos deu a primeira noção da grandeza do cosmos), não é tão difícil de acreditar. Um livro muito bom sobre isso é “O Despertar na Via Láctea”, do Timothy Ferris.
      Abraço!

  17. Dizem que uma nuvem de gás vem se aproximando da via lactea e criará 200 milhões de estrelas.Ora , o big bang deveria fazer tudo se afastar do centro e perder velocidade depois de 20 bilhões de anos, no entanto as galaxias estão acelerando.Pra mim este big bang é um big furada.Dizem que de uma explosão surgir a harmonia do cosmo, seria como da explosão de uma tipografia sair um dicionario.karakas!!!

    1. 2 milhões. E os físicos também achavam que o Universo deveria estar freando sua expansão. A descoberta de que está acelerando foi feita no fim dos anos 90 e revolucionou nossa compreensão do cosmos: foi a primeira evidência da existência da energia escura. Mas ela não colocou em xeque o Big Bang, que tem provas conclusivas em seu favor.

    2. “seria como da explosão de uma tipografia sair um dicionario”

      Essa metáfora é algo completamente sem sentido. Assume-se que a “explosão” (entre aspas, porque o Big Bang não foi uma explosão per se) deveria resultar em algo que compreendemos, mas é o contrário. Só compreendemos porque a explosão existiu. É a mesma coisa que falar que “a Terra foi criada pra nós”, quando na verdade nós só existimos porque a Terra é da forma que é.

    3. Não compreendo como conseguem fazer confusão com conceitos já bastante explicados. O big bang não implica que todos os objetos devam se afastar de todos os objetos. Existe uma coisa chamada gravidade, que ainda parece desconhecida para os aficionados com mitologia.

      1. Rodolfo, sim, os modelos cosmológicos sem energia escura previam que a gravidade deveria ir freando a expansão. De fato, durante boa parte da história do Universo, foi isso que aconteceu. Mas então o Universo voltou a acelerar, pois passou a ser dominado pela energia escura. Ou, pelo menos, é o que a fronteira do conhecimento atual sugere. Talvez exista outra explicação. Mas ela não implica jogar fora o Big Bang, que é bem consolidado.

        1. Salvador. Não devo ter me feito entender. Pontuei a gravidade não como fator que frearia a expansão, mas que o modelo do big bang não gera uma contradição com a aproximação entre objetos no universo, como sugeriria o comentário do internnalta anterior, abismado com a aproximação da mencionada nuvem de gás. Não vejo problema algum com a aproximação, visto que o fenômeno acontece com outros corpos celestes. Me corrija se estiver enganado, mas a aproximação entre andrômeda e a nossa galáxia é uma demonstração da atuação da gravidade, em que pese não anular a expansão que pode ser observada em escala macro.

          1. Claro! É como a história de algumas coisas caírem e outras não — se a expansão vence a gravidade (o que acontece nas maiores escalas), elas se afastam. Se a expansão perde (acontece nas menores escalas), as coisas caem!

          2. Além de tudo, tem a questão da diferença entre o que se expande e o que cai… É o espaço que está se expandindo, os objetos continuam se atraindo pela gravidade.

            Mal comparando, podemos supor um tecido elástico em que imãs estão nele apoiados. O tecido vai sendo esticado e os imãs vão se atraindo (polos contrários, claro não estraguem o meu exemplo com detalhes “bobos” 😀 ).

Comments are closed.