Astronomia: O plano da Nasa para descobrir vida fora da Terra na próxima década

Astrônomos delineiam o futuro do estudo dos exoplanetas, à procura de uma nova Terra.

PLANETAS E MAIS PLANETAS
A equipe do queridíssimo satélite Kepler não se cansa de descobrir exoplanetas. Na última leva, foram 1.284, dos quais nove podem guardar semelhança com a Terra. Mas entre poder ser e ser, vai uma distância. E esse é o percurso que os astrônomos querem percorrer agora.

A GRANDE PERGUNTA
O Kepler foi só o começo. Sua missão era responder a uma pergunta angustiante: vale a pena gastar um caminhão de dinheiro em equipamentos caros para estudar planetas potencialmente parecidos com a Terra? Só valeria se eles existissem aos montes, e foi isso o que o satélite da Nasa conseguiu demonstrar.

EM BUSCA DOS ALVOS
Agora, entramos numa nova etapa. Não queremos mais saber quantos eles são, mas onde estão os mais próximos, aqueles que poderemos de fato verificar se são mesmo habitáveis. Para isso, em 2017, a Nasa vai lançar o satélite TESS. Ele fará o mesmo serviço do Kepler, mas focado em estrelas mais próximas, espalhadas por todo o céu.

O SUPERTELESCÓPIO
De posse desse novo catálogo de descobertas, a partir de 2018 a coisa esquenta, com o Telescópio Espacial James Webb. Seu espelho segmentado de 6,5 metros – quase o triplo do que tem o Hubble – acaba de ser concluído.

ASSINATURAS
O Webb será capaz de algo prodigioso: detectar os gases na atmosfera dos planetas descobertos pelo TESS. Conforme eles transitarem à frente de sua estrela-mãe, parte da luz estelar passará de raspão por seu invólucro de ar, carregando consigo a assinatura das moléculas por onde teve de atravessar.

A BUSCA POR VIDA
Saberemos assim se esses mundos, a exemplo do nosso, também têm gases como oxigênio, dióxido de carbono, vapor d’água e metano em suas atmosferas. Na Terra, o oxigênio jamais estaria onde está não fosse pela presença de vida. A esperança dos cientistas é encontrar traços similares em outros mundos e, com isso, quem sabe, fazer a primeira detecção de vida fora da Terra.

A coluna “Astronomia” é publicada às segundas-feiras, na Folha Ilustrada.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. tem como enviar fotos para o site; eu disponibilizo uma lesma maciana ; um marciano um urangutangos[pes-grandes] marciano ; animais como peixe-boi focas e leões marinhos, la ;tem características de lesmas como pedras ambulantes ;vou disponibilizar no google drive um link; para quem quiser ainda dizer que não existe vida la!!

  2. Continuo batendo os p~es!!marte tem vida e inteligente!!!as fotos da oportunitt e curiositt panorama ;demonstra centena delas ;a era pre-histôrica la diferenciada daqui ; acredito que la eles ainda estejam saindo da carbôniana; dai o tempo geológico la em marte; esta diferenciado do daqui!! o que podemos ver la em marte; alem de civilizações inteligentes ; esta que a pedra da gávea realmente esteve uma espécime viva ; sim a terra, ja esteve viva!!

  3. Salvador, tenho uma dúvida boba? Qual o lugar do sistema solar mais provável de se abrigar vida, além da terra? Europa ou Marte?

  4. Salvador, são 10 mil estrelas num raio de “apenas” 100 anos luz levando em conta que alpha centauri a estrela mais próxima fica a 4 anos luz têm estrela pra caramba. Imagino que nesse experimento possa se ver o espectro de luz dos elementos quimicos e portanto estimar a mineralogia do planeta se for rochoso?? Deve fazer sentido que isso seja favorável na medida que embora saibamos que a vida precisa surgir para evoluir e ter um ambiente continuamente propício por outro lado não se têm muita idéia do quanto seria favorável mais ou menos força da gravidade ou mais ou menos calor. Vendo a lua Europa nos parece que água não deve ser realmente tão raro assim em planetas, o sistema solar possui 4 planetas rochosos pertos do Sol e mais nossa Lua o que também indica que não deve ser raro planeta ser rochoso, foi um estudo importante a mineralogia da Lua e Terra agora será que esse novo instrumento estima algo assim essa similaridade ainda que menor??

    1. Água é zero raro. Silicatos também. A questão principal é água em estado líquido.

    1. Sim, parece bem razoável a premissa deles. Pode ser assunto futuro, mas não farei para já. Por quê? Falta de tempo… 🙁

  5. O blog é de ciência pessoal e não de ficção cientifica ou religião e até política.
    Verdade: A pessoa só se apodera e conhece o aspecto objeto que se manifesta. Nunca conhecemos toda a verdade, a verdade absoluta e total.

    Evidência: é a manifestação clara, é transparência, é desocultamento da natureza e da essência das coisas.

    Certeza: Consiste na adesão firme a uma verdade, sem temor de engano. Fundamenta-se na evidência, na essência das coisas.

  6. Nobre Salvador!
    Ainda sobre o meu questionamento anterior, pergunto:
    Em velocidades extremas não acontece dilatação de massa?

    “Existe algum estudo sobre o limite de velocidade que o organismo humano pode suportar, sem prejuízos das funções vitais, numa hipotética espaçonave navegando no espaço profundo?”

    1. Nyco, sim, há aumento de massa, mas não há como fazer um estudo desses, suponho, a não ser com especulações vagas. Não dá para fazer experimento nesse sentido.

    2. na verdade não precisamos nos preocupar com a velocidade.
      o que pode ser fatal para nós, dependendo da intensidade, é a aceleração. se chegarmos perto da velocidade da luz bem “devagar” (isto é, numa aceleração suportável) nem sentiremos que nossa massa aumentou de 70 quilos para 70 toneladas! 🙂

      1. este é um dos princípios fundamentais da relatividade: não existem referenciais inerciais privilegiados, ou seja, qualquer experimento físico que for feito “parado” aqui na terra (sabemos que ná está parada de verdade, né?) será observado exatamente da mesma maneira em qualquer velocidade, mesmo próximo à velocidade da luz. ou seja, não existe nenhum experimento físico que você possa realizar dentro de um referencial inercial para tentar descobrir a que velocidade você está. tudo se corportará da maneira usual e neste tudo podemos incluir o metabolismo de nossos corpos também…

  7. Fico só imaginando ,um menininho alienígena em um desses planetas , em uma noite estrelada,
    olhando uma pequena estrela enquanto,ao redor da quela estrela ,gira um pequeno mundo azul,onde uma alegre menininha humana olha de volta para ele.

      1. HAUHAUHAUHAUHAUAHUA
        As vezes ser cientificamente correto nos torna um estraga prazer! risos 😛

        1. mil perdões, não quis ser estraga prazeres!! 🙂 só quis deixar este romance ainda mais platônico, já que além de separados pelo espaço, os amantes também estariam separados pelo tempo… hehehe

        2. mas acredito que o amor poderia superar todas as barreiras genéticas e espaço-temporais, e que o pequeno ET acabaria conseguindo forçar para criar uma máquina do tempo e reprogramar seus genes para o código genético humano, e assim consumar sua paixão pela pequenina terrestre! 🙂

  8. Salvador, parabéns pelo seu trabalho!

    queria saber se você se já escreveu alguma matéria sobre esse telescópio james webb?
    obrigado e desde já agradeço a atenção.

    1. Algumas. Uma delas sobre as primeiras supernovas do Universo, e vira e mexe já dei mais detalhes sobre essa análise espectroscópica de exoplanetas…

  9. só para avisar os fãs, o telecine está exibindo as três partes da versão cinematográfica da obra “o fim da infância” do Arthur Clark.
    ontem, hoje e amanhã, por volta de meia noite.
    lamento não conseguir avisar ontem, quem não viu já perdeu a parte 1 🙁 mas hoje e amanhã ainda tem as outras duas partes! muita ação ainda para rolar! 😀

    1. Puxa David, só agora q vc avisa! rsrsrs
      Nem sabia q tinham filmado esse livro, que ótima notícia
      Vou ver a programação do Telecine para assistir. Quem sabe rola uma reprise.
      Valeu mesmo.

    2. terminei de ver o filme, e achei muito bom. mas lógico que o livro é bem melhor, sem dúvida alguma!

      infelizmente muita trama da história se perde, e em várias partes se percebe que estão tentando correr um pouco com a história. mas acho natural para uma obra deste tipo. acredito que nem se dividissem o filme em 10 episódios conseguiriam captar a complexidade toda da história.

      mas de forma geral acho que quem já leu o livro vai achar bem interessante, e quem não leu provavelmente vai ficar com vontade de conhecer a história completa, com todos os detalhes.

    3. notícia meio atrasada(2007), mas espero que os planos ainda continuem vivos!
      trata-se de planos de Morgan Freeman para adaptar “Encontro com Rama”. O ator interpretaria o capitão da nave Endeavor, algo que apoio totalmente! 🙂

      apesar de não tocarem mais no assunto por longos 10 anos, vamos torcer para que isto seja apenas uma estratégia para valorizar uma grande surpresa!

  10. Se nossas autoridades sabem mesmo (ou tem contato) da existência de seres extraterrestres, cerca de mais de 6 espécies, os greys, reptilianos e outros como dizem várias reportagens inclusive no Youtube, seria mais prudente preparar a humanidade para um possível contato ou confronto.Pois se for de uma vez vai criar um caos. Fora as fraudes, existem verdades que devem ser levadas muito à sério.

    1. Pois é. Mas nossas autoridades não sabem nem quantas estrelas tem a bandeira do Brasil hoje. Não se preocupe que eles também não sabem nada sobre alienígenas. 😛

      1. 50 tons de greys HUAHAUHAUHA

        Esses etês safados e sem vergonha que adoram fazer experiências sexuais com humanos, vão tudo arder no fogo inferno. Vejam só esses greys, eles viajam milhares de anos luz só para dar um rapidinha aqui na Terra. É o cúmulo do turismo sexual intergalático! Vão transar com a sua própria espécie.

        1. Gostam de fazer experimentos sexuais com pessoas do mesmo sexo. São todos um bando de gays greys!

  11. Habitamos o universo, somos parte dele, somos feito dele. Átomos pesados de estrelas a muito extintas, o mesmo gás e poeira resultante de supernovas que formou o nosso Sol e o nosso mundo, também constituem o nosso ser.

    Mas somos muito mais do que isso. Em que pese sejamos feitos de uma minúscula parte do universo, em cada um de nós, há um universo único e singular que nos habita.

    Uma realidade sobreposta a outra, fruto da nossa consciência e da percepção do nosso próprio mundo.

    Quando criamos e interpretamos a realidade, criamos universos e assim nos aproximamos da natureza de Deus, mas não no sentido de adoração, nos tornamos criadores e deixamos de ser simples criaturas.

    A imaginação humana transcende a natureza das coisas e do universo. 😉

  12. Salvador e Eu, queria fazer uma sugestão…

    Como aqui no Mensageiro Sideral as postagens não podem ser mais frequentes devido ao imenso trabalho que nosso Salvador já tem, acho que seria uma boa um post um mesmo aqui nos comentários mesmos o Salva, Eu, e quem mais curte astronomia indicar seus top 10 ou algo assim de sites com bom conteúdo pra gente ir matando a fome enquanto não tem post novo no MS!

    1. haha foi mal, só agora vi os erros

      * um post aqui nos comentários mesmos do Salva, Eu, e quem mais curte astronomia indicar seus top 10 ou algo assim de sites com bom conteúdo pra gente ir matando a fome enquanto não tem post novo no MS!

      1. Orra, quer que eu indique a concorrência? Hehehe, tá bem. Tem o Observatório, do meu amigo Cássio, no vizinho G1, que é bem bom — mas acho que a frequência lá é de um post por semana, às sextas.
        Sobre a frequência por aqui, eu realmente quero aumentá-la. Mas estou numa fase realmente turbulenta de trabalho. Acabei de publicar um livro e estou em vias de publicar mais um. Aguente firme que vou retomar um ritmo mais aceitável… 😛

    2. Não acho que o tempo entre as postagens seja grande. Acho até bom, pois aparecem muitos comentários interessantes nesse meio-tempo, sem contar o bullying que é feito com alguns figuras que passam por aqui escrevendo asneiras, dá pra rir muito.

  13. Acredito que a possibilidade de haver vidas fora de nosso plano é considerada, mas jamais será descoberta pela humanidade.
    Poderá haver outro planeta, nas condições aeróbias ou anaeróbias que possibilite vida! Porém o desenvolvimento desses seres possa ser possível. Totalmente diferente da nossa. O universo é um mistério e, está distante do homem ( homo sapiens) descobrir tal informação a respeito de vidas extras – terrestres! A essencia de nossa vida realmente são os sentidos. Poderá haver um outro sentido, entre outra forma de vida extra terrestre( se existir) além do nosso sentido visual que não conhecemos.

    1. Comecei a elaborar uma resposta, depois voltei ao seu texto e não faz nenhum sentido o que você disse, vou economizar resposta!

Comments are closed.