Problema com a Juno impede ajuste de órbita

Salvador Nogueira

A sonda Juno está passando por um aperto em Júpiter. Um problema com duas válvulas que compõem o sistema de pressurização do combustível obrigou os engenheiros a cancelarem a tentativa de reajuste de órbita marcada para esta quarta-feira (19).

A manobra estava agendada desde antes da chegada da espaçonave ao maior planeta do Sistema Solar, no dia 5 de julho. De início, a Juno se estabeleceria numa órbita bastante elíptica com período de 53,4 dias. Após o segundo perijove — momento de máxima aproximação com Júpiter –, um disparo de seu motor reduziria o período orbital para 14 dias.

Esse é o procedimento que estava marcado para quarta-feira e que agora teve de ser adiado. “A telemetria indica que duas válculas de checagem de hélio que têm um papel importante no disparo do motor principal da espaçonave não operaram conforme o esperado”, disse Rick Nybakken, gerente de projeto da Juno no JPL (Laboratório de Propulsão a Jato) da Nasa.

Imagem dos turbilhões atmosféricos do polo Sul de Júpiter, fotografado pela Juno em 27 de agosto. (Crédito: Nasa)
Imagem dos turbilhões atmosféricos do polo Sul de Júpiter, fotografado pela Juno em 27 de agosto. (Crédito: Nasa)

O programado era que as válvulas se abrissem em alguns segundos, mas o procedimento levou vários minutos. Isso naturalmente causou apreensão no controle da missão, que decidiu investigar a fundo a anomalia antes de acionar o motor da sonda e colocá-la sob risco maior.

Isso significa que ela passará de raspão por Júpiter na quarta-feira, mas não reduzirá sua órbita. A próxima tentativa, portanto, só poderá acontecer no próximo perijove, daqui a 53,4 dias, em 11 de dezembro.

IMPACTO CIENTÍFICO
A mudança repentina de planos levou os cientistas a replanejarem suas observações para quarta-feira. Originalmente, por conta do disparo do motor, nem todos os instrumentos a bordo colheriam dados. Agora, todos estarão em operação para o perijove.

Será a segunda oportunidade de registrar imagens a cerca de 4.000 km de distância do topo das nuvens jovianas. (Veja, no vídeo abaixo, uma sequência de fotos que mostra, de forma dramática, a aproximação anterior, em 27 de agosto.)

A notícia do problema, óbvio, não é boa. Mas ainda não está claro que impacto o problema poderá ter na missão a longo prazo. Por um lado, é uma manobra que pode ser realizada sem problemas no próximo perijove. E, no limite, a sonda poderia se manter na órbita atual e cumprir seus objetivos principais de onde está — mas a um ritmo muito mais lento.

Seja qual for o desfecho, cientistas e engenheiros terão um longo trabalho pela frente, essencialmente replanejando todas as observações daqui para a frente (seja na órbita atual, ou num reajuste mais adiante). Mas é melhor isso do que perder a espaçonave por conta de uma falha explosiva do motor.

A Nasa realizará uma entrevista coletiva no fim da tarde de quarta-feira para discutir esse problema e abordar os resultados científicos iniciais colhidos pela Juno. O Mensageiro Sideral, claro, estará de olho.

SEMANA ESPACIAL
Mudando de assunto, um cargueiro Cygnus partiu com sucesso às 19h45 desta segunda-feira (17), rumo à Estação Espacial Internacional, retomando com sucesso o voo dos foguetes Antares, depois que uma explosão espetacular os tirou de circulação dois anos atrás.

E a super-sequência espacial continuará semana adentro. Nesta quarta, além da coletiva da Juno, uma nave Soyuz russa deve partir com três astronautas para promover a rotação de tripulação a bordo do complexo orbital internacional. E, no mesmo dia, pela manhã, europeus e russos tentarão promover seu primeiro pouso bem-sucedido, não tripulado, em Marte. E, claro, com transmissão ao vivo do Mensageiro Sideral, a partir das 11h. Não perca!

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Salvador, muito bacana o vídeo que mostra a aproximação da sonda com Júpiter, mas, em seguida à aproximação máxima, ela se afasta… A Juno não dá a volta em Júpiter, ou isso é só impressão minha no vídeo?

    Eu espera ver um sobrevoo, não um vai e vem.

      1. Ela “quica” na atmosfera? Parece que ela cai diretamente rumo a Júpiter, e depois sai de dentro do planeta, não que passa de raspão.

        1. Ela não quica, nem sai de dentro de Júpiter. Passa de raspão apenas. Quem entra em Júpiter não sai mais… rs

  2. Realmente essa atualização da versão 1.2 está dando umas dores de cabeça a mais com as comunicações. =D

  3. Ei Salva, aquecendo os motores para amanhã!
    Vou passar o dia colado no blog 🙂
    Boa sorte para amanhã e bom descanso por hoje.

  4. Caramba, eles esqueceram de projetar um Êmbolo magnético, para funcionar como chave de grifo artificial, para dar a famosa, porradinha técnica , na hora do sufoco, rsrsrs. coisas de mantenedor, ta igual aquela philae de três pernas, rsrs , e um eixo amortecedor central, baba da física para exímios agentes de agencias espaciais, evidente que não ia pousar , e ia ficar dando cambalhotas e mais cambalhotas, ate os philaerianos resolverem acabar com a brincadeira, deu para ver os olhos deles eclodindo na panorâmica , na boca da caverna do dragão, ” deu para velo” enrolado que nem um gongolo, parecia um boeiro a principio, depois ele esticado olhos esbugalhados srssrsr.

    O que eles não fazem para esconder o que existe por traz das missões.

    vamos tentar entender o que eles estão tentando esconder!!

    vão passar longe da estação jupiteriana ou de alguma lua , por medida de segurança.etc…rssrs

  5. Salvador, boa tarde!
    Em primeiro lugar parabéns pelo ótimo trabalho.
    Em segundo lugar me explica, por favor: as fotos programadas não foram feitas em decorrência deste problema? O vídeo é bom, mas não dá para satisfazer a nossa imensa curiosidade. Você acredita que quando teremos fotos.
    Abraços/Roberto

    1. Roberto, as fotos foram feitas conforme o programado em 27 de agosto. E a verdade é que as imagens mais próximas do perijove — pelo menos as que foram processadas pelos internautas inscritas no programa da JunoCAM — não destacam grandes detalhes. As mais bonitas são as mais afastadas um cadinho, como esta nesse post.

      Uma coisa que a maioria das pessoas não lembra é que a missão Juno não é focada nas imagens da JunoCAM. Para decifrar a estrutura interna de Júpiter, essas imagens são de pouca valia. A JunoCAM é uma grande iniciativa de engajamento do público (já falei do lance de processamento de imagens pelo público aqui, ó: http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2015/12/06/semana-agitada-no-sistema-solar/) e, evidentemente, eles vão mostrar mais imagens com o passar do tempo. Acho até que na quarta apresentarão alguma coisa, para compensar a frustração pública com o problema técnico. A ver.

      De todo modo, lembre-se de que a JunoCAM foi um instrumento colocado de última hora na sonda, apenas para seguir a linha “você não pode ir até Júpiter e não levar nem uma camerazinha de luz visível!!”. Ela nem deve operar até o fim da missão, por conta da radiação pesada. É preciso fazer um ajuste de expectativas. É legal ter uma sonda voando a 4.000 km das nuvens (o que é pouco para Júpiter, mas é muito para nós — lembre-se de que a estação espacial voa a 400 km do solo, dez vezes menos) e tirando fotos, mas não foi isso que ela foi fazer lá. 😉

  6. Salvador boa tarde,estava vendo o video da aproximação da sonda e me perguntei jupter nao tinha anéis??? Cade eles??? Muito bom seu trabalho parabéns.

    1. Ele tem, mas são muito sutis, e escuros — feitos de rocha e não de gelo. Difíceis de observar, salvo por ocultações.

  7. Puxa… torcer para encontrarem uma solução.
    É triste saber que uma missão tão interessante corre o risco de ter uma falha séria.
    Mas também é historico os feitos dos cientistas da NASA que sempre encontram soluções quando tudo parece perdido.
    Boa sorte Juno!

    1. Sou agnóstico. Não creio que sim, mas também não creio que não. Para mim está claro que, tendo ou não um criador antes do universo, ele não deve obedecer a quaisquer expectativas que tenhamos dele. Ou seja, as religiões todas são interpretações HUMANAS do que seria(m) o(s) criador(es). Seria ingênuo da minha parte achar que uma espécie de macaco sem rabo num planeta medíocre de uma galáxia medíocre vá adivinhar com algum grau de precisão o que pensa ou o que deseja o criador do universo…

    2. E quem criou “o Criador”???

      Respeito as religiões, mas acho engraçado essa argumentação religiosa, exigem que a ciência tenha todas as explicações, mesmo sendo fato que ainda temos um conhecimento extremamente limitado, porém aceitam o que está escrito em um livro, escrito por HOMENS bem mais primitivos do que os atuais, sem questionar ou argumentar nada!!! Impressionante…

      1. Respeito a Ciência, até porque nossa denominação tem um monte de universidades aqui no Brasil, e fora, com estudiosos em todas as áreas, são tops, e muitas das coisas que hoje os cientistas estão descobrindo como novidade, nós já sabíamos e praticávamos desde o século 18, a Bíblia não é um livro qualquer, ela tem lógica, vc não entende e com essa sua cabeça nunca vai entender, e muito menos tem argumento pra falar sobre ela, tem muita gente metida a cientista que vai pelo que os outros falam, te admiro como pessoa, mas como cientista, não tá com nada… e quanto a religião, vc não deve dar palpites, vc não conhece, e é melhor pra não ficar feio pra vc..!!!

        1. “e muitas das coisas que hoje os cientistas estão descobrindo como novidade, nós já sabíamos e praticávamos desde o século 18,”

          Cite um exemplo, por gentileza.

        2. Não tenha dúvida que a Bíblia tem lógica, os caras que escreveram isso já imaginavam que no futuro ela seria contestada… E por isso a encheram com frase que dizem que ela jamais poderia ser “contestada”… Deve ser acreditada e pronto, quem exigir “ver para crer” será São Tomé…

          Mas esse é o ponto que eu quis chegar, sem ferir as religiões, essa é a FÉ… Você acredita piamente no que está escrito na bíblia sem exigir provas… Fato, pode não aceitar, mas é fato isso… Mas aí você cai no erro comum de todas as religiões, exige que todos acreditem nisso também… E esse é o erro… Se quer fazer com que outros acreditem vai aparecer alguém, igual a mim, que vai pedir “PROVAS”… Apresente-as para “essa minha cabeça”…

          Quando falo na questão de “quem criou o criador” é uma lógica básica… Se o universo não pode ter sido gerado do nada, o “espírito” também não!!! Fato… Aceitem isso…

          A ciência não tem explicação para tudo, mas as religiões também não tem, mas a FÉ gerada pela religião permite o “controle das massas”, o temor a deus fera comodismo e obediência… E como dizia meu pai, religioso fervoroso, “como você faz para aceitar que a vida acaba e não tem nada depois??? Como você aceita não ter as respostas para o imenso desconhecido??? Como se controlaria uma população descrente a manter os princípios de sociedade??? Pode ser que alguns até resistam a essa situação, mas a maioria precisa de muletas, e as religiões são as muletas para os cérebros mais fracos”…

        3. Os crentes são um dos grupos mais ignorantes que já conhecemos no blog, os comentários e as opiniões aqui escritos por essa gente só confirma isso. E ainda tem coragem de dizer que tem coisas que eles já sabiam desde o século 18…. patético… a ciência e tecnologia já evolui de tal forma que praticamente nada do que se sabia no século 18 ainda é surpresa para a humanidade… só na cabecinha dessa gente que acha que sempre são especiais, que sabem de “algo” que os outros não sabem… patético…

        4. Jair, achei o final de seu comentário autoritário e sem sentido… quem disse que o colega não conhece as religiões? Sou ateu, mas antes de me tornar um, procurei respostas para minha dúvidas em várias religiões cristãs (catolicismo, espiritismo e protestantismo), estudei a bíblia. Não achei as respostas, percebi que tudo se baseia em dogmas sem comprovação alguma e ilógicos, cai fora. E concordo com o colega: quem criou o Criador? Se é possível surgir no Universo um ser tão poderoso e incoerente como o descrito pelas religiões, então o próprio Universo pode ter surgido de suas próprias características e a vida, em bilhões de anos, pode ter surgido a partir das propriedades da matéria e energia, sem a necessidade de um criador.

          Você não tem o direito de mandar ninguém calar-se. A não ser que traga provas do que defende e convencer as pessoas, não mandar.

      2. A mesma quantidade que existe de cientistas evolucionistas existe também de cientistas criacionistas, ou vc acha que ciência é só pra ateu.!? Ciência exata é uma coisa, mas especulação é outra, os caras estão perdidos, mudam constantemente, sou engenheiro de produção e não trabalho nessa área, mas meus filhos são estudados, um formado em farmácia com doutorado em engenharia genética, e outro em farmácia e bioquímica, o laboratório deles é o único privado do pais e com certeza o mais bem equipado, ai vejo um monte de cara dando uma de cientista que na realidade não pensam, acham que tudo que um cara que se diz cientista fala é verdade absoluta, meus filhos, e um monte de outros cientistas pelo mundo, dizem que vida que veio do nada é impossível e que nunca será provado e nem tem como provar, sempre será teoria (suposição)…

        1. Não é preciso ser ateu pra ser evolucionista. O que não pode é ser idiota. A evolução é um fato científico. É do mesmo naipe da gravidade. Você já viu alguém falando que a gravidade é uma mentira? Então, é a mesma coisa.

        2. De novo essa lenga-lenga de filhos com doutorado blablabla? Para com essa carteirada, rapaz. Você acredita no que não vê, nem entende, e fica preenchendo o vazio de suas frustrações com palavras de múltiplas interpretações escritas por uma igreja que teve séculos para manipular o conteúdo dessas escrituras.

          O velho barbudo narcisista e vingativo que “criou” o homem continua gerar por aí bebês com microcefalia, e possivelmente você explica como sendo um exemplo para que nós, abençoados com saúde, o louvemos.

          Chega a ser desonesta essa cegueira religiosa autoimposta.

        3. Amigo, já que vc entrou nessa lenga-lenga ridícula de provar a existência da ciência, prove que a bíblia é sagrada. Prove que ela foi escrita por deus, e não pelos homens com interesses obscuros, prove que ela é como vcs adoram dizer, “sagrada” … se vc conseguir provar eu penso na hipotése de virar crente um dia…

        4. Ciência exige provas científicas… Religiões exigem fé… E uma não tem nada a ver com a outra…

          Seus filhos podem acreditar no que quiserem, são livres (ainda)… Quando forem publicar ou descrever algo científico irão seguir determinados protocolos… Quando forem falar de seu deus usarão a sua fé… Se quiserem provar sua religião utilizando a ciência não terão sucesso, porque fé não tem provas, tem apensa FÉ… E não é porque não entendem tudo (e, acredite, não tem ninguém que sabe tudo), que podem justificar em um deus as respostas, para a ciência isso não tem valor, até que se prove que “esse cara existe mesmo e como ele faz ou fez isso ou aquilo”…

          E sobre teorias científicas, são teorias… Apenas teorias… Pode-se teorizar sobre tudo, até que o Universo veio do nada… Agora, provar é outros quinhentos… Só que a ciência já provou muita coisa, enquanto a religião, até o momento, nada…

      3. Meu amigo, pra um bom entendedor um pingo é uma letra, falei “a ciência” por abranger todas, não precisa ser muito esperto pra perceber isso…!!! Meus filhos são cientistas cara, ciência e religião andam juntos, a sabedoria do homem vem de Deus, Ele é o criador de tudo, ou vc acha que tudo apareceu do nada…!!!???

        1. Os crentes são um dos grupos mais ignorantes que já conhecemos no blog, os comentários e as opiniões aqui escritos por essa gente só confirma isso. E ainda tem coragem de dizer que tem coisas que eles já sabiam desde o século 18…. patético… a ciência e tecnologia já evolui de tal forma que praticamente nada do que se sabia no século 18 ainda é surpresa para a humanidade… só na cabecinha dessa gente que acha que sempre são especiais, que sabem de “algo” que os outros não sabem… patético…

    3. Os comentários refletem a pobreza cultural dos colegas a respeito das questões espirituais da existência. Perguntas como “quem criou o Criador?”, mostram muito bem o abismo no qual estão mergulhados. Insinuar que os homens da antiguidade eram mais “primitivos” que os atuais deixa claro que desconhecem a história da Ciência. Erroneamente, acham que uma vida repleta de benefícios tecnológicos aprimora o desenvolvimento intelectual. Engano. Os grandes pensadores do passado andavam de túnicas, submetidos apenas ao ameno clima do Mediterrâneo.

      1. Eu já acho que pobreza cultural é quando alguém recebe uma informação e não a questiona, não a verifica, não analisa a fonte… Pobreza cultural é o comodismo de achar que o que “sempre foi” é o correto…

        Porque não posso questionar “quem criou o criador”??? Vocês não podem questionar quem “criou o universo”??? A resposta dos religiosos será: “esses são os mistérios da fé”… O problema é que mistério para a ciência é motivação para novas pesquisas e novas descobertas… Aí meu amigo, começa aparecer um monte de resposta e a pobreza cultural vai indo para o espaço e dizimando o ganha pão de quem ganhava a vida enganando os “acomodados”…

      2. Então, caro Apolinário, o que você tem a responder sobre a pergunta “quem criou o criador” ? Você não tem resposta, pois não acredita num universo como o nosso ser algo natural, mas acredita que um criador o seja.

    4. Eita povinho que enche o saco… Se vc crê então fica na sua, e não perca tempo nem encha o saco querendo convencer os outros a crer… seu blog não é aqui amigo, vá para blogs de religião, é lá que vc vai achar seus tipos por lá… get *** out here…

  8. Oi Salvador. Se não tivesse sido detectado o problema e se impulsionaria para a órbita reduzida qual seria a distância que a Juno passaria de Júpiter?

    1. A distância mínima continuaria a mesma. A máxima é que encurtaria bastante, para produzir um período menor.

  9. Será que o defeito nestas válvulas, foram causados pela imensa radiação do Planeta?
    E provavelmente, as válvulas não estavam dentro do compartimento de Titânio.
    Mesmo assim, que foto, que atmosfera violenta. Nada imaginado pelos cientistas.
    Bom, a missão continua e mantenho a expectativa de ver as fotos processadas da 1ª passsagem.
    Estão demorando muito para divulgá-las.
    Que início de semana hein, 4 posts. E tem muito mais, 4ª feira lotada de eventos.

    1. É, a semana está quente. Não sei se o problema pode ter a ver com a radiação. Desconfio que não. A eletrônica deve ser mais sensível à radiação que as partes mecânicas. Mas os caras devem estar trabalhando duro para fazer um diagnóstico preciso. E, a rigor, as válvulas abriram — só demoraram muito mais do que o esperado. Aí, o seguro morreu de velho, né? Vamos ver se na quarta à tarde eles dão mais detalhes. A semana está quente de fato! 🙂

  10. 1 – A sonda sofreu avaria permanente?
    2 – A sonda poderá se recuperar?
    3 – Viram alguma coisa e classificaram as imagens como secreta?
    4 – NDA.

    1. 1- Não.
      2- Provavelmente sim.
      3- Não. As imagens “cruas”, inclusive, estão disponíveis a quem quiser se cadastrar para processá-las. A JUNOCam foi uma câmera construída mais com propósitos de divulgação do que de ciência.
      4- Não.

Comments are closed.