Mensageiro Sideral

De onde viemos, onde estamos e para onde vamos

 -

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de 11 livros

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

AO VIVO: Nublado? Aqui tem eclipse solar!

Por Salvador Nogueira

Entre as 9h40 e as 13h40 deste domingo (26), tem desfile! A Lua passa à frente do Sol, produzindo um eclipse solar. Ele será visível na maior parte do território nacional, e para o Brasil será apenas parcial. A melhor coisa, claro, é ver no céu, com os próprios olhos (tomando todas as precauções). Mas, para quem encontrar céu nublado ou quiser pelo menos ouvir informações sobre o fenômeno enquanto acompanha, o Mensageiro Sideral transmite ao vivo, a partir das 10h, com comentários dos astrônomos Cristóvão Jacques, Alcione Caetano e Janer Vilaça.

Para quem for ver com os próprios olhos, ele será visível em praticamente todas as regiões do país, menos na Norte. Centro-Oeste, Sudeste, Sul e parte do Nordeste verão a Lua se projetar parcialmente sobre o disco solar — e quanto mais para baixo no mapa você estiver, maior será o percentual do Sol bloqueado.

Apenas numa estreita faixa do globo que se estende do extremo sul da América do Sul (passando por Chile e Argentina) até o sul da África o eclipse será anular – ou seja, nesses lugares, por alguns instantes, a Lua deixará visível apenas um anel do disco solar.

COMO OBSERVAR COM SEGURANÇA

Olhar diretamente para o Sol sem proteção é uma péssima ideia. A melhor solução é usar vidro de máscara de solda. A Nasa, agência espacial americana, recomenda o uso de vidros No. 14, capazes de bloquear os raios nocivos do Sol e permitir a passagem de uma quantidade confortável de luz solar. Essas lâminas de vidro são encontradas facilmente em casas de ferragens e de material de construção.

Os astrônomos não recomendam improvisos nessa hora — tem gente que usa CD e chapas de raio-X usadas, mas essas gambiarras podem resultar no pior dos mundos. Por um lado elas de fato reduzem o brilho solar, o que aumenta o conforto visual, mas por outro não bloqueiam os raios infravermelhos nocivos que emanam da nossa estrela-mãe. Moral da história: se olhar por tempo demais, você estraga sua vista e não tem nem noção imediata disso, porque o estrago foi feito por luz que você nem podia enxergar. Muito cuidado. (E nem pense chegar perto de qualquer instrumento óptico sem filtros apropriados para observação solar. É cegueira certa.)

Se faltar o vidro da máscara de solda, há alternativas “low tech”, como improvisar um sistema para projetar a imagem do Sol num anteparo fazendo um furo com um alfinete numa caixa ou mesmo numa folha de papel. É uma popular ideia tentar observar pela reflexão solar numa superfície de água — você corre riscos similares aos de olhar diretamente.

VEJA COM QUEM MANJA

Diversas instituições estão preparando atividades para a observação do eclipse, e outros grupos farão transmissões ao vivo,  entre eles os canais Astronomia ao Vivo (a partir das 9h15) e Ciência e Astronomia (a partir das 8h30). Confira uma lista atualizada delas, compilada pelo GaeA (Grupo de Apoio a Eventos Astronômicos):

– Amparo/SP: Polo Astronômico de Amparo
– Aragoiânia/GO: Gunstar Team (Vale do Éden)
– Batatais/SP: Projeto Astronomia Para Todos (Praça atrás do Santuário do Bom Jesus da Cana Verde)
– Bauru/SP: Observatório Lionel José Andriatto (UNESP)
– Belo Horizonte/MG: CAU (transmissão – Mensageiro Sideral)
– Bilac/SP: OCA (transmissão – Astronomia ao Vivo)
– Botucatu/SP: Observatório Sagitário (transmissão – Astronomia ao Vivo)
– Brusque/SC: OAB+CAB (Observatório Astronômico de Brusque)
– Campinas/SP: Aglomerado Aberto (Observatório Edmond Halley – Solar das Andorinhas)
– Campinas/SP: Observatório Municipal de Campinas Jean Nicolini
– Campo Grande/MS: CACS (Casa de Ciência e Cultura)
– Campos Sales/CE: CAPO (Praça Central)
– Capanema/PR: GAAC (Praça dos Pioneiros – Centro)
– Catas Altas/MG: Grupo de Astronomia da UFMG (Praça Monsenhor Mendes)
– Chapecó/SC: Apontador de Estrelas + Espaço Astronomia UDESC (calçadão de Chapecó, ao lado da Havan)
– Cuiabá/MT: IF-UFMT (Campus UFMT – Estacionamento atrás da biblioteca Central)
– Cunha/SP: Astroclube Cunha (Observatório ArgoNave)
– Diadema/SP: SAAD (transmissão – Victor Rondon)
– Ferreiros/PE: Observatório Monte Saturno (transmissão – Ciência e Astronomia)
– Florianópolis/SC: GOA IFSC-SJ (bolsão do trapiche da Beiramar Norte)
– Florianópolis/SC: GEA (Avenida Beira Mar Norte junto ao Bar Cochichos)
– Fortaleza/CE: Clube de Astronomia do CAIC (Rua Dr Fernando Augusto, 3073 – Bom Jardim)
– Foz do Iguaçu/PR: SpySky+Polo Astronômico Casimiro Montenegro Filho
– Goiânia/GO: CAA (Parque Flamboyant)
– Goiânia/GO: Gunstar Team + Planetário da UFG (Planetário da UFG)
– Iguaraçu/PR: GEAI (Praça da Igreja Matriz)
– Itajubá/MG: LNA+UNIFEI (Campus da UNIFEI)
– Itanhaém/SP: OAAE/CEU/GUE (Boca da Barra)
– Itapetininga/SP: Clube Centauri (Colégio CEI – Rua Dr. Coutinho,152)
– Itaúna/MG: Projeto Astronomia de Quintal (comunidade de Angicos)
– Jataí/GO: Projeto Redescobrindo a Astronomia (Praça Lambari)
– João Pessoa/PB: APA+LAECB+NEPA/IFPB (Estação Cabo Branco)
– João Pessoa/PB: BRAMON (transmissão – Ciência e Astronomia)
– Juazeiro/BA: Astromaníacos (Orla Nova – próximo ao vaporzinho)
– Londrina/PR: Observatório Draco Australis (transmissão – Astronomia ao Vivo)
– Londrina/PR: Gedal + MCTL-UEL (Praça Nishinomiya – Aeroporto)
– Londrina/PR: Planetário de Londrina
– Luminárias/MG: OSL (Rua Haifa 208 – Bairro Espigão)
– Maceió/AL: CEAAL (Usina Ciência)
– Maceió/AL: PAM+OAGLL+CLAM (Praça Mario Jambo)
– Marechal Cândido Rondon: Luciano Palagano (Parque Ecológico Rodolfo Rieger – Lago Municipal)
– Marialva/PR: CAEH+Grupo Centauro (Praça do Colégio Anjos Custódios)
– Marília/SP: GRAMA ( Praça Mário Cosentino – ao lado do Espaço Cultural)
– Maturéia/PB: APA+BRAMON+Ciência e Astronomia (Transmissão Ciência e Astronomia)
– Monte Mor/SP: Observatório Solaris (Solaris)
– Nova Friburgo/RJ: CANF (Planetário de Nova Friburgo)
– Nova Friburgo/RJ: GACEC (Colégio Estadual Canadá)
– Petrópolis/RJ: NAAP+CARJ (Parque Municipal de Itaipava)
– Ponta Grossa/PR: SPCA (Parque Ambiental)
– Ponta Grossa/PR: Observatório Astronômico da UEPG (UEPG Campus Uvaranas)
– Ponta Porã/MS: GEPAP (Parque dos Ervais Aires Marques)
– Porto Alegre/RS: Colégio Militar de POA (transmissão – Ciência e Astronomia)
– Rio Claro/SP: GEARC + Projeto Escola dos Astros (Estacionamento Shopping Rio Claro)
– Rio de Janeiro/RJ: NGC-51+ECV (Espaço Ciência Viva)
– São Gonçalo/RJ – CASG-LV (Centro Cultural Vila Lage)
– São Carlos/SP: Observatório Dietrich Schiel – CDCC/USP
– São Francisco do Sul/SC: Urso del Sur (Aldeia Morro Alto)
– Santo Antônio de Pádua/RJ: Astronomia UFF Pádua (UFF)
– São Paulo/SP: Escola Municipal de Astrofísica
– São Paulo/SP: Guilherme Sampaio (Parque do Ibirapuera)
– São Paulo/SP: Cienctec (transmissão – Ciência e Astronomia)
– Serra/ES: Fábio Moura (Parque Residencial Laranjeiras)
– Taperoá/PB: APA+Mistérios do Universo (Praça Pedro Delmiro)
– Videira/SC: ODF (Observatório Municipal Domingos Forlin)

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Blogs da Folha

Publicidade
Publicidade
Publicidade