Eclipse solar comove e bate recordes de audiência

A comoção era prevista e foi confirmada. O eclipse solar desta segunda-feira (21) foi o programa de maior audiência da história da Nasa, desde que ela começou a transmitir eventos ao vivo pela internet.

Em meados da tarde, a transmissão oficial da agência espacial americana já havia atingido 4,4 milhões de pessoas e respondia por 87% de todo o tráfego de internet dos sites ligados ao governo americano.

Até mesmo o presidente Donald Trump entrou na onda do eclipse e foi flagrado observando o Sol — sem qualquer forma de proteção para a visão, apesar de todas as recomendações exaustivamente divulgadas.

Eclipses solares totais são fenômenos relativamente comuns e acontecem em média, em algum lugar do mundo, a cada dois anos. Às vezes, a frequência é menor. Neste ano, já é o segundo.  O fenômeno acontece quando a Lua, em sua órbita ao redor da Terra, passa à frente do Sol, projetando uma sombra sobre o planeta.

O que tornou este especial foi justamente a faixa em que ele é total cruzar o território dos EUA de oeste a leste. Com isso, muitas regiões habitadas foram agraciadas pela oportunidade de vê-lo.

O evento também teve uma intensa bateria de observações. Aviões e mais de 50 balões estratosféricos foram lançados. Um deles, ligado ao Projeto Kuaray, da Universidade de Brasília e do Clube de Astronomia de Brasília, filmou o eclipse em 360 graus.

Tratou-se também de importante ocasião para estudar a coroa solar — a atmosfera estendida de nossa estrela, ainda pouco compreendida e de difícil observação da Terra, salvo quando há um eclipse.

NA TERRA E NO CÉU

E até mesmo da Estação Espacial Internacional, numa órbita a 400 km de altitude, o eclipse foi observado. Lá, de um ponto de vista privilegiado, os astronautas viram com clareza a sombra da Lua avançando sobre a Terra.

No Brasil, o fenômeno foi visível de forma parcial, nas regiões Norte e Nordeste, e foi acompanhado por centenas de pessoas reunidas em pontos de encontro de observação nas principais capitais.

Quem perdeu, não precisará esperar muito para ver um novo eclipse total do Sol. O próximo acontece no dia 2 de julho de 2019, e a faixa da totalidade vai cruzar Chile e Argentina. No sul do Brasil, novamente, será parcial.

O fim do eclipse em João Pessoa (PB), registrado por Marcelo Zurita

Nos EUA, o próximo eclipse com alinhamento similar a total acontece em 2023 (na verdade, será anular, em que ainda resta um anel do Sol exposto). Nessa mesma ocasião, a faixa da fase anular cruzará o Norte e o Nordeste do Brasil.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Fui a exposição no novo SESC na 24 de Maio e vi duas lunetas solitárias e descalibradas num canto da exposição “São Paulo não é uma cidade” no 5º andar. Alguém tem que ir lá e falar com a direção do SESC para dar um jeito nisto e botar para funcionar direito. Elas estão perto das janelas viradas para a Galeria do Rock.

  2. OFF TOPIC

    Salva, no âmbito da Teoria das Cordas, analisemos o trecho a seguir da Nova História do Tempo, do Hawking com o Mlodinov:

    “É bem possível que existam outras regiões do universo, ou outros
    universos (o que quer que isto signifique), nas quais todas as dimensões são
    enroladas e pequenas ou nas quais mais de quatro dimensões são praticamente
    planas, mas não existiria nenhum ser inteligente em tais regiões para observar o
    número diferente de dimensões efetivas.”

    Será que daria pra apostar na possibilidade de alguma relação entre outras dimensões e o que chamamos matéria escura? Poderá haver matéria em regiões do Universo com menos ou com mais dimensões ‘achatadas (grandes)’?

    1. Olha, sei que dá para falar de matéria escura como matéria que está em outras dimensões, como um Universo fantasma coexistindo com o nosso… Mas não daria para pensar nisso como “bolsões” de geometrias diferentes do espaço-tempo porque a matéria escura tá muito espalhada… você precisa dela para explicar o movimento das estrelas na periferia da Via Láctea, e se houvesse alguma grande mudança da geometria do espaço-tempo ali nós teríamos como perceber pelo efeito que faria no caminho da luz vinda de fora da galáxia e passando por ali. Isso, por sinal, indica que a matéria escura é difusa.

  3. Salvador, por que o eclipse é tão importante para o estudo da coroa solar, se podemos fazer um artificialmente colocando um disco na lente do telescópio? O efeito não é o mesmo?

    1. O que me disse o Thiago Signorini Gonçalves, astrônomo da UFRJ, na nossa live do eclipse, é que os coronógrafos, que fazem esses “eclipses artificiais”, não são tão precisos a ponto de eliminar só a fotosfera e nada mais. Acaba se tornando mais difícil, portanto, estudar a parte mais baixa da coroa solar, a chamada cromosfera.

  4. Salvador,

    Aproveitando o tema sol, ontem comentei com um amigo que a unica solução para este pais seria a inversão de nosso polo magnético que poderá criar o caos e sendo otimista, nossa extinção. Depois fui ler e achei muita informação “leiga” acerca da movimentação e atividade dos polos. voce ja escreveu sobre isto? sabe de algum texto com boa base cientifica?

    1. Não toquei nisso especificamente, mas é um tema que já apareceu nos comentários. A má notícia para você é: já houve muitos flips dos pólos magnéticos antes, e nenhum deles teve correlação com grande evento de extinção em massa. Pode até causar um aumento temporário de incidência de câncer, mas o ser humano não vai capotar por causa disso. 😉

      1. é, fui otimista e vou além, desejando o Flip + uma tempestade solar como a de Quebec (89). Um evento destes com nossa dependecia energetica / tecnologica seria bacana 😀

  5. Amigos, um eclipse trouxe para este espaço:
    1- um cara que falou q a terra é imóvel
    2 – um admirador do Olavo de Carvalho

    Parabéns Salvador, sua audiência atinge niveis estratosféricos. Religiosos e Terraplanistas ficaram para trás…

        1. Bom, então podemos dizer que ele te interpretou mal e todos aqui concordamos que ele é um idiota, Fabio? Que bom!
          E, se for assim, então você devia elogiar a minha perspicácia de ter percebido isso sem precisar ter lido as obras completas… 😛

          1. Pois é. Eu tinha dado aquela resposta porque a princípio achei estranho dizer, ouvi dizer e ignoro solenemente, sem dar mais detalhes do porquê. Mas depois da outra resposta saquei o motivo. 🙂

        2. sim, ofende. Olavo de carvalho é Astrologo e ainda fala q pepsi light é feita com fetos humanos.

        3. O Olavo de Carvalho é um caso a ser estudado por pedagogos, psicólogos e psiquiatras. É um cara que, apesar de ter lido centenas de livros, não conseguiu aprender nada, e só fala besteira.

  6. Salvador,

    Em Manaus, cobriu uns 20% , somente, do Sol. A tarde estava nublada e pouca coisa foi percebida. Mas, tenho uma experiência única vivenciada no ano de 1991, na cidade de Tefé, interior do Amazonas. Naquele ano, acabara de entrar no Banco do Brasil S/A, e esse fenômeno atraiu a atenção de vários astrônomos nacionais e estrangeiros, além de, emissoras de televisão, entre elas a Globo e o SBT.
    Me lembro muito bem quando aconteceu o Eclipse Total do Sol, mais de três minutos e apareceram no céu, seis estrelas, lâmpadas em postes públicos acenderam, urubus e outras aves voavam em direção às grandes árvores, galinhas alvoroçadas adentravam os galinheiros e subiam em galhos de árvores. Um acontecimento ímpar e majestoso!
    Vários textos de emissoras e revistas especializadas sobre o assunto, foram passadas para o Rio de Janeiro e São Paulo, através do antigo TELEX, na agência do Banco do Brasil, sendo a maioria transmitida por mim.

    Abraços!

  7. Se vê na primeira foto a sudoeste do sol uma aumento de luminosidade e logo em seguida a direita um furo luminoso. Calculei o comprimento do círculo através da fórmula popular c = 2 π r e depois também o comprimento da parte luminosa do sudoeste. Cheguei a conclusão que ela equivale a 3,7% do total que equivale 51,5×10^8 metros. Este fenômeno se produz na coroa solar, a qual pouco conhecemos e parece ter alguns defeitos sobre os quais pouco sabemos. É mais comum acontecer no verão do hemisfério norte e a explicação mais aceita na comunidade científica internacional é que o sol já se encontra ligeiramente fora de centro dada a meia vida de sua idade. Aquele furo luminoso ligeiramente a direita da área luminosa, significa que o post é um furo de reportagem.

    1. Esse efeito não tem nada a ver com o Sol, tem a ver com o relevo da Lua, que permite que um pouco da luz solar ainda vaze quando praticamente todo ele está encoberto. Mas dura só um instante. Em vídeo (e você pode ver isso no vídeo) fica claro. 😉

  8. Salvador meu caro, se tem alguma coisa pra se aproveitar no livro preto é a frase “Nao atireis pérolas aos porcos”… Dar espaço a certos indivíduos (que, não fosse a internet, aporrinhariam apenas a própria mãe, entre um tabefe e outro) é tão razoável quanto por um cavalo no Senado…

    1. Olha que o cavalo no Senado está cada vez mais interessante como proposta de reforma política… Você prefere Nero ou Temer? Hehehe

    1. Huahuauhauh, acho que não tenho nada com isso e não sei mais que o título a esse respeito, pois vi na home do UOL. Mas me recuso a clicar nessas besteiras. 😛

  9. Salvador, foi malz, mais não consegui segurar mais um off:

    Você disse que curte filosofia, já leu os livros do filósofo Olavo de Carvalho, se sim o que achou?
    Se não, gostaria muito de saber o que o MS teria a dizer, pois não parecem de se desprezar.

      1. “Eu desprezo solenemente, pelo pouco que já ouvi falar do sujeito.”

        Mas, Salva, não é ir na direção diametralmente oposta ao que prega a ciência?

        Desprezo, pelo que ouvi falar, nunca li e tenho raiva de quem sabe…

        1. Não estamos falando de ciência. Estamos falando de alguém que despreza a ciência, que diz que a relatividade e a mudança climática são fraudes, entre outras pérolas. Mas, se ele quiser que eu o leia como um cientista, que publique um artigo sobre ciência com peer-review num periódico científico. 😉

          1. Relaxa, meu amigo. Tá tudo certo aqui. Olavão é osso duro de roer, e você me pegou na mesma hora que o Apolinário, o que nunca faz bem ao meu humor. 😉

          2. Mas só pra ficar 100%, eu queria provocar justamente por ter dado uma resposta tão rápida e sem explicar o motivo, daí por ter falado que ia em direção diametralmente oposta à ciência, que quer saber de detalhes! Daí você respondeu e eu dei graças a Deus hehe…

    1. Ele acredita em Astrologia. Fez até um manifesto sobre as virtudes desse “valioso campo de conhecimento”…

      1. “Eu não acredito em astrologia. Sou de Sagitário e nós somos céticos.” (Arthur C. Clarke)

        Fora a brincadeira, astrologia é juntar uma maçã e uma banana e dizer que viu uma pêra. Não vale nada. 🙂

        1. Hehehe. Falamos sobre astrologia na live. Minha opinião está lá. Acho que é um artefato cultural curioso, como mitologia, mas não dá para levar a sério.

  10. O eclipse solar em si é um evento comum, natural, e não vejo motivo para tanto frissom.
    Já para a observação científica, essa sim, é de grande importância para o estudo da nossa estrela e do comportamento da curvatura da luz, já estudada por Einstein.

    1. Para nós, publico comum, admiradores de fenômenos astronômicos, é simplesmente fantástico.
      Nunca tive a chance de ver um total, mas uma vez vi um que cobriu uns 70% do Sol, mesmo assim achei emocionante.
      Quem já viu um total diz q a experiência é arrebatadora.

    1. Conheço, mas nunca tive paciência de jogar. O EuTM já insistiu tanto que eu comprei o jogo, mas ainda não joguei.

    1. David, nota 10 pela sugestão; apesar de minha paixão pelo Jazz, ha decadas, aquelas guitarras…Pena a voz do Ozzy estar “apagada”..Mas o que a galera gritava em unissono? Não deu prá entender….

      1. hehehe, precisamos levar em conta que o cara já é praticamente septagenário, césar! 😀 conservado em álcool e outras cositas más… 🙂

        vou ver de novo, e tentar entender o que a galera está falando. se conseguir, volto aqui para postar. 🙂

      2. hehehe, agora percebi. tá zoando, né? me avisa, costumo não perceber rápido essas coisas…

        óbvio que era “Bark at the moon”, hehehehe!

  11. Ualll… sensacional a foto da sombra da Lua tirada da ISS. Fantástica!
    A turma da terraplana devem ficar azul de raiva… uma afronta para eles rsrsrs.

    1. concordo!!! fiquei horas acompanhando a transmissão LIVE da ISS sem conseguir ver nada… mas esta valeu a pena! 😀

    2. Para os terraplanistas, as fotos tiradas do espaço são falsas, não existem satélites… Não sei como eles usam o GPS… 🙁

      1. GPS? Terraplanista tem que usar é astrolábio!

        Ah é, esqueci: astrolábios também não vão funcionar numa terra plana… 🙁

  12. off
    De onde viemos, onde estamos e para aonde vamos?
    Salvador. Essas três perguntas que encabeçam seu Blog são os maiores questionamentos da humanidade. Você acredita que um dia estaremos aptos a responde-las?
    In
    As imagens do eclipse são magníficas. O ser humano apenas parece não compreender que esse é um fenômeno trivial no sistema solar. Já aconteceu e acontecerá ainda tantas vezes que é impossível contar. Mas isso não diminui sua beleza estética e plástica.
    Um belo por do sol no mar, com nuvens do tipo cirro-estratos, pode ser ainda mais belo.

    1. Acho que podemos responder já razoavelmente bem as duas primeiras, mas sempre poderemos aprofundar mais os detalhes, e a terceira cabe a nós decidir — proponho a terceira pergunta mais como uma reflexão — na linha “temos de olhar onde estamos pisando” — do que uma pergunta além da retórica, que deva ser respondida de forma objetiva.

  13. Salvador, parabéns ontem pela transmissão acompanhei aqui do trabalho. Duas perguntas: Já houve ou há planos de sondas que usariam como base o eixo do planeta (sentido polo norte e sentido polo sul) para ver o “chão” e o “teto” de nosso sistema solar? Outra pergunta qual é a inclinação da terra, ou do sistema solar em relação ao plano da galáxia, seu centro?

    1. Qualquer sonda teria de viajar muito “para cima” ou “para baixo”, naipe Voyager 1, para ver o Sistema Solar nessa perspectiva. Curiosamente, a foto da Voyager 1 da família solar (da qual uma delas é a famosa “Pale Blue Dot”) é exatamente isso.

  14. Olha aí o MS mencionando Trump e correndo riscos de ter o Perna levantando mais discussões políticas, e talvez estar mudando de opinião a respeito do cara? 😛

    1. Olha só, vou conceder ao Perna que o Trump até pode ter sido um cara de visão. Mas depois desse eclipse… rs

        1. Nah, a China já apaziguou. Mandou as crianças pararem de brincar. Mas eu confesso a você que estou ansioso pelo impeachment do Trump, para resolver isso logo de uma vez sem guerra nuclear.

          1. Olhe, acho que se não acharem alguma coisa realmente forte o partido republicano vai levando 🙂 se não impediram o Clinton depois do bj e elegeram o Trump depois do áudio da mãozada, tem que ser forte viu. Aliás, esses dois eventos fazem a ‘rapaziada’ dar um sorrisinho de canto de boca e pensar ‘até aí nada de mais’. O Trump está virando, se já não virou, uma rainha da Inglaterra. O grande problema é que ele não fica de boca fechada.

          2. Mas o Partido Republicano seria o maior interessado no impeachment do Trump. Aí teria um presidente republicano de verdade, o Pence, e poderia governar, em vez de lidar com coisas loucas como interferência russa e passeatas neonazistas, que sabotam qualquer governo. O consenso que começa a se formar por lá é que o Trump está ferrado. Veja que ele está demitindo todo o staff controverso dele, um por um, para ver se consegue escapar. Mas vai chegar nele. Desconfio que não termina o mandato, não. E, se terminar, vai ser como você falou: fazendo figuração.

          3. Se depender da ‘imparcialidade’ da imprensa, tanto de lá quanto daqui, esse impeachment é pra ontem!

            (e não diga que fui eu que comecei! 😛 )

          4. É, isso seria o melhor pra todos, principalmente para os republicanos, mas o problema do partido endossar o impeachment são os eleitores do Trump. Não sei se saiu alguma pesquisa de popularidade depois que o Trump equiparou nazistas e racistas ao ‘outro lado’ mas 33% dos americanos parecem concordar com ele. Realmente é preocupante.

          5. Mas a popularidade de Trump é a menor em não sei quanto tempo, comparada a outros presidentes com o mesmo tempo de mandato. Ele já frustrou a maior parte do seu eleitorado dele, para não mencionar que ele perdeu no voto popular para Hillary por mais de 3 milhões de votos e só ganhou no Colégio Eleitoral.

          6. Não vi nada disso. O texto fala de propaganda e só lá no pé vai falar desse lance com a Síria, que no entanto envolve uma investigação da ONU. O gordinho maluco não quer sair por baixo, mas quando a China mandou de volta umas cargas de carvão ele teve de voltar atrás. Gogó ele tem há muito tempo. A única coisa que mudou é que agora tem um falastrão do outro lado também. Mas enquanto ficar só no gogó, tudo bem. (Duvido que qualquer dos dois lados faça o primeiro movimento agressivo, e se Trump comandar o primeiro movimento agressivo (sobretudo se for nuclear) tenho dúvidas de que será obedecido pela chefia militar dos EUA. É um idiota completo e todo mundo pode ver isso.)

          7. 65%? Deus te ouça!! 🙂
            Outra pesquisa diz que é de 35% a chance de uma nova guerra civil, será que as porcentagens são complementares?

          8. Não vejo chance de uma Guerra Civil nos EUA. Posso estar muito enganado, mas o pessoal mais exaltado é grande no estrago, mas pequeno em número.

  15. Pelo jeito foi a MAIOR trollagem já vista neste blog! Apolinário lançando um livro é crível, mas Mensageiro Cristão na Folha?!
    Espero ansiosamente, parece que finalmente vai superar seu medo de revelar a identidade por trás das ideias.

    1. Sempre encarei o lance como piada. Mesmo que aprovassem um blog criacionista na Folha (afinal, é um jornal plural…), certamente não deixariam que um blog antagonizasse com outro no título, como uma provocação. Seria um desserviço à própria filosofia do jornal.

    2. E por quê não aprovariam? Se a Folha é realmente plural, não pode rejeitar novas visões científicas que, recentemente, foram acolhidas em uma das grandes Universidades paulistas.

      Além disso, o antagonismo entre colunistas da Folha são comuns e não vou perder o meu tempo citando alguns bem conhecidos. Naturalmente, o nome do blog que eu sugeri foi mesmo uma provocação e é claro que ele pode mudar.

      Mas não seria um apenas um blog criacionista. Seria muito mais uma alternativa ao absurdo ateísmo que reina na divulgação científica atual, principalmente no Brasil. Os leitores teriam assim a oportunidade de conhecer uma nova visão científica dos fenômenos naturais, seriam munidos de mais informações históricas e não seriam tragados pela enxurrada de devaneios pseudocientíficos, tais como “supercivilizações”, “extraterrestres”, “mutações aleatórias”, “flutuação quântica”, e outras leviandades.

      1. Em essência porque você (1) é um idiota e (2) é desconhecido. Se fosse um idiota conhecido, haveria precedentes. Mas idiotas desconhecidos têm pouco apelo público.
        Mas veja que eu não disse que a Folha não acolheria um blog com visões diferentes… tá aí o Darwin e Deus, do meu amigo Reinaldo José Lopes, que não me deixa mentir. O que eu disse que a Folha não acolheria é um blog cujo objetivo declarado e óbvio seria antagonizar com outro blog da Folha. Entendeu? Então, se você quiser propor um blog para eles, sugiro que não use “Mensageiro Tananã”, porque eles vão saber que você só é um despeitado que quer fazer seu nome às custas do trabalho de outra pessoa. Seja original. 😉

          1. Já. Ele é assíduo aqui no espaço de comentários. E é apaixonado pela cultura medieval. Hehehe

          2. Mensageiro Ancestral, primeira entrevista com o Giorgio, segunda com o mito Erik vonDaniken 🙂

          3. Olha… quase entrevistei o Von Daniken. Só não entrevistei porque acho que não faz sentido entrevistar uma pessoa que você quer cravejar de perguntas embaraçosas e/ou sem resposta, ainda mais sendo um velhinho. Mas ele esteve no Brasil uns tempos atrás e eu balancei…

          1. Ninguém está falando em trabalhar na FSP. O nosso amigo não está procurando um emprego; está procurando uma vitrine. Para usar a FSP como vitrine, como eu disse, você até pode ser idiota, mas tem que ser um notório idiota. O Apolinário entraria na categoria dos desconhecidos. Tão desconhecido, por sinal, que a alcunha no email dele é “Gong Super”, e o nome verdadeiro, nem nós, que temos de aguentá-lo com frequência, sabemos.

        1. Em vez de chamar seus leitores de “idiotas”, você poderia argumentar. Desse jeito você se coloca no mesmo nível dos apolinários da vida.

          1. Não estou chamando meus leitores de idiotas. Só o Apolinário. E justamente porque já me cansei de argumentar com ele.
            Se alguém fosse todo dia na sua casa falar bosta, eu queria ver quanto tempo ia levar para você chamar o sujeito de idiota.

      2. na Folha não Apolinário, ali é remunerado
        vc consegue hospedar um blog por 19,90 no UOL mas se procurar encontra até de graça

      3. “Os leitores teriam assim a oportunidade de conhecer uma nova visão científica dos fenômenos naturais”

        Visão Científica???? WTF ???

        1. Sim, uma nova visão científica. Assim como foram o determinismo de Newton, o darwinismo, o empirismo de Kant, o relativismo de Einstein e a quantização de Planck.

          É o que eu sempre digo, falta aos leitores do blog (e também ao blogueiro) uma visão histórica mais abrangente. Repetir de forma estupidificante as ladainhas de Carl Sagan resulta em pobreza cultural.

          1. Não existe nova visão científica. A ciência é a mesma desde que Galileu formalizou os alicerces, no século 17. O que mudam são os paradigmas científicos, ou seja, as teorias predominantes. Mas, para uma nova teoria superar uma antiga (abrangendo-a, e não descartando-a) e o paradigma mudar, o único caminho é a mesma visão científica de sempre — observação, hipótese, experimentação. Galileu sabia disso. Newton sabia disso. Darwin sabia disso. Einstein sabia disso. Planck sabia disso. Sagan sabia disso. Por essa razão todos propuseram ideias testáveis e/ou métodos para testá-las. Diferentemente de você, que só fala asneiras porque são sua convicção pessoal. Qual é o teste que você propôs para confirmar a sua hipótese de que a vida se restringe à Terra? Não só você jamais propôs teste algum, como costuma rejeitar como perda de tempo todos aqueles que, com um experimento ou outro, estão testando a sua hipótese e buscando vida fora da Terra. Que medo é esse da experimentação? Que “visão científica” pode ter medo da experimentação? Que “visão científica” pode não ter a natureza como árbitra final de hipóteses e teorias?

            De novo, não sei por que perco tempo com você. Não devia. Devia guardar isso para os leitores do glorioso “Mensageiro Cristão”. Crie aí, vai, quero ver. Não precisa esperar a Folha. Crie seu blog e posta o link aqui pra gente. Tá cheio de serviço gratuito de hospedagem de blogs. Aguardo o link.

      4. Dar espaço ao antagonismo e ser plural, não que dizer que uma organização jornalística séria como essa aceitaria qualquer porcaria.
        Para ser aceito aqui, teria que ser algo com algum mérito ou relevância. Não é o seu caso, nem pelo mérito e nem pela relevância.
        Aceitasse qualquer porcaria, já teríamos o Mensageiro Nibiruta, o Mensageiro da Terra Plana, o Mensageiro do Estado Islâmico, o Mensageiro Norte-Coreano, o Mensageiro Afegão, o Mensageiro de Varginha, etc…

      5. Respondo ao comentário desse “anibal” que, claramente, não possui nenhuma qualificação para julgar coisa alguma, além de desconhecer a história da FSP.

        Saiba que essa “séria organização jornalística” foi precedida pelo jornal “Notícias Populares” (que encerrou em 2001) e cujas manchetes principais versavam sobre coisas como o “bebê diabo” e o “desaparecimento de roberto carlos”, entre outras excentricidades. Mudou um bocado desde então, embora ainda tenda ao sensacionalismo de vez em quando.

        Quanto ao mérito ou relevância, você só poderia julgar se: 1) tivesse qualificação para isso ou 2) fizesse parte da direção do jornal. Como claramente você não preenche nenhum desses atributos, resta a você calar a boca e recolher-se à sua insignificância acadêmica e intelectual.

        Por fim, todas as propostas de “mensageiros” que você citou não estão em discussão uma vez que nenhuma delas está relacionada com a área científica, o que mostra mais uma vez o seu despreparo em matéria de argumentação.

        Um conselho: pare de puxar o saco do blogueiro e limite-se a questionar apenas aquilo que a sua diminuta inteligência lhe permite compreender.

        1. Não foi *precedida*. O NP co-existiu com a Folha durante muito tempo e era um outro produto — quase um precursor dos sites de humor jornalístico que agora se propagam por aí.

        2. Ah! Essa não! Comparar o extinto “NP” com os sites de humor atuais é de um eufemismo vulgar. O “NP” era a cara do Brasil popular: pingava sangue, fazendo a alegria do público inculto. Os seus descendentes mais próximos estão hoje na TV: datenas e companhia…

          1. Um dos que trabalharam no NP foi o Álvaro Pereira Jr., jornalista e químico formado, excelente jornalista de ciência, já trabalhou nesta área na Folha (onde ainda hoje mantém uma coluna) e editor-chefe do Fantástico. Um grande sujeito, excelente profissional, fez recentemente a importante matéria do Fantástico denunciando os cortes absurdos feitos ao orçamento de Ciência, Tecnologia e Inovação pelo governo federal. Não há nada desabonador em ter trabalhado no NP. Há quem não goste do humor negro, OK, mas não se pode mesmo agradar a todos.

            (Em tempo: eu mesmo nunca fui grande fã do NP. Mas claramente nunca foi um jornal para se levar a sério. E é MENTIRA dizer que ele foi um precursor da Folha. Como eu disse, a Folha de S.Paulo é mais antiga que o NP, e sua precursora direta foi a Folha da Manhã; por sinal, a empresa se chama ainda Folha da Manhã S.A.)

          2. Insisto sim. A primeira capa parece mais séria, mas o jornal ainda estava procurando sua verve, claro. Mas olhe já a terceira da lista, com uma cara mais parecida à que consagrou o veículo:

            http://f.i.uol.com.br/fotografia/2013/08/20/310195-400×600-1.jpeg

            Se a MANCHETE “Mulher dá à luz uma tartaruga” não é humor, o que seria? (E note que disse um precursor dos atuais sites de humor; mas, claro, bem diferente. O NP se baseava mais no humor negro e nas fotos escandalosas e de mau gosto. Mesmo a primeira já tem um pouco disso, mostrando uma reconstituição bem gráfica da morte do Kennedy. Enfim, você estudou jornalismo? Ou você entende tanto de comunicação quanto de ciência? rs

            (Note também que o NP começou em 1963; a Folha é uma empresa que tem mais de 90 anos.)

          3. A antiguidade não torna ninguém mais nobre. A Máfia siciliana surgiu no século XIX e está ativa até hoje. Não se pode negar o fato de que o NP explorava a ignorância do povo e que ganhava dinheiro com isso. Tentar fazer com que o NP seja lembrado como um produto cultural digno é forçar demais a barra…

          4. Eu nunca avaliei qualitativamente o produto. Só disse que o NP (1) não era precursor da Folha, ao contrário do que você disse (por mentira ou ignorância, aí já não sei), e (2) foi precursor do que hoje se manifesta como a cultura dos sites jornalísticos de humor. (Claro, eu seria injusto se não incluísse como precursores ainda mais importantes para essa cultura o Pasquim e a Casseta Popular, mas esse não era o assunto.)

          5. “…O slogan do NP era “nada mais que a verdade”…”

            Curiosamente, o slogan do Sensacionalista (Uma dúvida: O site agora é da Folha da Manhã?) é “Um jornal isento de verdade”. Curiosamente ao querer discordar do Salvador você concordou com ele! Em tempo: Sei que o slogan é um jogo de palavras. Assim como o NP

          6. Perdoa, ele não sabe o que fala.

            (Pronto, usei uma paráfrase bíblica para responder ao Apolinário. Posso me aposentar. rs)

          7. Pois é, seria um ato falho? Embora você a renegue, é mais uma demonstração da influência cristã em sua formação. Provavelmente ela veio à tona através de minha modesta influência… 😛

          8. Eu não renego nada, inclusive a óbvia influência cristã que é submetida a todos os nascidos e/ou criados no Ocidente, eu incluso.

            Não sou cristão per se (não acho que Jesus tenha sido divino, por exemplo), mas admiro alguns dos valores cristãos, infelizmente deturpados por gente que acha mais importante a mitologia do que a filosofia cristã.

          9. Cara, que prazer você tem de vir falar mal do jornal aqui no jornal? Parece aqueles idiotas que vão no G1 falar de golpe e de Globo vendida. Larga a mão de ser besta, pô. Baita comportamento bitolado… Depois fica na geladeira, não sabe por quê…

          1. A Justiça não lidava bem com liberdade de expressão naquela época. Mais um elo entre o NP, o Pasquim e a Casseta Popular… 😉

          2. O juiz Daniel Peçanha de Morais Júnior, fixou uma ordem judicial para que o diário fosse vendido em embalagens plásticas lacradas sempre que contivesse “violência, sexo e termos chulos”, o que quase sempre ocorria.

            Um dos grandes defensores do NP na época era o presidente do PT, um tal de Lula da Silva. Fazia todo sentido. Mais tarde, como presidente, Lula transformaria as manchetes mais surreais do NP em realidade.

            😛

          3. Pois é. Caretice besta. Mas é a sua cara — afinal, segundo você, até a Igreja mandou bem de queimar o Giordano Bruno na fogueira.

          4. o que me faz ainda mais admirar o grande Raul Seixas, relembrado na última segunda feira (por coincidência, o “esperado dia do eclipse”, que infelizmente não pudemos ver aqui no sul…) Que dizer de um cara que, em plena ditadura militar, consegue gravar uma gravação celebrando a “Sociedade Alternativa” e, mais ainda, grava um ponto de umbanda distribuído nacionalmente numa época de clara intolerância religiosa, na forma de uma música aparentemente sem pé nem cabeça que fala de “moscas na sopa”? tudo isto protegido por uma capa (que aliás ele conseguiu urdir muito bem) de “maluco beleza”…

        3. Depois de uma transmissão do eclipse do mais fino nível, com observações excelentes e linguagem agradável, parece que a seção de comentários desbundou de vez, com assuntos OFF em exagero. A grande atração veio através do Escriba Nogueira que rasgou a combinação com o Apolinário. Vou contar isso lá em Rancharia falando que li estas coisas num blog de astronomia.

        4. Apolinário, a FSP tem a qualificação necessária para julgar o que é relevante.

          E você não é relevante.

          Recolha-se à sua irrelevância jornalística e volte à sua idiotice pseudocientífica.

  16. Salvador,
    Existe alguma previsão de eclipse solar total para o Estado de São Paulo ou em algum outro lugar do Brasil?

    1. Vai ter um eclipse total (anular) no Brasil (região Nordeste) em 2023. Tá no pé desse texto aí. 😉

    2. https://www.timeanddate.com/eclipse/in/brazil/sao-paulo

      Veja a seção “Eclipses and Transits Visible in São Paulo” e escolha a faixa de anos. Inclui eclipses lunares e trânsitos planetários. Os próximos no Brasil são três anulares em out/2023 (regiões norte e nordeste), fev/2027 (faixa minúscula no extremo sul do RS) e jan/2028 (região norte). Total mesmo no Brasil só em ago/2045 (norte e nordeste). Eclipse total que passe no Estado de São Paulo, só em 2113.

Comments are closed.