Astronomia: O que vem aí em 2018!

De possível voo lunar tripulado até o fim do ano à busca por vida em Marte, 2018 promete.

CARRO NO ESPAÇO
Janeiro começa quente, com o primeiro voo do foguete Falcon Heavy. No lançamento de teste, a empresa SpaceX deve colocar um carro da Tesla no espaço. E, seja qual for o resultado, ele deve pavimentar o caminho para voos tripulados ao redor da Lua, algo que não ocorre desde 1972. A SpaceX chegou a prometer o primeiro deles para o fim de 2018. A data é ambiciosa, mas o objetivo nunca foi tão factível.

DE VOLTA AO JOGO
Este também deve ser o ano em que os EUA voltam a ter a capacidade de mandar astronautas ao espaço, o que já não têm desde a aposentadoria dos ônibus espaciais, em 2011. Neste ano devem ocorrer os primeiros testes das cápsulas tripuladas Dragon V2 (SpaceX), em abril, e Starliner (Boeing), em agosto.

DA TERRA À LUA
Enquanto isso, na China, a ambição segue em alta. Os chineses planejam lançar em 2018 o primeiro módulo de sua estação orbital e, até o fim do ano, devem se tornar os primeiros no mundo a enviar um jipe robótico ao lado afastado da Lua, com a missão Chang’E-4.

MARTE ATACA
O ano promete para os fissurados por Marte. A Nasa quer lançar, em maio, e pousar, em novembro, um robô sismólogo por lá, o InSight. Fora isso, é em 2018 que o orbitador europeu Gas Trace Orbiter passará a colher dados científicos — é a Europa iniciando a busca por evidências de vida no planeta vermelho.

REINO DOS ASTEROIDES
No espaço profundo, teremos dois encontros empolgantes para os fãs do estudo de asteroides: a japonesa Hayabusa-2 chegará ao Ryugu, em julho, e a americana Osiris-Rex, ao Bennu, em agosto. Ambas devem colher amostras para trazer de volta à Terra.

GRANDES VOOS
Por fim, teremos vários lançamentos científicos importantes. Entre março e junho, a Nasa deve lançar seu próximo satélite caçador de exoplanetas, o Tess. Depois de junho, um experimento educacional brasileiro deve ir à Estação Espacial Internacional. Entre julho e agosto, deve partir a sonda Parker, que vai roçar a alta atmosfera do Sol. E em outubro os europeus lançarão sua primeira sonda a Mercúrio, a BepiColombo.

A coluna “Astronomia” é publicada às segundas-feiras, na Folha Ilustrada.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Bom dia Salvador,

    A estação espacial internacional precisa ajustar a órbita para não cair na terra assim como outros corpos espaciais, o carro Tesla vai ficar por até 1 bi de anos na órbita de marte.
    Pergunta:
    Não era pro carro cair em marte?Eu sei que a gravidade de marte é menor, mas deveria cair de qualquer jeito eu acho.
    Obrigado e parabéns novamente.

    1. Bruno, na verdade, o carro da Tesla vai até a órbita de Marte, mas não vai entrar numa órbita ao redor de Marte. Ele estará numa órbita ao redor do Sol em que o ponto mais alto roça a órbita de Marte e o mais baixo, a da Terra. Nessa posição, ele pode ficar intocado por muito, muito tempo. Satélites em órbita de planetas perdem altitude pela resistência oferecida por umas poucas moléculas da atmosfera. Satélites em órbitas altas não têm esse problema — também podem ficar por lá por bilhões de anos.

  2. Salva, outra coisa, os chineses vão ter que enfiar um satélite na lua também, por conta da comunicação..

  3. Daqui a um bilhão de anos, extraterrestres irão encontrar esse Tesla e vão se perguntar, como os terráqueos usava isso no espaço??? Não resisti a fazer essa piada infame….. Bom ano Salva…..

  4. Oba! Esse ano promete o lançamento de grandes foguetes! Adoraria poder ver um deles ao vivo 🙂
    Falando nisso, Salva, vc vai transmitir o lançamento da Falcon Heavy né? O último da SpaceX ficou espetacular!!! Estão com câmeras cada vez mais potentes e o espetáculo é garantido.
    Só espero que seja de dia 😉

    1. Cara, eu estou roendo as unhas desde já porque é possível que eu tenha um compromisso no Rio de Janeiro na segunda quinzena, e estou com medo de coincidir com o lançamento. Mas, sim, pretendo transmitir o lançamento, *mesmo que caia na data do meu outro compromisso*. Só não sei como ainda. Mas espero descobrir até lá e torço para que não haja esse conflito de datas.

  5. Uma coisa que eu tô muito curioso e tô na expectativa para ver esse ano é a foto da sombra do horizonte de eventos do buraco negro Sagitário*! Quando eles vão liberar a imagem?

  6. É muito bom receber esta informação que o Tess levanta voo na metade do ano. Acredito que trará boas notícias sobre a descoberta de novos mundos com uma visibilidade melhor que o Kepler nos trouxe. Tomara que ele traga também noticias de atmosferas planetárias. O ano pinta ser um dos mais agitados A BepiColombo deverá ser um capítulo formidável.

  7. Professor: “offtopic”
    a galera está falando tanto de seu ultimo livro que já me preocupo de “sofrermos” um teste para verificação & avaliação…Por favor, dê-nos um tempo pois ainda estou na pag. 42 (“O que é a luz mesmo?”)…Patinando, patinando…

    1. Ei, vá no seu ritmo. Essa é, por sinal, a vantagem de um livro. Um vídeo dita seu próprio ritmo. Um livro você lê quando e como quiser.

  8. Os Europeus tiveram péssima experiencia da ExoMars que se estraçalhou na aterrisagem em 2016. Será que se recuperaram pra lançar outra nova? O prejuizo foi muito grande nessa façanha inedita.

    1. Não, esse já está lançado! Já está em Marte! Sucesso! Foi junto com o Schiaparelli, que se espatifou. E esse era o grande valor da missão, o pouso era só um teste mesmo.

  9. Em 2018 Salvador Nogueira baterá recorde de vendas com o livro “Einstein Para Entender de Uma Vez”. Pedi e ganhei de aniversário e recomendei a todos meus contatos. E já está esgotado nas livrarias daqui! O livro é esclarecedor e inspirador, fico na torcida que esta semente germine em nossos jovens universitários.

      1. Eu sempre recomendo a leitura dos livros que curto. Todavia, sou do tipo que nunca empresta livros. Então, quem estiver curioso, que compre o seu. De quebra, no caso do livro do Einstein, eu ainda ajudo o Salva a receber os seus merecidos royalties! rsrs

  10. Salva, um detalhe que descobri, no próximo réveillon você terá que trabalhar produzindo material para gente, pois ao que parece a New Horizons passará pelo MU69 em primeiro de janeiro de 2019. Danou-se! Pelo menos o tal asteróide termina em 69!!! 😛 hehe

    1. Hehehe, sim, estou ligado! Mas aí vale a pena! Já estou curioso com esse objeto. Parece que ele pode ser um binário de contato ou ter uma lua?

      1. Incrível né? Essa luazinha vai ser a cereja do bolo! O mais interessante, é que aquele pedregulho, é um fóssil, um resquício da época da formação do sistema solar! Mas depois de tudo o que vimos em Plutão, nem me arrisco em dizer o que aprenderemos com o MU69! É esperar para ver! 🙂

Comments are closed.