Água está ‘facinha’ em Marte, diz estudo

Salvador Nogueira

Um longo processo de erosão está expondo um monte de gelo de água na superfície de Marte. É isso que constatou um grupo de pesquisadores trabalhando com o orbitador Mars Reconnaissance Orbiter, o mais próximo que temos de um satélite-espião em órbita marciana.

O trabalho, que tem como primeiro autor Colin Dundas, pesquisador do Serviço Geológico americano, acaba de ser publicado na edição desta semana da revista “Science”.

Eles constataram, ao analisar imagens de oito localidades diferentes no planeta, que a erosão está levando à exposição de depósitos de gelo de água que estavam até então escondidos pelo solo, a uma profundidade relativamente baixa — em certos casos tão baixa quanto um ou dois metros. Sua presença, por outro lado, pode se estender por até uns 100 metros no subsolo.

O processo erosivo, causado pela sublimação de parte do gelo (ou seja, sua conversão direta de sólido para vapor), está expondo as camadas congeladas das encostas que, pelo formato agudo, sugerem blocos de gelo coeso sob si mesmas. Ou seja, é um bocado de água congelada.

O resultado não é de todo surpreendente — medidas anteriores feitas por orbitadores já indicavam imensos depósitos de água sob a superfície de Marte –, mas é extremamente empolgante. Com essas camadas de gelo exposto, temos acesso a todo o processo que conduziu à sua deposição original, o que pode nos ensinar um bocado sobre o passado da atmosfera e do clima marcianos. Isso, claro, se nós ou nossos robôs puderem colocar as mãos nele.

O achado também sugere que Marte é um planeta que tem em abundância o recurso espacial mais precioso para futura ocupação e colonização: água. Não só todos os seres vivos precisam dela para se manter nessa condição como um processo simples pode convertê-la em oxigênio para respiração e combustível para foguetes. A descoberta é, portanto, o equivalente marciano de achar petróleo jorrando no quintal.

Imagem de escarpas feita pelo MRO revela a estrutura do gelo de água (em azul) no subsolo marciano. (Crédito: Nasa)

AGUAR OU NÃO AGUAR: EIS A QUESTÃO
Algumas pessoas podem ficar confusas com todo esse papo de água em Marte. Um dia os cientistas dizem que tem, no outro que não tem, nas fotos só parece um deserto seco. Afinal, qual é a da água em Marte?

Nessas horas é preciso fazer uma distinção. Não resta qualquer dúvida de que o planeta Marte seja rico nessa simpática substância chamada óxido de di-hidrogênio, também conhecida como H2O. Água tem de monte.

Podemos detectar sua “assinatura” nas calotas polares marcianas (sobretudo no verão), quando o gelo de dióxido de carbono congelado sobe de volta à atmosfera, deixando para trás a água congelada, cuja temperatura de fusão (transição de sólido para líquido) é mais alta.

Também já levamos uma sonda, a Phoenix, a uma região próxima aos polos, mas não diretamente nas calotas polares, e usamos seu braço robótico para escavar o solo avermelhado, revelando gelo de água logo abaixo.

Por fim, temos muitas evidências orbitais de que há muito hidrogênio armazenado no subsolo, logo nas primeiras camadas, provavelmente na forma de H2O.

Então de onde vem a polêmica? É a questão mais controversa é a da presença de água em estado líquido em Marte. Há sinais geológicos de que, no passado, muita água correu pela superfície, o que também é corroborado por análises de minerais hidratados (que só poderiam ter se formado em água líquida) detectados em Marte por jipes robóticos como o Spirit e o Opportunity.

A evidência é muito forte de que tivemos períodos com muita água líquida na superfície marciana, embora ainda restem algumas dúvidas porque ninguém consegue explicar como o planeta pode ter sido mais quente a ponto de permitir isso, considerando que os estudos mais recentes não conseguiram encontrar evidências de uma atmosfera antiga que tivesse efeito estufa suficientemente elevado para tanto.

E quanto ao presente? Ainda há água corrente hoje em Marte? Esse é o ponto mais controverso. Nos últimos anos, o próprio MRO (o “satélite-espião marciano”, capaz de ver coisas medidas em dezenas de centímetros na superfície, mesmo estando em órbita) encontrou alguns fenômenos sazonais, as chamadas RSL (linhas recorrentes nas encostas, em inglês), que parecem ter conexão com água líquida.

Um estudo mais recente, contudo, sugere que a maior parte do processo envolve apenas erosão em dunas, e que a água tem um papel coadjuvante, com a momentânea liquificação do pouquíssimo vapor d’água que existe na atmosfera marciana. É algo ainda a investigar.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Salvador obrigado pelas explicações sobre as questões das fotos agora sobre a questão da transmissão dos astronautas sobre avistamentos ou algo estranho que eles estariam presenciando em solo lunar, além disso gostaria de perguntar sobre material não natural tanto em marte como na lua por ex o clássico rosto sobre a superfície de marte, entre outros como insetos ( suposta aracnidêo fotografado) ao que parece fósseis também, na lua construções artificiais, como obeliscos, objetos não naturais é tudo conspiração essa questão nada foi fotografado e chegado a conclusão que de fato não seria natural de marte e na lua…
    Agora a questão central a transmissão dos astronautas o que você pode dizer é somente conspiração também ou seja toda aquela emoção passada na transmissão foi forjada era uma farsa ? por qual intuito?…..

    1. Não tem transmissões chocantes. Aliás, astronautas são caras difíceis de assustar. Vamos ao mesmo exercício: ache as transcrições no site da Nasa (um bom lugar é o Apollo Flight Journal — https://history.nasa.gov/afj/) que supostamente suportam essas suas afirmações conspiracionistas, e a gente desvenda juntos o mistério. 😉

  2. Salvador saudações o tio sam e a nasa sempre negaram a existência de vida inteligente fora da terra ok mas te faço as seguintes perguntas :
    Se eles sempre negaram qualquer fato sobre a existência de vida inteligente fora da terra e sem mais e sem menos eles admitirem a existência agora de vida fora da terra daí fica a questão se eles mentiram sobre essa questão o que mais eles não mentiram?
    A outra me lembro na época que um repórter deixou o microfone em aberto com um membro do SETI em uma entrevista ele perguntou se um sinal fosse detectado o integrante e ele disse que qualquer descoberta sobre sinais etc sobre vida lá fora jamais seria revelado ao publico?
    Salvador cá entre nós você realmente acha que eles vão divulgar essa questão simples assim?
    Outra questão o que os astronautas da apollo viram na lua lembro de uma transmissão de rádio que parecem que eles estariam surpresos e maravilhados com supostos objetos que estariam observando a conquista da lua ….e digo mais os astronautas de ultima hora teriam que mudar o local de pouso pois o local já estaria ocupado isso é tudo conspiração ou tem um fundo de verdade?
    links das fotos com tarjas tudo tem uma explicação? ou nem tudo?
    https://mars.jpl.nasa.gov/mer/gallery/all/1/p/1530/1P264008852ESF89AHP2292R1M1.HTML

    https://mars.jpl.nasa.gov/mer/gallery/all/2/p/2119/2P314483155EFFB292P2564L3M1.HTML

    1. Eles nunca negaram nada sobre vida inteligente fora da Terra. A Nasa tentou inclusive implementar um projeto de busca por inteligência extraterrestre, SETI, no começo dos anos 1990, que foi barrado pelo Congresso americano, com a alegação de que não se devia “desperdiçar” o dinheiro do contribuinte nisso. O projeto migrou para a iniciativa privada e virou o Phoenix, conduzido pelo SETI Institute. Não achou nada.

      Fato é que a Nasa se declara abertamente na busca por vida extraterrestre. O caso sempre foi esse, desde pelo menos a missão Viking a Marte, em 1976. Também foi assim com o estudo do meteorito marciano ALH 84001, em 1996.

      Agora, a Nasa se pauta pela ciência, não pela pseudociência: afirmações extraordinárias exigem evidências extraordinárias. Para proclamar qualquer coisa evidência de vida extraterrestre, é preciso antes excluir todas as hipóteses menos extraordinárias. Nada até agora observado pela Nasa, por outras agências espaciais, por pesquisadores e astrônomos independentes chegou a cruzar esse limiar. Se você acha que cruzou, você está enganado. Simples assim.

      Tudo que a Nasa mais queria era descobrir vida extraterrestre, pois isso certamente levaria a um grande aumento de seu orçamento.

      Então, todas essa lorotas que você ouve com a temática “Nasa esconde” são só isso: lorotas.

      Sobre as fotos que você linka, ambas são cruas, ou seja, não passaram por processamento. Elas aparecem no site como foram baixadas do jipe. E às vezes as coisas não funcionam como desejado.

      Referindo-me à foto do Spirit, do Sol 2119 (https://mars.jpl.nasa.gov/mer/gallery/all/2/p/2119/2P314483155EFFB292P2564L3M1.HTML), podemos ver no álbum de todas as fotos cruas da câmera panorâmica (https://mars.nasa.gov/mer/gallery/all/spirit_p2119.html) que todas as que foram tiradas com o filtro 3 (comprimento de onda de 673 nm) tiveram essa parte da imagem perdida. Mas podemos ver imagens do mesmíssimo lugar, em outros comprimentos de onda (filtros 1, 5 e 7) e constatar que não havia nada a esconder nas imagens do filtro 3. Os cientistas realmente queriam a imagem completa no filtro 3, tanto que comandaram o jipe a enviar a mesma imagem cinco vezes — e nas cinco ela veio corrompida. Ou seja, o problema não foi na recepção dos dados, foi na produção da imagem mesmo. (Para saber que foi isso que aconteceu, você tem de aprender o que significam todos os números no endereço da imagem, o que você pode fazer aqui: https://mars.nasa.gov/mer/gallery/edr_filename_key.html.

      Agora vejamos a do Opportunity, Sol 1530 (https://mars.jpl.nasa.gov/mer/gallery/all/1/p/1530/1P264008852ESF89AHP2292R1M1.HTML). O álbum de todas as fotos cruas daquele dia está em https://mars.nasa.gov/mer/gallery/all/opportunity_p1530.html. A imagem com a suposta tarja está com o filtro 1. Será que a imagem estava com problema, como foi no caso anterior, ou a transmissão é que gerou a corrupção na imagem? Descobrimos que desta vez a memória do Opportunity tinha a imagem certa em seus bancos de memória. Uma segunda tentativa de baixar a imagem veio sem a tal tarja: https://mars.nasa.gov/mer/gallery/all/1/p/1530/1P264008852ESF89AHP2292R1M2.HTML. Note que o bloco de sete números logo depois dos dois primeiros algarismos no nome do arquivo, que indicam o segundo em que a espaçonave tirou a foto, são iguais na imagem com tarja e sem tarja. Ou seja, a corrupção do arquivo aconteceu na transmissão, não na memória do jipe.

      Lembremos também que erros de memória e corrupção de dados são comuns, uma vez que os computadores dos jipes estão submetidos a doses grandes de radiação, que podem causar erros de computação. Por isso a formatação dos dados é planejada cuidadosamente pela Nasa para garantir a máxima fidelidade e o menor número de erros numa imagem. Dependendo da forma que a imagem é codificada, ela poderia ser perdida por inteiro, e não uma parte dela, por um erro desse tipo.

      Pois é. Exploração espacial é muito mais complicada e cheia de detalhes que os conspiracionistas gostariam que fosse. 😉

    2. Calou a boca de Raf, Alessandro e David Machado dos Santos Filho que desmereceram os post do Ricardo. Não só ele postou o link como ganhou uma bela explicação do Salva, mostrando que o assunto é sério. Esses três podem pedir para cagar e sair de campo.

      1. Discordo totalmente. O Ricardo tem aí um comportamento viciado problemático, que é a propensão em acreditar em conspirações sem pé nem cabeça. É algo que precisamos combater, e foi isso que os demais expressaram, de diferentes modos.

          1. Eu não. Continuo afirmando que as tarjas pretas nas fotos eram pra esconder marcianos nudistas… 😀

      2. Não fala bobagem AG, o Ricardo não postou nada, pegou algumas fotos cruas, que tinham estas falhas no filtro e postou para dizer que era da NASA. E pior, o que tinha nestas fotos ???
        Bobagem pura. Vcs não tem nada sério para postar! Não inventa.
        Você é pior que o Ricardo, vai eclodir os olhos em Marte. Pastel!

    1. O Falcon Heavy já está posicionado na base de lançamento em Cabo Canaveral, na Flórida, com capacidade de dar impulso inicial, para arrancar do solo um peso estrutural jamais visto na história do programa espacial.

      Mas antes, você pode apreciar um vídeo de animação feito pela SpaceX .
      https://m.youtube.com/watch?v=4Ca6x4QbpoM

  3. Salvador, vi algum tempo atras que ao se forçar um efeito estufa possivelmente reconstituiria a atmosfera. Aumentando a temperatura do planeta para os padrões habitaveis. Se isso realmente for verdade. Não poderia através de um evento catastrófico ser acelerado esse processo. Ex. Um asteroíde relativamente grande poderia acelerar este processo.

    1. Dá para terraformar Marte, ao menos em princípio. Mas não é simples. Agora, asteroides costumam tirar atmosfera, não colocar.

  4. Noticias sobre a existência ou não de agua em Marte são bastante comuns na mídia especializada. Elas visam ocupar espaço e encher linguiça quando não há outro assunto para publicar. Uma publicação diz que tem e logo em seguida a outra diz que não tem. O próprio colunista Nogueira publicou há poucos dias uma coluna sobre a ausência de agua no planeta dizendo claramente aquelas ondas do deserto eram formadas por ventos com areia fina. A revista Science esta cobrando a assinatura e por isso perdeu a maioria dos leitores Até um artigo eles cobram para ler. Regularmente eles lançam fakes sobre agua em Marte.para angariar mais assinantes. É uma pena pois eles espalham a lorota internacionalmente.

    1. Você claramente não leu o texto. A controvérsia é sobre água EM ESTADO LÍQUIDO em Marte. Essa é a dúvida. Que Marte tem muita, MUITA água, em forma de gelo, nunca ninguém disse o contrário.

  5. Vejo algumas fotos da Nasa do espaço com alguns cortes. Seria erro no processamento da imagem, aperfeiçoamento das outras áreas ou há algum motivo técnico que explique isso?
    Sobre Marte lembro vagamente de algumas assim, são mais comuns as do espaço profundo.
    Obrigado!

        1. Aqui é basicamente um mosaico. São várias imagens combinadas. E cada imagem dessas toma tempo do Hubble, que é disputado a tapa entre os astrônomos. Então eles não vão se dar ao trabalho de fotografar todas as regiões só para a imagem ficar quadrada. Aí deixa essas partes faltantes.

  6. Salva li todos os textos aqui digitados.
    Todos falam de vida, tem que ter água líquida, gelo.
    No passado Marte tinha rios de água corrente, outras pesquisas sugerem água salgada, doce tanto faz.
    Eu não ouvi ninguém comentar sobre a possibilidade de Marte ter desenvolvido algum tipo de Bioma, apenas plantas, árvores. Qual seria a imagem de Marte nesta época?
    Se tudo indica um passado com água corrente em Marte, não era para ter pelo menos achado algum fóssil?
    Em alguma parte do planeta tem que ter algum fóssil.

  7. Fatality… kakakakakakakakakakakkakakakakakakaka

    Realmente, encontrar merda em marte seria a maior de todas as descobertas… kakakkakkakaa

  8. Salvador, ja existe ou está perto ou se é possível existir algum transporte interestelar que viaje na velocidade da luz ou próximo disso ?

    1. Não. Os projetos de pesquisa e desenvolvimento no momento falam em atingir algo como 10% da velocidade da luz, ou 20%, o que já seria fantástico.

  9. Salvador saudações o que você pode dizer de algumas fotos da nasa sobre a superficie de marte conter borrões ou uma tarja preta sobre determinado objeto, o que estariam a esconder se não há nada lá fora além de nós aqui na terra ?….
    Não é estranho essa atitude o que você diz ?

    1. Me indica a foto, no site da Nasa, que eu te explico do que se trata. Eu nunca vi uma foto de Marte no site da Nasa com uma tarja preta proposital ou com borrões artificiais. Mas coloca aí e a gente desvenda juntos o mistério. 😉

      1. Provavelmente ele também não viu. Mas falaram que tem, ele acreditou sem questionar. E mesmo assim deve se achar esperto, inteligente.

    2. Ele nunca viu fotos da NASA(no site da NASA) com borrões ou tarja preta.
      Isto é coisa dos sites dos terraplanostras, nibirutas, olhos eclodindo e conspiracionistas… !
      Bobagem pura. Qualquer foto que postar, não vai ter o endereço…se tiver são destes sites.

  10. Com essa descoberta podemos dizer que existe vida em marte ?Onde tem água
    qual a possibilidade de existir vida ?

    1. Água em estado líquido é uma das coisas necessárias à vida como a conhecemos. Gelo de água não basta. Tem de ficar líquida. Essa descoberta não aumenta a chance de haver vida em Marte, mas também não diminui. Há uma pequena chance de vida atualmente em Marte, e uma chance maior de vida no passado de Marte.

  11. Salvador, muito boa explicação.
    Tudo indica que no passado Marte tinha água corrente e pra isso o planeta tinha que ter um sistema climático parecido com a Terra, até pela posição dele em relação ao Sol, Marte tinha tudo pra dar certo.
    Isso me deixa muitas dúvidas, Por quê não deu certo, ou será que Marte conseguiu sustentar a vida primeiro que a Terra? O que fez então ele perder a sua atmosfera, algum indício de asteroide ter colidido? E quanto ao seu campo magnético?
    Quais são as teorias que vc considera mais plausível?

    Agora um off Topic.
    Estou de férias e resolvi assitir um canal que era pra ser de culinária nas manhãs de um canal importante.
    Pra minha grata surpresa, o programa trouxe uma criança de 6 anos que adora ciência, fiquei surpreso, não esperava.
    Agora a família e a escola e tudo na vida e no futuro de uma nação.
    Infelizmente estamos perdendo isso Salvador.
    Eu como educador estou muito preocupado, com as políticas de educação em nosso país.
    Vc como profissional e pai deve estar com esta sensação tb.
    Chega, são muitos problemas para serem abordados, vamos tentar novamente nas eleições deste ano.
    Espero que a população escolha as pessoas que querem realmente fazer algo pelo país.
    Uma abraço a todos.

    1. A essa altura a gente sabe mais ou menos qual foi a desgraça de Marte — a falta de um campo magnético. No começo ele tinha, depois perdeu, provavelmente pelo resfriamento interno do planeta, que é menor. Sem campo magnético, o vento solar vai varrendo a atmosfera. Com menos atmosfera, menos efeito estufa. Marte congela. Boa parte da água é perdida para o espaço junto com a atmosfera, boa parte fica congelada sob o solo e nas calotas polares. Um planeta úmido e quente vira um planeta seco e frio.
      Abraço!

  12. Salvador, seria possível “viver” no subsolo marciano, em cavernas, como nos filmes americanos ?

    1. Se você fechasse hermeticamente a caverna e colocasse uma atmosfera respirável lá dentro, assim como um aquecedor, e um sistema de extração de CO2 e reconversão em O2, em tese, sim.

    2. acho que seria possível sobreviver assim em qualquer mundo frio com superfície sólida. abra um enorme buraco abaixo da superfície, isole hermeticamente suas paredes, encha de ar e controle a temperatura interna para níveis que achamos confortáveis.

      não estou muito seguro ainda quando aos mundos quentes, pois sempre achei que aquecer um ambiente fechado do frio externo seria muito mais fácil do que isolar tais ambientes de um insuportável calor externo… acho que tem a ver com termodinâmica e as leis da entropia, hehehehe…

      1. mas pode ter uma explicação psicológica também para isso. se fosse obrigado a escolher entre duas alternativas extremas, sei que iria preferir morrer tranquilamente num frio próximo ao zero absoluto do que morrer assado num calor escaldante… :-S

  13. Caro Salvador, tempos atrás, poderia Marte ter água líquida fluindo por conta de um núcleo muito ativo e quente, gerando calor de dentro para fora? Ou só este fato não é suficiente para gerar tal situação?

    1. Certamente Marte foi muito mais ativo geologicamente no passado. Taí o Monte Olimpo que não deixa mentir. Isso deve ter contribuído. Mas o essencial é uma atmosfera mais densa. Veja, hoje em dia, em Marte, nas regiões tropicais, no verão, ao meio-dia, a temperatura sobe acima de zero grau Celsius, o que significa dizer que o solo atinge temperatura em que o gelo se tornaria água. Mas como a atmosfera é muito rarefeita, a água não tem estabilidade no estado líquido — passa direto de gelo a moléculas dissociadas, vapor d’água. No subsolo, com o calor interno, pode haver água líquida em reentrâncias na rocha. Mas, na superfície, para ter água corrente, você precisa de uma atmosfera mais densa. A de Marte na superfície tem um centésimo da pressão atmosférica da Terra ao nível do mar. É muito pouco.

  14. muito interessante essa analise ,os pontinhos vao se ajuntando,a colonizaçao vai começar e so esperar

  15. Como sempre na ciência na maioria das vezes temos mais perguntas que respostas, exemplo:
    a) porque Marte pode ter tido água líquida e agora não tem mais – pode ser porque o planeta tinha uma maior atividade tectônica que “esquentava” a atmosfera
    b)talvez Marte estivesse a uma distância mais próxima do Sol do que está hoje – então o quê “empurrou” o planeta para mais distante do sol
    c) se a Lua terrestre estava mais próxima da terra no início da formação de nosso planeta Marte pode ter tido um “puxão” gravitacional de um dos planetas gigantes que a afastou mais do sol

  16. Sensacional!! Uma pena que estejamos tão limitados, não conseguimos nem ir a lua mais, imagina em marte…(se é que já fomos um dia).

    1. Não é a tecnologia que nos falta para ir à Lua ou a Marte; é o dinheiro. Ninguém está a fim de pagar o que custaria. Nos anos 1960, para vencer a Guerra Fria, os EUA estavam dispostos a pagar o que fosse preciso. Hoje não. Mas felizmente o preço está caindo. E nossos foguetes fazem coisa muito mais incrível que pousar na Lua — eles pousam na Terra! Para pra pensar. É muito mais difícil pousar na Terra com retropropulsão, por conta da atmosfera mais densa, ventos, nuvens, atrito, aerodinâmica, gravidade maior, do que na Lua. E os primeiros estágios da SpaceX estão pousando lindamente, com uma precisão menor que a de um campo de futebol. Isso vai baratear muito o acesso ao espaço, e aí voltaremos a fazer viagens ao espaço profundo — à Lua e, agora, também a Marte — por um preço que será uma fração do que foi ir à Lua no Projeto Apollo. (E sim, não há qualquer dúvida razoável de que fomos à Lua nos anos 1960 e 1970, gostem ou não os conspiracionistas.)

  17. Porque falam que a vida na Terra pode ter vindo de Marte e não o contrário, uma suposta vida em Marte pode ter partido da Terra?

    1. É igualmente possível. O fluxo de rochas de Marte para a Terra é maior (Marte tem gravidade menor, então mais rochas atingem velocidade de escape) do que o inverso, mas, sim, micróbios da Terra podem ter viajado para Marte e se instalado por lá.

  18. Joga merda na água da terra e fica procurando água em outros planetas, mas como esse serumano é burro, meu Deus do céu.

    1. A rigor, a descoberta mais sensacional que poderíamos fazer é a de merda em Marte. Afinal, merda é mais de 50% bactérias, e a descoberta de vida em Marte seria algo monumental.

      1. HAHAHAHAHAHAHAH. Isso sim é uma boa resposta para os energúmenos que insistem em povoar nosso querido mensageiro sideral.

    2. João Alfredo Oligursky, o que você faz com suas fezes? Já está dando o exemplo ou só está enchendo nosso saco?

    3. sim, infelizmente você tem razão… mas fico feliz em ver que você tem capacidade de reconhecer a si próprio!

  19. Há um projeto de enviar gente para lá, sem volta. Pessoalmente não acho graça um deserto. Mas, com agua, há as plantas.[ que poderiam ser cultivadas lá ] Temperaturas baixas tb não ajudam. Prefiro ficar por aqui mesmo apesar dos Bolsonaros, Lulas,Renans e cia. Há algo melhor do que uma bela praia??

    1. Hmm, eu acho alguns panoramas de Marte bem bonitos. E os desertos terrestres têm sua beleza também. Mas, claro, como você, prefiro o mar. A série “The Expanse” mostra, entre outras coisas bacana, uma militar marciana obcecada para conhecer o mar, na Terra. 🙂

  20. Se tem água encontraremos vida, com certeza! Por isso, Elon Musk quer chegar 1º !
    Imaginem as chamadas nos Jornais do mundo todo. “Elon Musk encontra vida biológica em Marte”
    Rei Midas, onde toca vira ouro!

    1. Nah, Raf, calma lá. Plutão está cheio de água. É como disse no texto — a água precisa estar em estado líquido para ser boa para a vida.

      1. De longe, o “planeta” que teve a maior quantidade de missões. Maior chance de encontrar vida fora da Terra.
        Fora ele, tem as várias luas com “alto” potencial: Enceladus; Europa; Titã; Ganimedes; Calisto e ….

    2. mas se em algum momento existiu vida lá, deve ainda existir algum microorganismo nesse gelo abaixo da superfície, é dificil exterminar tudo

      1. Congela por 4 bilhões de anos os organismos e vamos ver se sobra algum viável. rs
        (E vai saber, talvez sobre. Já vimos organismos sobreviverem por milhões de anos nesse estado criptobiótico. Vida de fato é difícil de exterminar.)

        1. sim, se não me engano encontraram bactérias aqui na Terra que produzem anticongelante e vivem no seu mundinho particular em meio ao gelo
          mas 4 bilhões de anos é desabonador rs

  21. Bilhoes de anos atrás , com o Sol menos brilhante do que hoje, Marte poderia ser mais quente do que é hj se tivesse uma atmosfera mais densa? Ou poderia estar numa órbita mais do Sol? Justificando a água líquida na superfície?

    1. Mesmo com o Sol menos brilhante, com uma atmosfera apropriadamente densa, ele poderia ser mais quente. O problema é que as evidências parece sugerir que a atmosfera nunca foi tão densa assim, como seria necessário. O passado de Marte ainda é permeado de incertezas. Provavelmente só vamos entender isso quando tivermos geólogos de verdade — e não robôs — por lá, trabalhando intensivamente no caso.

  22. excelente notícia!!! quando finalmente chegarmos no planeta vermelho, certamente não morreremos de sede nem de asfixia (já que podemos extrair nosso oxigênio da água abundante…). resta só resolvermos o problema da comida! será que conseguiremos cultivar alguma coisa naquele solo estéril? e logo depois criar cabras, porquinhos ou vaquinhas lá? (pelo que sei, não existe nenhuma exigência de que os futuros colonos marcianos sejam vegetarianos, né?)

  23. A julgar pelo exemplo terrestre (que é o único que temos disponível), a existência de vida em um planeta só é possível se ele possuir grandes reservas de água em estado líquido. Assim, não compreendo a euforia ao se encontrar indícios de reservas de água em estado sólido nesse gigantesco deserto inóspito chamado Marte. Existem muitos outros fatores que tornam a vida possível que devem ser considerados, mas que estão absolutamente ausentes no planeta vermelho.

    1. Água em estado sólido em grande quantidade serve para sustentar vida inteligente em Marte, daí parte da euforia.
      A outra parte vem de confirmar que encontramos boa parte da água que parece ter fluido em estado líquido na superfície marciana no passado remoto.

    1. Caríssimo, nesta eu estou bem adiantado. Falei disso aqui (http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2016/06/02/universo-esta-se-expandindo-mais-rapido-do-que-o-esperado-sugere-hubble/), inclusive entrevistando o Riess, e tornei a falar quando a coisa ganhou corroboração independente aqui (http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2017/01/27/lentes-gravitacionais-sugerem-que-o-universo-esta-se-expandindo-mais-rapido-que-o-esperado/). É um mistério que vem se acentuando e pode, como diz a matéria da BBC, trazer grandes coisas mais adiante.

      Sobre o lance do calor interno, é o tal negócio. Pode contribuir. Mas acho que não para manter rios, lagos e mares líquidos, como parece ter sido o caso em Marte. Um Yellowstone ou outro, vá lá. Mas as evidências são de grandes quantidades de água na superfície de Marte. Calor interno só, sem efeito estufa para prender a energia solar, seria uma explicação complicada. Até porque Marte, como um planeta menor, se resfriaria mais depressa que a Terra, ou seja, tenderia a ter menos Yellowstones, e não mais.

  24. Boa noite Salvador.
    Penso que na realidade há muita dúvida e quase nenhuma certeza.
    Somente com a presença do homem “in loco” é que as coisas vão
    começar a serem esclarecidas.
    Marte ainda tem muito a apresentar.

    1. Nesse gelo, não dá para saber. Mas os rovers já fizeram medidas in loco e encontraram evidências de mar mesmo, com água salgada, em Marte.

      1. salvador, mas eram mares salgados idênticos aos da terra? ou seja, com predominância de cloreto de sódio? Existe algo de especial com o NaCl predominante aqui nos nossos mares, ou tudo indica que também deve ser bem comum no universo? (isto é, mares de outros planetas também terão, provavelmente, muito NaCl dissolvido neles?)

        1. Não há nada de especial em cloreto de sódio, mas não saberia dizer se eles determinaram que o mar que existia onde o Opportunity pousou tinha predominantemente cloreto de sódio.

          1. Esse papo me lembra o segundo ou terceiro episódio da série original Star Trek em que uma criatura era louca por NaCL e o Spock se livrou porque a composição dos sais do seu sangue era diferente… By the way, soltar esses gases que tão represados no gelo não permitira terraformar marte mais rápido, que nem no filme original do vingador do futuro? Geraria uma bela atmosfera que não teria como se desprender da gravidade do planeta. Devemos pensar que nada em Marte gera calor calor constante em ordem de alterar a atmosfera. Um reatorzinho nuclear deixado por lá, poderia muito bem “esquentar o gelo” por alguns anos e ir produzindo uma atmosfera, pra marte ficar habitável num curto prazo. A manutenção dessa atmosfera poderia ser feita com reatores nucleares, cuja energia duraria por séculos.Seria melhor do que investir em redomas.

          2. Sim, derreter as calotas é um bom caminho para terraformar Marte. Mas é mais fácil falar do que fazer isso. rs

          3. Sei não,Samuel… Acho que precisaria de muita atmosfera para deixar marte habitável sem necessidade de usar trajes pressurizados… E eu só estou falando da pressão atmosférica! Sem me preocupar ainda com sua composição ou temperatura…

Comments are closed.