Astronomia: As maiores estrelas do Universo

One square degree image of the Tarantula Nebula and its surroundings. The spidery nebula is seen in the upper-centre of the image. Slightly to the lower-right, a web of filaments harbours the famous supernova SN 1987A. Many other reddish nebulae are visible in the image, as well as a cluster of young stars on the left, known as NGC 2100. Technical information: the image is based on observations carried out by Joao Alves (Calar Alto, Spain), Benoit Vandame and Yuri Beletsky (ESO) with the Wide Field Imager (WFI) at the 2.2-m telescope on La Silla. These data consist of a 2×2 WFI mosaic in the B- and V-bands, and in the H-alpha and [OIII] narrow bands. The data were first processed with the ESO/MVM pipeline by the Advanced Data Products (ADP) group at ESO. This image is available as a mounted image in the ESOshop. #L

Universo fabrica mais estrelas azuis, maiores que o Sol, do que se pensava, diz estudo. PEQUENAS E GRANDES Sem querer desmerecer o Sol, que é o responsável pela energia que alimenta nossa biosfera, mas vamos e venhamos: trata-se de uma estrelinha bem sem-vergonha. No Universo aí fora, há astros bem maiores, azuis, com dezenas ou […]

Leia Mais

Universo adolescente já tinha buracos negros gigantes, e descoberta surpreende astrônomos

O Universo já estava no negócio de fabricar buracos negros gigantes bem antes do que se costuma imaginar. É o que se depreende da descoberta recém-anunciada por um grupo internacional de astrônomos: eles encontraram evidências de um desses glutões cósmicos, com massa equivalente à de 800 milhões de sóis, que já estava lá quando o […]

Leia Mais

Supernova que insiste em não apagar intriga astrônomos

Um grupo internacional de astrônomos encontrou uma supernova diferente de tudo que já se viu antes. O achado pode colocar em xeque nossa atual compreensão de como estrelas de massa muito alta — dezenas ou até centenas de vezes a do Sol — encontram seu fim explosivo. Tudo começou em 22 de setembro de 2014, […]

Leia Mais

Astronomia: O mistério dos super-raios cósmicos

Raios cósmicos de energia ultra-alta vêm de fora da nossa galáxia, revela estudo. ACELERADOR CÓSMICO O acelerador de partículas mais poderoso do mundo é o europeu LHC. Ele acelera prótons a altíssimas velocidades e então os faz colidir, para estudar os estilhaços do encontro — um sem-número de partículas de todo tipo. Este é o […]

Leia Mais

Ondas gravitacionais e luz da colisão de estrelas de nêutrons revelam segredos do Universo

Uma colisão de estrelas de nêutrons ocorrida há 130 milhões de anos numa galáxia distante ganhou aqui na Terra um privilégio especial: tornou-se o primeiro fenômeno espacial a ser observado tanto por ondas gravitacionais quanto por luz. É o equivalente astronômico de uma feijoada completa. O resultado tem implicações vastas e marca o início de uma […]

Leia Mais

A primeira detecção tripla de ondas gravitacionais

Concepção artística da colisão de buracos negros que gerou as ondas gravitacionais (Crédito: SXS)

O estudo das ondas gravitacionais a cada dia fica mais interessante. Pela primeira vez, uma identificação foi feita simultaneamente por três diferentes detectores. Desta vez, além das instalações gêmeas do LIGO, o observatório de ondas gravitacionais americano, o sinal também foi detectado pelo Virgo — um equipamento similar aos dois do LIGO, mas localizado na […]

Leia Mais

Astronomia: Computação galáctica

Imagem do Campo Ultraprofundo do Hubble 2014, que teve participação brasileira.

Cientistas brasileiros ensinam computador a analisar galáxias tão bem quanto ser humano. VASTIDÃO DO INFINITO Caso você ainda não tenha notado, o Universo é realmente muito, muito vasto. Há mais estrelas e planetas no cosmos do que grãos de areia em todas as praias da Terra. Uma estimativa recente sugere que elas estão distribuídas em […]

Leia Mais

Astronomia: A estrela que desapareceu

Cientistas testemunham estrela virar buraco negro e sumir, sem explodir como supernova. JANELA INDISCRETA Descobrir supernovas nunca foi trabalho duro. Afinal, essas imensas explosões cósmicas de estrelas de alta massa que esgotaram seu combustível interno são tudo, menos discretas. As detonações cataclísmicas chegam a brilhar mais que a soma de todas as estrelas em uma […]

Leia Mais

Astronomia: Buraco negro gigante em fuga

The galaxy 3C186, located about 8 billion years from Earth, is most likely the result of a merger of two galaxies. This is supported by arc-shaped tidal tails, usually produced by a gravitational tug between two colliding galaxies, identified by the scientists. The merger of the galaxies also led to a merger of the two supermassive black holes in their centres, and the resultant black hole was then kicked out of its parent galaxy by the gravitational waves created by the merger. The bright, star-like looking quasar can be seen in the centre of the image. Its former host galaxy is the faint, extended object behind it.

Ondas gravitacionais chutaram buraco negro gigante para fora de sua galáxia de origem. QUANDO GALÁXIAS COLIDEM O coração de quase todas as galáxias abriga em seu interior um buraco negro gigantesco. Eles têm milhões de vezes mais massa que o Sol e são vorazes devoradores de estrelas. Mas o que acontece quando duas galáxias colidem […]

Leia Mais

Matéria escura mandava menos nas galáxias no passado do Universo, sugere pesquisa

A matéria escura já não é mais como antigamente. Ou, melhor dizendo, é hoje muito mais poderosa e influente do que um dia já foi. Observações de galáxias distantes, que refletem como o Universo era cerca de 10 bilhões de anos atrás, mostram que a influência da matéria escura sobre sua rotação era bastante limitada. […]

Leia Mais