Então, lembra a estrela Ross 128? Não eram ETs

Mais uma edição do imprevisível bingo da busca por inteligência extraterrestre chega ao fim, de novo sem ganhador. Após novas observações e uma análise das circunstâncias, os cientistas ligados ao radiotelescópio de Arecibo, em Porto Rico, concluíram que o sinal que parecia emanar da estrela Ross 128, a 11 anos-luz de distância, era mesmo artificial… mas proveniente de satélites em volta da Terra.

Os pesquisadores batizaram o sinal de “Weird!” (esquisito) e estavam ansiosos por encontrar um novo fenômeno astrofísico (como já aconteceu tantas outras vezes com sinais estranhos, como na descoberta de pulsares, quasares e disparos rápidos de rádio). Em vez disso, o que eles encontraram foi uma região do céu com grande concentração de satélites geoestacionários.

Ficou decepcionado? Os cientistas também. Mas é o preço de viver numa época em que acompanhamos a ciência em “tempo real”. Nem tudo que parece promissor no começo da semana acaba com uma descoberta, e muitas vezes tudo não passa de um engano.

“Após uma cuidadosa análise das observações realizadas no último domingo no Observatório de Arecibo, junto com o SETI Berkeley no Telescópio de Green Bank e com o ATA do Instituto SETI, agora temos confiança sobre a origem do sinal ‘Weird!'”, escreveu Abel Mendez, da Universidade de Porto Rico. “A melhor explicação é que os sinais são transmissões de um ou mais satélites geoestacionários. Isso explica por que os sinais estavam dentro das frequências de satélite e só apareciam e persistiam em Ross 128; a estrela está próxima ao equador celeste em que muitos satélites geoestacionários estão localizados.”

Ross 128, em laranja, em meio a um mar de satélites geoestacionários. (Crédito: Breakthrough Listen)

Isso ainda deixa alguns pontos de interrogação na cabeça dos cientistas, mas encaminha a questão para uma solução bem trivial. “Essa hipótese ainda não explica os fortes traços de dispersão dos sinais; contudo, é possível que múltiplas reflexões causassem essas distorções, mas precisaremos de mais tempo para explorar esta e outras possibilidades.”

O desfecho está alinhado com uma das três hipóteses mais prováveis levantadas de saída pelos cientistas (nenhuma das quais era comunicação de inteligência extraterrestre), mas ajudou a revelar algo sobre a própria psique humana e sua tendência a, por vezes, abraçar hipóteses menos prováveis e mais atraentes.

Isso porque, surpresos pelo enorme interesse pelo sinal, ao longo da semana, os pesquisadores liderados por Mendez realizaram uma pequena enquete com cerca de 800 pessoas, dentre elas mais de 60 astrônomos.

A pergunta feita a elas foi: “O que você acha que é?”, e dez respostas possíveis estavam à disposição: (1) atividade estelar, (2) outra fonte astronômica, (3) um satélite, (4) interferência local, (5) falha instrumental, (6) erro na aquisição dos dados, (7) erro no processamento ou calibração dos dados, (8) padrão no ruído, (9) sinais alienígenas e (10) outra explicação. Para cada uma dessas opções, era preciso assinalar “quase certeza”, “altamente provável”, “improvável”, “muito improvável” e “apenas nos sonhos mais loucos”.

Os resultados da enquete feita pela equipe de Abel Mendez, da Universidade de Porto Rico. (Crédito: Abel Mendez/UPR)

Os resultados foram interessantes. De forma geral, a maioria das respostas se alinharam em torno das opções 1 e 2, que colocavam o sinal como uma potencial descoberta astronômica. Essas respostas, contudo, eram mais cautelosas, e se concentravam em torno da resposta “altamente provável”.

Em compensação, vimos uma resposta significativa na alternativa 9, sinais alienígenas. Ela foi a que teve o maior número de respostas na linha “quase certeza” — mais de 125. No geral, cerca de um quarto dos participantes achavam que a explicação mais provável era:

(Você sabe qual é a legenda deste meme.)

Um número ainda maior, contudo, considerava que essa hipótese só seria correta “nos sonhos mais loucos”.

“Embora nós não necessariamente compartilhemos qualquer dessas opiniões, esses resultados refletem as expectativas ainda altas que o público mantém da possibilidade de contatar inteligência extraterrestre”, escreveu Mendez.

Bem, como esperado, não foi desta vez. Mas ninguém está desistindo.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Mas se os satélites são geoestacionários, o ‘weird’ não deveria aparecer também em outras estrelas no mesmo equador celeste? Os sinais continuam sendo emitidos enquanto a Terra gira, por que só em Ross eles interferiram?

    Parece que os reptilianos agiram rápido nesta… e vocês aí, acreditando na Nasa!!! 😀

    1. Nenhuma das outras estrelas observadas pelo grupo estava em situação similar, até onde sei.

      1. sei não, porque essa dos satélites é coisa já prevista. Faz tempo que rodam trocentos testes para eliminar um falso positivo de satélite (ou uma pancada deles). Tanto é que batem o martelo com força, não costumam deixar rastro e é importante eliminar esse tipo de interferência que aparece nos dados. Em outras palavras, algo assim não é tão comum de vazar como um “não sei, e pode ser ETs” para depois “foi mal”.

        a busca por sinais ETs somente será mais produtiva quando puder filtrar tudo, o ideal seria ter uma estação na lua e bem na região onde há silêncio no rádio. O chato é ter de calibrar tudo porque nossa tecnologia não está preparada para um silêncio mortal misturado a turbulência de disparos das estrelas (de todo o tipo) provenientes de tudo o que é lado.

        1. Lembre-se que os caras que estão familiarizados com isso são os pesquisadores de SETI.
          A observação NÃO ERA de SETI. Estavam estudando atividade estelar. 😉

          1. sim, eles não fecharam totalmente o problema, não sabem o que é. Pode ser um barril de gatinhos, tá lá na lista!

      2. peguei uma simulação bem simples e fui modificando os parâmetros para se aproximar daquilo que seriam as interferências dos satélites, imagine o gráfico piorando com vários satélites conforme a posição relativa dos satélites.

        simulador
        http://www.falstad.com/dispersion/
        *o primeiro parâmetro é a velocidade: deixe devagar a propagação das ondas;
        *o segundo é a frequência da primeira onda: deixe o controle quase no meio;
        *o terceiro é a frequência da segunda onda: fique variando do início (esquerda) ao final do controle;

        pode ficar variando as frequências para observar o comportamento da onda. A simulação já ajuda a compreender como as ondas podem se comportar.

        observe as figuras, elas já são o bastante para ter noção do que estão observando. A maioria das ondas se aproximam de como era de se esperar em uma composição, porém, há picos que não deveriam acontecer, pois, os satélites são estacionários. O problema é a filtragem, tem muita interferência nos dados. Os picos não podem ser problema no equipamento, aparentemente não seria.

        tem algo ali no meio da bagunça dos dados, deve ser uma emissão da estrela (dificilmente ets). Tem os picos fortes que eu chutaria que é a estrela, mas tem algo estranho no meio… chuto emissões menores da estrela que são amplificadas ou reduzidas quando passam pelos satélites.

  2. E se a vida inteligente for uma característica raríssima no Universo observável ao ponto de até poder existir em algum outro canto, mas tão tão tão longe que não faz diferença para nós, terráqueos, já que nunca iremos fazer contato?

    1. Aí teremos de fabricar os alienígenas nós mesmos, eventualmente colonizando outros mundos. Humanos vivendo em outros planetas percorrerão outros caminhos adaptativos evolutivos, eventualmente se tornando alienígenas do ponto de vista da Terra. De todo jeito, o Universo acabará cheio de alienígenas. A não ser, é claro, que nos extinguamos antes. 😛

  3. Dá-lhe, Salvador!

    Não consigo entender como há defensores da Terra Plana! Afinal, estamos, mesmo, no Século XXI? Pelo que ando lendo dos terraplanistas, parece que regredimos alguns milênios!!

    Uma coisa é fato: estudar dá trabalho! É mais fácil ser “burro”, rsrsrs…

    Continue com a tua vela acesa! A escuridão é grande!

    Vida longa!

  4. Salvador, parabéns pelo seu trabalho. Uma dúvida sobre o post anterior, como na lua não há oxigênio, como ocorreu a combustão na hora da decolagem? Obrigado.

    1. Do mesmo jeito que acontece combustão no espaço — o foguete leva o oxidante (às vezes oxigênio molecular líquido, às vezes tetróxido de nitrogênio) junto com ele para queimar o combustível. No caso dos motores do módulo de comando e do módulo lunar, para garantir que fosse funcionar, foi usado combustível hipergólico — basta misturá-lo ao oxidante para a combustão se dar espontaneamente, sem a necessidade de um “acendimento”. Ou seja, bastava a abertura das válvulas do oxidante e do combustível para os dois se encontrarem no motor e queimarem, propelindo o módulo. 😉

  5. Entendo que a divulgação prematura de Abel Mendez sobre este sinal foi uma mera forma de criar sensação para divulgar seu nome e se auto promover. Onde já se viu apostar num sinal vindo de uma região com uma estrela de 14ª categoria, onde nem planeta ainda foi encontrado. Ainda mais uma região que é um afamado vespeiro de satélites já previamente conhecidos. O classificado cientista deveria primeiro analisar com mais prudência o assunto. Mas na ciência também existe um ou outro sabidão deste tipo. De qualquer forma estamos com azar com relação com sinais vindo do espaço. Até o venerado sinal “WOW”, depois de 40 anos, terminou seu reinado sem nenhuma salva de palmas. Vamos continuar aguardando. Cada vez que acontece isso fico com sensação de que o espaço está mais vazio do que antes.

    1. Acho que você está sendo injusto com o Mendez. Ele não estava numa pesquisa de SETI; sua observação de Ross 128 fazia parte de um projeto para observar várias estrelas próximas para estudar sua atividade e, quem sabe, descobrir planetas. Ao encontrar o sinal anômalo, ele comunicou isso privadamente a pesquisadores que fazem SETI, para que se tentasse replicar a observação. Essa informação vazou (em mais um exemplo de como é realmente impossível manter supostas conspirações que encobertam a existência de alienígenas) e foi parar na imprensa, e SÓ AÍ ele se manifestou publicamente. Com o gato já fora do saco, fez o melhor que deu para tornar o episódio educativo e produtivo. Não vi nada de errado com a conduta dele.

      Sobre o sinal Wow!, importante lembrar que o cara lá disse ter explicado sua origem, mas que muitos outros astrônomos não compraram a explicação e ainda não houve corroboração independente. O veredicto em última instância ainda está para ser dado.

  6. Tem uma coisa importante: quem precisa provar que a Terra NÃO ESTÁ PARADA são os globalistas. A razão é simples:
    eu olho para cima e vejo O SOL SE MOVENDO, A LUA SE MOVENDO, O CEU INTEIRO SE MOVENDO.
    O Sol é aproximadamente do tamanho da Lua porque os eclipses mostram isso.

    A TERRA ESTÁ PARADA, conforme todos podem observar empiricamente.

    Quem tem que provar o contrário é quem não consegue aceitar estes simples fatos, que são só refutados com malabarismos matemáticos,
    truques de computador e outras falcatruas mais.

    Tem certeza de que vc acredita:

    – na água fazendo curva na Terra para dar a forma ao suposto globo?

    – Que o Sol está parado e a Terra gira, apesar de vc ver TODOS OS DIAS o contrário?

    – Que a Lua sempre tem a mesma face porque gira EXATAMENTE na mesma velocidade de translação? TEM CERTEZA? Não é muita bobagem isso? E as CENTENAS de crateras da Lua? Muito redondinhas, não? Então os asteróides teriam caído na Lua SEMPRE EM âNGULO DE 90 GRAUS????? E VINDO DA DIREÇÃO DA TERRA???!!!!

    – Naquelas enormes e inimagináveis distÂncias interplanetárias, calculadas através do método “conta de chegada” para justificar o modelo heliocêntrico? Vc não acha forçação de barra demais não? Eles dizem que vemos luz de estrelas que estão a milhões de anos-luz e para isso elas são inimaginavelmente enormes…

    – E o que falar da credibilidade das fotos divulgadas por agÊncias espaciais? Nem só terraplanistas que as questionam; muitos que acreditam no globo também questionam essas fotos.

    TEM CERTEZA ?????????????????

    ALIENADO É QUEM ACREDITA NO MODELO HELIOCÊNTRICO!

    EU JÁ FUI ALIENADO. AGORA ENXERGO A VERDADE.

    A TERRA É PLANA.

    1. Eu sugiro que você estude como se formam crateras. Nah, nem precisa estudar. Vou responder porque acho que pode ser interessante para os leitores.

      Uma cratera se forma porque a energia dissipada no impacto vaporiza a rocha circundante. A energia se dissipa, naturalmente, irradiando a partir do ponto de impacto em todas as direções. Por isso ela forma um buraco aproximadamente semi-esférico. E note que isso NÃO DEPENDE do ângulo de impacto, exceto se for um ângulo realmente tão raso a ponto de levar a pancada a acontecer de raspão. Por isso todas as crateras têm o mesmo formato, embora sejam fruto de asteroides colidindo de diferentes direções.

      Sobre provar que a Terra é esférica e se move no espaço, chega a ser ridículo ter de falar sobre isso, mas, já que começamos, vou responder também. Colher de chá, hein?

      Uma das coisas mais especiais sobre o movimento é que ele é RELATIVO. E isso não é coisa do Einstein, não. É coisa do Galileu, 400 anos atrás. Galileu mostrou que, se você estiver em um navio em movimento e soltar uma bola do alto do mastro, a bola não vai cair para trás, e sim cair em linha reta com relação ao mastro. Ele PROVOU isso com experimentos. E você pode realizar o mesmo experimento. Não use um navio, use um carro andando a uma velocidade constante. Se a velocidade for constante, ao soltar o objeto, ele cai em linha reta com relação ao interior do carro. Sabe por quê? Por algo que depois aprendemos a chamar de “inércia”. Para a bola no alto do mastro, é como se o navio estivesse PARADO. Para quem anda de carro a uma velocidade constante, a impressão é a de que o sujeito está parado dentro do carro, e o mundo é que está se deslocando sob o carro. Todo movimento é RELATIVO.

      Agora, imagine-se na sua Lua, que você diz ver em movimento no céu. Imagine-se lá. Dane-se se você acha que ela tem 30 metros de largura e está pertinho da Terra, colada num firmamento sólido. Dane-se essa parte por agora. Imagine-se lá na Lua. De lá, ela vai parecer estar parada, e a Terra embaixo parecerá estar se deslocando. Opa! Todo movimento é RELATIVO! Se o seu referencial é a Lua, a Terra que se move, se o seu referencial é a Terra, a Lua é que se move! Então, na prática, tanto faz dizer que a Terra se move ou a Lua se move. Ambas se movem uma COM RELAÇÃO à outra.

      Vemos, portanto, como é babaca discutir quem se move. Todo mundo se move, por definição. (Note que os antigos achavam que podiam discutir isso porque Galileu ainda não havia PROVADO que o movimento é relativo; as pessoas achavam que uma bola soltada do alto do mastro do navio realmente cairia mais para trás por conta do deslocamento do navio em velocidade constante. Você pode realizar o experimento hoje e provar que elas estavam erradas. Com a introdução da inércia, PROVADA por experimentos, derruba-se qualquer argumento racional contra o movimento da Terra. Ela pode se mover e você não perceber, porque está inercialmente preso a ela. E, de fato, como todo movimento é relativo, ela se move se você adotar qualquer outro referencial que não seja ela. Ela se move inclusive com relação ao seu carro em movimento uniforme! Você a vê se movendo ao olhar pela janela! Não duvide dos seus sentidos! Galileu PROVOU que eles estavam certos!

      OK, vamos agora às provas da esfericidade da Terra. Essas remontam a muito mais tempo que Galileu. Na Antiguidade, um grego muito esperto chamado Eratóstenes fez um experimento relativamente simples, que você pode fazer também. Com a ajuda de um colaborador, ele mediu a sombra de uma vareta exatamente no mesmo horário do mesmo dia em lugares afastados latitudinalmente um do outro (ou seja, um embaixo do outro no mapa). Comparando as sombras nos dois lugares, ele pode medir a diferença de inclinação do Sol AO MESMO TEMPO em dois lugares diferentes da Terra. Essa diferença de inclinação só existe porque entre a superfície da Terra nos dois pontos medidos há uma CURVATURA. Com isso — e SÓ COM ISSO, o que é de se impressionar –, Eratóstenes conseguiu calcular a circunferência da Terra, com um valor surpreendentemente próximo do real. Se você acredita em matemática e acredita nos seus próprios sentidos, não há conclusão alternativa; a Terra é esferoide. Isso, veja você, há mais de 2.200 anos. E você não aprendeu ainda. Esse é o real mistério — como alguém pode não saber algo que foi descoberto mais de 2 mil anos atrás?

      Certo, Com Eratóstenes sabemos que a Terra é esferoide, com Galileu aprendemos que a Terra pode se mover, porque todo movimento é relativo. Restou só o heliocentrismo para PROVARMOS. Esse, sem dúvida, é o mais difícil dos três desafios, por uma razão muito simples — ele depende de matemática mais complexa.

      Não por acaso, embora todo mundo já aceitasse no começo da Era Cristã que a Terra era redonda, ninguém acreditava que ela não estivesse no centro do Universo. A relatividade galileana provava que qualquer lugar podia PARECER SER o centro do Universo, mas não era o suficiente para determinar que o Sol estava no centro de um sistema planetário onde a Terra era somente mais um planeta, como sugeria Copérnico. Era preciso, como você pediu, PROVA. Nada mais justo.

      Johannes Kepler, um contemporâneo de Galileu, acreditava no modelo heliocêntrico. Mas acreditar não é provar. Ele precisava provar. E a melhor forma de provar isso seria, claro, observando o céu. Noite após noite. Marcando a posição dos planetas, do Sol e da Lua, todos os dias, por longos anos. Kepler era um observador fraco, e não fez isso. Mas o astrônomo dinamarquês Tycho Brahe fez. Durante muito tempo, ele marcou a posição dos astros no céu, compilando um amontoado de dados digno de nota. A Kepler restou a função de pegar a numeralha toda e entender a lógica por trás dela. E, depois de muito quebrar a cabeça, Kepler descobriu como prever, COM EXATIDÃO, a posição dos planetas no céu, a qualquer tempo. Ele fez quatro constatações notáveis.

      Só era possível PREVER a qualquer tempo a posição dos planetas se:

      – Os planetas e a Terra estivessem mesmo girando ao redor do Sol, como dizia Copérnico, até então sem provar;
      – Os planetas estivessem em órbitas elípticas ao redor do Sol, com o Sol num dos focos da elipse;
      – Os planetas varrerem áreas iguais da elipse em tempos iguais com relação ao foco onde está o Sol;
      – O quadrado do período orbital de um planeta fosse proporcional ao cubo do eixo semi-maior da elipse que seu movimento descrevia.

      Uau! Não é à toa que você não viu as PROVAS do sistema heliocêntrico! Tem que saber o que é elipse, o que é eixo semi-maior, o que é potenciação, elementos de geometria e álgebra que, muito provavelmente, você não domina. (Não se sinta tão mal por isso; infelizmente, apesar de essas coisas terem milênios de idade, a maior parte da população do mundo também não sabe o que fazer com elas, apesar de supostamente aprendê-las na escola. Uma pena.) Com essas quatro constatações, Kepler se tornou senhor de um poder sem igual na história humana: ele podia prever com PRECISÃO a posição dos planetas.

      Nenhum outro sistema de mundo conseguia se colocar À PROVA como o dele. Durante dois milênios, sistemas de mundo geocêntricos tentaram, em vão, capturar esse poder. Se você for ver como Ptolomeu, no século 2 d.C., descrevia o movimento dos planetas ao redor da TERRA, ficaria chocado com as complicações intrincadas que, AINDA ASSIM, não resultavam em predições PRECISAS.

      Mas calma, porque o massacre da teoria heliocêntrica não terminaria por aí. Kepler já havia PROVADO que os planetas, e a Terra com eles, giravam ao redor do Sol, mas não tinha nenhum outro experimento — fora a observação do próprio céu — capaz de corroborar a hipótese. Talvez o céu fosse meramente projetado (por Deus, quiçá?) para criar a ilusão do heliocentrismo, mas a realidade fosse geocêntrica. Será? Um cara chamado Isaac Newton botou a pá de cal nessa ideia, porque ele fez a mais notável das descobertas — a mesma lei física que governa os movimentos celestes descritos precisamente por Kepler governa também o movimento dos objetos aqui na Terra! Ela se chama gravitação, e recebeu de Newton o nome de “universal” justamente por se aplicar não só a fenômenos terrestres ou celestes, mas a TODOS eles.

      Newton descobriu, com matemática ainda mais complicada que a de Kepler, envolvendo cálculo integral, que as elipses de Kepler eram o produto natural de uma força que atraísse dois corpos (exemplo, Terra e Lua) proporcionalmente ao produto das massas de ambos por uma constante gravitacional que ele chamou de G (possivelmente porque Deus em inglês é chamado de God) e de forma inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles. Com essa fórmula (que também aprendemos na escola, pelo menos aqueles de nós que foram à escola E aprenderam alguma coisa), Newton podia demonstrar que o mesmo fenômeno que governava a translação da Lua ao redor da Terra também governava a queda de objetos na Terra! Explicava também outro fenômeno notado por Galileu, o de que corpos caem sempre à mesma velocidade pela força da gravidade, independentemente de sua massa. Newton chegou a rascunhar como seria possível, por conta da gravidade, colocar um objeto em órbita da Terra!

      Então, eis aí A PROVA que você queria! Podemos calcular EXATAMENTE com que velocidade objetos caem no chão! Simples assim. Toda vez que você vê algo caindo na Terra, está vendo uma PROVA CABAL de que ela é redonda e que gira ao redor do Sol! Uia! Disso você não sabia, né? Pois é. Não foi fácil chegar a esse conhecimento todo. Muitas pessoas ao longo da história tiveram de pensar longamente sobre a questão, contribuir umas com as outras com cálculos, observações e experimentos, para que hoje SOUBÉSSEMOS, COM PROVAS, a verdade sobre o nosso mundo. E é um PUTA DE UM DESRESPEITO COM A INTELIGÊNCIA HUMANA E COM SEUS ANCESTRAIS você vir aqui, ignorando tudo isso, falar um monte de asneiras que não se baseiam sequer em cinco minutos de reflexão e de observação atenta da natureza, tentando de alguma maneira cultivar a ignorância, em vez de absorver o saber. É triste, é canalha ou, na melhor das hipóteses, é de uma ignorância digna de um chimpanzé, afirmar que a Terra é plana e que é o centro do Universo.

      Satisfeito agora? 😛

      1. FATALITY!

        E pra chutar cachorro morto, já que ele diz que a Terra é plana, duvido ele explicar isso:

        – O fato de que as mesmas estrelas aparecem em diferentes partes do céu a partir de diferentes lugares (conhecido por Eratostenes, que usou isto para medir o raio da Terra);
        – O fato que quando vemos um navio distante se aproximando, nós primeiramente vemos seu mastro e só depois seu casco (os Gregos já sabiam);
        – O fato da sombra emitida pela Terra durante um eclipse lunar ser sempre circular (Aristóteles já sabia);
        – Quando você se move para o norte ou para o sul na Terra, as estrelas acima mudam de posição; algumas irão sumir no horizonte em um lado, enquanto “novas” estrelas nascerão no horizonte oposto;
        – A sombra de um objeto de uma certa altura mudará de comprimento enquanto alguém move este objeto para o norte ou para o sul – este é o método que o Eratóstenes usou não apenas demonstrar que a Terra é esférica, mas para calcular sua circunferência;
        – O pêndulo de Focault não apenas demonstra que a Terra é esférica, mas também que rotacionam em seu eixo. O comportamento do pêndulo não pode ser explicado pelo modelo da Terra plana;
        – O nascer e o pôr do Sol, que é impossível de se explicar em um modelo de Terra plana, já que o Sol (e a Lua) mantém seu tamanho exatamente igual durante todo o dia/noite;
        – Outros planetas no Sistema Solar são obviamente esféricos; um exemplo excelente é Júpiter, já que você pode facilmente ver as quatro luas *Galileanas orbitando ao redor do planeta, e outro exemplo é Saturno com seus anéis. Se todos os outros planetas são esféricos, por que esperar que a Terra não o seja?
        – Giroscópios não funcionariam se a Terra não fosse uma esfera que rotaciona;
        – Sem falar nos fusos horários, estações do ano, comunicação via satélite, inúmeras fotos, vídeos e transmissão ao vivo do espaço.

        Isso se ele conseguir se levantar depois da chinelada que você deu, obviamente.

        1. O fato de existir 2 polos celestes…
          A existência do polo sul celeste é incompatível com qualquer modelo de terra plana… Morar no hemisfério sul é acreditar neste embuste é mais que burrice… É desonestidade sem igual

          1. Muito bem lembrado! Como é possível haver constelações no céu do Hemisfério Norte que não são visíveis no Hemisfério Sul, se a Terra é plana?

        2. EuTM, eu não sou terraplanista, por óbvio, mas fiquei encucado…. por que giroscópios não funcionariam se a Terra fosse plana?

          1. Bom, uma forma de resumir é este texto aqui:

            Porque giroscópios rotativos livres conservam momento angular e sempre apontam na mesma direção. Se você girar um deles e apontá-lo para cima, você pode determinar que a Terra está rotacionando e o ângulo mostrado abaixo, ou o ângulo entre o momento angular da Terra e o momento angular do giroscópio.

            Se a Terra fosse plana (girando ou não girando), um giroscópio apontado para cima sempre apontaria pra cima. Só que este não é o caso. De fato, o ângulo entre o vetor de momento angular da Terra e o vetor de momento angular do giroscópio é a latitude em que o giroscópio está localizado. Isso significa que a superfície da Terra é inclinada por (90 – latitude) graus do eixo de rotação, o que só pode ocorrer em uma Terra esférica.

            O ângulo que falei acima é Φ no diagrama abaixo se o eixo z for o eixo da rotação da Terra, e o vetor mostrado é o eixo de rotação do giroscópio.

            http://i.imgur.com/muSKkpw.png

            Aqui tem um experimento que mostra isso:

            http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0921452600007535

            E tem esse aqui também que explica como usar giroscópios para medir a rotação da Terra:

            One way to show that the Earth is rotating is to use pair gyroscopes. Mount both gyroscopes on separate gimbals and point their axes in different directions and spin them up (using motors attached to the gyroscopes, so they can spin for hours without interference).

            Careful observation of the gyroscopes over hours will show that their axis of rotation will slowly change, moving in a circle over a period of 24 hours. It’ll even be apparent, with careful measurement, that both gyroscopes will appear to be rotating around the same direction — which is why I said two gyroscopes: if you coincidentally put one gyroscope pointed along that direction, you wouldn’t seem the movement.

            Even more careful observation would show that that direction that they are rotating around corresponds to the direction to the Celestial North Pole (or Celestial South Pole, if you are in southern hemisphere), and that each gyroscope always maintains the point among the stars it is pointing. If you pointed a gyroscope at Sirius, it would point at Sirius throughout the day and night, even when Sirius was below the horizon.

            You would be forced to conclude that either (a) the Earth is rotating, and the stars aren’t, and the gyroscope and gimbal arrangement allowed the gyroscope to stop rotating, or (b) the gyroscope somehow manages to lock into the celestial sphere and rotate with it, despite there being no manifest connection between the two.

      2. Salva,
        Em sendo um adulto equilibrado como me julgo, sei que pessoas diferentes possuem qualidades diferentes em campos diferentes, alguns mais e alguns menos, e que temos que pacificamente conviver com nossas diferenças, sendo muito nobre admirarmos os que se destacam, porém, após esta resposta a esse tal de M M, estou com muito medo que a grande admiração que tenho pela sua paciência, educação e capacidade didática não esteja virando INVEJA.

        1. Afrânio, agradeço muito pela gentileza, com a certeza de que há inveja zero envolvida, e apenas o desejo de oferecer um cumprimento. De resto, estamos todos juntos nesse barco, tentando (talvez em vão, às vezes temo) elevar a humanidade a algo mais do que ela é, confiando no que ela pode vir a ser um dia. Abraço!

          1. Mas sua paciência é invejável.

            Agora, infelizmente temo que suas 108 linhas não tenham mudado em nada a opinião do MM. Alguém como ele, com um raciocínio tão limitado, também infelizmente, representa uma parcela significativa da população, cuja característica principal é ser avessa à aquilo que não entende. Mas fico me perguntando porque aparentemente este tipo de questionamento parece ter virado epidemia de uns anos para cá. Me parece que as pessoas sempre duvidaram de muitas explicações científicas, mas não tinham como se manifestar. Hoje, com a internet e com blogs como o seu, criaram coragem para se manifestar. Acho mesmo que isso é bom pois agora elas se dispõem a debater e isto vai trazer muita gente para o lado da luz.

            Só não dá para esquecer que nossa espécie tem 200.000 anos (dizem 300.000 agora) e este tempo é muito curto para um desenvolvimento estrutural. Assim, somos os mesmos trogloditas de 200.000 anos atrás e fica mais fácil entender porque novos conhecimentos são tão indigestos para esta parcela importante da população.

      3. Salva, que textão super explicativo.
        Praticamente um novo post.
        Esses auto proclamados terraplanistas são indecifráveis, não consigo entender. Os argumentos deles são tão frageis que não resistem nem a 5 minutos de reflexão (como vc mesmo disse), o pior, eles gastam um tempão coletando na internet um monte de bobagens para justificar a asneira, e não param um minuto sequer para analisar a besteira que escrevem.
        E veja só, para os terraplanistas os inquisitores da idade média estavam certos condenando Galileu…

        1. Eu acho engraçado que tem gente que argumenta que a condenação de Giordano Bruno foi justa, que a condenação de Galileu foi justa, porque é preciso olhar com o prisma da época, e patati-patatá, e esses mesmos caras são incapazes de dizer que a condenação de Jesus pelo Império Romano foi justa, porque ele estava perturbando a ordem e incomodando os rabinos da Judeia…

      4. Uma pequena observação sobre Kepler e Copérnico: ambos viveram no século 16, muito antes de haver qualquer tecnologia que hoje existe e a até a matemática da época não era tão desenvolvida como é a de agora. Ele usaram a cabeça para chegar as conclusões que o Salvador apresentou no texto e aposto que na época deles houve gente que duvidou e até queria persegui-los pelos suas descobertas. Querem pensa chega longe, quem não pensa não sai nem do lugar. (Apesar que Kant foi capaz de escrever toda a obra dele morando a vida toda na mesma cidade, mas Kant era tão razão pura que até se atreveu a critica-la).

        A verdade que você diz é a verdade de quem é analfabeto científico criado pelas escolas falidas deste país e pela cultura da ignorância que prega que qualquer coisa que faça as pessoas ampliarem seus conhecimentos e as façam pensarem é chato, incomoda e é coisa de gente boba ou louca. Com a Internet, tecnologia que a maioria destes ignorantes convictos nem sabe como funciona, a ignorância encontrou um meio formidável para espalhar suas “verdades” num povo inculto e que prefere a burrice porque ela é mais divertida, palatável e não exige pensar. Não é a toa que todo tipo de picareta se prolifera sem muitas dificuldades neste país e em outros lugares onde o ensino é tão falho, basta eles inventarem umas mentiras, colocarem na Internet com a aparência de verdades inquestionáveis e Shazam!, batalhões de ignorantes autoritários ficam repetindo o mantra da imbecibilização total pela rede e fora dela, duvidando até da própria forma do planeta sem embasamento algum em coisa alguma a não ser na sua própria preguiça de pensar. Como disse o pessoal da Terra Plana nos EUA: “temos representantes por todo o globo”

        Uma pergunta: Você não quer entrar para a Igreja Morônica, na seita dos negacionistas científicos? Você seria um excelente pastor pelo jeito que grita na Internet, pela sua convicção e pela tentativa de imposição das suas afirmativas. Além de ser um “moron” nato, é claro.

      5. Estou boquiaberto! Essa involução toda é fato consumado? Terra plana, anti-vacina, etc, só falta ter gente sacrificando animais para o “Astro-Rei” aparecer no dia seguinte, se é que já não sacrificam. Espero que fiquem no animais.
        Salvador valeu a iluminação 🙂 embora o pessoal queira ficar no escuro mesmo.

        1. 1997: A internet vai revolucionar a popularização do conhecimento!
          2017: A Terra é plana! A ida à Lua foi uma farsa! Vote Lula!

      6. Salvador, esse seu post não deveria ficar somente na listinha de comentários! Merecia uma postagem de respeito no blog…

        1. Pois é. Até concordo… mas Terra plana? Os leitores inteligentes do blog vão achar perda de tempo… rs

      7. EU™, isso foi um brutality!

        Praticamente uma disciplina de História da Gravitação em um post!
        Posso usar quando necessário, Salvador?

      8. O pior de tudo é ainda ter gente que realmente acredita nisso!

        Precisar provar para alguém que a terra não é plana chega a ser ridículo.
        Peça a qualquer planejador de voo lhe mostrar o modo mais rápido de chegar a diferentes lugares do GLOBO terrestre, e veja que o trajeto não será uma linha reta… Ou será que aviões também não existem e tão pouco podem voar?

      9. Salvador, como já disseram por aqui, esta resposta ao coitado do M.M. vale um Post.
        Coitadinho do camaradinho terraplanostra, …. será que consegue entender o que está escrito!
        Que convicção de conhecimentos apresentados com uma categoria incrível. Parabéns!
        O Eu™, enterrou o cachorro morto do outro lado do planeta! rsrs

        1. “Pior” que provavelmente ele nem voltou mais pra ler. E se um dia voltar, vai começar a xingar como todo TP pombo cagão e arregão.

          Não adianta, são idiotas, mesmo.

      10. Salvador perde o tempo dele….

        Salva, eu só acrescentaria à tua didática explanação que o heliocentrismo foi provado de maneira bem simples, através das fases de Vênus, observáveis por telescópios lá pelo séc XVII. Os geocentristas previram as fases conforme seus modelos e os heliocentristas fizeram o mesmo; a observação posterior das fases provou que o modelo heliocentrico era o correto. Foi Galileu ou Tycho Brahe quem fez isso, não lembro agora…. ou talvez algum aluno de um dos dois.

        1. As fases de Vênus foram observadas por Galileu pela primeira vez e serviam de apoio ao heliocentrismo, mas não eram uma prova definitiva. O mesmo se aplicava às luas de Júpiter, também descobertas por Galileu. Ambas as descobertas só indicavam que *pelo menos alguns* objetos não giravam ao redor da Terra. Vênus girava ao redor do Sol, e as luas galileanas giravam ao redor da Júpiter. Mas e quanto ao próprio Sol?

          Tentando conciliar as duas coisas, Tycho Brahe propôs a mais surreal das possibilidades — um modelo cosmológico híbrido, em que os planetas giravam ao redor do Sol, e o Sol e a Lua giravam ao redor da Terra, que permanecia imóvel no centro do Universo!

          Brahe esperava que os dados que coletou durante décadas ajudassem a provar seu modelo. Kepler tornou-se seu pupilo e, eventualmente, herdeiro dos dados. Mas a análise confirmou a hipótese copernicana, com a mudança das órbitas de círculos para elipses, derrubando o modelo ultracomplicado e forçado de Tycho Brahe, junto com o geocentrismo aristotélico-ptolomaico.

          1. Elas provavam que Vênus girava ao redor do Sol, mas não que a Terra girava ao redor do Sol. 😉

      11. “proporcionalmente ao produto das massas de ambos por uma constante gravitacional que ele chamou de G (possivelmente porque Deus em inglês é chamado de God) ”

        Não seria porque ‘gravidade’ em inglês é chamada de “Gravity”?

        1. “Gravity” significava algo como a “quantidade de peso” (oposto de leveza) até Newton formular sua lei. Mas, sim, ele redefiniu uma palavra que já existia e estava em uso corrente. Mas ele também atribuiu à gravidade a ação divina, uma vez que era uma força exercida à distância, sem nenhum contato. Havia algo de etéreo nela, e há quem diga que isso o levou a adotar o G como letra para a constante gravitacional por causa de Deus. (Não nos esqueçamos de que Newton era profundamente religioso, mexia com alquimia, analisava profecias bíblicas…)

      12. Qualquer um disposto a gastar uns 30 mil pode comprovar de per si a redondeza do planeta…. pega um vôo até o Marrocos, depois outro até o Oriente Médio, depois outro até a Indonésia, depois outro pra N. Zelândia, depois um para o Chile e dali “volte” para o Brasil.

        Gostaria que um terraplanista me explicasse como isso funciona. Aproveita e explica para o Fernão de Magalhães também. Ou será que ele também era da NASA?

  7. DIFERENÇAS ENTRE MODELO DO GLOBO X TERRA PLANA:
    NO MODELO DO GLOBO (A MENTIRA)
    – Os recursos são limitados. E a culpa é SUA, que destrói a Terra.
    – Você evoluiu de um macaco e você é apenas um acidente neste “vasto” universo.
    – Você vive em um pedaço muito pequeno de rocha em um universo louco e vasto. Você é nada.
    – O mundo está sendo destruído por você. Você deveria se sentir mal por isso.

    NO MODELO DA TERRA PLANA (A VERDADE)
    – Recursos naturais ilimitados (água, terra, alimentos e outros). A Terra foi feita para você usufruir.
    – Você foi criado como HUMANO (você não veio de um macaco).
    – Você é especial, porque você é o melhor da melhor criatura viva no Universo, porque a Terra é o Universo.
    – O mundo inteiro foi feito PARA VOCÊ. Você é especial.

    1. Veja que canalhice esse seu copy+paste.
      Os recursos são tão limitados na Terra plana como na Terra redonda. A não ser que você defenda o modelo da Terra INFINITA, os recursos são limitados, por definição.
      Note também que a Terra redonda nada diz sobre evolução das espécies (que é outro fato científico COMPROVADO, só não tem conexão com a Terra redonda).
      Por fim, repare que o modelo da Terra plana nada diz sobre o fato de o ser humano ser ou não especial, ou que sejamos as melhores criaturas do Universo, ou que o mundo inteiro tenha sido feito para nós. Ele diz apenas a sandice de que a Terra seria PLANA, algo que sabemos, com PROVAS, que não é. É possível (embora seja ingênuo) acreditar em todas essas coisas (que somos as melhores criaturas do Universo, que o mundo inteiro seja feito para nós, que somos especiais) sem que a Terra seja plana. Há uma correlação absurda, ilógica, entre as duas coisas. Então, se você quer seduzir as pessoas dizendo que elas são especiais baseando-se numa MENTIRA COMPROVADA, só vai acabar convencendo-as de que não são especiais assim que elas constatarem a verdade. Eu prefiro dizer que as pessoas são ESPECIAIS justamente por sua capacidade de descobrir e explorar o Universo em que vivem, e desta maneira elas sempre poderão se considerar ESPECIAIS, independentemente do sistema de mundo que se revela verdadeiro. 😉

    2. Nossa cara, eu identifiquei o real problema desse sujeito, o MM, é carência pura! Não podemos olhar para ele como cientistas, temos que olhar como psicanalistas, Freud explica! Ele se sente tão inútil diante da insignificância dele e isso sempre confrontou o fato de sua mãe ter, de forma estafante, tentando elevar sua auto-estima dizendo-o que ele era especial que isso gerou uma revolta muito grande com o universo.
      Pois em seu íntimo ele questiona: como posso ser tão inútil, insignificante, pequeno? Como posso contribuir tão pouco a minha espécie? Como posso ser tão incapaz de gerar qualquer tipo de acontecimento que me transforme eterno?
      Como posso ser tão “nada” se mamãe sempre me disse que eu era “super”?
      Então, a culpa não é dele que de fato é insignificante, o que não tem mal nenhum, que de fato todos nós, com exceção de alguns poucos da história, ficaremos para eternidade. A culpa não é da mãe dele que fez ele acreditar, erroneamente, que era “especial” a culpa é do universo e das leis naturais que estão erradas, pois não foram criadas unica e exclusivamente para o conforto desse pobre bebe carente.
      Pobre ciência que agora sofre com esses bebês chorões…

  8. Os terraplanistas têm provas INCONTESTÁVEIS, empíricas e diariamente disponíveis para qualquer pessoa ver:

    • a Terra está parada, o Sol e a Lua estão girando sobre a Terra, o céu inteiro também está girando sobre a Terra.
    • O Sol e a Lua são aproximadamente do mesmo tamanho, porque os eclipses comprovam isso.

    CONCLUSÃO: SÃO OS GLOBALISTAS QUE PRECISAM PROVAR QUE O HELIOCENTRISMO É VERDADEIRO. O ÔNUS DA PROVA É DELES.

    Como fazem para “provar” o heliocentrismo?

    Quem acredita nas “viagens” espaciais, tais como pouso na Lua, sondas em Marte, pode parar de ver este vídeo. EU NÃO ACREDITO.
    Além das “viagens espaciais”, o principal argumento a favor do heliocentrismo são “AS CONTAS DE CHEGADA”.
    As CONTAS DE CHEGADA são modelos construídos para fins de justificar algo que VOCÊ QUER.

    1. É verdade e você é o centro do universo. Não é você que se move em relação a Terra, é a terra que se move em baixo dos seus pés. O sol não brilha sobre a sua cabeça, é o brilho do seu olhar que bate no espelho e irradia sua luz por sobre toda a terra. As marés são a vontade das águas do mar querendo ficar mais perto de ti. Deus não existe mas bem que você poderia sê-lo.
      MM é oque? Muita mediocridade? Ministério da mentira? Maratona da Mesmice?
      Ou será que você só precisa de um pouco de atenção?

  9. Será que entendi direito? O sinal só era notado quando a estrela estava “meio que” alinhada com os satélites geoestacionários? E no resto da rotação da Terra, os cientistas também deveriam notar os sinais, já que vinham dos objetos geoestacionários. Como assim, os sinais só apareciam e persistiam em Ross 128???

  10. a bíblia vem e mente, mente tanto que vira “verdade” porque é assim que as pessoas querem. Ao menos aqui no brasil a ciência está há muito indo para o saco preto e isto é ruim porque esses monstros vão se fortalecer, qualquer coisa vira mágica e tem explicação bíblica, pronto, idade das trevas à caminho novamente e com força e fé.

  11. salvador, um dos titulos da reportagem da uol era: astronomos se apressam em desmentir os sinais sendo de extraterestres de ross 128….estranho tb. a “explicação” atual, depois os cientistas reclamam das teorias de conspiração, dos roteiristas de hollywood, dos religiosos….olha a desculpin….ops, a explicação, nao convence nem um padre…

    1. O Salvador não concorda mas achei também precipitação na divulgação. Lembrou aquele mico dos cientistas que divulgaram que neutrinos se deslocam a uma velocidade acima da da luz. Eu acho sim que, vez por outra, a turma salpica a internet com uma notícia ou dúvida “bomba” para dar uma chacoalhada. E isto é o resultado direto da importância crescente que se dá a audiência neste mundo de internet.

      1. O caso dos neutrinos era um ótimo exemplo. Eles só divulgaram depois que exauriram todas as tentativas próprias de explicar o resultado, e a divulgação foi um apelo para que grupos independentes verificassem o resultado. E foi assim, rapidamente, que se descobriu o erro sistemático que produziu o resultado. A ciência é uma atividade colaborativa, e o único problema de ser feita “a céu aberto”, como nesses dois casos, é que a maioria das pessoas não entende como ela funciona, e acha que houve algo de excepcional nesses episódios. Praticamente todo experimento, todo resultado é assim; divulgado quando os pesquisadores exauriram as chances de resolvê-lo sozinho e somente validado quando outros grupos confirmam a conclusão original.

  12. Fico imaginando se, daqui a algumas décadas, o céu não vai estar tão poluído de lixo espacial e de satélites artificiais, que será impossível ter uma observação astronômica aqui da Terra 100% limpa.

  13. Estranho, pois em outra reportagem cientistas afirmaram que o que se estava captando eram sinais provavelmente decorrentes de eventos naturais e não artificias!! Como pode isso mudar assim de repente??

  14. nao sabem se vai chover amanha,,, vem me falar que nao existem vida em
    outros planetas.. o .universo….tem bilhoes de galaxias.. trilhoes de planeta…

    1. Qual a relação entre meteorologia e astronomia? Não entendi o que uma coisa tem a ver com a outra….

    2. Pena que essa provável vida esteja muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito, muito distante.

    3. Sabem sim… Os avanços na metrologia foram imensos nas últimas décadas… As previsões vem melhorando absurdamente graças ao poder computacional das máquinas mais recentes que permitem simulações mais precisas da realidade…

    1. Bom, o Salvador postou um relato cientificamente acurado, e com evidências (além de links para o estudo publicado). Aí o Paulo entrou aqui pra dizer “MEN-TI-RA!”, sem provar, sem apresentar uma refutação ou revisão dos estudos.

      Em quem acreditar?

      Ó dúvida cruel!!!

  15. Quem assiste o History Channel não tem como deixar de acreditar que os ETs existem e já estão entre nós, tipo Homens de Preto, quem sabe já não fomos vítimas do neutralizador de memória e não sabemos.

    1. Kkkk… mais que caiu no conto-da-carochinha do History Channel.
      É o canal das pegadinhas científica, só cai quem quer.
      Os programas sobre OVNIS do HC são feitos por comediantes, não sei como ainda tem gente que não percebeu.
      Ah! Pegadinhas da audiência, olha só o sucesso no SBT…

  16. O bom da ciência está nisso, mesmo com teorias sóbrias ou malucas para explicar os inúmeros fenômenos, a explicação não se encerra no “eu acho” ou no “pode ser”.
    Mesmo sendo a mais simplória e menos atraente das respostas a verdade prevalece, mesmo que desmistifique concepções antigas e tidas como sólidas, como foi o caso do Fator Q de sistemas ressoantes ou da força de Van Der Waals que também pode ser repulsiva.

  17. Fiquei pensando sobre isso quando li a matéria anterior. Na matéria dizia que os cientistas fariam essa verificação rapidamente e fizeram mesmo, muito bom.
    Sei lá…Acho que só falta algum canal de televisão com aquelas câmeras super modernas em 4k e zoom de 180x filmarem um OVNI e tudo estará respondido. Porque os OVNIS voam pelos nossos céus repetidamente. Só filmar e colocar no Fantástico.

  18. Há sim vida em outros mundos bem distantes e preservados dos pecados terrestres. Os ETs já estão aqui há muito tempo e o chefe deles chama-se Lúcifer. Em qualquer terreiro de macumba ou sessão espírita você pode encontrá-los, ou nas falsas igrejas (Babilônia) do cristianismo, incluindo o romanismo. Verdade que a maioria aqui só saberá quando o juízo chegar, e já chegou.

  19. Uao existe sim, seres em outros planetas, pode acreditar!

    Pois existem o bem e também o mal

    Então existe nós aqui na terra,
    E os seres de outros mundos…

  20. Feliz por mais um mistério ser explicado, mas ao mesmo tempo triste por outra esperança de contactar “semelhantes” inteligentes ser despedaçada impiedosamente… 🙁

    este em particular parecia bem interessante, pois se fosse comprovada nosso “diálogo” só teria um delay de meros 22 anos entre enviar as perguntas e receber as respostas!

    fazer o que, é a vida!!! vamos continuar procurando…

  21. Talvez estivesse na hora de procurarmos vida inteligente em nosso próprio planeta, pois destruímos nossa fauna, flora, poluímos nosso ar, nossa água, destruímos quase tudo o que a natureza levou milhares de anos para construir e procuramos vida inteligente fora do nosso sistema solar? Milhares e milhares de dólares gastos em pesquisas extraterrenas e não conseguimos acabar com a fome de 1/3 de nossa população, bem quem sabe estaria na hora de refletirmos um pouco melhor sobre nós mesmos e começar um novo ciclo da terra!

    1. Quem fica observando o próprio umbigo, não vai achar inteligência em lugar algum e nem em si mesmo. E vai continuar a destruir o planeta.

  22. Jesus breve virá, deslizando em brumas de mil megatons! Breve virá e todo olho O verá! Todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Jesus Cristo é o Senhor! Arrependei-vos e buscai a salvação enquanto podes achar.

    “Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.
    Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.
    – Apocalipse 1:7,8

    Jó 9:6
    Deus é quem sacode a terra e a tira do lugar, e faz estremecer todos os seus fundamentos.

    Salmos 18:7
    Então, toda a terra estremeceu e agitou-se e os fundamentos dos montes se abalaram;tremeram por causa da ira de Deus.

    Salmos 88:16
    Sobre minha existência se abateu a tua ira; os pavores que me causas me consumiram.

    Isaías 2:19
    Os homens tentarão se esconder nas cavernas das rochas e em buracos feitos na terra, por causa do terror que vem de Yahweh acompanhado do esplendor da sua majestade, quando o SENHOR se levantar para fazer tremer a terra.

    Isaías 24:1
    Eis que Yahweh vai arrasar toda a terra e a devastará, arruinará sua superfície e espalhará seus habitantes.

    Isaías 24:18
    Quem fugir ao grito de terror cairá na cova; quem sair da cova será pego pelas armadilhas. Abertas estão as comportas dos céus. Eis que os alicerces da terra tremem!

    Isaías 24:19
    A terra foi despedaçada, está destruída, totalmente abalada!

    Isaías 34:4
    As estrelas dos céus serão todas dissolvidas e os céus se enrolarão como um pergaminho antigo; todo o exército de astros cairá como folhas secas da videira e da figueira.

    Isaías 51:6
    Erguei, pois, aos céus os vossos olhos, e voltai vosso olhar para baixo, para a terra; os céus desaparecerão como fumaça, a terra se gastará como as vestes, e seus habitantes morrerão como moscas. Mas a minha salvação permanecerá para sempre, a minha justiça jamais falhará

    1. Parei no “Jesus breve virá”. Tá prometendo há mais de 2000 anos, e até agora NADA. Ô bicho sem pontualidade! Parece brasileiro!

    2. O Maurício de Souza é o maior profeta dos nossos dias. Ele profetizou “Chico Bento” e agora temos dois papas vivos, um Chico e um Bento. Zezinho é sobrinho do Tio Patinhas.

  23. 800 pessoas, só 60 astrônomos. As outras eram o quê? Que pesquisa sem sentido, pois levou em conta um grande público-alvo fora do ambiente acadêmico. Aliás, mesmo se fosse um astrônomo, lendo a opção “aliens”, marcaria a opção “com certeza” só para zuar.

    1. Minha interação com o público indica que existe grande parcela que trata o contato com alienígenas como uma virtual certeza. Nada de surpreendente nos resultados.

  24. Salvador, ótima matéria novamente. Estranho, todos os trasnponderes dos satélites lançados são registrados em todos os rádios telescópios justamente para evitar interferência na informação. Talvez uma grande concentração de satélites alinhados justamente na passagem do foco do rádio telescópio possa realmente causar confusão e erro de leitura. Isso mostra que deve estar uma zona nosso espaço sideral de área baixa.

  25. As chances de vida extraterrestre e absolutamente nula. Há cálculos matemáticos (físicos) de várias fontes críveis (inúmeras) que descrevem que a vida, sua origem (não basta elementos orgânicos), é tão extremamente rara, que para haver novamente vida neste planeta, num outro Big bang, se necessitaria trilhões de Big bangs pra novamente ocorrer. O defeito do homem (segundo as fontes), é que só se fala de materiais orgânicos. Oras, por acaso não predomina nisso a energia? A eletricidade controlada ou vice-versa? E essa interação? mas ninguém fala disso…….

    1. Caramba, se é tão improvável assim, Deus tem papel zero no Universo. Afinal, por que alguma entidade consciente criaria um Universo com incontáveis mundos habitáveis para habitar apenas um?

      1. Prezado Salvador Nogueira, quando você cria um desenho de alguma coisa, porque você cria do jeito que criou e não de outro. A resposta é bem simples. Se achá-la encontrará a resposta para a sua pergunta. Um abraço.

        1. Ou seja, você não sabe e tá enrolando na resposta para devolvê-la como pergunta. Falácia das bravas, essa, hein?

        2. Gostei. Quando eu quiser dizer que “não faço a mínima ideia” vou usar esta técnica do João.

      2. Verdade, Ele pode ter colocado vida em todo lugar ! ou não…, afinal, o universo é dEle e Ele faz o que lhe agradar.

          1. O grande problema de muitos para entender que não há, nunca houve e nunca irá existir vida em qualquer outra parte do universo a não ser somente aqui nas terra, é porque não entenderam ainda que a terra ela é mais velha que o universo. Hã hã, o que ?
            Sim a terra é mais velha que o universo e a criação de toda essa dimensão física.
            Se prestarem atenção na primeira frase do primeiro capítulo do livro de genesis que diz o seguinte: “no princípio criou Deus os céus e a terra”, verão então apenas nesta frase que existe uma dimensão temporal enorme para a segunda frase que diz: ” a terra porém era sem forma e vazia “. Na primeira frase Deus criou todas as coisas num âmbito espiritual e não se tinha o conhecimento do que era trevas ou ausência de luz. A terra foi criada nessa ambiente espiritual e portanto ela era espiritual, não era de origem física que se degenerava. Veja que na segunda frase diz que ela era sem forma e vazia, mas isso aconteceu na rebelião de Lúcifer que queria implantar o seu reino na terra, já no livro de Isaías diz assim: ” eis que Deus fez a terra para ser habitada e não a fez vazia “, ou seja, aqui mostra que antes de ser sem forma e vazia ela tinha forma e cheia de vida e vida espiritual. Foi somente na queda de Lúcifer que Deus retirou parte da luz em toda a eternidade a transformando em escuridão total atirando nesse lugar sem luz as legiões rebeldes, a terra que se chamava Eden ficou desfigurada com o caos criado pois ela se situava no lugar em que foi criada as trevas. Só depois e não se sabe quanto tempo pois noção de tempo e nem o tempo existia, foi que Deus criou o universo físico e deu ao Eden o nome de Terra agora com o aspecto físico.
            Conclusão:
            Todo o universo físico somente existe por motivo de uma rebelião, ele não tem valor algum para Deus, tanto é que será futuramente tragado de novo pela luz espiritual e deixara de existir todas as coisas físicas. O que Deus fez foi aproveitar o espaço vazio e escuro e transforma-lo num lugar físico para criar a vida humana afim de restaurar o número dos seus entes que foram dizimados na rebelião..por essa o capeta não esperava, pois como anjos não se reproduzem, ele achou que o reino de Deus nunca mais seria o mesmo. Ele não sabia das missa um terço. Então Deus depois de restaurar todas as coisas estabelecerá a eternidade como dantes.

    2. Humm… nem tanto, a Terra é um planeta com características q favorecem a vida, e a vida aqui surgiu a bilhões de anos e se manteve viva-e-forte, para nossa alegria.
      Se aqui a vida surgiu de forma tão contundente e tão persistente é uma forte evidência que pode acontecer o mesmo num planeta com o mesmo potencial. E pelo q a ciência vem descobrindo, só a nossa galáxia pode conter milhões ou bilhões de “Terras” por aí. Isso falando em planetas parecidos com o nosso, agora adicione os que não são tão parecidos, mas propícios a vida… o número vai ser surpreendente.
      Quando se fala em material orgânico, é porque é esse tipo de material que forma os seres vivos que conhecemos, não conhecemos nada que seja vivo que não seja orgânico. Além do mais o carbono é o elemento mais versátil que existe, não é a toa que é a base das moléculas orgânicas. Nenhum outro elemento químico faz o que o carbono faz, além de ser um elemento abundante no Universo.
      Quanto a energia é óbvio que predomina, é tão óbvio que nem precisa ser citada. Não existe reação química sem energia, e sem reação química não existe vida.
      Não deu para entender nada sobre o q vc quis dizer sobre eletricidade, parece frases da pseudociência do século 17 ou 18, quando a eletricidade era um mistério, e virava explicação para tudo que não era entendido, até para explicar fantasmas.
      Mas para não dizer q está tão fora, é a força eletromagnética que está por trás das reações químicas. Descrever a iteração de forças envolvidas nas reações químicas exige uma física muito refinada, por isso quase ninguém fala disso, pq quase ninguém vai entender mesmo.
      Ah, quanto aos cálculos que dizem q a vida é algo praticamente impossível de acontecer de novo, não procede. Já vi uns cálculos deste nada criveis, muitos tratam cada aspecto da vida como se fosse algo absurdamente aleatórios, empilham um sobre o outro gerando números de probabilidade tendendo ao nulo… mas erram totalmente, não consideram que em sistemas fechados prevalecem algumas regras básicas tanto química quanto física, é por isso que os cientistas buscam planetas considerados habitáveis, pois são “sistemas fechados” que deixados por conta própria, há grande chance da vida surgir por lá.

      Bom, para quem é religioso e quer entender assim, as regras vieram de Deus, a natureza só obedece, e a vida surge onde é para surgir… simples.

  26. Salvador, como os cientistas conseguem isolar sinais que parecem ser tão sutis e efêmeros?
    Se por trás da aglomeração de satélites, misturado, tivesse vindo algo de fato da Ross? Eles conseguiriam isolar a analisar separadamente?
    Ampliando essa análise para outros fenômenos? Não é possível que estejam chegando outros sinais a terra misturado com fenômenos conhecidos e entrando tudo no mesmo balaio?
    Abs!

    1. A questão é conseguir isolar o sinal frente ao chamado ruído de fundo. Se ele for mais intenso é possível isolar sim, desde que não exista um outro sinal mais intenso na mesma frequência e com caraterísticas semelhantes.

  27. Que sinais de ETs sejam muito improváveis, é bastante razoável, por todos os argumentos que temos à disposição, fora pseudo-ciência, claro. Só não entendi como satèlites geoestacionàrios podem produzir interferência em uma região fixa do céu que leve a confundir com uma estrela em particular ou posição específica. Geoestacionários “rodam” junto com a terra, projetando no firmamento uma direção diferente a cada minuto, dia, estação do ano… Neste caso, então, o sinal esquisitão nunca se repetiu, ou se o fez, foi em outro ponto no céu, correto? Se foi uma ünica vez, projetaram a hora exata e a posição da Terra para o momento do evento e viram que a estrela suspeita coincidiria com aquela posição “cheia” de satélites. Mas daí também não seria “simples” observar dispersão estranha?

  28. Era evidente que se tratava de mais um blefe. Esse “bingo da busca” só produz perdedores.

  29. O pessoal de Arecibo precisa ser mais cuidadoso nesse tipo de caso, aguardar mais verificações, rever os dados, não sair por aí com um “Weird”… que pode ficar impresso na testa deles.

    Houve precipitação, pois em apenas uma semana resolveram o mistério. “Deu ruim”, como se diz por aí. 🙁

    1. é assim mesmo, somente os perfeitinhos religiosos se enlouquecerem, para eles o peido fedido prova a existência do deus bosta deles, sai da bunda e não gera nada. Pior que é isso o que controla a loucura exacerbada deles, como se sem um desgraçado inventado da mentira mais safada fosse motivo para fingir que eles são “bons” e justificar a babaquice deles. E sabe porque escrevi dessa forma? Porque essas pessoas são arrogantes, mas apontam o dedo grosso na cara dos outros, além disso, aqui é um blog de ciência e não de fanatismo religioso, ninguém pediu para inventarem paspalhices.

      Raidoco, o chamado é válido para eliminar justamente os falsos positivos, veja que no caso da estrela de tabby (KIC 8462852) ainda não foi resolvido e isso pode ajudar, na hora de se descobrir o que é, a evitar novos equívocos futuros. Nesse caso, quem mais está inflando a tal esfera de amendoim são blogs de doidos e alguns jornais sensacionalistas, os próprios cientistas riram da posição alien desde o início porque não bate. Nesse caso da Ross 128, as chances de serem aliens eram mínimas porque ou seria a própria estrela enviando uma potente rajada eletromagnética, o que não era comum para um tipo de estrela dessas, ou seria muito provavelmente alguma contaminação dos dados. Agora o pessoal tem como calibrar e acrescentar essa informação para checar futuros esbarrões em satélites, aliás, sempre fazem essas checagens.

  30. Tudo bem! Listar as possibilidades e determinar o evento real – mesmo não sendo o desejado por tantos – dá mais credibilidade. Vamos em frente.

  31. Ahhh, como gostaria que fosse encontrado vida, e inteligente, em outros planetas , assim, provaríamos que estamos só neste Universo, sem Deus, desbancando religiões para tomarmos conta de nossos vidas terrestres.

    1. Acho que Deus não tem nada a ver com isso. Como exatamente a existência de vida inteligente em outros planetas intersecta com a ideia de Deus?

      1. De fato, Salvador, Deus não tem nada a ver com isso,mas para essa gente do Criacionismo e Design Inteligente que não aceitam a vida como ela surgiu , teriam que se esforçar, coisa que nunca fizeram, para desmentir as ciências , uma vez que a confirmação da vida inteligente fora daqui iria corroborar com as teorias científicas e provar que estamos conectados com o cosmos e seus elementos químicos, afinal somos poeiras de estrelas. Além, é claro, de jogar por terra o Todo Poderoso único, teriam que escrever outra bíblia que não se limitasse a um pedaço de terra em nosso planeta,mas abrangendo o Cosmos, aí sim o Criacionismo e o Design Inteligente teriam que,se dedicar às ciências astronômicas, mas só depois, é claro ,de passarem séculos negando a descoberta com as mais absurdas explicações.

      2. Leio sempre isso aqui Salvador. E sempre penso na minha mãe: Vai todo domingo na missa mais cedo, por que participa do grupo de canto. Durante a semana treina os cantos para cantar para a igreja. Ela não fala mas acho que é uma forma de conviver com as perdas. Acredita piamente no que está escrito na bíblia, as vezes literalmente. Quanto dos católicos são assim? 1%? 50, 90, 99%? Imagino entrar aqui um dia e ler “Temos provas inequívocas de vida simples nas luas dos nossos gigantes gasosos” ou “Encontrado sinal de vida inteligente em estrela há 10 anos-luz daqui”. O que aconteceria? Será que minha mãe questionaria: “Vida inteligente fora daqui? Será que ele não era filho de Deus?” “Será que não morreu por nós?” “Será que não multiplicou pães e peixes?”. Não sei, vejo muitas vezes as pessoas ligando o ateísmo a uma pretensa inteligência superior. Mas algumas vezes o raciocínio é de uma criança antes do ciclo básico.

        1. Sou católico, e vida fora da Terra não conflita em nada com minha fé. Aliás, quando encontrarmos vida fora da Terra será motivo de festejarmos, afinal nosso Deus é o Deus da vida, e em todas as missas são cantados louvores a esse respeito. Eu particularmente acho q o Universo esta repleto de vida, é a dedução mais provável baseada na ciência, só falta encontrarmos.
          A Igreja Católica não se posiciona contra essa busca da ciência, ela apenas aguarda. A Igreja já saiu da idade média a séculos, e hoje escuta e respeita profundamente a ciência.
          Pena que muitos ainda vivem uma religião secular, apegados a conceitos antigos que a Igreja já superou faz muito tempo.
          Agora uma coisa é certa, ciência e a religião tem de ser entendidas cada uma no seu quadrado. Não é papel da religião dar respostas às questões naturais, isso é papel da ciência. Como também não é papel da ciência aprovar ou desaprovar questões do sobre-natural, pois é algo que não pode ser testado e nem verificado, isso fica com a religião.
          Enfim, para mim ciência e religião se complementam, é só ligar os pontos, vivo muito bem e em paz com isso.

          Quanto a sua mãe acredito que ela até vai questionar, como todo mundo vai fazer, sendo religioso ou não.
          Mas logo sua mãe como boa católica, logo vai entender que o Deus da vida se manifesta quando quer, onde quer, e como quer, e verá essa descoberta como mais um motivo de louvor.

      3. Simples… Mas precisa de tempo para explicar… Mas a grosso modo, nao precisaria DEUS, enviar seu filho morrer por nos para provar que seu governo é soberano e recuperar a humanidade do erro da desobediencia…Se há planeta com seres inteligentes é sinal que seu governo funciona a muito tempo e nao precisaria seu filho morrer por esse povinho aqui da TERRA entedeu????

        1. Silogismo infantil. Havia na Terra mesmo culturas desconhecidas (Ameríndios, pigmeus na Oceania etc) cujo encontro com as civilizações européias não desfizeram as bases do cristianismo. “Opa, tem outras civilizações no Universo. Logo cristo não morreu por nós” é uma relação forçada ao extremo de alguém que se considera inteligente. Comparável à famosa piada de português e do áquario.

          1. Cristo ‘morreu’ por nós em carne e osso, apenas. Se existem outras civilizações, é verossímil que Ele tenha nascido e ‘morrido’ por lá também.

      4. Genesis pula bilhões de anos deixando de fora a formação da lua, dinossauros e mesmo animais que viviam na mesma época, porém em terras e continentes desconhecidos para as pessoas que inventaram esta história sem pé nem cabeça com antas, ornitorrincos. Imagine vida inteligente fora do planeta Terra! Enfim, nem sei como ainda esta baboseira criada na era do bronze, i.e. religiões abraâmicas, ainda tem seguidores em pleno século XXI.

      5. Salvador.

        Lendo sempre suas respostas, considero sempre que tens de ter uma paciencia de “JÓ” para responder a certos leitores, que chegam ao cumulo da ignorancia.

        Mas nesta, sua resposta a Luiz Hoss, acho que não vai compreender nossa colocação, pois acredita em Deus, mas nos, uma pequena parte, estamos ciente do que falamos.

        Raul Henrique Refundini

      6. Desculpe , Salvador, só estava querendo defender as ciências, mas algumas pessoas não foram atentas na leitura do meu comentário e começaram a postar polêmicas infrutíferas, tanto os fanáticos da religião como as tietes das ciências. Aos religiosos, antes invadirem este espaço de ciências abram as portas das igrejas, local pouco afeito ao debate, e aos que gostam de ciências, mais atenção em suas leituras.

        1. Ou seja: A culpa é de todo mundo que não entendeu o seu avançadíssimo comentário, menos sua por não saber se expressar?

    2. Um comentário que reflete uma considerável dose de confusão mental, além de uma visão completamente equivocada da religião e do seu papel na sociedade.

      1. o papel da religião é destruir a sociedade porque querem mistificar tudo e idolatrar mentirosos. É o poder do grito de ignorantes e arrogantes, não passa disso.

        1. Uma sociedade que as religiões ajudaram a construir.
          Mas espera, vou adiantar seu lado: Vamos falar da escravidão no Egito, na America, a Inquisição, o Nazismo (Sim, pessoas como você consideram que quando há perseguição religiosa a culpa é da religião, não dos perseguidores)…
          Tão previsível… Mas vamos estudar a história inteira, não apenas a parte que corrobora com o que pensamos? Sabe o papel do Islamismo para a organização das tribos do Oriente Médio, e o papel desses para as observações do céu e nas grandes navegações, responsáveis hoje por você estar escrevendo em português, não Tupi ou Quechua? E o papel da igreja católica para o financiamento dos primeiros cientistas? Ah, também não está na sua cartilha do olha-como-sou-moderno-sou-ateu-logo-sou-mais-inteligente-que-você? Tudo bem, vamos alegar que ter contribuído para o bem não a desculpa de ter contribuído para o mal. Nisso concordamos. Mas a falha está no ser humano, não nas instituições que ele cria. Afinal, dizer que sem religião nenhum homem se sentiria superior ao outro, não teria motivação para tomar a força o que outro conquistou soa como devaneio. Falar que caso não fosse a religião outras instituições tratariam da organização dos homens em um objetivo comum é uma possibilidade, mas conjectura. Mas sendo o homem novamente o coração dessa nova forma de organização, o que te faz pensar que substituir o Deus que você julga imaginário pelo que você chama de razão, faria desaparecer a cobiça, a inveja, a sede por sangue…?

          1. é tudo questão de poder e uma coisa absurda não justifica a outra. O fato de não existir qualquer tipo de deus não dá carta branca e diferente do que mencionou a religião não busca aprimorar a Ciência, ela busca seus próprios interesses que são os de seus fundadores e seguidores.

            as pessoas inventam um deus e querem que essa criatura faça a vontade do homem, daí vem a ideia de sacrificar quem não acredite naquele deus ou seus inimigos (dos homens crentes, não dos deuses). Tudo gira em torno da vontade do homem e não da vontade de deuses. E veja que as pessoas dizem acreditar em deuses e inventam um dogma para se apegar naquilo que creem e, na verdade, tudo que existe é a vontade dos crentes, suas cobiças, invejas e sede de sangue. Muitas vezes são inventadas guerras santas para matar quem resiste e isto é muito seguido como certo, então, inocentes são sacrificados em nome desses deuses que não possuem vontade alguma, tudo é força e desejo humano.

            os deuses existem apenas para justificar o ridículo, inclusive vir aqui em um fórum de Ciência para deturpar a história.

            o que é importante ninguém diz: as carreiras de Exatas estão no buraco faz tempo e estamos perdendo importantes mentes criativas porque o povo quer voltar à idade da pedra e, ao mesmo tempo, se agarram a smartphone e tudo o que a Ciência vem trazendo. E quem pensa que um Estado baseado na religião é bom, coitado, qualquer coisa fora da regrinha deles é passível de cadeia ou morte.

          2. Sim, concordamos que a religião tem que ficar restrita ao seu lugar, a orientação PESSOAL de cada um. Não deve pautar regimes de governo, políticas sanitárias/saúde etc. E ciência é apenas um dos ramos onde ela NÃO deve se meter. Mas desculpa: Deturpar a história é exatamente negar a influência da igreja nos primeiros passos da ciência. Longe de justificar massacres com isso. Apenas reconhecer a história. Vamos concordar também que é chato e fora de questão ler comentários religiosos ou pregação aqui. Eu já estou aprendendo a filtrar alguns nomes e passo reto em alguns comentários por que sei que não lerei nada que presta. A maioria religiosa sim. Mas também é comum aqui o ataque prévio às religiões sobre o pretexto de que “daqui a pouco eles vem comentar”. Sério, é aplicação de um conceito torto mais ou menos assim: “Vou te dar um soco por que sei que você vai me dar”. Onde a adivinhação entra na lógica ateísta? Ataque prévio é a justificativa japonesa para Pearl Harbor e a bomba atômica a aplicação ocidental desse conceito. Eu já entrei aqui e li alguém zombando da fé das pessoas, outra pessoa concordando com ele, mais um, outro… De repente havia uma thread de gente vociferando contra a fé das pessoas sem que qualquer comentário religioso tivesse sido aprovado pelo Salvador. Todos com a desculpa de que “daqui a pouco eles vem comentar”. Você na maioria das respostas é ofensivo e desrespeitoso com quem pensa diferente de você. Mas ai não cabe discussão. Pessoas pequenas discutem pessoas. Pessoas medíocres discutem eventos e pessoa grandes discutem idéias

          3. tanto um lado quanto o outro pode ser cruel, estamos falando de pessoas e cada uma pode assumir uma ou outra posição. Por exemplo, uma pessoa pode se passar por outra para incriminar um desafeto ou usar o nome de uma instituição e por aí vai. Já vi gente sair acusando pessoas tímidas por crimes hediondos e isso publicamente na televisão em horário nobre, como se apenas um aspecto já fosse suficiente ou quisesse desviar a atenção, o fato é que tudo isso acaba sendo desmentido. Um exemplo que aconteceu recentemente foi de uma garota acusar um trabalhador de tê-la estuprado sendo que, na verdade, ela estava com o namorado no motel, então, fez-se de santa e quem penou foi um inocente até que descobriram a verdade, porém, antes disso ele foi conduzido ao presídio e correu grande risco. E de outra vez vi comentarem uma história semelhante, um rapaz foi acusado de ter engravidado uma mulher que ele nem conhecia, mas parentes já estavam ameaçando o sujeito e ele teve de fugir, mas a moça era tida como vítima e santa, não se avaliou ou verificou a verdade. Então, a capacidade humana para deturpar é enorme ou já veríamos o Papa chegar em público e dizer o que já sabemos: que deus e jesus nunca existiram, foram inventados porque precisavam de algo capaz de influenciar poderosamente as pessoas, como se algo maior e divino fosse capaz de, em algum momento, tirar das pessoas aquilo que elas conquistavam (por exemplo, se eu matasse alguém para ficar com sua esposa, acabaria no inferno, isso serve para influenciar os canalhas). É uma solução porca, mas para lunáticos não tem jeito, precisa disso e não pense que é um santo remédio porque há muitos loucos que se julgam tão santos que se dizem portadores da voz de deus, daí o canalha pode fazer muito pior do que já faria sem acreditar.

            atualmente esse exercício das divindades vem trazendo grandes prejuízos porque recursos são negados ou distribuídos para outras prioridades que não a área científica.

            obviamente, a influência religiosa é muito grande até hoje, mas o fato de algum cientista defender um dogma não quer dizer que haja razão absoluta nisso, afinal, os experimentos super sensíveis que já estão operando faz tempo já poderiam indicar a existência de algo do além, pois, a ideia que se tem é que as almas penadas e demais tipos de espíritos (como anjos) praticamente tropeçam uns nos outros. Nada apareceu de divino nos experimentos até agora. Praticamente está provado que não existem deuses, anjos, demônios e almas penadas. É tudo canalhice de gente desocupada e maluca ou desenfreada.

      2. O mais doido, entre os doidos, que tem por aqui, Apolinário, além de sofrer de demência severa, é você ! Desqualificado !! Hiii hi hi

    3. Luiz Hoss.

      Parabens pela sua colocação, que acredito ser bem adequada.
      So não é devido a nossa “pos-iluminismo” que ainda não se clareou.

      Raul Henrique Refundini

    4. Eu também não entendi nadinha deste teu raciocínio… Tenho quase certeza que faltou um advérbio NÃO aí n meio de sua frase pra ela fazer sentido.

      Mas acho que o fato de não estarmos sós não descarta a existência de um Deus. Sim, independente de eu acreditar ou não em sua existência, adoro explorar as consequências lógicas da premissa dele existir! 🙂

      Então, talvez uma interpretação mais adequada à afirmação de que “deus criou o HOMEM à sua imagem e semelhança” possa ser mais abrangente do que imaginávamos à princípio. Termos um rosto, dois braços, duas pernas? Certamente não, pois sendo Ele espiritual tais características materiais secundárias seriam irrelevantes! Ser a IMAGEM de Deus seria então ser capaz de raciocínio, e ter noção de sua própria existência? Assim parece perfeitamente possível que seres de 6 pernas e 4 braços, ou civilizações aquáticas com uma cauda e dois apêndices frontais de manipulação vivendo sob a crosta de gelo da lua Europa, ou mesmo vegetais inteligentes desenvolvidos em planetas onde a vida vegetal se desligou das raízes e passou a se locomover à vontade, inclusive no espaço, sejam todas imagem e semelhança de deus por serem inteligentes, poderem raciocinar.

      Assim, existiriam vários Deuses pelo universo, cada um à imagem e semelhança das criaturas que o adoram? Ou um único Deus mais amorfo, livre de atributos materiais, cujo entendimento as várias inteligências distribuídas pelo universo teriam que reavaliar, encontrar um ponto comum, independente dos primitivos parâmetros materiais?

      Deixo aqui a ideia, espero que fomente discussões acaloradas, hehehehe!

      1. David,

        Quando descobrirmos ou sermos descobertos por civilizações extraterrestre, as religiões vão alterar a interpretação de suas bíblias para se adequar à nova realidade. Sempre foi assim. Isso só mudará quando a maturidade fizer o ser humano questionar antes de aceitar.

        1. Curioso: Se eles não questionassem, não teriam que mudar a interpretação. Argumento bem falho o seu.

    5. Luiz Hoss respeito sua opinião e lamento muito. A título de curiosidade apenas dá uma lida no Gênises, escrito por Moisés ou no Torá o livro chamado Bereshit. Digo curiosidade pois foi escrito há uns 4.000 mil anos atrás e a precisão da descrição do Big Ben é impressionante. Até mesmo Einstein com suas descobertas revolucionárias dizia que tudo na vida seria impossível se não fosse D’us.

      1. Infeliz, Albert Einstein era ATEU seus bostas! E os dinossauros, eram o quê? Crentes, com certeza.

          1. ele era um grande crítico da religiosidade, mas como morreu eles dizem que era evangélico ou cristão fervoroso. A noção dele para um deus é de tal monta que as frases são bem ofensivas e duras (o cara era gênio mesmo, até nisso), ao menos eu achei assim e olha que não acredito em deuses ou em um deus bostinha.

            é assim que vamos deturpando a história. Ah, e a tal da Inquisição foi inventada, segundo andam pregando por aí, no máximo faziam cócegas no pé do infeliz.

    6. Nem um, nem outro. Nada é provado por A+B até hoje. Nem vida extraterrena, nem as religiões. Por enquanto, somos apenas poeira do universo e retornaremos à ele uns mais cedo, outros mais tarde, mas retornaremos.

    7. A Bíblia diz que os astros saem em órbita todos os dias sustentados pelo porder de Deus
      Daí você imagina o seu tamanho e o de Deus.

        1. Dai você imagina como alguém pode acreditar num livro escrito há milênios por pessoas para as quais uma lâmpada seria um milagre de deus (ou coisa do diabo) e que achavam que a terra era plana.

  32. Putz…
    Salva você acredita que a nós desta geração conseguiremos ter a noticia de que detectamos sinais alienígenas, isso se existirem…Acha que é pra essa geração?

    1. Acho que não. Sinceramente, para a busca por vida inteligente e comunicativa, na minha modesta opinião, é trabalho para séculos, no mínimo. Mas essa é só minha opinião. Ninguém sabe, na verdade.

    1. Não!!! Tomara que não!!! Não aguento mais ler besteiras postadas por gente sem cérebro! 😀

Comments are closed.