Astronomia: Trabalho no eclipse lunar

E aí, conseguiu curtir o eclipse total lunar ontem? Muita gente esteve bem ocupada por conta dele…

Imagem feita pelo astrofotógrafo Carlos Augusto Di Pietro em São Paulo mostra a beleza do eclipse lunar (Crédito: Carlos Augusto Di Pietro)
Imagem feita em São Paulo (SP) no domingo (27) mostra toda a beleza do eclipse lunar (Crédito: Carlos Augusto Di Pietro)

DE PRONTIDÃO
Quem ficou especialmente atento com o eclipse lunar foi o pessoal da Nasa. Eles operam um satélite em órbita da Lua chamado Lunar Reconnaissance Orbiter. Ele fez o mapeamento mais preciso já realizado do nosso satélite natural.

ALTA RESOLUÇÃO
As fotos produzidas pelo LRO são tão boas que permitiram inclusive visualizar as tralhas que os astronautas da Apollo deixaram por lá entre 1969 e 1972. Um tapa na cara em quem acredita que as viagens à Lua foram fraudadas.

Imagem de satélite mostra sítio de pouso da Apollo 11. Ausência de sombra da bandeira indica que ela caiu mesmo. (Crédito: Nasa)
Imagem de satélite mostra sítio de pouso da Apollo 11. Ausência de sombra da bandeira indica que ela caiu mesmo. (Crédito: Nasa)

NO ESCURINHO DO ECLIPSE
O problema é que esse satélite é alimentado por energia solar. Durante um eclipse, o LRO pode ficar um longo período na escuridão, e corre o risco de pifar. É pequeno, é verdade. Mas existe.

OBSERVAÇÃO CIENTÍFICA
Quem também fez hora extra durante o eclipse foi o pessoal da Rede de Astronomia Observacional. O grupo, liderado pelo físico brasileiro Hélio de Carvalho Vital, faz medições da cor e do nível de brilho lunar durante a fase de totalidade do eclipse, quando ela fica avermelhada. Sabemos que esse tom é causado pela filtragem da luz solar que passa pelas bordas da atmosfera terrestre e chega ao satélite natural.

ESTUDO DA ATMOSFERA
“Dessa forma, a Lua eclipsada é na verdade uma fantástica tela, onde se projeta o filme da nossa atmosfera”, diz Hélio Vital. Os pesquisadores querem usar o eclipse para avaliar coisas como o possível impacto da fumaça emitida por vulcanismo na tonalidade que a Lua assume.

O TAMANHO DO AR
Uma das coisas interessantes que se pode investigar é a extensão da atmosfera terrestre. Trata-se de algo que varia com o tempo e de forma ainda não totalmente previsível. O estudo dos eclipses lunares pode nos aproximar de uma compreensão melhor do complexo e indispensável invólucro de ar que circunda nosso próprio planeta.

A coluna “Astronomia” é publicada às segundas-feiras, na Folha Ilustrada.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook e no Twitter

Comentários

  1. Curioso que quando a lua surgiu no horizonte por volta das 19:00,(moro de frente ao mar) ela estava gigantesca, mas na hora do eclipse (ela estava bem mais acima no céu) seu tamanho era menor quando aconteceu o eclipse, não achei tão bonito.
    Não entendí..

    1. Ulisses, a Lua de fato não mudou de tamanho. É uma ilusão de ótica essa mudança, pois ao nascer, a Lua está próxima do mar e de montanhas, prédios, árvores, que lhe dão um tamanho comparativo.No alto do céu, perde-se a referência e ela parece menor.

      Sugestão: nas próximas noites, compare o tamanho da Lua com o seu dedo mínimo estendido, no seu nascimento e quando ela estiver no alto. Aí você verá se mudou o seu diâmetro.

      1. Radoico,
        Há sim um real aumento perceptivo da circunferência da lua e do sol, quando observados no nascente e poente próximo ao horizonte, isto ocorre pelo efeito da refração da luz, pois os raios atravessam quantidade maior de atmosfera, (que funcionam como lentes), sendo que na vertical, quando o astro está passando próximo ao zênite este corte de atmosfera é menor. Este é um fenômeno estudado na “Óptica da Visão”.

  2. Salvador, lindas imagens.
    Li há algum tempo atrás que é possível fazer um estudo da poluição da atmosfera da Terra pela sombra que ela projeta na Lua. Isso é realmente possível?
    Eu consegui ver o eclipse com a lua toda coberta, mas depois de um bom tempo, ela foi encoberta pelas nuvens.

      1. Li em algum lugar (francamente não me recordo onde) que a presença de poluentes na lâmina de ar atmosférico pode influenciar na “quebra” das ondas de luz, de modo que menos luz vermelha seja refratada em direção à Lua. Em suma, mais poluição resultaria em uma Luz menos vermelha. Não sei se procede a informação..

        1. Elis e Edouard,
          O que vocês provavelmente leram, é que os aviões de observação meteorológica quantificam o volume de poluentes nas altas camadas, observando e comparando a luminosidade dos astros vistos por diferentes cortes tangenciais da atmosfera.

  3. Salvador, a NASA vai divulgar hoje uma descoberta sobre a emissão de metano que descobriram em Marte, você já sabe o que é?

  4. Nogueira, bom dia!
    Que estrela, planeta ou seja lá qual astro estava à esquerda inferior da Lua?
    Abraços!!

      1. O ponto maior e mais estranho deve ser coisa da foto! Há um ponto menor, também próximo a esse que é da estrela HR-97, ela apareceu em várias fotos que tirei tb!

        Abraços

  5. “Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) convocou uma conferência para anunciar o que pode ser a maior descoberta sobre o planeta Marte até agora. O comunicado da agência fala em “mistério de Marte resolvido”.

    Espero que minha ansiedade não seja em vão..rs.Excepcional seu blog Salvador.

  6. Depois de todas as provas cabais da ida do homem a Lua, será que ainda existem alguns ignorantes e analfabetos de conhecimento, a ponto de terem dúvidas ainda? Acho que a religião é um venda nos olhos da maioria. O que você acha CARL SAGAN?

  7. Aposto que essas tralhas foram mandadas muito tempo depois, pra lá de 2010, só para fortalecer a farsa. Não confio na Nasa.

    Por que essas fotos não apareceram antes? Tem que ver issaê.

    PS: Não é o que penso, mas é o que a gente vai acabar lendo em algum lugar. Se você leu até o PS concordando comigo, é um chato (pra ser educado).

  8. o salvador essa do satelite na lua me fez rir muito quanta inocencia ,como as pessoas são falcilmente enganada por preguiça de estudar e pesquisar a fundo a realidades das coisas ,fora da terra nao tem nada do ser humano a nao ser em filmes de ficção cientifica de hollywood , é imposivel sair da terra ,é impossivel viajar ao espaço alem q o universo gira sobre a terra a cada 24 horas basta ver um time lapse do ceu ,o sol e a lua tem o mesmo tamanho ou seja apenas 60 km de diametro e estão só a 5000 km da terra em movimento dando volta a terra a cada 24 horas, pra medir o tamanho do sol basta usar um simples sextante ,a analema solar mostra q o sol se move fazendo movimentos geometrico etc

    1. O “roger” me faz pensar em 3 hipóteses. Vou começar com a mais improvável e terminar com a mais provável.

      1- Existe uma máquina do tempo e conseguiram trazer para 2015 um ser humano que vivia há 500 anos.

      2- Existe uma fonte da juventude eterna, mas ela não evita o Alzheimer, o que faz o indivíduo se esquecer rapidamente de eventos mais recentes, priorizando só eventos de um passado distante.

      3- Existem idiotas

      1. Já eu estou achando que ele só está a fim de zoar com o Salvador e seus leitores.

        O que, é claro, é condizente com a hipótese Nº 3!

    2. Nossa!! Como você percebeu tudo isso? Depois que você me abriu os olhos para a verdade, constatei que quando dou descarga em casa, não é a água da privada que gira, é a terra, o sol e a lua que giram em volta da água. kkkkk

  9. Agora que eu vi, alguém consegue me dar um boa explicação de como a bandeira dos EUA caiu? kkkkkkkk

    Será que algum alien anti-americano chutou a bandeira? hahaha 😛

    1. Eles fincaram abandeira muito perto do módulo lunar. O jato do foguete na decolagem a derrubou. O Buzz viu plea janela e reportou. Essa imagem confirmou, décadas depois.

  10. É interessante notar que dá para ver a sombra da curvatura da Terra sobre a Lua se projetando sobre a Lua.

    Os povos antigos já sabiam pelo eclipse lunar que a Terra era redonda e mais, os gregos, foram capazes de medir através do eclipse, a distancia entre a Terra e a Lua!

  11. Não consegui ver o eclipse lunar todo, acabei dormindo. Quando vi a Lua pela última vez ela estava mais ou menos pela metade. Fui traído pelo sono!

    E interessante notar que a sombra da terra sobre a Lua se sobrepõe de forma desfocada. Há regiões de penumbra e há regiões onde se vê um leve sombreamento, ao contrário do que se vê normalmente com as fases da Lua, quando há nítida distinção entre lado iluminado e o lado escuro.

    Seria muito interessante se houvesse um espectador na Lua para fotografar. O eclipse do ponto de vista de alguém que estaria lá na superfície lunar deve ser mágico.

    Acho que nenhum dos astronautas das missões Apolo tiveram essa sorte.

  12. Queria muito ter visto. Em Goiânia tem feito um sol escaldante, todos os dias pedimos chuva que nunca chega. No dia do eclipse choveu. São Pedro é um troll.

  13. Assistir ao raro fenômeno na Ponte Rio Negro, Manaus, com céu limpo e calor de uns 35 graus. É impressionante a tonalidade vermelho / vinho e as incrustações cinzas. Imagem estonteante para qualquer amante da astronomia.

    1. Agora é só esperar Outubro pelo fim do mundo. Será que vai acontecer no dia da Santa?! Hehehehehe… Agora que o “Curintia” possivelmente será o campeão de novo! Aaaa… Pede para Jesus fazer seu “download” em 2033, vai?

Comments are closed.