Mensageiro Sideral

De onde viemos, onde estamos e para onde vamos

 -

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de 11 livros

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Previsão do tempo: chuva de meteoro!

Por Salvador Nogueira

Prepare-se para uma madrugada animada, pois é de hoje para amanhã que chega ao pico a chuva de meteoros das Leonídeas!

Imagem do astrofotógrafo F. Espenak revela as Leonídeas, vistas em 2001.
Imagem do astrônomo americano Fred Espenak revela as Leonídeas, vistas em 2001.

O fenômeno passa a ser mais visível a partir das 2h30 (pelo horário de Brasília) da madrugada desta terça-feira, emanando da constelação de Leão (daí o nome).

“Esta chuva não será muito intensa”, informa Gabriel Hickel, astrônomo da Universidade Federal de Itajubá (MG). “Para o máximo, entre as 3h e 05h30 do dia 18, as regiões Norte e Nordeste do país devem esperar cerca de 6 a 10 meteoros por hora. As regiões Centro-Oeste e Sudeste deverão ver entre 4 e 7 meteoros por hora. Já a Sul deve esperar taxas de 3 a 5 meteoros por hora.”

E a boa notícia: a Lua minguante deve interferir pouco na observação.

O fenômeno acontece quando a Terra atravessa a nuvem de detritos deixada pelo cometa 55P/Temple-Tuttle. Ou seja, é a poeira do astro, entrando em alta velocidade na atmosfera, que produz as chamadas estrelas cadentes. Como faz já 15 anos desde a última passagem do cometa por essas redondezas, a quantidade de fragmentos presentes é menor, e por isso a chuva deve ser menos espetacular do que em anos anteriores. Mas os meteoros são marcados por seu brilho intenso, de forma que vale ficar de olho.

Desnecessário dizer que o fenômeno não apresenta nenhum perigo e é absolutamente democrático: dispensa o uso de qualquer instrumento óptico.

“Você só precisa dos seus olhos, uma cadeira de praia e motivação”, diz Hickel. “Não há região específica do céu a olhar. O ideal é procurar um lugar escuro, longe da poluição luminosa das grandes cidades, com o horizonte livre (sem edificações, árvores ou morros próximos) e deitar-se em uma cadeira de praia, de modo a ver o máximo de céu possível. Tenha paciência e não espere um show pirotécnico. Observe por pelo menos 1 hora para ver um número razoável de meteoros.”

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook e no Twitter

Blogs da Folha