SpaceX lança foguete, coloca satélites em órbita e faz primeiro estágio pousar de volta em plataforma

Salvador Nogueira

Sem exagero: a nova era da exploração espacial começou agora. Num lançamento noturno realizado na Flórida no fim da noite desta segunda-feira (21), a empresa americana SpaceX não só conseguiu colocar 11 satélites comerciais simultaneamente em órbita terrestre baixa com seu foguete Falcon 9 como realizou com sucesso o pouso do primeiro estágio do foguete numa plataforma no Cabo Canaveral.

Fotografia com exposição contínua mostra a queima do Falcon 9 na subida e os disparos do motor para o pouso bem-sucedido (Crédito: SpaceX)
Fotografia com exposição contínua mostra a queima do Falcon 9 na subida e os disparos do motor para o pouso bem-sucedido (Crédito: SpaceX)

Com o retorno bem-sucedido do primeiro estágio, abre-se a possibilidade de reduzir drasticamente o custo de acesso ao espaço, pois ele pode ser reutilizado. Até então, foguetes lançadores de satélites tinham como característica o fato de não serem reutilizáveis: cada lançamento exigia a construção de um novo foguete completo.

“Eu ainda não posso acreditar direito”, disse Elon Musk, empresário e criador da SpaceX. “O boom sônico da descida chegou a mim no mesmo momento pouso — por um momento, achei que tinha explodido.”

“Acho que esse é um momento revolucionário — ninguém jamais trouxe um propulsor de classe orbital de volta intacto.”

A empolgação da equipe da SpaceX no centro de controle na sede da empresa em Hawthorne, na Califórnia, era palpável. Cada evento do lançamento, desde a decolagem, foi recebido com salvas de palmas, e o ambiente beirou a histeria quando o primeiro estágio desceu dos céus e pousou suavemente.

Primeiro estágio do Falcon-9 pousa na Flórida no fim da noite desta segunda (21), após lançar 11 satélites ao espaço. (Crédito: SpaceX)
Primeiro estágio do Falcon-9 pousa na Flórida no fim da noite desta segunda (21), após lançar 11 satélites ao espaço. (Crédito: SpaceX)

O sucesso marca não só o retorno aos voos do Falcon 9, que havia sofrido seu primeiro acidente numa tentativa de mandar suprimentos à Estação Espacial Internacional, em 28 de junho, como também representa o primeiro retorno bem-sucedido e pouso suave do primeiro estágio de um foguete lançador de satélites na história. A SpaceX já havia feito duas tentativas anteriores, mas com pouso numa barca no oceano, e quase havia conseguido.

Semanas atrás, a empresa Blue Origin também já havia demonstrado essa possibilidade, com o seu foguete New Shepard, que realizou seu voo e retornou à plataforma — mas aí se tratava de um veículo bem menor, de porte suborbital. Agora, a SpaceX demonstra que a técnica é viável para voos orbitais.

Para que se tenha uma ideia do impacto disso, o custo de um lançamento do Falcon 9 gira em torno de US$ 60 milhões. Mas o custo do combustível é de apenas US$ 200 mil. Elon Musk estima que a reutilização possa fazer o preço de um lançamento cair por um fator de 100 no futuro. De US$ 60 milhões, iríamos a US$ 600 mil. Na prática, as portas do Sistema Solar se abririam à humanidade, pois missões espaciais não estariam restritas ao poder de compra dos governos.

De saída, isso dá vantagem competitiva incrível à SpaceX no mercado de lançamentos. “É como ter um avião que pode ser usado múltiplas vezes quando todos os outros aviões no mundo só podem ser usados uma vez.”

Depois dessa, talvez comece a fazer sentido para alguns todo o burburinho em torno dos projetos de mineração espacial e a razão pela qual a Nasa recebeu um aumento generoso de orçamento para 2016. O espaço, agora, é mesmo a fronteira final.

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook, no Twitter e no YouTube

Comentários

  1. Olá Salvador, legal hein cara, o Elon Musk deve estar pirado de felicidade hehe
    Mas uma dúvida, os foguetes atuais com exceção desse viram lixo espaciais após colocarem satélites em orbita? Ou se autodestroem?
    Abraço!

    1. Normalmente o último estágio fica em órbita como lixo por algum tempo antes de cair de volta. Já o resto cai logo depois do lançamento. Se autodestroem ao cair no mar… rs

  2. Acabei de ler de que a ULA – fabricante do Delta IV Heavy – já está começando a estudar a ter peças reaproveitáveis – além dos boosters – após o lançamento. E um lançamento desses custa US$ 375 mi (!). A concorrência – quando honesta – é bem saúdável!

  3. Gostaria saber se for detectado que realmente em marte tem agua , se á pociblidade de fazer uma colonia de cientistas com a pocibilidade de plantar vegetais com nos filmes ?

  4. A pergunta, no caso concreto, seria a seguinte: o que estavam fazendo de errado para que só agora conseguissem retornar e não cair?

    1. Nada. Toda tecnologia precisa ser testada e aperfeiçoada antes de atingir maturidade comercial. Ou você acha que cada novo celular ou microprocessador nasce pronto?

      1. Não nasce. Todavia para subir já existiam foguetes desde a segunda guerra mundial. Salvador, sem sarcasmo, esse pessoal está com tecnologia que permite conhecer o início dos tempos e em 70 anos só conseguiram colocar de volta uma e desta vez um retorno de 300 a 1.000 km.?

        1. Oswaldo, você deve imaginar que um retorno desses exige inteligência artificial embarcada muito sofisticada, pois qualquer rajada de vento — e o foguete vem do regime hipersônico ao subsônico na descida — pode tirá-lo do curso. Além disso, a aerodinâmica não favorece um pouso preciso na vertical. Então você precisa de um computador trabalhando rápido e intervindo no voo o tempo todo para garantir o pouso suave. Lembre-se: até o ônibus espacial, cuja aerodinâmica de avião favorecia muito mais um pouso (na horizontal), tinha um piloto para colocá-lo no chão. Nesse caso, é um computador fazendo todo o serviço. Computadores rápidos assim e sensores eficientes assim são coisa muito mais recente. Décadas atrás, a tecnologia de propulsão era a mesma, mas a inteligência artificial embarcada não estava à altura do desafio.

          1. Muito boa resposta, Salvador! É isso aí!

            Mas, pelo amor dos velhinhos (como eu), peça a esse pessoal do UOL parar com isso de reduzir o tamanho das letras nas respostas!!!! É sacanagem com a gente!

    1. Estou pasmo!…

      O que eles mostram no vídeo, contraria tudo o que eu sei sobre aerodinâmica, sustentação e dirigibilidade, prefiro aguardar novas imagens mais detalhadas ou informações técnicas precisas antes de me manifestar!
      Deve ter muita coisa nova que eu tenho que aprender, ou…

  5. Estou ansioso pelo comentário daquele senhor piloto que comentou no post sobre a Blue Origin, dizendo que era tudo montagem e impossível de ser feito.

  6. Boa noite Salvador. É fantástico ver algo assim, quando estive assistindo aqui mesmo no seu blog o vídeo da matéria sobre o suborbital da Blue Origin não acredite de começo, e olhei mais algumas vezes o vídeo para ver se era verdade tudo aquilo e agora a SpaceX faz o mesmo com um orbital. Realmente fantástico todo esse trabalho dos engenheiros e técnicos responsáveis por este brilhante avanço.

  7. Espetacular mesmo. Em outro post, lie que o SpaceX tem contrato de US$ 1,6 bi com a NASA. Pense no lucro (ou diminuição das perdas havidas com o fracasso do voo para a ISS) realizando, pelo menos, dois pousos. Um grande marco na história da Humanidade, realmente.

    1. É um ponto. Como o contrato tem preço fixo no momento, eles podem ganhar dinheiro em cima. Mas acho que não serão loucos de testar reutilização com lançamentos da Nasa. Provavelmente, de início, darão desconto para empresas que quiserem usar o estágio “recauchutado”…

      1. É isso mesmo, peneis nisso, depois de postar, em usar no início para missões com menos responsabilidade e dependendo da vontade… Mas, como escreveu, é um ponto. E muito importante. Mesmo que não seja usado no contrato com a NASA, foram estas experiências – depois de o módulo ir em paz – que permitiram à SpaceX tentar realizar, com mais um pouco de esforço e recursos. De qualquer maneira, é um marco muito importante, pois, como escreveu, permitirá a exploração, principalmente de minério – e quem, sabe, da água – no futuro, preparando o caminho para a colonização fora do planeta. Mas, ai, sabemos, levará uns 60 -100 anos para sair os primeiros frutos…

      1. Densidade dos fluidos (gases). Por exemplo, aqui na terra cada 10 metros de coluna d’Água equivale a 1ata.

          1. Salvador e Fabio, o Rogerio está certo. A nossa atmosfera é composta por Nitrogênio, Oxigênio e outros gases em pequenas quantidades, já a de Vênus é composta principalmente de Dióxido de carbono. O Dióxido de carbono é mais denso que o Nitrogênio e o Oxigênio é só analisar a a grosso modo a massa molecular de cada gás — como o mesmo número de moléculas vai ocupar o mesmo volume (aproximado) a densidade é maior para o gás que tiver a maior massa molecular ( N2 = 14u, O2 = 16u e CO2 = 22u)

          2. Joe, mas a atmosfera de Vênus é 90 vezes (!!!) mais densa que a terrestre. Não é só a diferença de massa molecular. A quantidade de gás lá é muito maior do que aqui, a despeito de a erosão atmosférica lá ser maior por conta da falta de um campo magnético ativo (presume-se que no passado Vênus tenha tido um). A única explicação é que a atividade vulcânica em Vênus seja tão maior que aqui que a quantidade de gases expelida para a atmosfera mais que compensa a erosão pelo vento solar. No entanto, vulcanismo em Vênus ainda é uma coisa pouco compreendida. De toda forma, há uma dúvida legítima e ainda não totalmente entendida sobre por que Vênus tem atmosfera tão mais densa que a Terra.

  8. E aproveito para fazer uma propaganda (gratis) do jogo Kerbal Space Program, que esta na promocao no steam. Um prato cheio para os aficionados espaciais.

  9. Nunca a famosa expressao fez tanto sentido para o programa espacial brasileiro: “enquanto voces estao indo nos ja estamos voltando!”

  10. Boa tarde!

    Após meses e meses acompanhando o blog, eis que comento pela primeira vez. Concordo com alguns colegas que este feito poderá significar uma nova era na exploração espacial. Vamos aguardar e acredito que nos próximos cinco (longos para nós humanos) anos teremos muitas surpresas vindas da Terra e principalmente do espaço. Em tempo: a Nasa divulgou hoje imagens de Ceres, tiradas da última órbita da Dawn. Infelizmente não eram de Ocator.

    1. A Terra e o espaço sempre nos surpreenderão… não é só nos próximos cinco anos…

      No que se baseia essa sua crença? E por que cinco anos?

      Já previram o fim do mundo diversas vezes… A única previsão factível e catastrófica que temos até 2100 é o aquecimento global, que poderá por em perigo nossa civilização. Mais alguma?

  11. Exato Caio, a Space X é uma iniciativa privada, assim como outras empresas que estão concorrendo por esse filão do mercado. A única ressalva que eu faço é que há um interesse da NASA nesses negócio todo. Essas empresas são contratadas por ela para fazer o ressuprimento da ISS (Estação Espacial Internacional), o que aliás a Space X já vem fazendo há algum tempo. É um tipo de terceirização na verdade, como é o caso dos russos que assumiram a missão de levar e trazer os astronautas para a ISS.

    1. Eu diria que há uma “oportunidade de mercado” e que o capitalismo sadio permite que muitos tentem preencher a necessidade, não só da NASA, mas de muitos países, de terem lançamentos de menor custo.

      O risco é enorme e quem o está correndo é um grupo de miliardários empreendedores, não o público americano com seus impostos.

      Se fosse aqui no Brasil, esses miliardários recorreriam ao BNDES, estatizariam o risco em troca de “pixulecos” e sairiam numa boa, caso fracassassem…

    1. Chama-se Euphoria, e é de autoria e execução de Marcos Kleine, guitarrista do Ultraje a Rigor (e meu amigo). rs

  12. Salvador,você já fez algum post sobre Haarp? Alguns anos atrás o ex-secretário de Defesa dos EUA, William Cohen, foi ao Senado e falou da possibilidade do Haarp ser usado até em um tipo ecológico de terrorismo através do qual possam alterar o clima, provocar terremotos, ativar vulcões remotamente através do uso de ondas eletromagnéticas. Cruzes!!!

    1. Pelo que sei, o poder do Haarp é enormemente exagerado por aí. Trata-se de uma instalação no Alasca para estudar a ionosfera. Não há qualquer evidência (ou mesmo possibilidade teórica) de que ela cause qualquer tipo de coisa como terremotos, alterações climáticas, ativação de vulcões…

  13. Porra Salva… esse post foi para a home do UOL? Hoje choveu boçais no fórum… fazia tempo que não lia tantas asneiras, além de discussões repetitivas sobre questões sociais, políticas…

    1. Foi. É isso. Por um lado, fico feliz com a volta dos bons números de audiência, essenciais para a manutenção da lojinha aberta. Por outro lado, o besteirol sobe na mesma proporção. Ficou mal acostumado depois de passar uns meses em isolamento aqui, né? Eu também. rs

  14. O Brasil só será uma nação respeitada quando: seus cidadãos se conscientizarem do valor de seu voto; quando não aceitarem a política do “pão e circo” que entorpece o povo, como futebol, carnaval e novelas que só exploram e difundem imoralidades; quando optarem em serem profissionais técnicos capazes, ao invés, de ser “doutores” que só conseguem o titulo, mas não, o emprego; quando se reduzir o absurdo número de dias de feriados nacionais, estaduais e municipais, que reduzem o ano comercial a pouco mais de 100 (CEM) dias.
    Acredito que algum outro leitor possa complementar a minha listagem, que ficará infindável.

  15. O Brasil só será uma nação respeitada quando: seus cidadãos se conscientizarem do valor de seu voto; quando não aceitarem a política do “pão e circo” que entorpece o povo, como futebol, carnaval e novelas que só exploram e difundem imoralidades; quando optarem em serem profissionais técnicos capazes, ao invés, de ser “doutores” que só conseguem o titulo, mas não, o emprego; quando se reduzir o absurdo número de dias de feriados nacionais, estaduais e municipais

  16. Economicamente falando, para os lançadores de foguete, isso é uma grande merda. Vejamos: cada lançamento custava US$60 milhões, em um futuro breve, irá custar US$600 mil. Tem que dar um sumiço nessa empresa, assim como fizeram com Tesla, Diesel etc etc.

    1. Ou têm que continuar gastando a mesma grana, mas lançando cem vezes mais coisas ao espaço. 😉

  17. Simplesmente fantástico!!!!!!! Aplicando isso em larga escala e constantemente, o espaço sera realmente operável. Parece ate filme de ficção cientifica. Show!

  18. Que fantástico! Toda tecnologia nova costumares muito carta no início mas, com desenvolvimento e pesquisa, vai ficando mais barata. O desenvolvimento de um foguete reutilizável é de importância histórica. Quem não detiver essa capacidade, estará fora do mercado.

  19. eles poderiam ter feito ainda melhor com o foguete que levou os satélites, telo equipada com uma bomba gigantesca e programado seu retorno bem no meio do congresso Brasileiro seria o maior acontecimento de todos os tempos

  20. Se considerarmos que isso tornaria mais barato a operação de estações orbitais, e que com isso pensar em OTV ( veiculos de transferência de orbita) com certeza a exploração espacial do sistema solar, no sentido imaginado na década de 60 e 70 pelos autores de FC, passa a estar bem mais perto do que a 20 anos atrás.

    Quem sabe estações a 15 mil, 20 mil km de altitude possam ser novas fábricas viáveis de novos medicamentos, compostos raros ou mesmo apenas o ponto de lançamento para viagens mais longas. Longe o suficiente da superfície, mas perto o suficiente para um OTV pegar um carga deixada em LEO para suprir estas estações ( ou entregar ao veiculos de aterrisagem)

    Espero sinceramente que possa ver uma base lunar, o homem chegar a marte e quem sabe ao cinturão de asteróides antes de morrer. Quando moleque, achei que isso seria realidade antes de fazer 50 anos .

  21. Para nós só resta a inveja, a inveja de um povo pobre..burro e sofrido, espero que em algumas decadas (talves 60) possamos evoluir e sair do shithole (buraco de merda) como os gringos nos classificam.

  22. Um passarinho me contou que alguém, um empreendedor, aqui mesmo na terrinha, já está bastante adiantado na fabricação do primeiro protótipo de um motor que deverá incorporar um veículo lançador de satélites, totalmente reutilizável. Fundamentado em tecnologia própria, o propulsor deverá funcionar utilizando uma matriz energética conhecida e limpa. A busca por um investidor inovador, um Elon Musk brasileiro, começará já em meados de 2016. Quem sabe em um futuro breve não teremos também uma empresa civil de exploração do espaço. E paremos de sentir essa dorzinha de cotovelo toda vez que vemos essas notícias bombásticas de superação e avanços vindos de fora.

      1. Não sei o quanto podemos esperar desta notícia, mas no Brasil também existem mentes brilhantes que podem fazer a diferença, bastando terem a frente um proposito honesto, um projeto desafiador que os aglutinem. Se conseguirem trabalhar fora das amarras e das mãos reumáticas do governo, tenho a impressão que poderia-se ir muito longe, principalmente contando com um impulso muito forte que é a rentabilidade fabulosa que esta área já proporciona. Parcerias com empresas civis podem também, até um certo momento, suprir as vastas tecnologias necessárias para tal empreendimento. Sou um otimista!

        1. Roberto, a notícia apenas se refere a economia que a Space X irá ter com o reaproveitamento do Falcon 9. Vão poder mandar carga para o espaço a um custo menor do que o atual. Vão se tornar mais competitivos e ganhar mais concorrências para esse tipo de transporte. Não tem futurologia aí é tudo real, palpável o dia a dia desses caras. Quanto ao Brasil nessa área… esquece! Perdemos o bonde da história e com esse tipo de governo que suga a energia da iniciativa privada e permite pouca integração com o resto do mundo civilizado as possibilidades mesmo são de que a distância que nos separa do 1º mundo continue aumentando!

    1. Por acaso não será naquele campo às margens da rodovia Gov. Carvalho Pinto, que pertence à Odebrecht, se não me engano?

    2. Caro Roberto
      Sou um entusiasta por inovação .
      Posso ter a oportunidade de acompanhar a evolução deste projeto?

    3. Acho que esse passarinho comeu alpiste estragada . Nem a Russia com seu sistema de lançamento avançado , não conseguirá tal feito nos próximos dez anos . Todo este acontecimento só foi possível com apoio da NASA . e polo que sei nunca tivemos nem um arremeto de agencia espacial . Só somos mesmo avançados em corrupção , carnaval e futebol

  23. Alguém percebeu a luz extremamente brilhante que passou quando o foguete descarregava um módulo (aos 2:42 minutos)???? O que seria????

  24. Grande Salvador,

    Parece coisa de filmes de ficção em preto e branco!

    O melhor é que além do custo reduzido, não haverá o aumento do lixo orbital.

    Por falar em lixo orbital, você bem que poderia fazer uma materia sobre o assunto, né??

    Um forte abraço!

  25. Sou formado em mecânica aeronáutica e posso dizer que isso é absolutamente fantástico, acho que foi a noticia do ano para mim.
    2015 foi literalmente do Kar@#%o.

  26. Que isso gente !! Por que tanto pessimismo ? O Brasil não fica nada a dever. Dia 31 próximo o Brasil irá mandar vários foguetes ao espaço por volta da 0 hora.É verdade que não chegarão tão alto,mas o custo será infinitamente bem menor que o dos americanos.Detalhe que os foguetes brasileiros serão lançados de várias cidades e pensaram até em cores diferentes pra um efeito mais bonito nos lançamentos.O projeto brasileiro leva o nome de LEVA JATO ! O nome é mera coincidência com outro grande projeto brasileiro que tem nome quase idêntico.

  27. O do Brasil já consegui explodir e matar varias pessoas e ainda destruir a base de lançamento um feito em se tratando de Brasil

    1. Não seja tão critico e tambem não faça pouco caso da nossa tecnologia…não confunda as coisas pessoas brilhantes foram assassinadas, foi tudo sabotagem, este imundo governo do PT só tem desgraçado nossas tecnologias.

    2. Pois é… ainda bem que você lembrou o estranho acidente na base brasileira… houve muito burburinho de estrangeiros rondando a base dias antes… que estranho né?

      1. mania de a culpa e’ dos outros…. Foi um erro que aconteceu por estarem tentando fazer com $10, o que custa $1000. Reciclaram partes que sao perigosas, correram o risco e pagaram o preco. Se voces fossem cientistas no Brasil saberiam que corremos estes risocs toda hora.
        E’ o custo de tentar fazer technologia em um pais onde nen as faculdades recebem verba!
        Nao procurem culpados nos outros nao, E’ nosso erro mesmo! Nos somos culpados!

      2. Estive nos Jardins semana passada e vi vários Russos andando por lá. Aí ontem o Museu da Lingua Portuguesa pegou fogo, na Estação da Luz.

        Pela sua lógica, os responsáveis foram os Russos.

    3. Oh! nobre Rodrigo, não seja tão inocente! É claro e evidente que fomos sabotados. Há muito tempos eles(*E*U*A*) querem assumir nossa base de Alcântara, pois o custo é muitíssimo inferior, e essa busca por isso, resultou no que você viu agora. Infelizmente, o Brasil, sabe de tudo isso, mas, não tem como brigar com um cachorro maior que ele. Já fizeram várias propostas para assumir o controle, mas, para nós é estratégico, por isso, não abrirmos mão disso. Esses caras são apenas apuí sugando e sugando até matar o hospedeiro. Abra os olhos amigo, somos apenas uma fonte que eles querem controlar totalmente, já que tem certo domínio há muito tempo.

  28. Magnífico! Entretanto era de se estranhar a demora para esta evolução. Questões como a estrutura e principalmente o combustível já vinham sendo discutidas à anos.

  29. Incrível!
    Como disse minha esposa:
    “Foram até o espaço, entregaram uns satélites, voltaram e estacionaram na garagem”.

  30. Realmente espetacular….!!!!!….acho que o saudoso Carl Sagan deve está dando pilos de alegria e seu túmulo, para onde foi em seu oriente eterno….!!!!
    Viva a ciência, a tecnologia e o conhecimento….enquanto isso, em uma determinada república das bananas isso tudo de nada vale…

    1. Meu filho, SpaceX é uma empresa privada, não tem nada haver com governo( ou com sua cor), a empresa foi fundada em 2002 e Obama entrou no cargo em 2009. Vai ler um pouquinho , antes de falar besteira.

    2. Caro Georges, a SpaceX é uma iniciativa privada comandada pelo sul africano Elon Musk e tem como objetivo a progressão, diferente da NASA que desde 1969 só vê seu orçamento cair, pois o interesse do governo federal americano se encontrava somente na corrida espacial contra a União Soviética. O senhor Obama não está de forma alguma envolvido ou relacionado a esta conquista.
      Por favor procure se informar antes de vomitar absurdos ao promover suas ideologias socio-políticas.

      1. Mais do que isso, o governo americano é completamente incompetente em decidir metas de curto prazo pra NASA… criam metas de longo prazo que são mudadas qdo troca de governo (exatamente por serem de longo prazo) e…

        Bom, recomendo a todos verem no Youtube o vídeo de uma hora do Robert Zubrin no Ames Research Center da NASA, sobre o Mars Direct, mas melhor do que ele falando sobre o Mars Direct, é ele dando um pau na NASA e no governo americano, mostrando toda a incompetência e politicagem que decidem a politica espacial americana e exatamente por isso nunca voltaram à Lua, não vão à Marte, etc.

        https://www.youtube.com/watch?v=EKQSijn9FBs

    3. Ainda tem otario racista recitando essa ladainha de “presidente negro”… Quando eh que vamos parar essa de ‘cotas para negros’, revista Raca (pra negros, eh claro), e assim por diante? Sou branco, mas nao me importo com cor – nem a minha nem a dos outros. Gente eh gente. Temos que buscar viver com oportunidades iguais de forma concreta, nao com essa papagaiada discursiva, que ja esgotou a paciencia faz tempo.

  31. Apenas para registrar que o pouso foi em “plataforma” em terra, não em uma “plataforma” no mar (como foi tentado sem sucesso anteriormente).

  32. De fato o Brasil conta com muita gente capaz, honesta e bem intencionada. Só falta uma coisa a essa classe de brasileiros da qual estou falando: “Assumir a liderança e controle do Brasil e mudar a história de nosso pais”, justamente como Elon Musk está fazendo na corrida espacial e também na produção de Energia Limpa e Renovável ( Empresa TESLA dentre outras)”.
    Por mais que não queiramos admitir, o Brasil está na situação lamentável atual, porque os que realmente poderiam fazer alguma diferença não se interessaram ou não se interessam em assumir os postos chaves para condução do verdadeiro Progresso de nossa Pátria e de nossa gente.

    1. Os únicos que não admitem que o Brasil se encontra em situação calamitosa em todos os segmentos são os integrantes da Organização Criminosa PT e seus seguidores.

      1. Bom era antes quando o desgoverno parou de investir em tecnologia e quis entregar a base de Alcantara para os americanos… “bons tempos” nera?

        1. Nao olhe agora, mas a sua lider, a Dirma esta’ negociando com os Americanos de novo, agora qua a ucrania rompeu o contrato….

  33. è uma civilização admirável mesmo!!. Acompanhei a corrida espacial desde o Bip Bip do Sputinik e hoje vejo este verdadeiro avanço tecnológico.. Parabéns à Nação Americana que sabe valorizar o seu povo em todos os setores e sempre surpreende a humanidade com estas maravilhas da ciência..

  34. Realmente é uma “trouvaille”,como dizem os franceses. Um achado. Mas perguntaria:por que nunca se pensou nisto em mais de meio século de programas espaciais?Até algo mais simples, como a descida dos estágios por conjuntos de para-quedas?Claro.Quanto maior gasto, mais grana para as empresas produtoras.
    Sobre as inevitáveis lamentações,tipo “por que o Brasil não consegue isto?” minha resposta é simples.Nosso país só se deesenvolveu um pouco mais que as colônias portruguesas com a vida da corte fugitiva de D.João VI.Depois entregou-se o ensino médio a ordens religiosas estrangeiras,que-afinal-nunca tiveram como forte o ensino de ciências exatas.Sei disto, porque estudei assim.E quando me tornei professor vi os enormes “foras” de professores desses colégios tidos como “sérios”… e caros.Por outro lado,como professor,em escolas públicas e particulares, sempre vi uma vagabundagem crônica entre os “riquinhos” e uma vontade de aprender nos meninos de escolas públicas.Mas justamente a esses dá-se um ensino de 5ª categoria com metade a 2/3 das aulas de matemática, física ou química necessárias a um bom aprendizado.Por outro lado, pais -em geral- não estão nem aí -ricos ou pobres- se os filhos estão estudando ou não.Poucos participam das reuniões com pais. Alguns têm a audácia de oferecer suborno a professores para “passarem” os filhos.
    Nos ambientes pobres, crianças são expostas à violência doméstica e exploração do trabalho infantil. E acabam por aí, sem nunca estudar direito,principalmente ciências exatas.Nunca tivemos um ministro da Educação (apesar de alguns mitos) qu realmente entendesse do ofício,mesmo medalhões de universidade.
    Nunca tivemos alguém que saiba dar aulas no duro,no NEC,infestado e desde sempre de picaretas notórios. Por isto,dependemos de tecnologia estrangeira para construirmos nossos aviões e foguetes, nem pensar.,Bato uma aposta que muitos que “lamentam” o atraso do Brasil foram péssimos estudantes.
    A falta de ética começa a ser ensinada nas escolas onde os alunos se acostumam e serem “passados” de forma desonesta.São os futuros corruptos e enganadores do amanhã.
    Desculpe, Salvador, mas fala quem sabe.Abandonei o magistério ao perceber que não era meio de vida,mas meio de morte.
    Por isto, não só o programa espacial e também muitos ramos de tecnologia mecânica mais simples não vão para frente.

    1. Você acha que esse é um problema só do Brasil?
      em todos países desse mundão tem esse problema, só que em paises de primeiro mundo ha uma melhor estrutura, no qual tem melhor condições de nascer algum cientista,
      aqui no brasil temos uma escolinha de futebol a cada esquina
      e olheiros procurando grande talentos,
      e não se iluda com escolas e faculdades que temos por ai publicas ou particulares,
      elas ensinam o que o mercado esta consumindo e não existe consumo para cientistas, professores talvez, Cientistas puro sangue nunca,
      só existe mudanças quando algum Bilionário,que tinha o sonho e ser cientista e escolheu ganhar dinheiro, resolve investir num grande projeto.

      1. Voce esta’ enganado. Existe a procura de valores cientificos no Brasil, so’ que nao por agencias brasileiras. Os melhores sao recrutados pra ir embora. Igualzinho no futebol….

    2. Infelizmente, são características de um povo que não quer nada com nada, por isso é que nunca saímos do subdesenvolvimento. O que esse povo também quer? Quer um Estado assistencialista, quer prioridade em suas distrações (novela, carnaval, futebol, etc..), não tem vontade em querer lutar por um país melhor aos filhos e a todos, não é solidário, não sabe (ou não quer) viver em comunidade, é omisso com suas obrigações e deveres como cidadão e tantas outras péssimas “qualidades” que encheria linhas e mais linhas.

    3. Perfeito sua colocação.
      Se me permite, faço suas as minhas palavras sem omitir ou alterar virgula sequer.
      Assino embaixo.

Comments are closed.