Top Ten do Mensageiro Sideral, 2014

Estamos prestes a completar mais uma volta em torno do Sol a bordo da aconchegante espaçonave Terra. Como sempre, uma boa oportunidade para o já tradicional Top Ten do Mensageiro Sideral, onde relembramos, em ordem crescente de importância, as notícias espaciais mais bombásticas do ano que passou. Tem tristeza, tem alegria, mas acima de tudo tem a obstinação humana em busca de seu lugar no cosmos. Confira.

10- Ronaldo Mourão se junta ao cosmos

O astrônomo Ronaldo Mourão (1935-2014), em 2009, na Universidade Federal de Juiz de Fora (MG)
O astrônomo Ronaldo Mourão (1935-2014), em 2009, na Universidade Federal de Juiz de Fora (MG)

Em 25 de julho de 2014, o Brasil perdeu um de seus maiores divulgadores e popularizadores da ciência. Morreu, aos 79 anos, no Rio de Janeiro, Ronaldo Rogério de Freitas Mourão. O astrônomo influenciou várias gerações de cientistas e amadores, cativando-as com sua prosa charmosa e sua inabalável dedicação à transmissão da “mensagem das estrelas”. A biografia de Mourão nunca foi livre de polêmicas, mas ninguém pode negar sua contribuição à popularização da astronomia no Brasil. Sua ausência certamente será bastante sentida nos próximos anos, que prometem ser os mais empolgantes da história na exploração dos mistérios do Universo.

9- Ensaio para a volta ao espaço profundo

Retorno da cápsula Órion no oceano Pacífico, após histórico voo de teste.
Retorno da cápsula Órion no oceano Pacífico, após histórico voo de teste.

Em 5 de dezembro, com um dia de atraso, aconteceu um lançamento marcante para o futuro do programa espacial americano: pela primeira vez, uma cápsula Órion foi ao espaço. Foram apenas duas voltas ao redor da Terra, e sem tripulação, mas pela primeira vez desde 1972 uma espaçonave destinada a transportar humanos foi além da órbita terrestre baixa. A ideia é que, na próxima década, a Órion sirva como veículo para viagens em torno da Lua e até um asteroide — tudo isso é tido pela Nasa como preparação para o objetivo final, uma missão tripulada a Marte. Com o primeiro lançamento da Órion, os americanos saem na frente. Mas ninguém deve pensar que eles estarão sozinhos nisso.

8- Chineses focados na conquista da Lua

Imagem da sonda chinesa C5-T1. Aquele planetinha ali ao fundo somos nós.
Imagem da sonda chinesa C5-T1. Aquele planetinha ali ao fundo somos nós.

Os chineses a essa altura não escondem mais sua ambição de reprisar todos os grandes sucessos obtidos por americanos e russos durante a corrida espacial, inclusive envolvendo missões tripuladas à Lua. No fim de 2013, eles já causaram espanto global ao conseguir pousar com sucesso um jipe robótico na Lua. E neste ano eles pela primeira vez enviaram uma sonda para contornar a Lua e retornar à Terra em segurança — tecnologia essencial para o futuro envio de astronautas. A essa altura, com seus passos calculados e precisos, os chineses já ameaçam tomar a dianteira na exploração espacial a partir da próxima década. Até mesmo Buzz Aldrin, o segundo homem a pisar na Lua, acha que é preciso que os americanos mudem de atitude e passem a cooperar com os chineses. Os próximos anos prometem ser ainda mais interessantes.

7- Agora foi! CBERS-4 em órbita

Imagem da câmera brasileira WFI, a bordo do CBERS-4, fotografa a Amazônia.
Imagem da câmera brasileira WFI, a bordo do CBERS-4, fotografa a Amazônia.

Depois do fiasco ocorrido no fim de 2013, quando um foguete Longa Marcha-4B fracassou em colocar o satélite sino-brasileiro CBERS-3, brasileiros e chineses aceleraram o desenvolvimento do próximo sátelite da série. A despeito dos riscos envolvidos, o esforço deu certo e, em 7 de dezembro, o CBERS-4 foi colocado em órbita da Terra. Já há acordo para lançar, em três anos, um novo satélite conjunto, CBERS-4A, além de discussões para estender o projeto até o 5 e o 6. Trata-se de um recurso importante para o Brasil, para monitoramento de seu território, além de impulsionar o desenvolvimento de tecnologia espacial de ponta. Congratulações a todos os envolvidos nos dois países. Mas, cá para nós, não podemos viver apenas de CBERS. O sucesso solitário dele só reforça quão pouco avançamos em outros segmentos do nosso programa espacial. Falta ambição, atualidade e vontade política. Pequenas conquistas merecem menção, como o lançamento bem-sucedido do cubesat NanoSatC-Br1 e do foguete suborbital VS-30 com estágio de propulsão líquida. Mas é muito pouco para o Brasil. Estamos tomando um baile da nossa vizinha Argentina. E pensar que, uma dúzia de anos atrás, engenheiros aeroespaciais hermanos manifestavam ao Mensageiro Sideral admiração pelo nosso programa, com participação na Estação Espacial Internacional, um lançador de satélites próprio e diversas espaçonaves em desenvolvimento. Nada disso decolou, e eles deixaram a gente para trás. Construíram seu próprio satélite geoestacionário, enquanto estamos pagando aos europeus meio bilhão de reais para construir o “nosso”. Eles estão prestes a testar seu próprio lançador de satélites, enquanto o nosso VLS segue deixado às traças. E não custa lembrar que fomos expulsos da Estação Espacial Internacional depois que passamos uma década inteira sem entregar uma peça sequer das que prometemos à Nasa. E tem gente que ainda acha que a Petrobras é nosso único problema…

6- SONEAR e os cometas brasileiros

Astrofotógrafo amador Michael Jäger registra o cometa Jacques, descoberto pelo SONEAR.
Astrofotógrafo amador Michael Jäger registra o cometa Jacques, descoberto pelo SONEAR.

Aí tem uns que põem a culpa nos cientistas brasileiros, em vez de enxergar a crise gerencial e política de nossos programas. Para demonstrar que não é esse o caso, nada melhor que lembrar os feitos de um grupo de astrônomos amadores de Minas Gerais. Na pequena cidade de Oliveira, a 150 km de Belo Horizonte, eles conceberam, construíram e operaram durante 2014 um observatório dedicado a descobrir asteroides próximos da Terra. Chamado SONEAR (sigla inglesa para Observatório Austral para Pesquisa de Asteroides Próximos à Terra), ele é um esforço solitário em todo o hemisfério Sul e teve um primeiro ano sensacional. O grupo liderado pelo astrônomo amador Cristóvão Jacques encontrou 11 novos asteroides próximos, dois dos quais potencialmente perigosos (felizmente nenhum deles em rota de colisão), além de outros 10 asteroides no cinturão entre Marte e Júpiter. Isso sem falar em dois cometas — os dois primeiros objetos do tipo descobertos por astrônomos brasileiros usando telescópio brasileiro em solo brasileiro. E quanto isso tudo custou aos cofres públicos? Nada. O investimento foi todo feito pelos próprios astrônomos, num esforço para desbravar o desconhecido, proteger nosso planeta e elevar o nome do Brasil no cenário internacional. Por que iniciativas como essa, feitas com dinheiro privado e muito suor por parte dos envolvidos, dão tão certo, enquanto esforços públicos parecem ser um ralo de dinheiro sem fim, onde quase nada é realizado? Essa questão fica como lição de casa para o leitor.

5- Hawking, Hawking e mais Hawking

Stephen Hawking arrepiou em 2014, com afirmações chocantes.
Stephen Hawking arrepiou em 2014, com afirmações chocantes.

Em janeiro, ele disse que buracos negros não existiam. Em setembro, afirmou que a manipulação do bóson de Higgs, descoberto em 2012 no acelerador de partículas LHC, podia ocasionar a destruição do Universo. E, em dezembro, ele disse que o desenvolvimento iminente de máquinas inteligentes é a maior ameaça existencial à civilização. Quem afinal é o marqueteiro do físico britânico Stephen Hawking, João Santana? Das três estocadas que ele deu neste ano, a mais controversa, por incrível que pareça, é a dos buracos negros. Muitos cientistas não estão convencidos de sua afirmação, apresentada sem cálculos que a justificassem adequadamente. Já seus alertas sobre o bóson e sobre a inteligência artificial fazem parte de um consenso científico, mas ganham um realce todo especial quando apresentados pelo cientista mais famoso do mundo. E, ao que tudo indica, Hawking não pretende abdicar do posto em 2015. Ele também já declarou que gostaria de viver um vilão de James Bond no cinema. Gênio da física e da publicidade.

4- Indianos em Marte, e a caça aos marcianos

Concepção artística da MOM, primeira missão indiana a Marte.
Concepção artística da MOM, primeira missão indiana a Marte.

Em 23 de setembro, após uma longa viagem interplanetária, a sonda indiana MOM (sigla para Mars Orbiter Mission) conseguiu entrar em órbita de Marte. Pela primeira vez uma nação solitária conseguiu ter sucesso numa missão orbital marciana em sua primeira tentativa. (A ESA acertou de primeira com sua Mars Express, mas representava um consórcio de países europeus.) Entre os objetivos da MOM está a detecção de metano na atmosfera marciana, gás que pode estar associado a atividade biológica no planeta vermelho. Diversas sondas orbitais anteriores haviam detectado metano no rarefeito ar marciano, mas o grande avanço em 2014 foi feito pelo jipe Curiosity, da Nasa. Em dezembro, cientistas ligados à agência espacial americana anunciaram a confirmação da detecção do gás, emitido de uma fonte próxima ao local do veículo. Resta saber se ele é produzido por micróbios ou por atividade geológica. De toda forma, está aberta a temporada de caça aos marcianos.

3- Dores de crescimento no espaço

Imagem da VSS Enterprise em voo-teste. Acidente despedaçou o veículo.
Imagem da VSS Enterprise em voo-teste. Acidente despedaçou o veículo.

A tendência de aumento da participação da iniciativa privada na conquista espacial segue em alta, mas dois acidentes ocorridos em 2014 nos ensinam que as coisas não serão tão fáceis quanto supunham os mais otimistas. Em 28 de outubro, um cargueiro Cygnus, destinado a levar suprimentos à Estação Espacial Internacional, explodiu pouco depois do lançamento, por falha do foguete que o transportava, o Antares. Três dias depois, uma falha com o veículo suborbital VSS Enterprise levou à morte de um dos dois pilotos e provocou uma crise para a empresa Virgin Galactic, que pretendia usar a nave para promover voos turísticos ao espaço a partir de 2015. É um lembrete importante de como, mesmo depois de mais de meio século, a tecnologia para missões espaciais ainda é delicada e perigosa. Os acidentes também colocam em xeque a viabilidade do plano impulsionado pelo presidente Barack Obama de usar empresas privadas para fornecer serviços de transporte de cargas e tripulações à órbita terrestre baixa para a Nasa. O Mensageiro Sideral acredita que essas sejam inevitáveis dores de crescimento e ainda guarda enorme entusiasmo pela estratégia. Vai funcionar. É só dar tempo ao tempo.

2- A era dos planetas habitáveis

Concepção artística do planeta Kepler-186f: mesmo tamanho da Terra e capaz de abrigar água em estado líquido
Concepção artística do planeta Kepler-186f: mesmo tamanho da Terra e capaz de abrigar água em estado líquido

Descobertas entusiasmantes foram feitas em 2014, inaugurando uma nova era na pesquisa de exoplanetas. Em abril, usando dados do telescópio espacial Kepler, astrônomos americanos descobriram um planeta em torno de uma estrela anã vermelha que tem praticamente o mesmo tamanho da Terra. Além disso, ele está na região certa de seu sistema planetário para a preservação de água em estado líquido, condição essencial à vida. O único senão é que o Kepler-186f, como ficou conhecido, está um pouco distante para futuras investigações mais detalhadas: cerca de 490 anos-luz de distância. Mas ele decerto não é incomum. Em agosto, outro grupo de astrônomos descobriu um mundo potencialmente rochoso e habitável, como a Terra, em torno de uma estrela muito velha, com quase 12 bilhões de anos. O planeta Kapteyn b pode portanto ter abrigado vida muito antes que nosso mundo sequer existisse! E ele está a apenas 13 anos-luz daqui. Nos próximos anos, muitos planetas como esses serão descobertos e os astrônomos terão condições de investigar a composição atmosférica desses orbes celestes. Talvez daí saia a constatação de que, afinal, não estamos mesmo sozinhos no Universo.

1- O primeiro pouso num cometa

Imagem mostra um dos pés do Philae, na superfície do cometa.
Imagem mostra um dos pés do Philae, na superfície do cometa.

Não há como negar que o evento mais espetacular de 2014 foi o primeiro pouso feito por um artefato humano num cometa. O sucesso obtido pela ESA (Agência Espacial Europeia) com a missão Rosetta é um daqueles momentos em que não há como não se entusiasmar com a capacidade de realização humana. É nessas horas que, pelo menos por um instante ou dois, ousamos acreditar que não há desafio que não possamos conquistar e que nosso destino como espécie é mais brilhante do que sugerem os pessimistas apocalípticos. Isso sem falar na ciência. A descida do módulo de pouso Philae ao cometa Churyumov-Gerasimenko já encantou o mundo, mas ainda promete render muitos anos de trabalho aos pesquisadores. E pode se preparar que em 2015 deve ter mais: os técnicos e engenheiros da ESA estão confiantes de que, a partir de fevereiro, o Philae recarregará suas baterias e voltará a transmitir informações diretamente da superfície do astro. O show ainda não acabou.

NA TV: Neste sábado (27), na GloboNews, o Mensageiro Sideral faz em vídeo sua retrospectiva dos principais eventos que marcaram a exploração espacial em 2014, abordando o pouso do Philae, a descoberta de planetas similares à Terra e os acidentes dos foguetes comerciais americanos. Não perca, sábado, a partir das 22h, no Jornal das Dez da GloboNews!

Acompanhe o Mensageiro Sideral no Facebook e no Twitter

Comentários

  1. Sobre Hawkins e a inutilidade dos aceleradores de partículas (que deu o fim a essa corrida acelerada entre EUA e URSS, em meados de 1970), repasso um trecho de uma matéria da New Scientist desse mês:

    Gravity’s secret: How relativity meets quantum physics

    Some neat tricks with gravity could finally probe how it affects the quantum realm and allow us to devise a theory of everything, says Michael Brooks

    THE quantum realm has always seemed worlds apart from general relativity, Einstein’s theory of gravity. One rules at the atomic scale and smaller; the other reigns supreme across the cosmos. This is one reason why physicists are wrestling in their efforts to meld quantum theory and relativity into a theory of everything that shows how the universe works at a fundamental level.

    So far, all the attention has focused on schemes that come into play under the high-energy conditions that existed just after the big bang. The trouble is, experimenting with such theories is incredibly difficult. “The tests for it are way off,” says Roger Penrose at the University of Oxford. “You have to build an accelerator the size of the solar system …

    O último parágrafo explica porquê.

  2. *off topic

    Feliz 2015, Salvador!
    Espero ler todos os seus posts nesse ano! Logo, lhe desejo um ano com muito trabalho para criar muitos posts! hehe

    Gostaria de lhe dar uma sugestão para um post ou, se preferir, pode me responder por email: Um Top10 dos livros que você mais aprecia (relacionados a ciência).

    Obrigado!

  3. Olá, Salvador

    Gostaria de saber sua opinião sobre a aplicação do “entrelaçamento quântico” na criptografia via satélite de informações sigilosas. Parece-me que, devido ao enorme interesse das potências financeiras e políticas nesse assunto, devemos ver nos próximos anos um aumento nos investimentos em áreas como computação quântica, astrofísica, astronomia…ou não? Alguma previsão?

    Abraços e parabéns pelo ótimo trabalho.

    1. …ou mais especificamente: devem existir pesquisas visando desenvolver, por exemplo, comunicadores quânticos para transmissão instantânea de dados provenientes de sondas, naves etc.

      Devem haver boas novidades. Afinal, os mais “empolgados” já apontam o entrelaçamento como pedra base do futuro teletransporte intergaláctico…

    2. Acho que criptografia quântica é um ramo muito promissor e efervescente. E devemos ver sim aplicações importantes nos próximos anos. Abraço!

  4. Salva, um pouco off topic aqui…

    vc nao achou meio forçação de barra a forma de vida no filme Europe Report?

    1. Fabio, eu gostei bastante de Europa Report, apesar de ter várias forçadas de barra (a própria justificativa para a missão tripulada é mambembe). Acho que é improvável a existência de animais em Europa, mas a verdade é que não sabemos o bastante para descartar por completo a possibilidade. No meu livro “Extraterrestres” comento um pouco o potencial de Europa, e o limite provavelmente ficaria em vida unicelular por falta de nutrientes. Mas, como eu disse, temos um conhecimento ainda muito escasso do satélite e menor ainda do seu oceano interno (para não falar no nosso pouco conhecimento dos processos que levam à vida multicelular), por isso não há como afirmar ou descartar nada.

  5. Bom dia Salvador Nogueira!

    Acessando ao blog para desejar a você e todos que acompanham suas matérias um Feliz Ano Novo! Ainda que seja uma utopia.

  6. Salvador, por favor, poderia me esclarecer uma dúvida? Sabe-se hoje em dia a localização exata do Sistema Solar na Via Láctea, ou seja, quantos braços há além do nosso no sentido do núcleo e no sentido externo?

    1. Sabemos nossa localização razoável com relação ao centro da galáxia, mas a configuração dos braços ainda é vaga. O satélite Gaia vai ajudar bastante nesse sentido.

  7. Opa Salva

    ritmo frenético aqui rs

    já saiu alguma novidade a respeito da confirmação no começo do ano da explosão violenta do universo? e o projeto com participação do brazuca pra fazer um censo da via láctea, acho que fica aqui sugestão pra futuro posts 🙂

    1. Não, parece que a confirmação da inflação subiu no telhado. E quanto ao satélite Gaia, aguardo ansioso por resultados… 😉

        1. Pois é. Desconfio que se referia a quem encheu a cara no 24, 25, 31 e 1o. Juntando os dois dias de ressaca pós-natal e ano novo, seis dias de escuridão. 😉

  8. Salvador

    Você conhece algum projeto com a finalidade de juntar todo conhecimento humano em um só lugar pra consulta, fora a Wikipédia? Do tipo que seria juntado pra uma base lunar no caso de uma catástrofe na Terra. Endossa algum?

  9. É nesta época do ano que todos os seres humanos se confraternizam no melhor estilo Cristão de ser. Sem dúvida, esta é a maior demonstração da maravilhosa influência do Cristianismo em nossa sociedade, a prova cabal de que Cristo está vivo entre nós e de que seus ensinamentos são cada vez mais necessários numa Humanidade cada vez mais desumana.

    Um abraço cordial a todos os colegas do blog (ateus inclusive) e um abraço especial ao Salvador Nogueira.

    P.S.: Mas isso não me impedirá de continuar com a minha mensagem desmistificadora. Jamais deixarei de denunciar os absurdos da pseudociência que tenta mostrar a existência de extraterrestres…

    “Pois a verdade é que Deus fala, ora de um modo, ora de outro, mesmo que o homem não o perceba.”

    (Jó 33:14)

    1. Apolinário, agradeço e retribuo os votos de um ótimo 2015 para você e os seus! Logo mais, após as festas, retomamos nossos debates! 🙂

    2. Eu gostaria de em vez de deixar cumprimentos de natal, ano novo etc um grande viva à Sopa Primordial, sem a qual jamais estaríamos aqui.

      [b]Quero também deixar minha indignação com o EU, sempre venerando o monstro do espaguete voador, monstrengo esse que jamais faria um trabalho tão belo.[/b]

      Ah, um belo design por sinal, um baita soco no nosso estômago dado pelo Criador das leis naturais do Universo pra deixarmos de sermos tão arrogantes…

      Um grande viva à primeira Bactéria!

    1. Fábio,

      As distâncias astronômicas são tão grandes que a triangulação não serve para nada.

      Se os neutrinos são mais rápidos que a luz, poderemos medir a distância exata da explosão de uma supernova através da diferença de tempo entre a chegada dos fótons e dos neutrinos.

      Atualmente utiliza-se a intensidade de brilho das supernovas para avaliar a distância delas em relação à Terra.

      Medida “meia-boca” não é mesmo?

      Que a Teoria da Relatividade vá às favas!

      A astronomia poderá entrar numa nova era!

    1. Ei, não me despache tão cedo. Mas nessa época não dá pra ficar postando loucamente, né? Boas festas!

      1. Culpa toda sua por postar tanta coisa interessante, daí a gente acaba ficando na expectativa de sempre dar uma passadinha no Mensageira Sideral pra saber se já postou algo novo

        Eu mesmo já tô quase terminando de ler todos os posts desde o início, falta pouco rs

        Nesses últimos posts tenho sentido falta do amigo Cícero e suas postagens sobre as nuvens serem milagres divinos, desafiando a gravidade, da arca de Noé e como ela proporcionava um ambiente favorável à hibernação dos bichos, que será que aconteceu com ele? 🙂

      2. Prezado Salvador, será que as pessoas sabem o que se comemora no ano novo?

        Seria interessante você falar sobre o verdadeiro motivo do ano novo que é mais uma volta em torno de nossa estrela!

        Fica a sugestão e Boas Festas!!

  10. Parabéns Salvador e obrigado pela divulgação e carinho ao nosso Observatório SONEAR.

  11. boas festas para todos e que os falsos deuses caiam para nunca mais voltar, assim como a pseudo-ciência (como os alienígenas do passado, Nubiruta, Teoria do Design NÃO-Inteligente e outras macacadas).

    parabéns Salvador pelo blog !!!

    1. o homem não precisa de um ou vários deuses, prova disso é que os deuses Gregos, Egípcios, Nódicos, Romanos etc, TODOS caíram sucessivamente, além de vários outros que só deixaram alguns poucos vestígios.

      portanto, deus algum existe, o que falta é vergonha na cara da nossa sociedade que teima em viver na idade das cavernas com toda a arrogância, ganância e brutalidade.

      que tudo isso mude, para melhor.

      1. Sequestro, assalto, roubo, assassinato, corrupção, violência.. estes são os problemas da sociedade. A fé em Deus não.

        1. a fé é um problema da sociedade, principalmente a fé em nada, fé em um deus ou deuses inexistentes. Não se esqueça de que os problemas elencados acima são também fruto da imagem que se tem da “salvação”, quando a pessoa vai até a igreja e lá está salva dos pecados, faz uma prece e tudo de errado “some”.

          é muito comum ver o quão nervoso fica aqueles que seguem deuses quando se afirma a não existência de deus algum. Outros deuses já caíram no esquecimento das pessoas e nem por isso suas vidas chegou a piorar, ao contrário, novos horizontes se abriram.

          a fé que tem medo do conhecimento deve ser banida, assim como Deus o MENTIROSO que “salva” dos pecados para se PECAR MAIS em seguida. Então, se você tem fé em Deus MENTIROSO, ele não pune você, mas vai punir quem NÃO ACREDITA nele, mesmo sendo boa pessoa e honesta? É essa a lógica da MENTIRA.

          cansei de ver ódio na feição de quem acredita nesse Deus DESGRAÇADO quando alguém fala que não crê nessa porcaria nojenta. Mas qual o motivo do ódio? Deus DESGRAÇADO não prega o amor? Se ele enche seu coração de ódio, é outra porcaria que está em você, sua cobiça, ganância e crença na podridão, por isso e muito mais sou contra a crença em deuses que somente ajudaram a tornar a sociedade cheia de ódio e sedenta por crimes.

          isso você que crê nem vai se tocar: quem crê nesses deuses de mentira deveriam ter vergonha e passar a combater mais duramente as falhas da sociedade, em achar que é bom causar o mal para o próximo e fazer cara de inocente “salvo” ignorando a DOR e o SOFRIMENTO da VÍTIMA. Quando alguém morre, por exemplo, não há volta e nem paraíso.

          também não acho graça em deuses que não suportam uma ou duas perguntas básicas e ainda prega a DITADURA da crença na cabeça desmiolada de gente arrogante. Tudo isso, enfim, é a falta de AMOR AO PRÓXIMO, de pensar “ele pode ter razão” e “por que eu que creio deveria me zangar com alguém que chamou a Deus de DESGRAÇADO? Se o perdão é a peça chave de tudo e o AMOR AO PRÓXIMO o legado dos deuses?”

  12. Mais uma pergunta…

    se o vento solar vai pros polos do nosso planeta, criando os efeitos da aurora boreal, seria mais perigoso morar nesses lugares? imagino que alguma coisa deve escapar e chegar até a superfície? E fora deles nada chega?

  13. Feliz 2015 para todos! Ainda mais porque teremos sondas tirando fotos de Ceres e de Plutão, fora outros acontecimentos importantes para a Astronomia que virão no próximo ano.

  14. Agora sim! Aldo Rebelo vem aí, gente!!! Que alegria. Finalmente o Ministério da Ciência e Tecnologia terá um prócer do conhecimento à sua frente. (tudo isso foi ironia, claro).
    Com ele, tenho certeza que o “apagão” da seleção do Felipão será uma lembrança a ser recordada com alegria, pois esse incompetente ainda vai mergulhar o país até a vanguarda do atraso! Estaremos pau-a-pau com a Coreia do Norte.
    Gostaria até de ouvir as justificativas dos que votaram na Dilma para presidente. E agora? Vão perguntar a ela como pretende impulsionar o avanço da ciência e tecnologia no Brasil?
    No amargo trago desta decepcionante notícia o fel envenenado que desce pela garganta me leva a tentação de pensar que é isso mesmo que merecemos.

      1. Pior, é a politização partidária da Ciência e Tecnologia… Quanto eles vão querer de propina para investir num foguete, financiar um projeto de pesquisa?

    1. “Estaremos pau-a-pau com a Coreia do Norte????????????” Nem a pau Lucifer. Não se esqueça que eles possuem foguetinhos de causar inveja ao INPE. Seria melhor comparar ao Haiti.

  15. Salvador, valeu por antecipar o briefing da retrospectiva que irá ao ar no próximo sábado. Se os meninos deixarem, vou assistir. Feliz natal com um 2015 repleto de realizações científicas para que você possa nos repassar em tempo real as novas informações das composições e comportamentos do cosmos. Abraço.

    1. Ou ele não existe ou é um sádico que se diverte com as tragédias terrestres. Acho mais plausível a primeira opção.

      1. Note que não penso que seja necessariamente um Deus do tipo Cristão, pode ser o monstro do espaguete voador, um anão que cheirou e ficou bem doidão criando esse universo, uma flutuação quântica no nada?!… e a lista vai 🙂

  16. Salvador, muito obrigado pelos posts. Com você, a Astronomia, além de interessante, torna-se acessível à pessoas como eu, do público leigo no assunto.

    Feliz Natal e Próspero Ano Novo!!!

  17. AO MENSAGEIRO SIDERAL

    AQUELAS PEDRAS INCAS COM DESENHOS DE UFOS SÃO REAIS.

    E VERDADEIRA A NOTICIA QUE A NASA FOTOGRAFOU UM CAMELO EM MARTE( OU SEJA NO DESERTO DO SAARA) E OUTRA FOTO DO SAARA COMO SE FOSSE DE MARTE.

  18. Grande Salvador, felicidades e muita saúde. Que continue nos brindando com informações sobre este fantástico mundo novo que se abre a nós, terráqueos solitários. Solitários?

    1. *Sorry, o Baumgartner foi em 2012. Neste ano foi a quebra do recorde dele pelo salto do Alan Eustace 🙂

  19. FELIZ NATAL E UM ANO NOVO REPLETO DE GRANDES NOVIDADES COSMOLÓGICAS.
    PS.: DEI SEU LIVRO DE NATAL PARA MEU SOGRO. ELE ESTÁ DELIRANDO. GRANDE ABRAÇO.

  20. Excelente retrospectiva, Salvador!

    Estou quase certo que você já pensou numa lista do que virá em 2015 encabeçada pela New Horizons! 2015 será o Ano de Plutão! 🙂

    Quais são os planos brasileiros para 2015? Será que teremos algo?

    Boas festas para você Salvador e aos amigos e “inimigos” religiosos que aqui comentam, e suas famílias. Que 2015 seja um ano próspero e feliz para todos, com muitas novidades espaciais! 🙂

  21. Salvador, seu texto, como sempre, é excelente. E seus comentários sobre nosso (des)governo também. Nossa ciência espacia,l foi trocada com a China, na promessa de que nosso politiqueiro mor se tornasse – imperador da ONU. Mas os chineses……..!!!!

  22. Curioso que só foi o PT chegar ao poder, para o nosso programa espacial virar uma piada internacional.
    Nem o nosso primeiro astronauta é motivo de orgulho, pois foi ao espaço como um turista, bancado a dinheiro ao invés de acordo entre agências espaciais.
    E pode esperar por mais 4 anos de desempenho pífio. Que é o tempo que ainda teremos que aturar esse governo incompetente no poder.

    1. Governinho fraco, incompetente e corrupto, é isso aí. O PT afunda o país, os Estados e as prefeituras que governa…

    2. nossa sociedade não vê problemas na corrupção, o inconveniente é que o povo quer fazer parte do conluio e nem sempre consegue. Ou seja, nossos políticos são o reflexo do povo.

  23. Parabéns, mais uma vez, Salvador Nogueira, por divulgar ciência e faze-la ainda mais interessante. Aproveito para lhe desejar um feliz Natal e um ano novo que promete como a N. Horizons e a Dawn (além de Marte e quem sabe um planeta do tamanho da Terra na Zona Habitável de uma G2 com 5 bilhões de anos… rsrsrs). Pedir contato pelo SETI já é querer demais… rsrsrs. Mas esperança é a última que morre. Vamos torcer! Tudo de bom!

  24. Excelente seletiva de tópicos, Salvador. Tudo é interessante. Como fui um dos que acompanhou e ouviu pelo jornal e rádio a chegada á Lua, estou na expectativa de rever toda esta aventura. com os chineses. Projeto Orion também promete. Torcendo também pelo nosso desenvolvimento neste setor. Parabéns pelo blog.

    1. Fotos e dados obtidos não bastam para você? Visite um museu de tecnologia e poderá ver. Os melhores são os da NASA na Florida ( a 90 minutos de carro de Orlando), o museu em Houston, Texas, o Smithsonian em Washington e o de Nova York. Também têm na Europa e provavelmente na Rússia, Índia e China.

      1. Salvador, temos no Brasil algum museu de tecnologia e ciência que mostre uma pedra lunar, meteoritos, foguetes e satélites?

        1. Valeu, Salvador, vou visitar esse museu assim que tiver uma oportunidade!

          Melhor algo modesto do que nada! 🙂

  25. Grande artigo, Salvador.

    Que 2015 mantenha o ritmo exponencial do desenvolvimento científico e tecnológico, aproximando-nos do próximo grande passo da humanidade rumo às estrelas!

    E que o Mensageiro Sideral continue mostrando ao povo brasileiro os caminhos certos e errados, para que possamos juntos fazer as escolhas apropriadas que possam um dia colocar o Brasil no lugar que poderia (poderá?) ser nosso, pelos nossos próprios méritos — basta que os políticos e corruptores não atrapalhem tanto…

    Grande abraço,
    GL

  26. concordo …o pouso da philae no cometa foi o evento mais espetacular , pena que o desdobramento da missão tenha ficado comprometido muito provavelmente pelo local de pouso pouco iluminado pelo astro rei . De qquer forma o evento em si foi espetacular e quem sabe ainda a philae nos traga no proximo meio do ano que vem novidades . Bom ano a todos os leitores e especial ao nosso jornalista cientifico .

  27. Será que vai ter mais utilidades o homem ir pra lua de novo depois de ter ido várias vezes no passado e perdido o interesse?

    1. É meio como se perguntar por que continuamos indo à Antártida. Com certeza ainda há muito que fazer na Lua.

      1. Sem contar que agora estamos com tecnologias computacionais e de imagens muito mais sofisticadas. Certamente e assim espero, teremos belas imagens de uma nova viagem e um novo pouso.

        1. Concordo quanto às imagens. Porém quanto ao “poder computacional”, se eu te falar que a Órion (que foi lançada na semana retrasada) tem uma CPU single core datada de 2002, o que você diria sobre isso?

          😉

          1. Meu notebook com processador Pentium III ainda funciona que é uma beleza até dá pra acessar a internet com uma distro linux enxuta e ainda tenho o luxo de ter as últimas atualizações.
            Acho que esse da Órion tem muito potencial 🙂

          2. Pois é. Para naves espaciais, não é preciso muito. Confiabilidade é muito mais importante do que velocidade ou porrilhões de núcleos.

        2. Já até imagino os conspiracionistas dizendo ser tudo montagem, agora com tanta tecnologia vai ser café com leite criar viagens pra lua! Se já fizeram isso em 69, imagina no século XXI!

    2. não é perda de interesse, é dificuldade tecnológica para explorar. Ir até lá já é possível até para a china e índia.

      a próxima etapa seria o uso de drones e não de pessoas na lua, isso porque é mais seguro colocar um sistema teleguiado e a lua tem ainda uma distância que permite uma resposta relativamente rápida com perda de 1 segundo.

      no caso do brasil, prefiro não comentar.

Comments are closed.